História Foi por acaso? - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Bts
Visualizações 25
Palavras 936
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Está cada vez mais fácil as ideias fluírem!!!! Espero que a história não seja muito clichê...

Capítulo 3 - Verdadeiras identidades


Fanfic / Fanfiction Foi por acaso? - Capítulo 3 - Verdadeiras identidades

​ S/N - ​Tudo bem então. - digo sorrindo, mas com uma certa desconfiança.

Nós caminhamos até a cafeteria, e no caminho conversamos.

Jin - ​Sou o Jin.

S/N - ​S/N!

Ele parecia surpreso com algo, como se ele não acreditasse que eu não soubesse quem ele é. E por que eu deveria saber? Enfim, conversamos muito, mas não tanto assim, se é que você me entende. Falamos nossas idades e debatemos coisas fúteis, como: biscoito ou bolacha? Balão ou bexiga? Assuntos de quem não tem mais o que conversar. Ele realmente parece ser um cara legal, mas algo nele me incomoda. Seus olhos... Seus traços, eu já os vi em algum lugar além do metrô, mas eu não consigo me lembrar onde.

Entramos na cafeteria, pedimos nossos cafés e sentamos em uma mesa. Os assuntos completamente fúteis não paravam de chegar. Nós conversamos muito mais. Porém, quando eu percebia, meus olhos sempre paravam em seus lábios. Que lindo lábios, tão rosados! Aish S/N! Já deu né?! Que oferecida, você acabou de conhece-lo! Segura esse coração.

Entretanto, eu estava nadando em meus curiosos pensamentos, sem ao menos prestar atenção em uma palavra que Jin dizia, quando eu sinto um brilho enorme na minha cara, quase me cegando totalmente. Era um flash de uma câmera fotográfica. Eu fico desnorteada com essa ação, e sem eu perceber, eu estava sendo puxada pelo Jin no pulso e sendo direcionada para fora da cafeteria pela porta dos fundos...

??? - ​EI SEOKJIN! UM AUTÓGRAFO POR FAVOR!!! - ... Um autógrafo?

???​ - ME DEIXA TIRAR UMA FOTO SUA E DA SUA NAMORADA!!! - ...foto?... NAMORADA?

Eu ainda não consigo entender, a única força que atua sobre mim no momento são as minhas pernas. Eu só consigo correr e ouvir o Jin gritar:

Jin - ​CORRE S/N !!!! - ele segura a minha mão e corremos o mais rápido possível.

Tinha um bando de mulheres e homens segurando câmeras enormes atrás de nós. Mas por que? Por que é tão importante tirar uma foto dele? Quem é ele? Passamos pela porta dos fundos e demos de cara com um beco, corremos e corremos pelos interiores da cidade. Parecia um labirinto, eu já estava ficando tonta! Quase conseguiram nos pegar. Eu corria ao lado de Jin aos tropeços, quase caindo, mas ele me segurava. Quando nós vemos que já tinham nos perdido de vista, paramos ao lado de um lixeiro em um beco e sentamos no chão, já ofegantes. Ele olha para mim, então eu olho para ele. Resolvo perguntar.

S/N - ​Quem é você? - digo fria.

Ele me olha incrédulo, novamente, como antes ao caminhar na cafeteria. Eu já disse... por que deveria saber?

Jin - ​Você.... realmente não sabe quem eu sou? - ele finalmente pergunta surpreso.

S/N - ​E-eu acho que... eu te vi em algum lugar, além do metrô claro. Mas...

Jin - ​Uma banda... B... - ele faz suspense, na esperança de que eu descubro sozinha. Eu devo ser a pessoa mais ingênua e ignorante de todas. - T... 

S/N - ​BT...... - Está na ponta da língua, mas não sai!!!

​Jin - S! - ​Como se adiantasse, o que é BT........ espera..... AHHHHHHHHHHHHHHHH!!!!!!!!! BTS, NOSSA!!! 

S/N - ​AH! - Eu dou um leve suspiro. Não me lembrava. A última vez que eu os vi foi em um clipe de 2013 e.... bom, já estamos em 2018! - Foi mal! Eu só os vi no primeiro clipe, depois nunca mais fui atrás.

Jin - ​Tudo bem. - ele me dá um sorriso calmo - pelo menos você não agiu como uma histérica ao saber disso, como as outras fazem.

Eu devo ter feito a cara mais surpresa de todos os tempos quando a ficha caiu, porque ele riu, e muito.

S/N - ​Então quer dizer que eu sou privilegiada? - Ele começa a dar gargalhadas, nem foi tão engraçado assim! Mas então eu começo a rir da sua risada. Parecia que ele estava limpando vidro com as cordas vocais.

Jin - ​É o que parece! - ele finalmente se acalma e para de rir, mas mantém o sorriso no rosto.

S/N - ​Quem diria hein?! - digo isso sorrindo.

Depois das verdadeiras apresentações, nós passamos nossos números de telefones um para o outro, nos despedimos e eu fui embora para o meu lado, e ele para o dele. É sério isso? Eu tenho mesmo o número de alguém famoso gravado no meu celular? Não pode ser real. Chego em casa e a primeira coisa que eu faço é abrir o notebook. Preciso saber mais sobre ele! Vejo seus videoclipes recentes juntamente com todo o grupo. Eles são muito bons!

De 2013 para 2018, houve muita evolução. Eu só tinha assistido o primeiro clipe na época, até então não dei importância. Nem lembrava quantos e quem eram os integrantes desse grupo. E olha só, eles são muito famosos e conhecidos, Tem milhares de fãs espalhados pelo mundo. Ao ver mais um clipe, meu olhar foca somente no Jin. Ele é realmente muito bom. Chega a ser perfeito!

Não pode ser, isso é o destino batendo na minha cara? O que está acontecendo comigo? Decido afogar meus pensamentos com água e tomar banho. Enquanto almoço sozinha, observo a cidade movimentada da sacada; Tantos lugares nesse mundo para nos desencontrarmos, e nós justamente no encontramos DUAS vezes. As paranóias da minha cabeça estão gritando cada vez mais alto, quem sabe escutá-las...

​ESQUEÇE S/N, CHEGA DE PARANÓIAS! - ​minha consciência grita.

Eu concordo com a mais sábia e decido cochilar. Acordo às 16:30 com o celular tocando. Uma mensagem dele.


Notas Finais


Vai fundo!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...