História For Each Other - NCT 2018 - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias EXO, Neo Culture Technology (NCT)
Personagens Chenle, D.O, Haechan, Hansol, Jaehyun, Jaemin, Jeno, Jisung, Johnny, Jungwoo, Kai, Kun, Lay, Lu Han, Lucas, Mark, Personagens Originais, RenJun, Sehun, Suho, Taeil, Taeyong, Tao, Ten, Winwin, Xiumin, Yuta
Tags Yusol Yujae
Visualizações 6
Palavras 808
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Romance e Novela, Suspense, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 2 - Capítulo II - Nada é de graça.


Yuta



Nunca pensei que um dia pudesse fazer parte da família real. Tudo bem, já tinha comparado meu sobrenome com o do rei, mas não achei que fosse realmente filho dele.

Mas não tenho nada a reclamar, meus irmãos me trataram bem até com minha chegada. Youngho e Sicheng me levaram para meu novo quarto - Que pude jurar ser maior que minha antiga casa. - e me falaram um pouco do que eu iria ter que aguentar nos meus próximos anos de vida.

- Yuta, papai disse que iria fazer uma festa de boas vindas para você. - Disse Sicheng deitado ao meu lado. Depois que descobriram que eu era o irmão mais novo, começaram a ficar em meu pé, dizendo que iriam me proteger.

- Não gosto de coisas muito chiques, Sicheng, mas não posso opinar... - Ri. - Sabe, minha vida mudou de um dia pro outro, literalmente, e isso me preocupa... Você e o Youngho são alfas, mas eu sou ômega... E se pensarem que eu não sou capaz de ficar entre vocês?

- Embora a sociedade ache que para governar, um alfa se dará melhor, quem tem que decidir isso é a família real e a igreja, Yuta. - Disse calmo e passou a acariciar meu cabelo delicadamente.

- Mas Youngho que irá governar, certo? - O encarei curioso.

- Sim. Talvez você não deva governar esse reino.

- O que quer dizer, hyung? - Resmunguei, e logo um biquinho se formou em meus lábios.

- Em breve saberá. Esteja pronto às oito, okay? Fiquei sabendo que o rei e os dois príncipes do norte irão vir também... Então, capriche no visual...

Sorriu e deixou um selar no topo de minha cabeça antes de se levantar da cama e ir rumo à fora do quarto.

Concordei antes que ele fechasse a porta e me levantei também mas eu por essa vez, para ir ver algo em meu guarda roupa para vestir a noite. Eram umas cinco e meia da tarde então não me preocupei. Acabei escolhendo uma roupa simples mais bonita, uma calça de couro preto e uma blusa social também preta, com alguns detalhes em dourado. Coloquei meu tênis vermelho, e me chequei no espelho, estava bem bonito até.

[...]

Depois de tudo que tive que passar, seja maquiagem ou produto nos meus fios de cabelo, era hora de descer para o grande salão do castelo no qual já estava acontecendo a festa. Meus dedos soavam mesmo com o clima frio que estava em meu país, e aquele friozinho chato estava tomando conta de minha barriga. Tudo bem, não tinha motivo para que eu ficasse dessa forma, mas era a primeira vez que eu ficava entre tantas pessoas ricas e com alta influência na sociedade.

Meus dedos deslizavam pela madeira lisa da escada, enquanto aos poucos descia a escada. Consequentemente todos me encaravam, e se não fosse por meu pai - ainda era estranho me referir ao rei assim -, pouco abaixo de mim, estendendo a mão em minha direção, eu com certeza iria voltar para o quarto e me trancar lá, porquê cara, é muita pessoa me encarando.

Quando minha não tocou a de Haniki, suspirei e sorri minimamente. Seu olhar era orgulhoso, e dei graças a Deus por não ter caído ou algo do tipo na escada, ia ser muita vergonha.

Estava tudo de boa, Youngho, que mais tarde descobri ser apelidado se Johnny, me apresentou à seus amigos, um que pelo cheiro era ômega e o outro alfa. Jungwoo e Yukhei. Os dois já eram marcados e Jungwoo esperava um filhotinho de Yukhei.


Logo depois conheci o cara que meu pai me apresentou como o príncipe destinado a mim. Kim Doyoung. O garoto do sorriso conquistador e o olhar penetrante. Ele não largava do meu pé um segundo. Só não entrava em minha cabeça que eu teria que me casar com aquele alfa. Então foi por isso que meu pai me procurou.

- No que tanto pensa, Yuta? - A voz doce de Doyoung me tirou de meus pensamentos.

- Jungwoo e Yukhei, parecem tão felizes juntos. - Sorri e o encarei. - Jungwoo me convidou para seu casamento, sei que meu pai não irá deixar eu ir, mas espero que ele deixe...

- Em breve terão uma família completa, com filhos. Penso se comigo será assim... Não pense que quero me casar com você. - E assim meu sorriso sumiu, não por ele não querer casar comigo porque nem eu queria casar com ele, mas sim por ele dizer como se eu fosse a pior pessoa.

Apenas fiquei calado e quando tive a primeira oportunidade fui com Sicheng comer um pouco, até porque tanto nervosismo me deu fome. E assim foi minha noite, comendo, fungindo de Doyoung e evitando dançar com aqueles velhotes que nunca nem vi na vida.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...