História For You - Imagine Jeon Jungkook - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Personagens Originais
Tags Bts, Imagine, Jungkook
Visualizações 15
Palavras 1.278
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Comédia, Ficção Adolescente, Romance e Novela

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi gente! Espero que gostem dessa fanfic! Ela não vai ser muito longa, e é dedicada a minha amiga Juliana. Boa leitura! ❤

Capítulo 1 - A Viagem


Fanfic / Fanfiction For You - Imagine Jeon Jungkook - Capítulo 1 - A Viagem

Eu nunca tinha andado de avião antes. Na verdade, não esperava andar tão cedo. Nunca imaginaria que faria isso no mês do meu aniversário de 15 anos! Eu parecia estar animada, mas na verdade estava mais nervosa do que animada. Qualquer coisa poderia acontecer!


O pior nem era isso. Acho que eu perderia metade do meu sono naquela noite só pelo fato de o voo ser à meia-noite e eu ser ansiosa como era. Esperava que, no final, eu conseguisse dormir pelo menos uma horinha.


— Faltam quantos minutos? — perguntei à minha madrinha Maria, era ela quem estava organizando a viagem. Para falar a verdade, inicialmente, seria apenas uma viagem entre ela e três amigas suas. Mas ela resolveu me levar também, como presente de aniversário. E aqui estou eu.


— Meia hora ainda. — respondeu ela, que comia um iogurte enquanto esperávamos sentadas na praça de alimentação do aeroporto. Eu fazia o mesmo, afinal, nunca se sabe se a comida de avião vai ser suficiente ou apenas um copo de suco de laranja.


"Quando eu viajei, tive que dormir no aeroporto". Era o que uma das minhas amigas, Lara, dizia, e ela passou a contar essa história com mais frequência quando falei a elas sobre a minha viagem. Ainda faltavam trinta minutos. Peguei meu livro que eu carregava na bolsa e comecei a ler para passar o tempo, já que eu sabia que ficar olhando pro tempo não ia adiantar de nada.


Meu celular vibrou. Mais uma mensagem das meninas no grupo. Minhas amigas estavam dando a louca no grupo naquela noite, não porque eu iria viajar, mas sim porque eram férias e todas se recusavam a dormir cedo. Aí você imagina, seis meninas falando sobre qualquer besteira de madrugada. Eu era a sétima.


BONDINHO💖🌈


Amélia, Lara, Marcela, Marília, Vitória, Zoe, Você


Vitória

Tá faltando só a Juliana aqui


Amélia

Deixa ela lá

Ela vai já viajar criatura

Deve tá se preparando


Marília

Gente meu vizinho ta botando sertanejo aqui

Uma hora dessas bixo


Lara

E ele não dorme não, é?


Marília

ESTRANHO

VOCÊ ME BEIJA E MINHA BOCA ESTRANHA


Marcela

O SEU CARINHO PARECE QUE ARRANHA


Zoe

Agora podemos definitivamente dizer que temos uma Marília Mendonça no grupo

KKKKKKKKK


Vitória

Ei gente

Quando vocês podem sair?


Lara

Na próxima vida

Tu sabe que eu vivo praticamente em prisão domiciliar


Marcela

Qualquer dia, pra onde me chamar eu vou


Amélia

Tenho que falar com a mamis


Marília

Também


Zoe

Por que a gente não faz assim

Vamos esperar a Juliana voltar da viagem dela

E a gente combina um dia pra comemorar o aniversário dela

Aí dá certinho


Lara

Bem pensado, só quero ver se eu vou poder ir

Mas não custa tentar


Juliana

Genteeeeee daqui a pouco vou embarcar

Tô nervosa aaaaaaaa


Zoe

E tu vai viajar de barco?


Marcela

Mas não era avião?


Juliana

Mulher é a mesma coisa kkkkkk

Só sei que tô nervosa


Vitória

Jujubita, faz o seguinte

Feche os olhos e imagine um lugar calmo

Funciona comigo


Lara

Melhor tu fazer xixi logo, daqui a pouco vai ter que colocar o cinto e vai apertar tua bexiga

Falo isso por experiência própria, e foi horrível


Amélia

LARA KKKKKKKKK


Lara

Que foi? Tô aconselhando ela


Juliana

Faltam 20 minutos socorro


Marília

Mastiga chiclete

Senão teu ouvido vai ficar doendo dentro do avião


Marcela

E desliga o celular quando entrar nele, senão você pode morrer


Juliana

QUEEEEEEEE


Vitória

Para de botar medo na menina criatura


Marcela

Ué, mas é verdade

Quando o celular fica ligado


Juliana

Ok já entendi kkkkkkkkk

Rindo de nervoso

Gente agora vou ter que subir pra sala de embarque

Tchau, amo vocês!❤


Zoe

TCHAU JULIANAAAAA

TRAZ LEMBRANCINHA

VIU

NÃO ESQUECE DA GENTE

TE AMAMOS


Desliguei o celular e me preocupei mais no tempo que eu tinha até entrar no avião. Talvez nem fosse tão ruim assim. A viagem só demoraria uma hora!


Eu morava no Ceará. Nunca tinha ido além disso. Minhas amigas eram todas da escola, e pelo menos três delas já tinham viajado pra fora do Alagoas. Nosso destino era ficar três dias em Pernambuco e três em Alagoas. Eu estava ansiosa.


Eu e minha madrinha subimos a escada rolante até o andar da sala de embarque. As três amigas dela já nos esperavam por lá. Me aproximei para cumprimentá-las, e uma delas, de cabelo cacheado preto e pele clara, me abraçou mais forte do que as outras.


— Assim você mata ela, Cecília! — uma das mulheres, um pouco mais baixa e morena, riu. Eram todas ali jovens como a minha madrinha.


— Qual o seu nome? — perguntou Cecília, a que me abraçou.


— Juliana. — respondi.


— Ela parece ser sua mãe. — a terceira mulher se virou para mim, apontando para Maria. Não sei se ela tinha dito aquilo pelo fato de a minha madrinha ter cuidado de mim desde criança, ou porque realmente tínhamos algumas semelhanças, mesmo não sendo parentes de sangue. Tínhamos os mesmos cabelos pretos e lisos, e a pele bronzeada. A diferença é que eu usava óculos, e ela tinha o cabelo curto.


— É o que todos dizem, Bianca. — Maria riu.


— Mas ela é linda! — disse aquela que faltava eu descobrir o nome. Tentei trazer à mente quando a minha madrinha me falou os nomes das meninas que iriam com a gente, e lembrei. Ela se chamava Yara.


— Nós estamos sentadas ali. — Bianca apontou para uma fileira de cadeiras azuis com bolsas pequenas guardando o lugar. Eu lembrei do que Lara havia dito sobre ir ao banheiro antes, e resolvi ir antes de sentar para esperar o horário. Por mais que meu rosto não expressasse, eu estava muito ansiosa.


Fiz minhas necessidades e quase esqueci meu celular na cabine do banheiro quando saí. Era tão estranho imaginar que dali a pouco tempo eu estaria pisando em outro solo, respirando um ar diferente do qual eu já estava acostumada. Saí do banheiro ajeitando a saia, e reclamando mentalmente por não ter vindo de calça pelo menos daquela vez. O aeroporto era muito frio! Me dirigi até onde as outras estavam e sentei, esperando dar o horário.


Não adiantou de muita coisa. Os portões foram abertos e tive que levantar novamente — sinceramente, eu era uma azarada.


Fomos conduzidas até um corredor de metal que terminava na entrada do avião. Lá, procuramos lugares vagos e ficamos esperando pela decolagem, o que não demorou muito. O avião começou a levantar voo, o que me deixou com um frio na barriga. Era uma sensação boa. Eu tinha sentado do lado da janela, e levantei a pequena cortina que protegia o vidro para ver a cidade lá de cima. Certamente, essa seria a última visão que eu teria dela em seis dias.


* * *


— Faltam cinco minutos! — eu dizia, animada. Não parecia que aquela viagem tinha durado uma hora, e eu ainda estava tentando entender se havia achado rápida demais ou se realmente tinha sido. Tanto faz. Pousaríamos dali a pouco.


Senti o avião tocar o chão e me toquei que em instantes nós iríamos descer. E foi o que aconteceu. Alguns minutos depois, todos os passageiros  fizeram fila no corredor e descemos.


Retiro o que disse do aeroporto quando ainda estávamos esperando o avião. Aquele dali era mil vezes mais frio, e mais uma vez me arrependi de ter colocado saia. Bianca, Yara, Cecília e Maria foram na frente, até uma sala onde as malas passavam em uma esteira e teríamos que pegá-las. A minha bagagem demorou uma eternidade. Mas, assim que todas recuperamos nossas coisas, nos dirigimos à pousada.


Eu não chamaria de hotel. Pra mim, hotel é coisa de gente chique, e onde nós nos hospedamos era bem simples, apesar de bonito e acolhedor. Só que eu não estava com muita cabeça pra pensar nisso. Assim que chegamos aos quartos, foi feita a divisão: Maria, Yara e eu ficaríamos em um quarto, e Cecília e Bianca no outro.


Nos organizamos nos quartos e eu não consegui fazer mais nada depois disso. Estava cansada. Escovei os dentes, troquei de roupa e fui dormir. Ainda seriam longos três dias por ali.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...