1. Spirit Fanfics >
  2. FOR YOU- Michaeng >
  3. 17 capitulo

História FOR YOU- Michaeng - Capítulo 17


Escrita por:


Notas do Autor


Oieee gente, mais um capítulo para vocês, esse é enorme e amanhã provavelmente vai sair mais um capítulo, já estou finalizando ele.

Então comentem se vocês quiserem.

Capítulo 17 - 17 capitulo


Fanfic / Fanfiction FOR YOU- Michaeng - Capítulo 17 - 17 capitulo

POV NARRADORA

Uma semana tinha se passado.

Mina ainda não acreditava que ela é chaeyoung não estavam mais juntas, ela pedia todos os dias para que aquilo fosse apenas um pesadelo.

Tudo desmoronou de uma vez só para ela, como a garota iria correr atrás de chaeyoung se ela vai embora, em três  semanas mina vai estar viajando para o Japão.

Mesmo com tudo que aconteceu ela decidiu continuar trabalhando na gráfica dos pais da tzuyu, ela precisava do dinheiro pois seus pais não estavam em uma situação muito boa.

Já chaeyoung, bom ela tem tido algumas crises de ansiedade, não tem conseguido dormir direito, ela está tentando mostrar para a lisa isso tudo só que a tailandesa está tão focada em fazer o pai delas ficar longe de chaeyoung que ela não percebe o quanto a garota está se afundando aos poucos.

Mina estava na gráfica, ela estava mais calada do que o normal, mas tzuyu entendia isso é não queria força com que a garota falasse.

- mina eu posso te perguntar uma coisa?

A japonesa assentiu com a cabeça.

- você me odiaria se eu entregasse a carta do meu pai para a chaeyoung?

Mina não sabia o que responder, ela não queria estar no meio disso tudo.

- eu não sei, você que sabe, só não machuca a chaeyoung por favor.

Ela falou, ela sabia que se a carta chegasse nas mãos da chaeyoung com certeza ela que sairia machucada no final de tudo.

- não vou machucar ela eu só não quero ver meu pai morrer com essa culpa.

- você que sabe.

A garota levantou e saiu dali indo em direção ao banheiro do local.

Ela se olhou no espelho e viu as olheiras que tinha em seu rosto, ela também não tinha dormido direito esses dias, a pressão dos seus pais sobre a mudança e os seus pensamentos que não saiam da coreana.

A japonesa lavou o rosto e saiu do banheiro mas seu coração quase parou quando viu Rose ali na loja conversando com a tzuyu.

- Mina

A australiana falou um pouco assustada por encontrar a namorada de sua cunhada ali.

- oi Rose .

Mina falou e ficou ao lado de tzuyu.

- tzuyu eu sei que você é a irmã da chaeyoung, e eu quero levar chaeyoung na sua casa quero que ela veja seu pai.

Tzuyu achou que aquilo era um sonho, Rose sua cunhada se é que ela pode a chama-la assim esta facilitando  as coisas para seu pai.

- mas por que você fazeria isso mesmo sabando que a sua esposa não quer?- tzuyu perguntou e rose respirou fundo.

- eu sei que o que seu pai fez foi muito errado, a chaeyoung é como uma filha para mim e eu seu que isso É importante para ela, e sobre a lisa eu e ela estamos  dando um tempo.

Então foi por isso, lisa e rose se afastaram e chaeyoung ficou com medo de isso acontecer com ela e mina então a garota resolveu acabar logo com tudo.

- então você topa tzuyu?

Ela perguntou.

- sim eu topo.

- Mina você pode me ajudar a levar a chaeyoung ?

- não, eu e ela não estamos mais juntas.

Como assim mina e Chaeyoung terminaram? Era a única pergunta que estava na cabeça de Rosé nesse momento.

- ela não me falou

- faz pouco tempo.

A australiana se sentou culpada pelo término, ela sabia que isso era por insegurança vindo da mais nova.

- então tzuyu amanhã eu levo ela para a sua casa, prepara tudo.

Ela saiu da gráfica deixando tzuyu com um sorriso no rosto.

- não vai achando que tudo vai ser um mar de flores por quê não vai.

Tzuyu nunca tinha visto esse lado ignorante de mina mas ela sabia que a garota não tinha falado por mau.

.............

Chaeyoung estava chateada, ela não queria sair com lisa mas a mesma a abrigou.

- Lisa eu não quero ir.

A garota falou, as duas já estavam dentro do carro mas a mais nova não parava de falar que queria ficar em casa.

- Son chaeyoung você já está de férias à uma semana e até agora a única coisa que você fez foi ficar trancada no seu quarto.

Lisa falou, ela sabia que a garota não estava bem, mas ela também não sabia o que fazer para ajudar.

- por que você acha que me levar para ver um imóvel que você vai comprar é legal?

- eu sei que é chato, eu só quero a sua compainha.

A mais nova bufou e colocou seus fones de ouvido, lisa deu Partida no carro e dirigindo até o destino.

O caminho foi bem silencioso, as vezes lisa perguntava alguma coisa a chaeyoung que demorava alguns minutos para responder a irmã mais velha.

Enquanto a mais nova olhava pela janela ela percebeu que o lugar era bem conhecido por ela, a oficina do pai de mina era naquela rua.

Quando lisa parou o carro em frente a oficina, chaeyoung fechou os olhos e respirou fundo.

- essa é a oficina que vamos comprar

Lisa falou e Chaeyoung não acreditou, por que os pais de mina estariam vendendo a oficina?

- a oficina é do pai da mina

Lisa olhou para chaeyoung rapidamente, ela não sabia que a oficina era do pai de sua ex cunhada.

- o senhor Park que mandou eu vim ver, ele disse que a família vai voltar para a cidade natal e querem vender a oficina.

Mesmo tendo dado um tempo de Rosé, lisa ainda tinha vários contratos com os pais da garota, já que ela era uma das acionistas do hospital da família de Rosé.

Chaeyoung não podia acreditar que mina está indo embora para o Japão, ela então fez certo terminar logo com a garota,pois ter que ouvir da boca de mina que teriam que terminar pois ela iria embora seria muito doloroso.

- me desculpa tá bom? Eu não sabia que eram dos pais de mina.

Lisa falou e segurou a mão de chaeyoung, a mais nova tinha algumas lágrimas descendo pelo rosto.

- eu não vou entrar, vai eu fico aqui.

A mais nova falou soltando a mão de lisa, a tailandesa deu um beijo na bochecha da irmã é saiu deixando chaeyoung sozinha no carro.

A garota ficou o tempo todo olhando para a oficina, ela pode ver lisa conversando com eun pai de mina.

Ela foi tirada daquela transe por uma mensagem de Rosé.

Mensagem on

Rosé: chae vamos sair amanhã?

Chaeyoung: para onde ?

Rosé: é surpresa

Chaeyoung: tá bom, até amanhã.

Rosé: até amanha.

Mensagem off.

.........

- seulgi divide comigo vai por favor.

Irene corria atrás da namorada que tinha uma casquinha de sorvete em mãos, irene já tinha tomado a sua mas queria provar do da seulgi.

- mas você já comeu um?- a mais nova fez um bico e entregou a casquinha a namorada.

- mas o seu tá melhor.

Ela tomou um pouco e depois devolveu a mais nova que sorriu.

- amor, eu vou sentir saudades disso.

Seulgi falou terminado de tomar sua casquinha de sorvete.

- eu também, mas podemos nos ver durante o fim de semana.

- amor eu não quero que você fique vindo todo fim de semana para cá, as vezes eu vou .

Irene sorriu e deixou um beijo na bochecha da namorada, ela ficava tão feliz em saber que agora a relação das duas estava perfeita.

- que tal irmos para minha casa?

A mais nova sussurrou no ouvido de irene que mordeu o seu lábio inferior.

- vamos.

................

       No dia seguinte.

Se perguntassem a tzuyu se ela dormiu a noite ela dizeria que não, ela estava muito ansiosa para dizer tudo a chaeyoung.

Seu pai também estava, o homem agradeceu muito por rose entender o seu lado, só que Rose não entendia ela só não queria enganar mais chaeyoung.

Já era 19:00 quando rose pegou chaeyoung em sua casa,a mais nova estava esperançosa que Rose falasse hoje que iria voltar para casa.

- Mina vai embora.

A garota começou a falar.

- embora ?como você tá com isso tudo?

- não sei, eu terminei com ela com medo de me machucar mais para frente, só que agora eu tô sofrendo do mesmo jeito.

Mesmo não tendo ficado juntas por muito tempo, Rose sabia que o que a cunhada teve com mina foi muito forte,e sabe que as duas ainda se amam só que agora com mina indo embora as coisas ficam mais complicadas.

- olha se você ainda a ama, diz a ela.

Rosé falou e Chaeyoung assentiu bom a cabeça, o restante do caminho foi em total silêncio, Rose estava nervosa com certeza lisa nunca mais iria querer olhar na sua cara depois dessa noite.

- por que estamos em frente a casa da tzuyu?

Chaeyoung perguntou para rose que não falou nada apenas saiu do carro e a mais nova fez o mesmo.

- olha me desculpa por tudo, eu te amo muito e tenta entender o lado da lisa tá bom?

Quando chaeyoung ouviu Rosé falar essas coisas sua mão começou a suar, o que iria acontecer.

- tá bom.

Rosé caminhou até a porta e tocou a campainha, que não demorou para ser atendida por tzuyu que sorriu ao ver a sua irmã.

- eu não sabia que vocês se conheciam.

Chaeyoung  falou  entrando na casa com Rosé, quando a mesma viu um homem sentando no sofá algumas lembrança vieram na sua cabeça, ela lembrava daquele rosto de algum lugar.

kye sang não conseguiu segurar o sorriso que se formou em ver sua filha ali na sua frente.

- ola- a garota mesmo envergonhada falou com o homem e com sua mulher que estava sentanda do seu lado.

- esses são meus pais chaeyoung

Tzuyu falou e é garota sorriu, mas ela ainda não entendia o por quê de Rosé ter lhe trazido para a casa de tzuyu.

- senta aqui.

Rosé falou e a garota sentou no outro sofá, ela já tava sem graça pois o homem não parava de olhar para ela com um sorriso.

- chaeyoung eu sei que você odeia o seu pai, só que eu também sei que você queria ver ele outra vez- Rosé deu uma pausa- lisa começou a receber algumas cartas dele falando que queria ter ver só que ela não achava que era certo e eu entendo o lado dela, mas quando a mesma disse que ele estava doente eu fui contra a decisão dela e por isso acabamos brigando tanto.

- então vocês sabem que é meu pai?

A garota perguntou, ela estava começando a suar frio.

- sim chae, esse é kye sang seu pai.

Foi naquele momento que tudo demorou, chaeyoung olhava para o homem com um olhar de medo..

- eu sei que o que eu fiz não tem perdão mas eu queria ter ver pelo menos uma última vez.

O homem estava chorando e tzuyu também, chaeyoung não estava acreditando que esse tempo todo tzuyu sabia que era a sua irmã é se aproximou dela apenas por isso.

- tzuyu você se aproximou de mim por conta disso não foi?

As lágrimas desciam mais forte agora pelo rosto da mais nova.

- sim no início foi, mas chaeyoung eu gosto muito de você, da sua compainha.

Chaeyoung se levantou e já estava pronta para sair da casa quando a porta foi aberta por lisa.

Os olhos da tailandesa estavam vermelhos, ela segurou o braço de chaeyoung.

- nós iremos embora daqui.

- você mentiu para mim, sai.

Ela tentou empurrar a irmã que segurava o seu braço.

- Lisa solta ela .

Rosé tentou soltar a mão de lisa do braço da mais nova so que a tailandesa era mais forte.

- por que você fez isso rose? A chaeyoung não podia conhecer esse idiota.

Lisa praticamente gritava na cara de Rosé.

- eu ainda sou seu pai garota me respeita.

O homem se levantou mas ele estava muito fraco e teve que se segurar na sua esposa.

- meu pai? Você não é nada por mim, eu preferia que você tivesse morrido, eu te odeio.

Lisa agora também chorava, ela achava que ele não tinha o direito de chama-la de filha, ele não cuidou dela nem estava quando ela mais precisou.

- Lisa ele está arrependido.

Tzuyu falou pela primeira vez, lisa então soltou o braço da chaeyoung e caiu no chão, ela soluçava.

Rose se abaixou e abraçou lisa, que tentou afastar a garota no início mas depois aceitou.

Chaeyoung se sentia perdida, ela viu que a chave do carro de lisa estava no chão então ela a pegou e saiu de casa indo em direção ao carro da irmã mais velha.

- chaeyoung espera.

Tzuyu chamou a garota que já estava dando partida no carro.

- você não é minha irmã tzuyu e nunca será.

Ela acelerou o carro, ela não sabia para onde ir, só queria ficar longe daquelas pessoas.

...............

Mina estava em sua casa, ela estava arrumando suas coisas nas caixas.

Seu pai falou que uma pessoa tinha dado uma oferta na oficina e que não demoraria para eles fecharem a compra.

Ela ficou triste, a garota queria que o pai não conseguisse vender a oficina, ela não quer ir embora, mesmo tendo nascido no Japão ela não consegue se ver morando lá.

A campainha tocou, mas mina sabia que seus pais estavam na sala então ela continuou arrumando suas coisas.

No andar de baixo, a senhora myoui abriu a porta e estranhou ver chaeyoung ali.

- ola senhora myoui, a mina está?

A garota perguntou, dava para ver que seus olhos estavam bem vermelhos, mostrando que ela tinha chorado.

- está sim, ela tá no quarto pode ir lá.

Chaeyoung entrou na casa e viu que tinha várias caixas pela sala, ela subiu as escadas e parou em frente a porta do quarto de mina, ela bateu na porta.

Mina estranhou estarem batendo na porta, já que sua mãe a chama ou entra sem avisar.

- pode entrar.

Ela falou é seu coração quase saiu pela boca quando ela viu chaeyoung entrar no quarto.

- chaeyoung.

Ela se levantou rapidamente e foi até a garota.

- Mina eu...- ela não conseguiu se segurar e começou a chorar.

Mina puxou a garota para um abraço, a mais nova escondeu o rosto no pescoço de mina.

A japonesa já sabia o por que da garota está assim, ela sabia que a garota ficaria assim mas não imaginou que ela iria vim para sua casa.

- meu pai mina, lisa sabia onde ele tava

Chaeyoung ainda chorava, ela se sentia segura nos braços de mina.

- eu também sabia, descobri um dia antes de terminamos.

A mais nova não ligou de mina saber, pois ela não tinha nada haver com essa história.

- posso ficar aqui hoje?

- pode sim

Elas desfizeram o abraço e foram até a cama e se sentaram na mesma.

- eu nunca imaginei que eu acabaria vendo ele novamente, para mim meu pai nunca mais apareceria na minha vida, e agora ele tá aqui é eu ainda descubro que a garota que estava do meu lado A meses é minha irmã.

- você quer ver ele de novo?

Mina perguntou, ela queria saber se ver o homem fazeria com que o ódio que ela tinha dele acabasse passando.

- não sei, acho que sim.

Ela disse baixo, estava com vergonha de dizer mais alto pois estaria sendo idiota de querer ver o homem que a abandonou com quatro anos.

- eu fiquei sabendo que você vai embora.

Mina deu um sorriso forçado para a chaeyoung.

- sim, meus pais decidiram.

- Lisa vai comprar a oficina.

A mais nova falou, ela queria poder pedir a lisa para não comprar, só que agora ela não quer ver a cara da irmã.

- você não que ir ne?

- não.

- eu também não quero que você vá.

O coração de mina acelerou, ela segurou a mão de chaeyoung.

- acho que não é um bom momento para falarmos disso né? Vamos dormir?

Chaeyoung estava tão cansada de chorar que não demorou para dormir quando deitou na cama com mina, ela se sentia segura com a garota e deve ser por isso que o seu sono logo chegou.

A japonesa não conseguia pegar no sono, então eh deixou chayeoung dormindo em sua cama e desceu para sala vendo que sua mãe ainda arrumava algumas caixas.

- ela dormiu? - senhora myoui perguntou .

- sim, ela se encontrou com o pai dela

Mina se sentou no sofá e ficou olhando para a mãe.

- não tem nenhuma chance de ficarmos aqui?

- não desculpa filha.

Mina suspirou.

A campainha tocou novamente e agora Mina foi atender e quem estava tocando a campainha era lisa que estava acompanhada por rose.

- Mina a chaeyoung está aí?

A tailandesa pergunto, dava para sentir o nervosismo em sua voz.

- sim, ela tá dormindo, entrem.

As duas mulheres entraram e a mãe de mina se curvou para as duas mulheres.

- vocês aceitam um café, água ou suco?

A mais velha perguntou

- um pouco de água por favor- foi rose que falou, a mãe de mina saiu da sala deixando a filha com as mulheres.

- ela está bem?

Lisa perguntou.

- sim, ela está abalada mas isso já era de se esperar.

Mina se sentou na poltrona do seu pai enquanto olhava para lisa.

- ele foi para o hospital, foi muito emoção para ele, o médico disse que não sabe se ele vai durar muito tempo.

Lisa explicou para mina, Rose tinha sua mão direita na coxa da tailandesa.

- ela ainda que ver ele, amanhã leva ela lá.

- acho que ela não vai querer me ver, então eu quero que você leve ela.

Lisa sabia que não deveria estar pedindo isso para mina, pois ela vai embora e chaeyoung pode se machucar ainda mais.

- tá bom eu levo ela.

A mãe de mina entrou na sala com um copo de água e entregou para rose.

- obrigada.

A australiana agradeceu.

- eu fiquei sabendo que você vai embora, tem algo que eu possa fazer para você ficar?

Lisa queria mina por perto, pois ela sabe que a garota é muito importante para sua irmã.

- não, não tem nada.

Elas conversaram por mais um tempo até que Rose falou que levaria lisa para casa pois ela ainda estava abalada pelo que aconteceu.

Mina voltou para o quarto e chaeyoung ainda dormia, então ela apenas deitou na cama e abraçou a garota que fez questão de colocar o rosto em seu pescoço.

Fazia apenas uma semana que as duas tinham terminado mas mina já estava com muita saudades disso.

Uma coisa ela sabe, o amor dela por chaeyoung é muito forte e mesmo tendo que ir embora ela prometeu para se mesmo que iria cuidar da garota até o dia de sua viagem chegasse.

- eu te amo, mais do que tudo.

Mina deu um beijo na bochecha da garota e fechou os olhos pegando no sono logo em seguida.


Notas Finais


Gente me digam o que vocês estão achando da fanfic .


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...