História Fools ( Cellps ) - Capítulo 9


Escrita por:

Postado
Categorias Alan Ferreira (EDGE), Felipe Z. "Felps", Flavia Sayuri, Goularte, Lucas "Luba" Feuerschütte, Lucas "T3ddy" Olioti, Pedro - Tio Orochi, Rafael "CellBit" Lange
Personagens Felps, Rafael "CellBit" Lange
Tags Cellps, L3ddy
Visualizações 53
Palavras 724
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Mais um lixinho

Capítulo 9 - Cake


Fanfic / Fanfiction Fools ( Cellps ) - Capítulo 9 - Cake

— e.. depois ele me levou para a casa dele

— amigo! Não acredito, me conta tudo e com detalhes - luba senta do meu lado

— nós transamos.. a noite inteira

— amadooooo??? você devia estar feliz por isso, é o que você queria não é?

— sim.. mas, ele me falou umas coisas, você acha que ele gosta de mim?

— mas é claro que sim, tá super na cara, ele só está sendo orgulhoso e não quer admitir

— amigo, quando ele me toca eu sinto algo muito estranho

— estranho bom ou ruim?

— bom..

— então está tudo certo, se casem - ele pega o celular

— estou ansioso para ver ele hoje..

— hmm

.

.

.

— Como estou? - paro na frente dele

— gostoso

— não..

— está sim, me deixou de pau duro

— cala a boca palhaço, vamos?

— vamos

.

.

.

Quando eu passei por aquela porta todas as minhas expectativas caíram por terra, ele estava beijando outra.. mas o que eu esperava?

Ele não tinha me visto, e eu não quero que ele me veja chorando.. não por ele, porque eu sou tão idiota? É claro que aquilo não significou nada, não temos nada.

Eu sou um imbecil

Corri para o banheiro e lavei o rosto tentando disfarçar o choro, bela hora para tocar a minha música favorita.

Tentei me acalmar e voltei para a festa, ele ainda estava lá.. então eu bebi, bebi como nunca, para tentar mantê-lo longe da minha mente

.

.

.

Depois ele veio falar comigo como se nada tivesse acontecido

— acho melhor conversarmos lá fora..

— o que aconteceu? - ele me olha curioso

— porque fez isso?

— isso o que?

— eu achei que tinha significado alguma coisa para você - não sou bom em discussões, sempre choro

— qual o seu problema? Você não ouviu o que eu tinha dito antes?

— O MEU PROBLEMA É QUE EU TE AMO FELIPE! - gritei na cara dele, ele claramente ficou surpreso

— ENTÃO PARA!!

— eu não consigo! E agora vou ter que ficar chapado o tempo todo para tentar tirar você da minha mente, fala sério, você não sente nada? Ainda não sei porque eu aceitei aquilo.. nós temos TODOS os ingredientes para um relacionamento, menos você me amando! e respeitosamente.. EU NÃO SOU UM PEDAÇO DE BOLO PRA VOCÊ SIMPLESMENTE DESCARTAR! Enquanto você vai embora com cobertura do meu coração, então eu pego de volta, o que é meu você vai perder, tudo que eu te dei noite passada.. eu queria tanto não ter expectativas, apenas tolos se apaixonam por você! - meus olhos já estavam quase transbordando em lágrimas

— olha, eu realmente não me importo, tudo o que você precisa dizer são aquelas três palavrinhas mágicas..

— eu te odeio - as lágrimas escorrem

— então porque fez tudo aquilo? - ele engole seco

— porque eu gosto de você... ok, eu tenho problemas, e você? Porque fez aquilo? Afinal, foi você quem me levou pra sua casa

— eu sabia que você gostava de mim, e como eu não gosto de namorar.. eu pensei, bom, vou dar isso a ele já que não vou querer algo sério

— ok Felipe, até

.

.

.

— amigo, me conta o que houve ontem..

— ele não gostava de mim, era apenas um jogo, nada do que existia entre a gente era real, não significou nada. - deito no colo dele

— não vale a pena amar alguém que te deixa com o coração pulando mas só te traz tristeza…

— eu tô muito triste, antes eu estava tão confiante comigo mesmo, me sentindo tão bem comigo mesmo e, em seguida, isso foi totalmente destruído por ELE isso é totalmente estúpido, e depois ele faz eu me sentir louco, me faz sentir como se a culpa fosse minha.. - volto a chorar

— calma amigo, não é sua culpa.. e você vai superar… - ele me olha

— não, não dá, por mais que eu tente odiar ele.. o meu coração quer o que ele quer.

— eu te aconselho a..

— guarde seu conselho porque eu não quero ouvir, por mais que você esteja certo eu não ligo… eu não quero ver ele nunca mais, vou voltar pro Brasil

— nem pensar, você não vai voltar pro Brasil só por causa de macho, é a nossa viagem! - suspiro

— você não entende

— não entendo mesmo, você está sendo extremamente infantil

— não importa, eu não quero ver ele nunca mais


Notas Finais


Ok Boomer


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...