História For you -Camren - Capítulo 99


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton
Visualizações 989
Palavras 1.781
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura
Qualquer erro...

Eu digo MARA e vocês dizem TONA
O que teremos? MARA...TONA
HAHAHAHAHAHA parei.
Lembrando que se não funcionar deixo por isso mesmo e não posto mais a sequência dos capítulos.

Capítulo 99 - Tudo bem


Pov Lauren Jauregui

Estávamos voltando da escola da Valérie, tínhamos arrumado tudo já e Camila contratou uma mulher de 26 anos para ser governanta da Valerie, 26 anos, uma governanta, eu disse que não seria aconselhável muito menos adequado, minha filha tem que receber a melhor educação e o melhor ensino, mas Camila insiste que a mulher é competente o bastante e que Valerie irá se adaptar melhor com ela por ser mais jovem e extrovertida. E eu como uma boa trouxa pau mandado, me calei e concordei, afinal, ela tem a idade da Camz, e minha mulher é competente o suficiente em sua área, enfim, só quero conhecer esse ser, amanhã as aulas dela começa e a tal mulher ficará de manhã até o jantar em nossa casa e irá embora pra dormir, como ela mora aqui, Camila e ela não achou necessidade dela virar uma babá 24h da Valerie. Ela irá estudar as matérias normais da grade escolar e irá aprender francês, no caso continuar porque em NY ela já fazia, e piano, que ela também fazia em NY e disse que seria bom voltar a fazer aulas pois ela ama isso. Combinado.

-se essa mulher maluca der em cima da minha filha, eu mato ela -digo resmungando e Camila riu continuando seu carinho com as unhas em minha nuca.

-amor.. para. Já está implicada com a mulher sem ao menos conhecê-la, eu conversei com ela e apesar dela ser linda, fofa e muito extrovertida ela é muito profissional. -desviei o olhar do trânsito parando em um sinal vermelho e a encarei com os olhos semicerrados ela riu negando com a cabeça. -para vai -disse e veio até mim beijando meus lábios, olhou meus olhos e… notei que ela queria dizer algo, seu olhar apreensivo apesar dela sorrir, ela está me escondendo algo, eu a conheço bem demais. Ouvi buzinas e arranquei com o carro, pensei melhor e… desviei o caminho de casa, fui até o parque que amamos ir desde que namorávamos… parei perto do lago onde sempre ficávamos. -o que quer aqui? -perguntou e eu ri saindo do carro, abri a porta pra ela e a puxei pela mão, ela riu fraco negando com a cabeça e ativei o alarme. A puxei até nosso banco no meio de duas árvores pertinho da ponte do lago e olhei pra ela ainda de pé.

-Eu sei que quer me falar alguma coisa, vida -ela soltou minha mão e ficou tensa desviando o olhar. -vida? -ela olhava pro lado ainda tensa -fala pra mim… me diz o que tá aqui -coloquei a mão em meio ao seus seios por cima de sua camisa e ela suspirou me olhando com os olhos cheios, puxei sua cintura a abraçando. Ela coloca as mãos em meu peito.

-Eu não estou tomando remédio desde nova Iorque -começou porém ela não me olhou nos olhos..

-que remédio? O remédio.. o remédio que tô pensando? -pergunto confusa e não sabendo bem onde ela quer chegar.

-sim, o anticoncepcional. E.. não usamos preservativo, certo? -disse passando os dedos por minha clavícula e eu sorri, ela…

-Vida você.. oh meu Deus… você -digo sorrindo e ela me olha meu sorriso morreu, lágrimas banhavam seu rosto. -não estou entendendo. -ela fungou e colocou a mão no meu rosto.

-Há uma grande possibilidade… -engoliu seco -da quimioterapia ter reduzido sua porcentagem de fertilidade. -estática. Essa era a palavra… -foram muitos remédios, o tratamento forte e… você não tinha 100%. Ahn… e… assim… até hoje não.. eu não engravidei Lo. -ela se negava a olhar pra mim agora, meus braços afrouxaram em seu corpo até que caiu de lado em meu corpo, eu estava sem chão… sua dor escorria pelos olhos mesmo ela tentando cessar.

-Eu… eu não posso mais engravidar você? -pergunto em um sussurro. Ela ergueu os ombros suspirando.

-Eu não sei… não sei qual a porcentagem e… creio que seja mínima. Tornando mais difícil ainda de… de termos outro bebê. -disse olhando pro chão com uma mão esquerda apertando seu braço direito. Infértil… meu coração estava a mil… sem forças eu me sentei no banco e olhei em volta, puxei o ar fortemente para meus pulmões que pareciam em dificuldade de receber o mesmo.

-E… o que vamos fazer? -puxei o mínimo de forças que eu tinha.

-Eu não sei Lauren.. eu… não sei -sussurrou a última parte e como um soco lembranças inundaram minha cabeça…

Flashback On

Eu estava deitada em minha cama no quarto do campus e Camila estava em cima de mim, iríamos dormir juntas novamente e estávamos conversando sobre o futuro.

-Sabe… meu maior sonho é ter um garotinho e uma garotinha, ele iria ser igual a você, ter seus olhos lindos e seu charme -sorriu enquanto passava seus polegares por meu rosto, como se me desenhasse -e ela seria como eu, eu iria encher ela de laços e vestidos, pensa amor… nós em uma casa nossa, casadas, com nossos filhos, você chegaria de um plantão e me encheria de beijos, me chamaria pra jantar, daí eu iria pegar nossa filha e vestir ela com um vestido igual ao meu e você vestiria nosso rapazinho como você, iríamos ao melhor restaurante de Miami e todos iriam babar na nossa família.. -disse e eu ri beijando seu pescoço.

-Seria perfeito… o sonho mais lindo da vida -digo e ela sorriu colando nossas testas.

-promete que vai me dar esses dois presentes? Um casal de filhos como sempre sonhei? É tudo que eu quero, minha futura esposa -disse e eu sorri largo.

-Eu posso engravidar, então sim, é uma promessa meu amor, teremos os filhos mais lindos do mundo todo…

Flashback off

-você… -minha garganta se fechou com o que passou pela minha cabeça -você não quer mais se casar comigo? -sussurro e ela me olha como se eu tivesse sete cabeças.

-ficou louca? -perguntou quase gritando, me assustei -Lauren… nunca pense isso… nunca. Me ouviu? -disse e parecia brava, me levantei e ela começou a me bater, socos em meus ombros e tórax

-Ei ei … calma…

-Nunca -soco- na sua vida -soco- ache que eu vou te deixar -um tapa estalado em minha clavícula -sua imbecil… -outro soco-eu te amo sua idiota sem escrúpulos -um murro e eu abri um sorriso conseguindo finalmente segurar seus pulsos, puxei ela e beijei seus lábios, o gosto de suas lágrimas estavam neles porém… eles continuam perfeitos.. suguei seu lábio inferior e colei nossas testas…

-Eu também te amo e… sinto muito… muito mesmo por não ter cumprido minha promessa. -digo sussurrando e ela me olhou de cenho franzido. -desculpa não conseguir te dar uma garotinha igual a você -digo com os olhos cheios. Ela abre a boca e abaixa a cabeça..  -me desculpa… -digo e sinto lágrimas rolando…

-shhh… -negou com a cabeça se recompondo- você é o suficiente, temos o Henri, Valerie… tenho você só pra mim, bem, linda, gostosa e saudável… Basta, meu mundo -disse e eu sorri de lado -eu te amo. Me desculpa por esconder isso, me desculpa por… guardar isso só pra mim. -assenti.

-vamos fazer o exame? Quero saber a porcentagem. -digo decidida.

-tem certeza? -assenti e beijei sua testa a abraçando… ficamos ali, abraçadas, sentindo aquela brisa, nos sentindo…


Dia seguinte


-Drª Jauregui? -ergui minha cabeça - o Dr Anders a espera -assenti e entrelacei meus dedos com os da minha Camz, fomos falar com meu médico de sempre, mesmo eu podendo só pegar o resultado e analisar, Camila achou melhor ele abrir e conversarmos.

-Doutoras… bom vê-las… quanto tempo -disse sorridente, boa pinta esse cara, Camila vivia me enchendo dizendo que ele é um “gato”.. E Dj zoava dizendo que mais “gato” era o marido dele e eu ria… o filho deles é um amorzinho de criança, super educado e inteligente. O cumprimentamos e nos acomodamos -Bom Lauren… eu deduzi que voltaria aqui após tudo que passou mesmo.. como são médicas eu já sei que já sabem das possibilidades então vamos direto ao ponto -assenti, meu coração acelerado, ele leu o exame e depois suspirou fazendo uma careta, meu corpo parou, meu sangue nem circulava mais..  -arrisco dizer que já esperavam o que seria o resultado certo? -assenti sentindo meus olhos marejar… neguei com a cabeça esperando a bomba. -temos uma boa e uma má notícia. -ele sorriu de lado e Camz me olhou, a encarei.

-a má primeiro -falamos juntas e ele riu.

-a má notícia é que… a sua taxa de fertilização é apenas 28% Lauren… -senti meu corpo mole, sem forças, será quase impossível engravidá-la… Mesmo que… transassemos todo dia… -mas a ótima notícia é que você não está infértil, não está estéril.. isso é bom, muito bom, se vocês tiverem uma vida sexual muito ativa logo teremos mais um Jauregui Cabello aí…

-Cabello Jauregui -Camila o corrige e ele riu.

-certo. Mas temos tratamento você sabe Lauren, para ambas, e se der certo é 75% de chances de ser gêmeos. -disse sorrindo, olhei Camila que suspirou.

-ou podemos adotar -disse e me olhou, fiquei surpresa por isso… -meu sonho é ter uma filha que seja uma cópia minha, mas… se isso está acontecendo é porque… Algum bebê precisa de nós. -disse e eu sorri.

-está falando sério, minha razão? -ela sorri de lado e assente.

-não é impossível, mas também não será fácil, mesmo transando a quantidade de refeição que tivermos, pode ser que nunca eu engravide… mas eu pensei muito e… não precisamos de um bebê agora… temos o Will, temos nosso Henri e Valerie.

-E Emily. -digo e ela sorriu abaixando a cabeça. -ela sente sua falta -digo baixinho lembrando da última vez que visitei Norminah, elas estão em Miami agora, desde que viemos, porém Camila excluiu Normani e Emily da vida dela por um erro de Dinah.

-enfim… obrigada Dr -disse e se levantou, suspirei… nos despedimos e fomos pro estacionamento. Entramos e assim que ligo o carro sinto a mão de Camila em minha coxa. -me beija? -disse baixinho e me arrepiei, puxei seu pescoço beijando sua boca, sua língua entra em minha boca e eu deixei ela comandar, amo quando ela toma atitude e coordena tudo, acho extremamente sexy e excitante, ela arranha meu pescoço e morde meu lábio, sorrimos em meio ao beijo, abri os olhos e ela me olha, passa a língua em meus lábios lambendo os mesmo de um jeito sexy, agarrei seus cabelos chupando seus lábios, beijando fortemente, ela provoca demais, maior defeito quando ela comanda… Eu estava ficando dura quando ela para e me olha sorrindo…

-vamos naquela loja de brinquedos no centro que eu amo? -a fitei incrédula..

-cínica -murmuro e ela gargalha ligando o rádio. Apesar de tudo, está tudo bem, como sempre deve ficar.


Notas Finais


Então... Lauren finalmente descobriu, sinto muito por vocês casal ❣

Camila the monia, olha o que ela faz kkkk

Volto logo... Ou não.. depende de vocês meus bens 💕

Então... Eu tô sem whatsapp, quem tiver meu número e por acaso me mandar mensagem, fique sabendo que não irei responder kkkk aconteceu uma treta com meu chip e vou ter que trocar de número, então.. quando eu arrumar tudo lanço um link aqui para... ??? Um grupo com meus leitores haha. Quero conhecer mais de vocês 💕💕💕
Obrigada pra quem leu até aqui ❣


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...