História For You - Jeon Jungkook - Capítulo 30


Escrita por:


Notas do Autor


Oi gente...
Desculpem a demora, eu estava esperando terminar o capítulo da 2° temporada...

VOU DEIXAR O LINK DA 2° TEMPORADA NAS NITAS FINAIS...

Capítulo 30 - Por Você...


Fanfic / Fanfiction For You - Jeon Jungkook - Capítulo 30 - Por Você...

10 dias me separavam do meu destino final, apenas 10 dias me separavam da morte, mas eu não estava nem se quer um pouco preocupada com isso, eu só conseguia pensar em Jungkook, no quanto eu sentia falta dele e no quão estúpida eu fui ao manda-lo embora por uma bobagem.
Soltei um suspiro pesado enquanto almoçava com meu pai e Katherine, fazendo eles me encararem sérios, eles sabia o que estava acontecendo, sabiam o quão mal eu estava, mas não queriam se meter nisso, eles sabiam que quando eu decidia algo era irrevogável, entretanto, nesse caso, eu pensava seriamente em voltar atrás, porém, não sabia qual seria a reação de Jungkook; muito menos se ele me aceitaria de volta.
- Charlie, sua médica ligou pela manhã - Katherine falou calma - Pediu pra você ir ao consultório dela hoje a tarde!
- Por que? - perguntei confusa e ela sorriu.
- Eu não sei querida, apenas vá!
Dei de ombros e então levantei sem mais nenhuma palavra, subi lentamente e andei até meu quarto, indo diretamente até o banheiro. Tomei um banho demorado e assim que acabei, eu me vesti lentamente com uma calça jeans preta, uma camisa da mesma cor e meu converse, logo em seguida, arrumei meus cabelos e quando fiquei pronta, desci lentamente. Meu pai já havia saído pra trabalhar, então peguei o carro de Katherine e dirigi rapidamente pelas ruas de Seul em direção ao consultório de minha médica.
Assim que estacionei o carro, eu saí imediatamente e entrei no consultório da Dra. Jeon e me aproximei secretaria, que sorriu gentil ao me ver, sorriso esse retribuído por mim.
- Eu... - comecei, porém ela interrompeu já séria:
- Eu sei, ela já está esperando você - falou e eu assenti.
Andei até o elevador e já dentro dele, esperei ele parar no 4° andar. Assim que as portas se abriram, eu me deparei com Haejin, que tinha seus olhos levemente avermelhados e as lágrimas descia por sua face, eu abri a boca pra falar algo, mas ela andou rapidamente até o outro elevador e logo sumiu de meu campo de visão.
Eu dei de ombros e andei até o consultório de minha médica lentamente, bati na porta e logo ouvi a voz dela pedindo que eu entrasse. Assim que eu entrei, me pus confusa ao ver o Dr. Lee - que foi meu primeiro médico, que me diagnosticou - em pé ao lado dela.
- Olá Charlie, é bom te ver novamente - Dr. Lee falou sorrindo e eu assenti.
- Oi, você queria me ver? - perguntei e minha médica assentiu.
- Nós temos algo a te contar - ela falou e eu fiz um sinal com a mão, indicando pra ela prosseguir - Pedimos que nos desculpe, mas... Eu...
- Eu errei seu diagnóstico - Dr. Lee falou interrompendo a médica que antes falava.
- O que? - perguntei perplexa.
Me diz que o universo não seria tão filho da puta comigo, me diz que é apenas coisa da minha cabeça, que eu estou apenas dormindo e que logo vou despertar desse pesadelo... Ou seria sonho? Eu já nem sei mais.
- Sentimos muito Charlie, não houve um erro de diagnóstico de fato, houve uma troca, era um dia em que estávamos com novas enfermeiras, talvez elas tenham se confundido, mas vamos investigar e descobrir quem é o responsável por toda essa situação, nós prometemos - Dr. Lee falou e eu assenti ainda abalada.
- Posso perguntar quem é a pessoa? - perguntei e eles me encararam confusos - Se houve uma troca de diagnósticos, alguém vai morrer, quem é?
- Bem... Essa é uma informação sigilosa, mas... Considerando tudo, acho que pode falar - Dra. Jeon falou encarando o outro médico que assentiu levemente - A outra pessoa é Haejin!
Estava tudo tão confuso, eu ia morrer, há uma hora atrás eu ia morrer e agora, eu não ia mais, tinha a vida inteira pela frente e isso me assustava, porque minha cabeça só conseguia pensar em uma coisa, ou melhor, uma pessoa: Jungkook!
Eu encarei a mãe dele e ela me observava apreensiva, esperando alguma reação minha.
Eu sabia que não era culpa dela e jamais seria capaz de culpa-la.
- Ele sabe? - perguntei ela sorriu.
- Achei que você deveria contar - falou e eu assenti com um suspiro - Sabe, eu fiquei sabendo que ele vai na casa de Jimin hoje a tarde!
Um sorriso brincou no canto de meus lábios e eu levantei e sai correndo porta a fora, quando entrei no carro de Katherine, dei partida rapidamente, dirigindo em direção a casa de Jimin. Assim que eu cheguei na casa de meu amigo, vi que o carro de Jungkook já estava estacionado em frente a casa de Jimin e suspirei, seria um pouco mais complicado, mas ainda assim, segui meu caminho.
Eu toquei a campainha e esperei pacientemente até alguém atender, havia a possibilidade de Jungkook abrir a porta, era minúscula, mas havia essa possibilidade.
Jimin abriu a porta e me encarou confuso, mas quando abriu a boca pra falar algo, eu levei o dedo indicador aos meus lábios, indicando pra ele fazer silêncio, o que aumentou ainda mais a confusão do mesmo.
- Onde ele está? - perguntei sussurrando e ele apontou pra escadas.
- No andar de cima, por que? - perguntou e eu suspirei.
- Eu preciso falar com ele, com urgência!
- Tudo bem, pode subir, eu fico por aqui e garanto que ninguem irá até lá.
Eu o abracei rapidamente e então subi silenciosamente e andei até o quarto de Jimin, assim que eu entrei, vi Jungkook com um violão em mãos, ele parecia distraído enquanto tocava alguma melodia não conhecida por mim. Eu fechei a porta do quarto e ele finalmente me encarou, eu via a confusão em seu olhar, mas ele não falou nada, apenas ficamos nos encarando, como se o tempo tivesse parado. Meu coração estava disparado, o medo de ser rejeitada surgiu repentinamente, eu não pensei em nada, apenas dirigi até lá e agora estava cara a cara com ele.
- Oi - ele falou depois de alguns segundos - O... O Jimin está no andar de baixo, então...
- Eu não vim ver o Jimin - falei e ele me observou ainda mais confuso - Eu vim ver você!
- Como você sabia que eu estaria aqui?
- Sua mãe!
Eu me aproximei lentamente, enquanto ele analisava cada movimento meu cuidadosamente. Logo, já estávamos a apenas alguns centímetros de distância e eu suspirei, pronta pra falar tudo que eu tinha pra falar, mas fui interrompida pela voz dele:
- Me desculpe - falou com a voz embargada e eu o encarei curiosa - Eu sei que fui um péssimo namorado, só fui entender isso depois que te perdi!
- Jungkook, você não... - comecei, mas ele interrompeu:
- Espera... Tem mais... Eu sei que deveria ter te apoiado na sua escolha e mesmo que agora você não me queira mais por perto, eu estou pronto pra te apoiar, mesmo que eu tenha que ver você morrer sem poder fazer nada e...
Eu o silenciei com um beijo, logo passei meus braços por seu pescoço e comecei a brincar com seus cabelos. Jungkook ficou imóvel por alguns segundos, provavelmente assustado e confuso com tudo aquilo, mas não demorou pra eu sentir ele segurar minha cintura fortemente e me puxar pra mais perto de si. Nossas línguas travavam uma batalha infinita por espaço e logo eu comecei a sentir a falta de ar incomodar, mas não queria me afastar, porém Jungkook interrompeu o beijo e acariciou meu rosto delicadamente.
- O que significa isso? - perguntou meio confuso, mas sem se afastar e eu sorri.
- Significa... Isso significa que eu te amo, que sinto sua falta e que quero você - falei e ele sorriu levemente - Você não precisa me ver morrer!
- Mas eu... Eu quero estar ao seu lado!
- Não, você não entendeu, eu quis dizer que eu não vou morrer.
- O que?
Eu expliquei toda a situação enquanto via um sorriso surgir no rosto de Jungkook e ele apertar ainda mais minha cintura, como se quisesse me prender a ele. Assim que terminei a história, ele selou nossos lábios novamente e me empurrou gentilmente até a cama, fazendo com que nós dois caissemos um sobre o outro. Sem sair do beijo, Jungkook agarrou uma de minhas coxas, levando a altura de sua cintura.
Senti Jungkook morder meu lábios inferior, para então voltar a me beijar, mas eu interrompi o beijo, fazendo ele me encarar confuso.
- Sabe que não podemos fazer nada aqui, não é? - perguntei  sorrindo e ele assentiu.
- Sei, infelizmente sei - falou rindo - É que tudo parece um sonho!
- Mas não é um sonho, eu sou real... Nós somos reais?
Ele sorriu ainda mais e então depositou um selinho em meus lábios, seguido de vários beijos em meu pescoço, me fazendo soltar um suspiro alto.
- Somos reais mesmo? - perguntou ainda sorrindo e eu assenti.
- Sim - falei sorrindo calma - Há tantas coisas que eu quero fazer com você!
- E há tantas coisas que eu quero fazer, bem... Por você.
Ficamos nos encarando por alguns segundos, ambos felizes e eufóricos por sabermos que nada mais nos separava. Jungkook escondeu seu rosto na curvatura de meu pescoço e eu acariciei seus cabelos gentilmente. Então senti como se tudo estivesse certo novamente, os planetas estivessem alinhados e tudo conspiração a meu favor.
Era tudo sobre ele...
Era tudo por ele...


Notas Finais


Foi isso gente...
Favoritem e comentem...
Amo vocês...
Até a 2° temporada...


LINK DA 2° TEMPORADA:
https://www.spiritfanfiction.com/historia/for-us--jeon-jungkook-18329692


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...