1. Spirit Fanfics >
  2. Fodidamente apaixonado >
  3. Maya está de volta.

História Fodidamente apaixonado - Capítulo 86


Escrita por:


Notas do Autor


O título já diz tudo né???

Hj tem treta, hj tem treeeeeeeta.

Boa leitura minhas amadas.

Capítulo 86 - Maya está de volta.


Fanfic / Fanfiction Fodidamente apaixonado - Capítulo 86 - Maya está de volta.

Maya está de volta


 Povs May


Senti uma luz muito forte atingir meus olhos, então no impulso, abri e me assustei. 


Nossa, estava tudo tão claro. Olhei em volta do local e não reconheci nada, a casa do Tim não era desse jeito... Ou será que eu estava em um cômodo diferente da casa dele? 


Bem... A última coisa que eu lembro, era que escorreguei no tapete, depois não lembro de mais nada. 


Tinha umas coisas estranhas em mim... E espera... EU ESTOU DE FRAUDA? E EM UMA MACA?  


- Ai meu Deus do céu! - Me levantei daquela maca e retirei todas aquelas coisas que estavam me furando. 


Também estava com uma roupa de hospital horrorosa, parecia um vestido. 


- Que lugar é esse? 


***


Depois do trabalho com as meninas, Tim foi para seu quarto. Precisava de um descanso, esfriar a cabeça e relaxar um pouco por mais que fosse difícil. 


O mesmo retirou as roupas e adentrou o chuveiro que estava na água quente. Tim esperava de todo o coração que aquele esforço que estáva fazendo com as meninas desse certo. May dependia disso e Tim dependia de May. Sua vida sem ela era vazia... Nada tinha sentido, não tinha mais alguém para chamar ele de maldito, horroroso e no mesmo tempo, que transasse com ele por horas. Não tinha mais aquela mulher mal criada que ficava boquejando com ele, que brigava toda hora e que o fazia ferver de ódio. 


Tim tinha que acha-la a qualquer custo. Não importava o que ele tivesse que fazer, iria encontrar ela mesmo que ela estivesse no inferno. 


***


- Velha Bergen continua como sempre. - Bella dizia dentro do carro de Kyrre. 


- Alguém tem que manter esse lugar. - Kyrre se gaba. 


- Se acha não. - Bella diz arqueando as sombrancelhas. - Mais Kyrre... 


- Fala. 


- Aquela garota que a gente tá procurando... O que ela tem com o Avicii? - Bella pergunta algo que estava a corroendo. - Não acho que ela seja só filha do deputado, o chefe nunca fica assim. E eu li sites de fofoca que diziam que ela e o chefe tinham algo... Procede?


- Claro que procede. Ela nunca foi só protegida do Avicii. - Kyrre esclarece. - A Mayer é a vadia dele do momento. Na verdade, não é nem vadia, é mulher mesmo. 


- Nossa... - Bella diz surpresa. - Bem que eu notei, ele estáva muito estressado com tudo isso. 


 - O Avicii não quer assumir, mais tenho certeza que ele é mais que apaixonado por essa barraqueira do caralho. Você não sabe as coisas que ele fez por causa dela. - Kyrre diz. - Ele é alucinado por essa garota desde quando a gente era novo. 


- E pelo jeito, você não gosta dela. 


- Não suporto. Do mesmo jeito que o Avicii não gosta da Angel. 


- Vixi. - Bella responde. - Mais me conta tudo?


***


Povs May


Estava andando para lá e para cá no lugar onde estava. Aquela maldita frauda estava me incomodando muito. 


Quando estáva indo bater na porta, ela se abriu e eu me deparei com o Sonny. Rapidamente corri, da última vez que vi ele, ele me bateu e me levou para aquele lugar horrível. 


- Maya... - Ele diz num tom estranho. Parecia que não me via à anos. 


- Que lugar é esse? - Pergunto fitando os olhos dele. - Cadê o Tim? 


- Tim? - Sonny faz uma cara de indignação  para mim. - Então você acorda de um maldito coma e a primeira coisa que você diz é Tim? 


Como assim coma?   Do que ele estáva Falando? 


- É isso mesmo, cadê ele? O que aconteceu? E como assim coma? - Pergunto não entendendo absolutamente nada.


- Você não lembra? - Sonny responde algo óbvio. Claro que se eu soubesse, não estáva perguntando. 


- Não. A única coisa que eu lembro, é que você me bateu e me levou para aquele lugar horroroso, onde quase mataram o Tim, o nojento do Kyrre e eu. - Digo. 


- Maya, não foi a minha intenção. - Sonny tenta se defender. Haha, mais é um cara de pau mesmo. 


- De tanto que você falou do Tim, agora você se transformou em algo pior do que ele. - Digo fazendo uma cara de nojo. Sonny parecia triste. 


- May, eu... - O Interrompi. 


- Mais nada. Eu NUNCA pensei que você fosse fazer isso, Sonny. Eu gostava tanto de você... Tanto. 


- Mais não me ama. - Ele tenta chegar perto mais me afasto. - Você NUNCA me amou, por mais que eu tentasse, por mais que eu te protegesse e te tratasse como o centro do mundo, é só pra ele que você tem olhos. O maldito Bergling que te tratava com um lixo, que bateu em você e fez inferno da sua vida. Foi por esse cara que você se apaixonou. 


Andei mais para trás e acabei encostando na parede. Aquilo já estava me dando medo. 


- Você me obrigou a fazer aquilo Maya... Poxa, eu daria a minha vida por você e você não me dá uma chance. Deixa eu cuidar de você? - Sonny diz encostado em mim. - Me perdoa por ter feito aquilo, May? 


Eu juro que queria dar uma chance pra ele e perdoar tudo... Perdoei coisa pior que o Tim fez pra mim acreditando que ele pudesse mudar um dia. Por mais que Sonny tivesse me batido aquele dia, ele nunca fez nada contra mim, sempre me protegeu da ira do Tim. Só que não era por ele que o meu coração batia, não era por ele que eu suspirava... Não era por ele que eu esquentava, ele não tinha a vós do Tim, ele não tinha a boca perfeita e o sorriso lindo que o Tim tinha, ele também não tinha os olhos azuis e os cabelos loiros com o boné branco idiota virado para trás. Sonny não era o Tim e não chegava nem perto de ser... 


E por mais que Tim fosse egocêntrico, rancoroso, hipócrita, cachorro, idiota, mal criado, Mal educado, ridículo, INSUPORTÁVEL e maldito... Eu amo ele, eu sou apaixonada por ele e não posso ficar com ninguém enquanto esse sentimento continuar no meu peito. 


- Sonny... - Digo olhando nos olhos dele. - Me desculpe, eu não posso. 


- Sempre assim, sempre assim. - Ele diz se virando de costas e bravo. - O engraçado é que se fosse o Timoth falando isso, você já tinha pegado o primeiro vôo para a Suécia. 


- Vai jogar na minha cara? Por que se você quer escutar mesmo, eu falo. - Ameaço. Mais era verdade mesmo, fazer o que? 


- May, eu não quero ficar brigado com você. - Sonny diz olhando em meus olhos. - Vamos fazer as pazes? 


- Não, Sonny. Eu preciso ir embora daqui. A senhora Thay precisa de mim. - Digo tentando o convencê-lo. 


Mais também não faço a menor idéia de quanto tempo passou. Tim estava muito bravo quando... Quando chegou gritando e... E o que? O que aconteceu? Eu não me lembro de mais nada depois disso. E isso que é estranho.


- Você tá bem? - Sonny pergunta me tirando do transe. 


- Eu... - Me sinto tonta. - Sonny, eu estou zonza. 


- Calma. - Ele corre até mim e me segura. - Senta aqui, eu vou chamar o médico. 


Ele me deixou sentada na maca e correu para o lado de fora do quarto. 


- Ai meu Deus... O que está acontecendo comigo? 


***


- Ele fez tudo isso? - Isabella Pergunta não acreditando. - É sério que estamos falando do mesmo Tim Bergling, vulgo Avicii que conhecemos? 


- É. - Kyrre responde. 


- Então o Sonny talaricou o Tim, e o Tim sumiu com ele? 


- Isso aí. - Kyrre diz se sentando na poutrona de seu escritório. 


- Então só pode ter sido ele quem sequestrou a filha do Mayer. - Bella diz esclarecendo as coisa. 


- Não foi. - Kyrre descorda. - Quando aconteceu aquela parada com Angel no leilão aqui ma Noruega, o Skrillex sumiu com a Mayer, depois o Avicii achou ele e o prendeu. - Kyrre fala. - Depois disso, ele sumiu. 


- Então, Kygo. Se ele sumiu, quer dizer que ele está solto por aí. Se ele gosta mesmo da Mayer, provavelmente fez de tudo pra levar ela com ele. - Bella encaixa as peças. 


- É que você e as meninas vieram depois que a Mayer foi embora. Mais a treta do Skrillex com o Avicii por ela é desde quando ela nasceu. - Kyrre retira um charuto da gaveta e acende. 


- Kygo, foi ele. Eu tenho certeza. - Bella diz decidida. 


- Como que ele entrou na Suécia sem que o Avicii soubesse? Você SABE que não que não tem como.


- Por isso que eu disse que quem sequestrou ela foi de lá de dentro. O Skrillex cresceu com vocês, aposto que quase ninguém sabe da treta entre ele e o Avicii. 


- Os capangas do Avicii sabem sim. - Kyrre diz tragando o charuto. - Isabella, deixa isso pra lá, amanhã você e o Avicii se resolvem. 


O mesmo se levanta. 


- Mais Kyrre... - Bella tenta  convencê-lo. 


- Mais nada. Eu vou sair, você vai ou quer ficar aqui? - Kyrre pergunta colocando sua digital na gaveta onde ficava o controle de um de seus carros.


- Eu vou com você. - Bella também se levanta e Kyrre sai. 


Quando os dois estávam chegando na porta principal, Bella fita o quadro enorme que estava pendurado. 


- Nossa. - A mesma diz admirando a obra. 


- Gostou? - Kyrre diz se gabando mais uma vez. 


- É muito bonito, o vestido. 


- Foi eu quem mandou fazer, mais foi desenho dela. - Kyrre diz também fitando o quadro.  - Ele está guardado, Angel odiou. 


- Mais como ela pôde odiar uma coisa tão linda como essa? Ficou perfeito nela. - Bella diz não entendendo. 


- Ela odiou ter que usá-lo para se casar comigo. E a foto é falsa, eu mandei fazer. - Kyrre revela. 


- Ué? Mais por que? - Bella tira os olhos do quadro e presta a atenção em Kyrre. 


- Quando a cerimônia acabou, fomos para a festa, cumprimentamos alguns convidados e estava tudo bem. Mais aí o Avicii começou a fazer escândalo com o Mayer e eu fui ver o que estava acontecendo, deixei ela sozinha por um minuto e Angel aproveitou para escapar da festa e de mim. 


Bella escutava com atenção. 


- Quando eu achei ela, fomos embora, eu fiquei puto da vida e não quis ficar na festa. Então não deu tempo de tirar foto nenhuma. - Kyrre retira o charuto da boca e apaga. 


- Nossa, Kyrre. - A mesma sente pena. 


- Mais é passado. Vamos logo. - O mesmo sai andando. 


- Onde você vai? - A vós de Yara adentra a audição do loiro. 


***


- Então eu fiquei todo esse tempo em coma? - Pergunto aínda sentada na maca. 


O médico que o Sonny trouxe para me examinar me contou umas coisas estranhas... Disse que eu bati a cabeça muito forte e fiquei quase três meses apagada. Mais eu me lembro como se fosse ontem. Eu tropecei e bati a cabeça. O que eu não faço ideia, é do que aconteceu para mim tropeçar. 


- Sim, mais agora a senhorita está bem. Só vou lhe indicar alguns remédios, mais a tontura vai ser constante. - Ele diz escrevendo algumas coisas no papel. Depois que ele terminou, entregou para Sonny. 


- Bem, tenho algumas coisas para fazer, mais se precisar é só me ligar Senhor Moore. - Ele diz e depois sai de dentro do quarto. 


- Tá se sentindo melhor? - Ele me pergunta. 


- Sim, mais preciso de um banho. - digo saíndo de cima da maca. 


- Tá certo. Vem comigo... - Ele agarrou o meu braço e saiu me puxando para fora do quartinho... Onde será que ele está me levantando. 


A gente andou um pouco, depois ele abriu uma porta e entramos em um quarto muito bonito, era exatamente como o meu quarto na casa onde morava com o meu pai.


- O que é isso? - Pergunto não entendendo nada. Aquilo não fazia sentido. 


- Esse é o seu quarto, espero que não se importe... Visitei a sua casa no Colorado e retirei umas fotos para fazer do mesmo jeito, para que você se sentisse em casa. Suas roupas e coisas estão tudo aqui, também comprei umas novas. - O que o Sonny fez foi legal, mais não deixava de ser estranho. 


- O-obrigada... - Digo meio sem jeito. 


- Bem, vou te deixar aqui tomando o seu banho e vou comprar seus remédios. Depois a gente pode dar um passeio, o que acha? - Ele diz sorridente. Ai meu Deus, o que eu faço? 


Talvez não fosse tão ruim assim dar um passeio com ele...


- Tá. - Sorrio de volta. 


- Até depois, Mayzinha. - Ele sorri e beija o meu rosto rapidamente. Logo depois, sai. 


Quando ele saiu, fechei a porta e respirei aliviada. Isso não está certo, Tim deve estar muito bravo... 


Mais se eu fiquei dois meses em coma, por que não foi na casa dele que eu acordei? Será que como ele viu que eu talvez não acordasse mais, me dispensou? Se bem que isso é a cara dele mesmo. Aposto que foi isso que aquele desgraçado fez. 


Foi isso, Tim só queria se aproveitar de mim, quando ele viu que deu ruim, chamou o Sonny e mandou ele me levar embora. 


Meus olhos se encheram de lágrimas com esses pensamentos... Como Tim teve coragem? Ai que ódio. 


Entrei dentro do banheiro do quarto e retirei aquela espécie de vestido. Depois tirei a frauda que estava me penicando e graças a Deus ela estava seca... Aquilo era humilhante. 


Depois de ter tomado um longo banho, que eu realmente precisava, sequei o banheiro e fui em direção ao meu closet. Era idêntico mesmo... As minhas roupas estavam todas lá. 


Já que eu ía dar um passeio com o Sonny, escolhi um short jeans azul desfiado e uma blusinha branca. Mais antes, vesti um cojunto de lingerie também branca e passei um protetor de pele porque querendo ou não, sou branca pra caralho. Só não ganho da End que é quase albina. Falando em Angel... Como será que ela está? Nem deu tempo de ir atrás dela, Tim já foi atrás de mim e nem teve como escapar dele. Espero que não tenha acontecido nada com ela. 


Depois de ter vestido as minhas roupas, sequei meu cabelo no secador do banheiro e o amarrei num rabo de cavalo. Depois procurei maquiagem e achei no closet... Sonny pensa em tudo. 


Passei um corretivo, um iluminador, uma sombra rosa bem fraquinha, um delineado gatinho médio, depois tive que tirar a sombrancelha já que estava horrível. Isso dificultou tudo. Quando voltar, vou fazer uma hidratação de cabelo poderosa, uma limpeza de pele e precisava urgentemente fazer as minhas unhas. 


Depois de ter tirado a minha sombrancelha, passei um perfume e calcei um par de Riders preta. Se eu não tivesse depilado as minhas pernas, estaria como um lobisomem agora. 


Saí do quarto e logo quando abri a porta, dei de cara com o Sonny mais uma vez.


- Ai meu Deus, que susto. - Digo colocando a mão no peito. - Acabo de acordar de um coma e você já quer me fazer ter um infarto? 


- Nem fala uma coisa dessa. - Ele diz divertido. - Desculpa? Eu não queria te assustar. 


- Tudo bem Sonny, eu só estava brincando. - Digo sorrindo.


- Você tá linda. - Ele elogia... Tá aí uma coisa que o Tim nunca fez.


 É, teve aquela vez em que ele bebeu todas, Marie e Rita drogaram ele e chegou em casa doidão. Aquele dia ele me elogiou, mais foi a única vez... Para com isso, May. Pra quê pensar naquele idiota agora? 


- Muito obrigada Sonny! - Sorrio para ele. 


- Vamos então? Tenho muitas coisas pra te mostrar. - Ele estende a mão para mim. 


- Onde exatamente a gente está? - Pergunto. 


- Afeganistão. - Ele diz calmo. 


- Como assim Afeganistão, Sonny? O que a gente está fazendo aqui? - Digo não entendendo nada. 


- É aqui que eu moro, Maya. Depois que o Timoth me mandou pra cá, adotei esse lugar... Quer dizer, esse lugar me adotou. Por isso te trouxe pra cá. - Ele diz normalmente. 


- Sonny, eu e você precisamos conversar. Eu preciso intender o que está acontecendo aqui comigo e com você. 


***


- Então essa é a Yara Lombardi? - Bella pergunta a fitando de cima a baixo. - Ela é idêntica a sua mulher. 


- Eu não sou idêntica a mulher dele, eu sou a mulher dele. - Yara diz se sentindo altoritaria. 


Kyrre sorri sarcasticamente. 


- Eu mereço. - Ele diz. 


- Bem convincente, eu diria. - Bella fala aínda fitando a ruiva. - Olhando bem para ela, as únicas coisas que mudam são os silicones, as plásticas e a cor do olho, já que está usando lentes. 


Yara se surpreende com a audácia. 


- Como que... - Ela diz não acreditando. 


- Eu percebi? - A mesma diz tirando onda. - Você é uma cópia mal feita da original. Acho que Kyrre já deixou isso bem claro 


- Deixa essa louca aí, Isabella. Vamos logo. -  Kyrre diz revirando os olhos. - Não estou afim de perder a paciência que eu não tenho. 


- Louca né? Mais não esquece que é essa louca que vai te dar seu primeiro filho, idiota. - Yara diz irritada. 


- Cala a boca e vai pro seu quarto agora, vadia do caralho. - Kyrre perde a paciência. 


- Prefiro ser vadia do que ser corno. - Yara se gaba e Kyrre avança para cima da mesma na escada. Por sorte, Bella consegue segural-o. 


- Kyrre, deixa ela pra lá. Ela só quer te irritar. - Bella diz tentando convencê-lo. 


- Me solta! - O mesmo diz vermelho de raiva. - Vou mostrar pra você quem é corno. 


- É UM CORNO MESMO. - Yara grita e o mesmo fica mais irritado ainda. - Tava se gabando por ter ido lá no Brasil pra foder a sua mulherzinha sem sal não é? Mais adivinha seu otário, foi só você virar as costas que ela pegou outro. 


Macário aparece e vê a cena. Provavelmente Kyrre estáva querendo matar Yara novamente. Como viu que Bella não ía dar conta de segurar o loiro, correu e agarrou Kyrre pelos braços. 


- Calma patrão, calma. - O mesmo faz força mais também sente que não daria conta de segurar ele por muito tempo. 


- EU VOU MATAR ESSA DESGRAÇADA. - Kyrre diz muito bravo. 


- É mesmo seu Idiota, ela está com outro agora. Amanhã, à essa hora, ela vai sair com o Dj mais famoso do Brasil e você não vai estar lá pra impedir ela de abrir as pernas pra ele. Corno desgraçado. - Yara diz sentindo raiva de Kyrre. 


- Ela não sabe o que está falando, Kyrre. Se acalma. - Bella tenta intervir. - E você também cala a boca.


- Patrão, escuta ela. Não vale a pena sujar as suas mãos com essa louca. - Macário também tenta acalmar Kyrre. 


- Deixa ele vir, deixa ele me bater e me matar que amanhã mesmo eu acabo com a fama de bonzinho dele. - Yara ameaça. 


- E você vai fazer o que? - Kyrre Pergunta tentando de todo jeito se soltar. 


- Vou denunciar você por agressão, tanto em mim, quanto na sua santinha. Vou expor o nojo que você é. Covarde nogento. - Yara bota tudo pra fora. - Por mais que a Angel mereça um homem igual você, que bata bastante nela, eu quero que você apodreça, Kyrre. Você NUNCA vai ter a patente de rei da Noruega. NUNCA!


- Cala a boca. - Bella perde a paciência e vai para cima de Yara. A mesma acerta um tapa forte na cara da ruiva. - Já chega, tá querendo morrer ou o que? 


- Então a nova vagabunda do Kyrre é você é? - Yara diz sorrindo. - Você acha que esse tapinha vai machucar?


- Eu só não quebro a sua cara porque você tá grávida. - Bella diz muito brava. 


- Eu vou ensinar como você me ameaça. - Kyrre tenta se soltar mais uma vez. - ME SOLTA, MACÁRIO.


- Não vou, me perdoa. - Macário diz. - Se eu te soltar, o senhor vai fazer algo terrível e depois vai se arrepender. Senhor, pensa no seu filho... Mesmo sendo essa cobra peçonhenta, é o seu filho que está dentro da barriga dela. 


- Isso, Kyrre. Esse bebê vai ser o príncipe da Noruega. - Bella também diz tentando convencer Kyrre mais uma vez. 


Kyrre ouve os dois e abaixa a guarda. Mais seu sangue aínda fervia. 


- Eu só não mato essa maldita agora, por causa desse bebê. - Kyrre fala e Macário o solta. 


O mesmo sai andando com pressa antes que voltasse e fizesse merda. Seu sangue fervia de ódio, sua mente gritava para ele voltar lá e acabar com ela naquele momento.


 O mesmo pega o rádio tremendo e passa uma ordem para seus seguranças 


- Ikke la Lombardi komme ut av huset. (Não deixem a Lombardi sair da casa.) - Ele diz e prende o rádio na perna direita dele mais uma vez. Bella alcança Kyrre depois de ter praticamente voado atrás dele. 


- Você tá bem? - A mesma pergunta vendo a cara que Kyrre estava fazendo. 


- Não, porra. - Kyrre responde retirando o controle do carro e apertando para abrir a porta do seu lado. 


A porta se abre e o mesmo entra. 


- Deixa eu ir com você? - Bella insiste. 


- Não, eu quero ficar na minha. Fica aí e não enche a porra do meu saco. - O mesmo fecha a porta do carro e dá partida. O portão da casa se abre e ele arranca para fora muito rápido. 


- Aí meu Deus... - Bella responde sem saber o qie fazer. - O que está acontecendo com esse cara?


Continua?...


Notas Finais


Eita barraco. May acordou finalmente... E já deixando claro que é xonada no Bergling kkkkkk Sonny, não tem jeito meu fi.

May botando ideia na cabeça, pensando merda do Tim enquanto ele foi o que mais sofreu quando ela entrou em coma... Eita que isso vai dar um barraco do cão.

Kyrre querendo matar a Yara, o mdsss. Como que ela sabe da End e do Alok? E como o Kyrre vai lidar com isso? Vixi maria.

POR QUE VOCÊ FOI FALAR DAS TRETA ENTRE VOCÊ E O KYRRE NA FRENTE DA COBRA, ANGEL? eu disse que isso não ía dar certo, eu disse.

Bem que o Macário podia ter soltado, né? Bem que podia...

Como ficou?

Hehehe, beijos minhas princesas ❤️❤️ amo vocês.

✊🏻😔❤️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...