História For You ( Imagine Jeon JungKook ) - Capítulo 1


Escrita por: e SkyBoo

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin)
Tags Hentai, Idol, Jungkook
Visualizações 33
Palavras 787
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Festa, Harem, Hentai, Mistério, Romance e Novela, Saga, Suspense
Avisos: Adultério, Álcool, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi meus amores! Estou passando para dizer que estou reescrevendo essa história novamente. Eu não queria perder ela, então fiz muitas alterações e espero que gostem do rumo que ela irá tomar a parti de hoje.

Pra quem já leu, obrigada. E para quem é novo, seja bem vindo! Espero que se agrade :)

Capítulo 1 - Um mero engano.


Acordei com minha cabeça latejando. Abri os olhos lentamente para enxergar ao meu redor.


O quarto era estranho.


Não, eu não estava em casa.


Droga!


Busquei respostas olhando para todos os lados, até que eu o vi ali, deitado do meu lado e totalmente nu. Eu não conhecia aquele homem.


Respirei fundo.


Eu só podia estar ficando louca! Como eu não conseguia lembrar da noite passada?


Puta que pariu.


Fodeu.


Tentei sair de fininho da cama. Ele se remexeu um pouco me fazendo prender a respiração. Céus! Eu estava fodida.


Pé por pé segui até o banheiro do cômodo e fechei a porta um pouco forte demais.



Eu estava apenas de calcinha e sutiã, deitada ao lado de um homem desconhecido e lindo.


Me olhei no espelho por um tempo tentando lembrar de algo, mas apenas vinha imagens que eu estava na boate curtindo. Apenas isso. Nada mais.


Desci minha mão tremula sobre meu braço dolorido. Um objeto brilhoso estava sobre meu dedo.


Uma aliança de casamento.


Não, não podia ser real.


Isso não estava acontecendo!


Eu casei com um estranho na noite passada!


Respirei fundo e bati em meu rosto várias vezes para ver se eu não estava sonhando, mas eu não estava.


Marchei até o rumo da porta e a abri com cautela. Precisava ir embora daquele lugar o mais rápido possível.


Em passos leves, fui até minha roupa e a peguei. Enquanto eu começava a me vestir, me senti sendo observada.


Droga, ele acordou!


O encarei por um breve momento. Ele parecia estar mais confuso que eu.



— Olha, não sei o que houve na noite passada, mas foi tudo um mero engano. Estou indo embora! — afirmei um pouco nervosa.


— Mas que droga você está fazendo aqui no meu quarto? — perguntou ríspido.


— Eu que te pergunto seu louco, Não sei nem como eu vim parar aqui.


— Eu não te conheço. Como raios você veio parar em minha cama? E por que eu estou usando uma aliança de casado? — ele fazia várias perguntas. Seu nervosismo era evidente igual ao meu.


— Eu não sei, droga! Eu também estou usando uma — afirmei, totalmente desesperada.


— Não, não, não... — ele se aproximou de mim ainda nu, pegando com brutalidade a minha mão, observando o anel que estava em meu dedo — Não, eu não casei com você, deve ter sido um mero engano. Eu já sou comprometido.


— E dai? Eu quero que se foda! Vou para casa.  — me virei para seguir meu rumo, mas ele segurou forte meu braço, me impedindo de sair.


— Não, você não vai até resolvermos esse mal entendido.


— Dá para fazer o favor de me soltar ou vou ter que meter um murro na sua cara mesmo? — ele não iria enconstar a mão assim em mim não!


— Humpf — me soltou na hora.


— Tudo bem. Você lembra de algo na noite passada? — perguntei, mas percebi que ele continuava pelado na minha frente — Por favor, coloque uma roupa. Não to afim de ver esse troço ai. Obrigada. — pedi me virando de costas.


— Esse troço você usou na noite passada. Ele tem nome... — respondeu ao meu fundo.


— Não me lembro de nada. Vai que você abusou de mim, uma pobre mulher indefesa. — eu sabia como fazer drama.


— Não falou isso enquanto chupava meu pau, safada. — ele afirmou malicioso.


— Eu não acredito! — me virei rapidamente de frente para ele — Você lembra da noite passada e estava mentindo pra mim? Ah,  é hoje que você morre, filho de uma puta manca. — avancei em direção do mesmo, mas ele me parou a centímetros do seu rosto.


— Eu só lembro dessa parte. E foi uma lembrança boa. Você se engasgava fácil com ele na sua garganta. Boquinha gulosa. — seu tom de voz saiu sexy.


— Quem vai se engasgar com as próprias palavras é você, maldito de uma figa! — tentei estapeá-lo com minha outra mão livre, mas ele era rápido demais.


— Calminha gracinha, não queremos nos machucar sem saber o nome do outro, huh?


— Não irei falar merda nenhuma. Eu vou embora agora. Dá para me soltar?


— Eu sou Jungkook, mas você já deve saber disso. -- afirmou convencido.


— Grande coisa. Não te conheço e nem quero. Agora preciso ir, mas você não está cooperando comigo.


— A senhorita é muito agressiva para quem tem pouco tamanho. — debochou.


— Sabe o que vai te faltar? 


— O que? — Jungkook me olhou confuso.


— Um pênis — e o chutei bem naquele lugar mesmo.


— Caralho, sua louca! — urrou de dor, me soltando na mesma hora.


— Até mais, otário. — acenei vitoriosa e segui meu rumo saindo daquele enorme prédio.


Eu não sabia ao certo o que havia acontecido naquela noite. Mas eu sentia que pesadelo só estava apenas começando.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...