História Fogo e gelo - um amor impossível - Mitw - Capítulo 8


Escrita por:

Visualizações 105
Palavras 1.949
Terminada Não
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 8 - Fugindo do castelo!


•°•∆♦Mike♦∆•°•


Entrei na limosine, e retirei minha mascara, minha mãe estava sentada a minha frente, ela estava inquieta. 


— Diga mãe — Digo sério, pelo seu jeito, ja dava pra perceber que ela queria fala alguma coisa importante. 


Mika: Filho... Eu e seu pai estavamos conversando sobre o sunto da guerra... — Falou pegando um tablet ao seu lado. 


— Mãe, eu ja falei! Eu odeio a parte de gelo! E sabe muito bem! E ainda terei de suporta minha irmã se casar com o príncipe de gelo! — Bufei, eu sabia que minha queridinha mãe iria fala algo a respeito sobre o casamento... 


Mika: Mikhael Linnyker! É justo sobre seu comportamento! Não haverar mais casamento! — Me supreendi, meus pais não são de mudar de ideia tão rapido! Tem alguma coisa acontecendo, é melhor nem pergunta, eu descubro por min mesmo! 


— Mudança de planos? Certo, certo... E oque tem imente? 


Mika: Mariana não se casara, mas... Você sim! Eu e seu pai iremos procurar uma pretendente para você. 


— Oque?! Mas... Mas não pode! Eu tenho meus direitos! Eu tenho uma irma que pode cuidar disso! Porque eu?! — Digo assutado e frustrado, agora que descobri que estou começando a gosta de Pac, e vem essa? Pelo amor do meu fogo! 


Mika: Ira ter casamento e ponto final! Junção de Fogo e Gelo não se misturam! 


— Ate semana passada queria por que queria nos juntar com o gelo! Eu prefiro mil vezes que nossos reinos se juntei doque eu me casa contra gosto! Moon esta disposta a se casa! Eu não! 


Mika: Você ira se casa e ponto final! — Aumentou o tom de voz, apenas fiquei calado, em minha mente, eu queria muito não ser príncipe, não ter poderes, NEM NADA DISSO! 


•°•∆♦Pac♦∆•°•


Não acredito! Minha mãe quer me casa com outra? Isso so pode ser brincadeira! outra porra de pretendente? Alguem me salva! Eu não amo ninguem... E não quero.... Somente Mike conseguiu meu coração... Eu preciso fala com ele. 


Quando a limosine parou, não esperei ninguém abri-la eu mesmo dei-me ao trabalho de abri-la e começei a andar ate a grande escadaria que dava assesso ao castelo. 


•∆•


Ja faziam três horas que não via ninguem atrás de min, estava na sacada de meu quarto, apenas olhando a paisagem que havia ali. 


Mas em todas elas que olhava. As flores, florestas, o campo.... Me lembravam o Rezende... Porque? Tambem não sei... Mas ao mesmo tempo eu lembrava do Mike.... Como ele estaria agora? Acho que vou ligar pra ele. 


Sair de perto da varanda e fui ate meu criado mudo perto da minha cama. Peguei meu celular e o liguei. Havia um trilhão — 97 — de ligações... Porra.... E 51 mensagens... As 96 ligações foram do Mike e 49 mensagens, e resto era do Pedro... Oque eles queriam? Bom vou ligar primeiro pro Mike... 


====


Mike: Alo? Pac?! 


— Eh... O-oi Mike... 


Mike: Pac! Oque aconteceu?! Porque não me atendia?! Aconteceu algo?!


— Desculpe Mike... E que eu deixei meu celular no criado mudo e acabei não vendo... — Respido pesado.


Mike: Oque.... Oque aconteceu? Parece.... Triste... 


— Meus pais... Eles... Eles querem me casa no final do ano com uma garota que nem conheço... Ainda não sei quem é ela, mas sei que não é da realeza, e... Nem você... 


Mike: Os meus pensaram a mesma coisa.... Quer se encontra em algum lugar? Quero ver você.... — Corei com oque ele disse. Devo esta um tomate! 


— A-ah... C-claro.. Aonde? 


Mike: Tenta ir ate a floresta bloom, onde tem aquele celeiro e uma casa velha sabe? 


— Sei sim! Vou ter que fugir então... 


Mike: Eu tambem vou fugir... Agora vai, eu te encontro la, leve uma mochila com roupas , vamos ficar la no final de semana, eu levo a comida. Não demore. 


=====


Eu Desligo o celular com um sorriso bobo no rosto, olho para os lados e boto meu celular no criado mudo. E sai correndo ate meu closet pegar algumas roupas. Peguei apenas umas quatro mudas de roupas — Nunca se sabe né? 


E uma mochila. Coloquei tudo dentro, e peguei um moletom cinza e o coloquei, peguei a mochila, e peguei meu celular e fui ate a varanda. 


Vi alguns guardas secando o castelo inteiro, olhei para o lado da varanda e vi varias vinhas. Fui ate elas e desci sobre elas, quando cai no chão olhei para os lados, sorri e sai correndo pra trás do castelo, demorou mas acabei distanciando o suficiente. 


•∆•


Demorou bastante ate chegar aqui, ja era noite, estou na tal floresta oque era bem longe e afastado do castelo, vim com um motorista que sempre esteve ao meu lado, o Alan, ele e um ótimo amigo hehehe.... 


Alan: Acha mesmo que ele pode aparecer? Não acha que ele possa esta mentindo? 


— Qual é Alan... Vamos apenas esperar.... Mike pode aparecer a qualquer momento.... 


Alan: Mi... Ke? — Vejo ele arregalar os olhos e ficar branco. 


— Sim... Uê?.... Que foi?! 


Alan: Mike... Mike e o nome do filho do.... — Ele foi interrompido por alguem gritar meu nome, quando eu vejo, era Mike vir andando em minha direção.


Mike: Pac! Você veio! — Ele me abraçou quando chegou perto apenas retrebui o abraço. Olho para Alan que estava... Assutado? — Ahm.... Oque ele tem? 


— Alan... Ta tudo bem? 


Alan: Você?! Porque?! Tarik! Porque você anda com o filho do.... 


Mike: O Tarik anda com quem ele quiser! Não se meta! — Gritou cortando Alan. 


— Mike! Alan oque foi?! 


Alan: Eu vou embora... Prefiro ser congelado do que queimado! Espero que entenda essa palavra Tarik! — Ele sai correndo de volta pro carro.... Como assim queimado? 


Mike: Vem. Deixa ele, Precisamos ir antes que nós achem! — O mesmo pegou na minha mão me guiando ate uma casa , mas... Tava mais pra mansão. Ela estava abandonada a tempos, ja ouvi fala dessa casa, moraram vários bruxos e vampiros na casa, e assutador, mas isso não passa de um simples boato de um idoso que morava sozinho nessa casa, que nunca saia de casa. Mas ele morreu tem vários anos. 


Entramos na casa, e... Uau... A casa tava com moveis intactos, so que empoeirados. 


Mike: Os quarto são la em cima, escolhe um... Eu vou guarda nossas coisas e procurar o interruptor de luz ok? — Apenas assenti ainda olhando pra lado onde estava a sala — Olha pra ca — Eu o olho. Ele me pegou pela nuca e selou nossos lábios. E como eu disse, eu amo o Mike... Mesmo que eu tenha o conhecido a pouco tempo, sei la.... Sempre vi em histórias de livros que o amor e difícil e sempre haverá algo pra atrapalhar, ate agora ta de boa... Mas sinto que algo irá acontecer. Quando separamos o beijo, nos fitamos por um tempo, ate eu dar um impulso e dar um selinho em Mike que ficou surpreso. 


— Vamos logo preguiçoso! — O provoquei e ele sorrio. Virei de costas indo ate a sala e subi as escadas me deparando com um enorme corredor, procurei um quarto grande, e dei sorte! Tinha uma cama de casal! Vou fazer o Mike durmi comigo hoje! Acha mesmo que eu so fraco? Sou inocente? De inocente eu não tenho nada, hehehe. 


•°•∆♦Mike♦∆•°•


Realmente, eu amo esse garoto. Ele meche com meus sentimentos de uma forma que... Que... Eu me sinta atraido por ele. Ah mas isso não ficara assim. Um dia eu pego ele! 


Fui pra cozinha ver se achava o interruptor de luz, assim conseguiria ligar e desligar todas as luzes normalmente. 


Encontrei o interruptor e o liguei, revelando uma cozinha americana, bem bonita por sinal, as paredes em tons de branco neve.. Aff, porque neve? Neve e de gelo, e gelo É o príncipe de gelo... Argh! Como o mundo me ama... 


Bufei irritado e fui ate a geladeira, que... Nossa! Agora que percebi... Essa casa, ta bem arrumada pro meu gosto. Preciso pegar minha varinha pra verificar depois. 


Liguei a geladeira e guardei a comida que trouxe. Exatamente trouxe duas mochilas, com minhas roupas e comidas,, vim de camisa branca, uma jaqueta preta, calças jeans e um boné preto. 


Depois de um tempo arrumando as comidas e tudo que precisava fazer, subi pro segundo andar e começei a olhar os quartos. Mas acabei vendo Pac no corredor observando uma fotografia, ele ja havia se trocado e agora estava usando seu tão famoso moletom do pac-man e uma calça de pano fofo cor de azul claro. 


— Oque ve? — Perguntei o abraçando por trás, e como resposta ele extremeceu ao ouvi minha voz. 


Pac: U-uma f-fotagrafia... — falou corado e nervoso, ah Pac, você não sabe o quanto eu tento evitar fazer alguma coisa que não goste... Mas infelizmente terei de esperar. 


— Uhm, acho que a foto deve ser do antigo dono da casa — Digo observando a figura preto e branco, havia um homen de meia idade sentado em uma cadeira olhando para frente, dando-lhe a impressão de que olhava para a paisagem. 


Pac: Não acha estranho? — Diz se virando e me olhando nos olhos. Mormurei um "oque?" — A casa, ela esta muito bem cuidada, como se ainda morasse alguem aqui... 


— Hum... Tenho certeza que não... Talvez sejam as "Bruxas e vampiros que ainda moram aqui"— digo fazendo uma voz grossa zuando. E Tarik me da um tapinha no ombro e me abraça com força. 


Pac: Tenho medo dessas coisas... — Sussurou abafado por esta coma cara enfiada em meu peitoral, começei a fazer cafuner em seus cabelos negros. 


— Eu to aqui... Nada vai te machucar... Porque eu sou Mikhael! E você e meu Tarik! E nada vai acontecer a você! Nem que eu tenha de virar o.... Sei la quem... O bixo sei la, mas sempre estarei ao seu lado! — Ouvi ele rir do meu "teatrinho"


Pac: Obrigado... Você pode.... Durmi comigo? — Perguntou nervoso, provavelmente. Sorri. 


— So estava esperando o convite! — Dei-lhe um selinho — Vamos pro quarto, to cansado de arrumar ja — Rimos e fomos para o quarto. O quarto era bem arrumado ate, havia uma cama de casal com lenços verde e azul, as paredes no tom de branco, duas portas que acho que devia ser o closet e o banheiro, ate porque não vi nenhum guarda roupa aqui — É... Isso ta bem estranho... Esses são nossas cores favoritas. 


Pac: So vamos durmi... Talvez seja so conhecidencia talvez.... — Apenas assenti e fomos durmi, bom. 


Literalmente me joguei na cama, e apaguei, estava muito cansado! 


•°•∆♦Narradora♦∆•°•


Era de madrugada, os príncipes apenas durmiam, a grande janela estava fechada, e as luzes desligadas, mas havia uma águia na janela, que somente observava os dois atentamente. Ate se vira e sair voando ate a floresta. 


E como previsto, as bruxas estavam na floresta, quando a águia chegou perto delas, apenas pousou em um galho, recebendo atenção das irmãs. 


??? : So espero que eles encontre logo aquele maldito livro! — Diz a bruxa de verde. 


??? : Calma irmã, tudo é apenas questão de tempo... Eles iram se descobri logo, logo, e nesse meio tempo, porque não damos um pouquinho de medo nós reis do sul e norte? — Dessa vez foi a bruxa branca. 


??? : Claro... Apenas esperaremos os setros se revelarem! Ai eles reconheceram o poder do setro, e libertar a deusa de fogo e gelo de dentro da águia! — A bruxa verde aponta para águia de azas de neve e fogo — Não se preocupe senhora, iremos te liberta o mais rapido possivel! Chefe. 













Notas Finais


Pessoal, se o capitulo ta. Horrível, e porque to com preguiça então não liga, não saio como eu quis, mas saio oque estava querendo sair no roteiro, bom, ate a proxima galerinha :3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...