História For you -Camren - Capítulo 171


Escrita por:

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton
Visualizações 654
Palavras 1.199
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


OOOOOOOOOOOOIIIIIII
Boa leitura, qualquer erro atualizem a pagina ou me avisem nos comentários..
Aqui começa, o 1/10, vamos aquecer com esse primeiro, Lorenzo e a Luíza são os gêmeos.. e o Henri, EU SOU LOUCA NESSE BABY DA FOTO, OlHa qUe GaRoTo LiNdO 😍😍😍😍

Vamos lá, leiam e morram de amor..

Obs; não é aquele blablabla todo, neem, me conhecem, vai ser nada cansativo e cheio de mimimi.. (ja basta a fic em si kkkk)

Capítulo 171 - Bônus (1)


Fanfic / Fanfiction For you -Camren - Capítulo 171 - Bônus (1)


Vinte e quatro meses depois

Pov Camila Cabello Jauregui


-Não, meu amor, só aquele, tudo bem? -Luiza em meu colo assentiu, voltei a empurrar o carrinho, Henri e Lorenzo estavam com Lauren em um carrinho de supermercado, daqueles que tem literalmente um carrinho, eles estavam dentro, e Luiza insistia em ir em meu colo. Eu a apoiava no mesmo porém em nenhum momento ela se soltava de mim -filha, a mamãe tá cansada -digo, ela fez bico e escondeu seu rostinho em meu pescoço, suspirei, ela estava uma manha.. me estiquei como pude e peguei uma caixa grande de sabão em pó, eu estava na ala da limpeza e Lauren estava com os meninos no açougue, nos encontraríamos na frutaria agorinha e depois seguiríamos para a ala mantimentos. Risquei os itens da lista, conferi todos no carrinho e segui com a Luiza agarrada a mim ainda. Cheguei a frutaria e Lauren estava ali, Henri fora do carrinho segurando a mão do lorenzo, Luiza é a marrenta, a independente, a egoísta, os dois, fazem absolutamente tudo juntos, Henri tem sempre cuidado do Lo, o que eu mais sou apaixonada.

-Hey, e essa coalinha aqui? -riu cutucando nossa mocinha.

-a Luíza qué tetê -disse me olhando com um bico, suspirei

-Agorinha meu amor, olha.. vamos ver as frutinhas, hum? -digo ela fez que ia chorar -Luíza -digo séria e então ela engoliu o choro -vamos escolher as frutinhas, agorinha a mamãe da tetê, ok? -ela assentiu, a coloquei no chão e suspirei, ela estava pesada.

-Lorenzo, filho.. -disse Lauren, olhei os cachos de bananas ali, minha boca salivou, peguei dois cachos e coloquei sobre o carrinho da Lauren, a repartição de cima estava vazia, a de baixo haviam carnes e frios. Já a minha estava cheia a de cima com produtos de limpeza.

-Essas framboesas estão lindas, parecem boas também.. -vejo os potes da mesma, peguei três deles, se tem uma fruta que não ficamos sem em casa, essa é a framboesa e banana.

-Pepe mamãe -ouvi Lorenzo, ele apontou e eu sorri

-Pera, meu amor? A mamãe já vai escolher, ta bom? -ele assentiu.

-Camz? -olhei -ta bom ne? -mostrou um saco plástico com maçãs enormes e vermelhas, meus filhos eram simplesmente apaixonados por frutas.

-Avinha -disse Luíza apontando para brócolis, eu amo o modo dela falar extremamente parecido com o Henri quando tinha essa idade, já que hoje são raras as palavras que ele fala errado, com quase quatro anos ele fala super bem o que faz Lauren babar, ok, nós duas babamos, enfim. -ponto, agola tete? -perguntou após colocar uma bandeja cheia de couve-flor e brócolis no carrinho, suspirei.

-Lauren? -a chamei, ela falava com Henri -Lauren -chamei outra vez, ela me olhou e logo veio até mim -termina com as frutas? Luíza quer mamar -digo

-agora? -assenti -e você vai alimentá-la aqui? -questionou

-Lauren, minha filha quer mamar, eu não vou negar isso a ela, não importa onde eu esteja, quem veja e pense o que for, irei amamentar minha filha -digo, algumas pessoas que estavam perto nos olhou -fica com o Lo, não posso amamentar os dois aqui, amamentar um já é problema com essa sociedade idiota -digo a Lauren me afastando, ela riu se virando, empurrei o carrinho até mais no canto, me sentei no chão e encostei em uma das prateleiras, peguei uma fralda de pano na bolsinha da Luiza e cobri meu ombro após deitá-la em mim, ergui minha blusa e abri meu sutiã de amamentação, ela logo abocanhou e começou sugar, cobri meu seio e seu rostinho, fiquei ali, alimentando-a, algumas pessoas olhavam mas não diziam nada, creio que falei alto o suficiente para não reclamarem.. Até parece que nunca viram um peito, e na verdade nem estão vendo, pois minha filha está com ele na boca.

Vera e Sandra, os anjos da minha casa, já eram mais de idade e seus corpos começaram pedir descanso e eu juntamente com Lauren as ajudamos aposentarem, então.. quando elas saíram de casa, Lauren e eu estávamos bem o suficiente, sabíamos fazer muita coisa e então combinamos o seguinte, faríamos nossa comida e das crianças, temos apenas duas mulheres que limpam toda a casa semanalmente, os quartos das crianças eu passo aspirador de pó dia sim, dia não.. temos uma moça muito amorzinho que fica com as crianças quando não estamos, Lauren e eu voltamos a trabalhar, não muito, apenas a tarde e quando há alguma emergência que requer nossa especialização. Minha filha continua em New Haven, estudando, ela é tão inteligente, fico tão orgulhosa dela e de Sofia.

Algum tempo depois, Luíza parou de mamar, porém, ela dormia, então.. permaneci ali, logo avistei Henri vir até mim, se sentou ao meu lado entristecido.

-O que houve? -questiono, ele fungou.

-A mamãe não deixou pegar dos cereais, disse para escolhermos apenas um, então.. Deixei o que Lorenzo gosta no carrinho. -fungou, era notável sua luta pra não chorar.

-E porque não pegou o que você gosta? -questiono querendo saber sua resposta.

-Porque o Lo é pequenininho mommy, ele não entende então eu deixei o dele, eu não gosto muito, mas eu como, não gosto de ver ele triste -disse, sorri cheia de orgulho.

-Olha pra mamãe -digo, ela me olhou, seus olhos verdes inundados por lágrimas, os cílios molhados porém ele lutava pra não chorar, passei a mão com a ponta da fraldinha pelos mesmos enxugando -só por ter tido essa atitude, você pode ir escolher duas coisas que você quer, algo que você goste muito e quer levar -digo, ele sorriu largo.

-Sério, mommy? -sorri assentindo, ele fez um bico e selou nossos lábios rapidamente -obrigado mommy -levantou rápido e saiu correndo, meu homenzinho lindo.

-O que Henri foi pegar? -ouvi Lauren

-O cereal que ele gosta e mais alguma coisa -digo, ela me olhou incrédula

-Camz.. não estamos ensinando eles a não esbanjar? Acabei de dizer a ele para que..

-Lauren, eles comem coisas diferentes, lembra? Temos três crianças, muito diferentes uma da outra..

-Camila.. que droga, odeio quando me contraria na frente deles, sabe que odeio quando falo algo e você fala outro. -disse brava porém mantendo o tom baixinho.

-Amor.. você nem notou a atitude dele não é? Ele poderia muito bem ter pêgo o que ele gosta e pronto, mas ele deixou o que o Lorenzo come -digo, ela sorriu de lado -por isso permiti que ele pegasse duas coisas que ele quisesse, não estou desfazendo sua ordem. Eles tem sim que aprender, mas não regra comida assim, muito menos de criança -digo doce, ela suspirou se abaixando. Lorenzo agarrou seu pescoço.

-Xono, mamãe -disse, eu sabia, Luiza dormiu, logo ele dormiria também, incrivelmente louco como ambos fazem incontáveis coisas ao mesmo tempo. Gêmeos univitelinos, não?!

-Olha mommy, esse é caro? -perguntou franzindo o cenho, sorri olhando Lauren.

-Tudo bem, campeão, coloca no carrinho -ele sorriu tímido e deixou ambos no carrinho, era um pote de mirtilos e a caixa dos cereais, sorri vendo a felicidade dele.

-Ele é tão puro -murmuro vendo-o se sentar no carrinho todo contente.

-Como você, Camz, ele é exatamente você.. bobo, doce, carinhoso, com o coração enorme.. -suspirou -ele é você todinha, amor -disse, suspirei.

-Fizemos um excelente trabalho, Lo -a olhei

-Sim.. temos a melhor família. Obrigada por isso, minha razão.


Notas Finais


Orgulho que fala? Eu amo meu camren, amo essa família..
O que acharam? Primeiro capítulo dos bônus, não deixem que ele flop kkkkk PELO AMOR DE CAMREN 🤘🏻😍❣️

Até o próximo, cujo qual, prometo não demorar, e..

É pov Valerie, falando de valfia, a maravilhosa vida de universitário, no caso dela, rico. Só maravilha, vão gostar por demais, eu coloquei pessoas diferentes do costume e da geração, mas ficou bom, mt bom.. ATÉ LA ❤️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...