História For One Second - Camren - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Alessia Cara, Ariana Grande, Camila Cabello, Demi Lovato, Fifth Harmony, One Direction
Personagens Ally Brooke, Ariana Grande, Camila Cabello, Demi Lovato, Dinah Jane Hansen, Harry Styles, Lauren Jauregui, Louis Tomlinson, Normani Hamilton, Personagens Originais
Tags Alessia Cara, Ally Brooke, Ariana Grande, Camila Cabello, Camren, Comedia, Demi Lovato, Dinah Jane, Drama, Harry Stayle, Larry, Lauren G!p, Lauren Jauregui, Louis, Normani Kordei, Norminah, Romance, Superação, Troly, Variana
Visualizações 1.273
Palavras 1.576
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Luta, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Suspense, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 7 - Interaction


- Onde esta indo? - Camila perguntou quando viu que Lauren não a acompanhava 

- Para o carro ue - Respondeu apontando para o mesmo como se fosse óbvio 

- Não vai precisar. O restaurante é ali na esquina - Camila disse com um sorriso brincalhão e Lauren fez uma careta 

- Vai mesmo me fazer andar? - Perguntou dramaticamente 

- Você é mesmo tao sedentária? - Camila riu enquanto voltavam a caminhar em direção ao restaurante 

- Um pouco - Respondeu dando de ombros e viu a latina revirar os olhos 

- Como consegue manter a forma? - Perguntou de forma incrédula e Lauren sorriu convencida 

- É meu charme natural - Falou jogando os cabelos e Camila riu 

- Humildade mandou saudades - Debochou e Lauren deu de ombros - Isso não tem haver com falta de alimentação, tem? - Perguntou, inutilmente tentando disfarçar a pontinha de preocupação em sua voz 

- Talvez - Lauren respondeu simplesmente e ouviu Camila suspirar. Não sabia, mas a latina travava uma batalha interna entre deixar esse assunto de lado e se meter entre ele. Acabou decidindo deixar isso pra lá por hora. Percebeu que teria que conquistar Lauren aos poucos e se já chegasse se metendo em tudo, espantaria a morena. 

- Com o que você trabalha Lauren? - Camila perguntou. Ambas já estavam sentadas em uma mesa mais ao fundo do pequeno restaurante. 

- Sou professora de artes na FIU (n/a: Florida International University) - Respondeu analisando o menu que o garçom lhe deu e Camila abriu um largo sorriso ao escutar 

- Gosta de artes? - Perguntou apoiando os cotovelos sobre a mesa e seu queixo sobre suas maos, mostrando-se interessada no assunto.

- Não, gosto de química mas decidi virar professora de artes - Lauren ironizou e viu a latina bufar 

- Nao consegue ter uma conversa agradável nem por um segundo sem ironizar alguma coisa? - Perguntou levemente irritada. Camila poderia ser a pessoa mais paciente do mundo, mas quando via que a pessoa não fazia nem um esforço para ajudar, se irritava facilmente. 

- O meu nível de ironia depende do absurdo que ouço. Se sou professora de artes, não é obvio que gosto? - Devolveu a pergunta também irritando-se. Tentava ser legal com a latina, mas seu gênio forte não a deixava fazer isso com facilidade e sempre acabava sendo babaca de mais ou grossa demais. 

- Não Lauren, não é óbvio. - Falou levemente sobressaltada fazendo a morena a sua frente se surpreender pelo tom - Algumas pessoas seguem certas carreiras mesmo não gostando delas, mas por não terem a opção de fazer o que gostam. Acontece que você não é diferente de ninguém e poderia facilmente se aplicar a essa situação. Por isso a minha pergunta, então me desculpe por ter sido tao absurda - Terminou seu argumento sarcasticamente e se jogou na cadeira respirando fundo. Lauren a olhava profundamente, não esperava aquela reação. As pessoas já estavam acostumadas com suas grosserias, raramente se sobressaltavam. Mas já deveria esperar isso da latina, afinal ela não era como os outros. Tinha algo diferente e intrigante. Respirou fundo e se endireitou na cadeira.

- Minha mae é dançaria e meu pai é escultor, então desde cedo me envolvi com o mundo das artes. Me apaixonei quase que de imediato. A música, a dança, teatro, pintura .. Tudo sempre me chamou atenção e logo cedo já sabia o que queria fazer. - Respondeu atraindo a atenção da latina e se surpreendeu com o quão calma sua voz soou. Camila respirou fundo e ajeitou-se na cadeira recobrando a postura e colocando um sorriso suave no rosto.

- Mas pensava em ser professora? - Perguntou sentindo o interesse sobre o assunto retornar a sí

- Não, na verdade eu ja tinha tudo pronto para trabalhar no Arts Palace, ate estava com uma exposição pronta, mas acabei desistindo. - Lauren respondeu, lutando contra sí mesma para que não deixasse que o assunto a abalasse. 

- Licença, já sabem o que vão querer? - Foram interrompidas pelo garçom as abordando. 

- Sim, eu vou querer uma porção de fritas com queijo e bacon e um milk shake de creme. - Camila respondeu e Lauren pode ver seus olhos brilhando ao proferir tais palavras, o que arrancou um leve sorriso da hispânica. 

- Isso é sua alimentação "saudável" - Lauren debochou, mas mantinha um sorriso amigável no rosto. Camila, por sua vez, revirou os olhos e lhe pôs lingua arrancando uma pequena risada da mulher a sua frente. - Vou querer o mesmo, mas meu milk shake pode ser de chocolate . - Respondeu ao garçom, que anotava os pedidos em seu bloquinho. O mesmo acenou com a cabeça informando que voltaria logo com os pedidos e saiu. 

- Então, por que desistiu? - Camila perguntou retornando ao assunto anterior e Lauren suspirou.

- Muita coisa mudou depois do acidente - Sua voz não passou de um sussurro. Era como se estivesse torturando sua mente e coração ao tocar no assunto. Mas surpreendeu-se ao perceber que conseguira falar tao facilmente com a latina, como já mais falou com outra pessoa. Levantou o olhar e viu Camila lhe sorrindo terna, assustou-se com a sensação estranha que passou-lhe pelo peito. Era bom, mas ainda estranha. - Mas e você, sempre quis ser veterinária? - Mudou propositalmente de assunto 

- Na verdade não, me lembro de querer ser varias coisas ao longo da minha vida - Falou com um leve sorriso, que foi acompanhado por Lauren. 

- E o que te fez querer definitivamente seguir isso? - Perguntou 

- Quando minha mae morreu, eu percebi que nem todos poderiam ser salvou, mas que poderiam ser ajudados. A princípio eu faria medicina, mas acabei percebendo que corpos e sangue não era pra mim. Eu sempre gostei muito de animais, então resolvi juntar os dois e voala .. Virei veterinaria - Explicou e Lauren se surpreendeu ao receber tal informação. 

- Sinto muito por sua mae - Falou, com um sorriso fraco, porem sincero em seu rosto. 

- Tudo bem, já faz muito tempo. - Camila devolveu o sorriso, levemente feliz por ter conseguido desarmar as barreiras, mesmo que pouco, da morena. Para Camila era fácil falar sobre a morte de sua mae, que morreu durante uma cirurgia no hospital após ser abordada por um ladrao enquanto voltava do trabalho para casa. Mas porque era fácil, não significa que não seja doloroso. Porem, já não se deixava afetar tanto quando antes. 

- Aqui esta - Foram novamente interrompidas pelo garçom, que agora colocava os pedidos sobre a mesa. Ambas agradeceram e o rapaz se retirou.

- Onde conheceu Dinah e Normani? - Camila perguntou tentando preencher o silencio chato que se instalou 

- Conheci Dinah assim que comecei a trabalhar na faculdade e Mani quando ela buscou Dinah um dia no trabalho para almoçarem juntas. Desde então acabamos ficando próximas. - Esclareceu enquanto se deliciava com suas fritas - E você? 

- Quando estava na faculdade. Dinah fazia biologia, Mani fazia dança e eu fazia medicina veterinária. Logo nos tornamos amigas e pouco tempo depois Ally se juntou a nós, ela fazia jornalismo. - Contou e Lauren assentiu - E seus pais? 

- Moram em Londres. Minha mae esta pegando no meu pé para que eu vá lá nas férias. - Disse revirando os olhos e a latina riu de sua forma dramática - Seu pai tem uma ótima variedade de wisckys na loja dele. 

- Sim, ele sempre colecionou. Algumas pessoas fazem isso com vinhos, mas ele sempre foi o "diferentao" - Falou e Lauren riu - Tem irmãos? 

- Sim, três. Taylor é a caçula, Chris é o do meio e meus pais adotaram a Demi pouco antes de Chris nascer. - Explicou - E você? 

- Não de sangue, mas tem a Duda. Nos conhecemos desde sempre e ela sempre foi como uma irmã pra mim. Esteve ao meu lado em todos os momentos. - Respondeu e Lauren assentiu. 

A conversa fluía tao livremente que mal percebiam o que estava acontecendo. Nos dois ano que se passaram, Lauren dificilmente deixava alguem se aproximar e consequentemente se tornava evasiva e arrogante. Quase nunca se deixava dialogar com alguem como estava fazendo com Camila agora, mas não podia negar que era diferente com aquela latina. Camila tinha algo que a encantava e, mesmo com os inevitáveis momentos de grosseria, se via atraída em ter a companhia da garota. 

Camila, por sua vez, estava amando aquela interação. Lauren estava deixando-a se aproximar, mesmo que pouco. Pensava que seria mais difícil, mas sorria alegremente ao perceber o rumo que as coisas estavam tomando. Queria ser amiga de Lauren, e iria tentar enquanto pudesse. Bastava a hispânica finalmente deixar que alguem quebrasse suas barreiras. 

O tempo passou depressa e as duas nem notaram. Quando se deram pelas horas, Camila já tinha que voltar para a clinica e Lauren deveria ir para casa, uma vez que tinha trabalhos enormes para corrigir. Pagaram a conta e Lauren acompanhou a latina novamente ate a clinica, logo se despedindo e deixando bem claro que aquele almoço fora forçado. A latina acabou rindo ao perceber que Lauren não era do tipo que dava o braço a torcer, sabia que tinha muito o que conquistar da confiança da hispânica e para isso não pouparia esforços. Logo a latina já estava de volta ao trabalho e Lauren seguia calmamente pelas ruas de Miami ate chegar em casa. 


Notas Finais


Heeey geeentee...
Esse ficou pequeno, mas é porque o dia hoje foi corrido. Estava cheia de tarefas de casa e estou morrendo de sono.
Não posso prometer, mas se eu conseguir posto 3 caps amanha, já que não vou conseguir postar 2 hoje. Pode ser?
Então, me digam ai nos comentários o que acharam desse cap?! As coisas vão andando aos pouquinhos neh rsrs .. Quem leu minha outra fic "A Aposta" notou a presença de uma certa personagem neh?! Rsrs .. O que acham da Duda entrar nessa historia também?
Bom, me contem ai e ate o próximo :)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...