História Fools ( taekook- vkook) - Capítulo 11


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Visualizações 149
Palavras 2.614
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ficção, LGBT

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Não me matem plis 🙏
Amo vocês 💜 obrigado pelos comentários

Capítulo 11 - A ameaça chamada lisa


Fanfic / Fanfiction Fools ( taekook- vkook) - Capítulo 11 - A ameaça chamada lisa

(.....).  (9:00 da manhã )

Acordei no outro dia me sentindo o cara mais feliz do lado , levantei e coloquei uma roupa , Juninho acordou em seguida e eu pedi silêncio para o mais novo , para que seu Appa não acordasse

- vem com o papai , abri os braços pegando ele no colo - fica quietinho tá meu anjo, você vai sair com o papai 

- ondi vamu papai

- vamos no mercado meu amor , papai vai fazer uma café bem gostoso para nós, vesti um tênis no Juninho e logo coloquei ele na cadeirinha do carro dando partida ao mercado - vem meu amor , falei ao pegar ele

- salgadin papai, salgadin, Juninho que um, o pequeno falou apontando

- qual esse ?  - esse papai, Peguei o salgadinho que ele queria , e aproveitei para comprar bolacha, iogurte, miojo enfim tudo que criança gosta, já que ele estava mostrando comigo agora , comprei bolo pão de queijo, e todinho que o Kim gostava , e muitos morangos ele amava Morango, guardei tudo no carro , e logo seguimos para a casa, guardemos tudo e logo subo com a bandeja até o quarto

- vai lá meu amor pula no seu papai, e acorda ele , terminei de falar e o pequeno saiu correndo

- appa Kim , acorda papai

- oii meu amor , falei ao ver Juninho em cima de mim me enchendo de beijo dei um sorriso bobo, logo vi jungkook com uma bandeja cheia de coisas boas 

- bom dia amor , Coloquei a bandeja na cômoda e dei um beijo nele

- bom dia , sorri todo apaixonadinho

- appaaa, Juninho falou espantado

- o que foi ? 

- coelhinho beijou papai

- meu amor eu e seu papai estamos juntos, quer dizer estamos tentando

- Appa e coelhinho

- sim meu amor Appa e coelhinho, deixa papai se sentar para comer , me sentei e logo devorei tudo , jungkook tirou sua camisa e eu logo soltei um suspiro, gostoso do caralho 

- vou tomar um banho, já volto, falei ao tirar a camisa e fica só de calça

- meu amor Appa vai por um desenho para você tá , coloquei galinha pintadinha e logo fui até o banheiro do quarto - papai já volta,  o pequeno estava deitado assistindo

(.......)

Ao abrir a porta do box jungkook estava com seu pescoço curvado em baixo da água que percorria seu corpo nu, que Homem mais gostoso nossa senhora, mordisquei minha boca e logo ele abriu os olhos, quando me viu deu uma risada do tamanho do mundo, eu que só estava com um roupão o abri e logo ele caiu no chão, fui me aproximando lentamente quando vi já estava em baixo da água, com jungkook grudado em meus lábios o beijo era intenso, as línguas se exploravam completamente

- eu te amo tae, disse ainda grudado nos lábios do mais novo 

- eu te amo kookie, sussurrei

Jungkook estava com suas mãos apertando minha bunda e eu com meus braços entrelaçados em seu pescoço, fiquemos por minutos ali apenas matando a saudade um do outro, logo saímos e vestimos nosso termo hoje tínhamos reunião com a SM sobre um show que o bts faria em parceria com o exo, troquei de roupa no Juninho e deixei ele com Jimin em nosso apartamento, jungkook e eu seguimos direto para a empresa 

- tá nervoso sabe que você vai ver o kai hoje 

- não estou não, o que eu e kai tivemos foi passado somos só amigos , porque isso agora ? Ta com ciúmes por acaso ?

- hmm talvez

- certas coisas nunca mudam, falei rindo da cara do moreno

(.....)

Quando chegamos na empresa logo se direcionamos para a sala, Kai já estava lá , quando me viu ele logo abriu um sorriso em saber que eu era o comprador anônimo, me levantou e me puxou pela cintura me dando um abraço apertado 

- olha só você kim, que saudade

- poisé , falei envergonhado, olhei para jungkook que já estava com a cara fechada 

- bom vamos direto para reunião por favor , falou jungkook 

- vamos ..... na sala estavam eu kai, namjoon, yoongi, jungkook, chaenyol,baekhyun ,eu logo comprimentei a todos e me sentei na frente de jungkook


- bom vamos lá , eu acho que seria bom para os dois lado , tanto para você jungkook como para nós, disse Kai

- vai direto ao ponto por favor

- pois bem , poderíamos fazer um show do bts com o exo, o primeiro e único show , isso iria dar oque falar , geraria um grande lucro para ambas as partes

- na verdade eu acho bom fazer uma turnê, uma turnê de 2 meses 

- boa Kim , disser Kai todo animado 

- hmm, resmunguei

- oque acha kookie, quer dizer jungkook

- uma boa ideia , seria algo nunca feito antes , primeira e única vez 

Estávamos conversando sobre a possível turnê dando ideias , de cenário camisas, enfim tudo , montando uma equipe, quando senti algo alisar minhas pernas , era Taehyung, puta que pariu começou de putaria, por favor Taehyung na reunião não , na reunião não , minha concentração logo se perdeu completamente, eu olhei para o mais novo que fingiu estar concentrado e mordisquei minha boca , aqui estava-me deixando maluco , confesso que estava me controlando, baekhyun logo nos mostra um banner qual o mesmo criou como amostra , tae que queria ver melhor vem e se senta ao lado, eu já estava com meu sangue fervendo, sinto as mãos do mais novo deslizar sobre mija coxa e seu rosto vai se aproximando

- veja isso , disse Kai , Taehyung logo se levanta da cadeira e fica na posição de 4 para observar melhor cada detalhe , aquela bunda ali do meu lado puta que pariu, perdi minha sanidade umas 30 vezes naquele momento, ele logo se senta e desliza sua mão sobre o Kookizinho Júnior, puta que pariu Taehyung porque você faz isso, ele me deixou de pau duro no meio de uma reunião

- o que acha jungkook, pergunto baekhyun

- o que? Falei perdido em meus pensamentos

- sobre o banner jungkook, disse Taehyung tentando controlar o sorriso 

- aaah o banner poisé achei ótimo está tudo perfeito , tudo incrível parabéns , todos pareciam não entender a minha reação eu estava um pouco nervoso 

- tem certeza que você está bem ? Perguntou yoongi

- tô sim , bom vamos continuar falando sobre a turnê, Taehyung ficava passando sua mão na minha coxa disfarçadamente, aaaa puta que pariuuuuuuu, oque eu fiz para merecer isso ? Eu tentava controlar minha respiração, e o desejo que eu tava em transar com o mais novo ali mesmo, levantei tomar água, nossa estava um calor absurdo , tão calor que eu até abri 3 botão da minha camisa 


- está nervoso? Perguntou Kim malicioso, ao vim pegar um café 

- para de me provocar, eu estava muito nervoso meu pau estava duro, eu estava suando meu deus  - tae eu não vou aguentar desse jeito

- quem disse que é pra você aguentar? Hmmmm , resmunguei

- Kim por favor, vi o mais novo se vira, eu tomei uns 3 copo de água

- você tá bem jungkook? Você tá estranho

- quem eu ? 

- você mesmo 

- eu , eu estou  ótimo, respondi namjoon e virei o copo de água, - tá calor né, falei ao me virar 

- tá?? Eu hein jungkook tava estranho, parecia nervoso, ou possuído  sla ele tava estranho

A reunião durou uma hora e eu estava quase tendo um ataque cardíaco, todos saíram da sala menos eu quando Taehyung tentou sair eu o puxei 

- fica quieto

- jungkook oque está fazendo?

- você não queria brincar pois bem vamos brincar, tranquei a porta , fechei as cortinas

***

- jungkook oque você quer ? 

- O que eu quero, respondi, baixando meu tom de voz e plantando um beijo leve, superficial em seus lábios, quero que você tire sua roupa e  se debruce sobre a minha mesa

Kim me fitou, apreensivo, antes de passar por mim e ficar diante da minha mesa. O maldito provocador me lançou um olhar tímido e sexy-como-o-inferno  lentamente abrindo seu zíper

A calça caiu na altura de seus tornozelos, expondo seu pênis aos meus olhos famintos. Quando kim se inclinou sobre a mesa, empinando seu traseiro, deixei escapar um gemido de desejo que eu sabia ter sido ouvido por ele. A sua risada rouca e divertida me fez lembrar do passado 

- bom garoto, Falando sério mesmo, eu estava possuído


Sentei em minha cadeira, me inclinando arrogantemente de modo que seus quadris e traseiro estavam bem diante do meu rosto,minha mão bruscamente até a sua nádega esquerda, provocando em grito seu e uma palpitação em meu membro. O grito foi seguido por rosnado quando bati nele várias vezes

-Feche os olhos, vire a cabeça e abra a sua boca. Taehyung tremeu sob mim, mas obedientemente fechou seus olhos e virou cegamente a cabeça em minha direção.


No segundo que sua boca se abriu minha língua já estava em sua garganta, prendendo-a no lugar com uma mão na base do seu pescoço. Taehyung me beijou de volta com vigor, gemendo em volta da minha língua intrusiva. Quando senti suas unhas arranharem meu cabelo, relutantemente me afastei.


-Você vai implorar," respirei em seu rosto, contente por seus olhos ainda estarem fechados. 


Deixei absorver minhas palavras e dei um passo para trás. O som do meu cinto sendo aberto fez Dulce Kim, sua respiração alta e irregular. Meus olhos estavam fixos na curva do seu agora corado bumbum, então eu facilmente percebi quando ele tentou discretamente esfregar as pernas uma na outra.


Meu cinto se desprendeu completamente bem no momento em que vi kim tentando aliviar a sua excitação, que escorria por suas pernas. Enrolei a tira de couro em meu pulso uma vez, então eu conseguiria controlar melhor a velocidade e força, e a estalei levemente contra o interior de sua coxa. A intenção não era provocar dor, e sim o choque do couro contra a pele desprotegida.


-Pernas abertas," avisei. "Isto é, a menos que você implore para mim. Neste caso, você pode envolvê-las em meu pescoço enquanto eu lambo você todinho.


Taehyung grunhiu em frustração e separou suas pernas minimamente. Não o suficiente.


"Mais." Ele as separou um pouco mais, e eu brandi meu cinto em seu traseiro como forma de aviso. 

-Mais abertas, O máximo que você aguentar, resmunguei


Taehyung deu uma risada quando me ouviu gemer, fazendo-me mais uma vez amaldiçoar minha falta de auto-controle.


"Acha isso engraçado, meu Anjo?" Me virei, onde encontrei o ângulo perfeito, e me certifiquei de que tinha o cinto firme em minhas mãos. "

- Veremos quem vai estar rindo quando eu terminar

 A acariciei por cima de sua cueca, sentindo-a praticamente pulsando sob meus dedos.kim soltou um soluço estrangulado, e eu soube que ela estava mordendo seu lábio. 

- Você mexeu com o cara errado, querido Agora eu tenho que mostrar a você o que acontece quando se brinca comigo


Levei a tira de couro até ele rapidamente, não contra seu traseiro – mas entre suas pernas, de maneira que elae raspou de leve suas pernas . Novamente não o suficiente para machucá-lo, e sim o bastante para causar uma pitada de prazer.


"DEUS!" Eu  resmunguei, batendo com suas mãos na mesa e trazendo um sorriso aos meus lábios. Eu poderia dar uma de presunçoso, se não fosse pela dor latejante em minha virilha. O tempo de recuperação da minha ereção quando estava perto dele era malditamente impressionante

Continuei estalando o cinto contra ele, tomando o cuidado de acertar em cheio seu centro nervoso. Como previ, kim foi descuidado lá pela terceira pancada, balançando seus quadris na esperança de criar maior fricção tanto quanto tentava escapar da deliciosa tortura. O couro preto do meu cinto estava úmido com seus sucos, e vê-lo brilhando daquela forma me deixou ofegante como um demente.


- Implore. Ordenei ao meu ao mais novo que estava arfante, esperando que ela desistisse e então eu poderia me enterrar dentro dele. "Porra,peça."


-N-não! Eu não vou implorar, não quero dar meu braço a torcer


-Você é meu Taehyung e você vai fazer o que eu estou dizendo, falei claramente, abandonando o cinto e brincando com sua glande com meus dedos. 

-Eu quero que você se desculpe por me provocar e exija que eu te possua, desista logo, amor. Eu não sei quanto tempo mais consigo brincar desse jogo. Eu preciso tanto de você...


Taehyung deu um soco em minha mesa, derrotado, me fazendo ranger os dentes com a ideia de ele se machucar.


- "POR FAVOR!" ele gemeu alto, empurrando seus quadris em minha mão, "Me desculpe por provocar você, por favor, por favor, me possua daddy


Aquilo era música para os meus ouvidos. O virei de frente para mim assim que as palavras deixaram sua boca, sem ter forças para me vangloriar por enquanto. Kim tinha cedido primeiro, mas eu estava prestes a esquecer a necessidade de tê-lo implorando e apenas dar a nós dois o que tanto queríamos – necessitávamos.


Quando tae estava cara a cara comigo eu agarrei firmemente seu traseiro e forcei suas pernas a se enrolarem em minha cintura, grunhindo quando o seu ponto úmido fez contato com minha ereção. Nossas bocas se uniram em um beijo tão feroz que eu pude sentir o gosto de sangue. A princípio não soube dizer se o sangue era meu ou dele, mas depois que permiti aquele gosto preencher minha boca faminta, o sabor adocicado me deu a absoluta certeza de que o sangue era dele


Por alguma razão doentia aquilo me descontrolou ainda mais, e eu gemi em sua boca enquanto tinha pensamentos assustadores sobre... comê-lo vivo e Devorar o seu corpo.


Enquanto nos forçávamos e empurrávamos e nos atirávamos contra o outro, eu nos movi, então agora Kim estava sentada em minha mesa e eu estava em pé entre suas pernas. O móvel era da altura perfeita para permitir que eu estocasse dentro dele


Eu estava a segundos de abrir minhas calças e fazer loucuras com aquele homem, quando a porra do meu interfone tocou. Tecnologia estúpida. A cabeça de Kim se afastou da minha e, por um violento segundo, nos encaramos com um desejo incontrolável.


- alô

- oi senhor jungkook, lisa quer falar

- quem ?

- a senhora lisa senhor sua ex namorada

- já estou indo , fechei minha calça arrumei minha gola e minha camisa - vamos 

- porque ? Questionei saindo de cima da mesa 

- lisa quer falar comigo

- como assim jungkook?

- calma Tae, sla o que ela quer

- hmm, fechei minha calça me arrumei e sai na frente para que ninguém percebesse, fui para minha sala e jungkook até a lisa 

***

- lisa por favor entre 

- jungkook eu preciso falar com você 

- o que houve está nervosa 

- jungkook, eu eu, eu estou grávida de você


Como assim que merda é essa ? Meus olhos paralisaram no mesmo instante, meu coração parou de bater eu morri naquele momento so minha alma quem ficou

- como assim ? Como isso foi acontece?

- quer que eu explique como se faz um filho? Você sabe a viagem que fizemos entre amigos a um mês atrás jungkook, a Gente transou lembra, sem camisinha 

- então ( puta que pariu era verdade, a gente não usou camisinha) - então eu vou ser pai ?

- sim jungkook, falei ao abraçar o moreno e me deitar sobre seu peito - não me deixa por favor, não deixa seu filho

- nunca vou fazer isso, acariciei seus cabelos, ela estava nervosa , logo vejo a porta se abrir 

- jungkook, o que é isso ? Falou Taehyung bravo

- taeee, falei com meus olhos arregalados

****


Se estiverem gostando comentem 💜🥰🥰








Notas Finais


Temos uma grupo das Armys no WhatsApp sintam se a vontade para entrar, todos são bem-vindos 💜

https://chat.whatsapp.com/JCXovCdvo3r9aH2E2hBRDX


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...