1. Spirit Fanfics >
  2. For you, my moon >
  3. Capítulo 1

História For you, my moon - Capítulo 2


Escrita por: gioh_hyuuga

Notas do Autor


Boa leitura...

Capítulo 2 - Capítulo 1


Dois anos se passaram, dezesseis anos, primeiro dia de aula em uma escola nova; nesse tempo eu não mudei muito em aparência, apenas cresci um pouco, meu cabelo também cresceu, ainda sou bem magro, mas não tanto quanto antes; e meu pai? sempre que ele pode ele me bate e me abusa, ja fui varias vezes parar no hospital, e tive que dizer que foi uma briga de escola, na maioria das vezes era a Dr Tsunade que me atendia, eu sei que ela não caia na minha conversa,ela conhecia muito bem meu pai, mas nunca me interrogou, ela era amiga da minha mãe, acho que por isso ela fica com pena. Além dessa coisas, comecei a escrever tudo que acontece comigo desde os quinze anos, pra quando se algum dia eu tiver coragem de denunciar meu pai, guardo fotos também, como prova; eu poderia já ter denunciado ele mas, eu não consigo, não tenho pena dele ser preso ou algo assim, na verdade eu sinto medo, muito medo...

 

 Ontem a noite ele não me bateu nem nada, ele disse que era só pra ninguém suspeitar, já que nessa escola estudam meus amigos de infância, eu brincava com eles num parque perto de casa, mas, depois que meu pai começou a beber, minha mãe resolveu me afastar deles pra ninguém saber de nada, ela também se afastou das amigas dela por causa dele. Enfim, mesmo querendo muito voltar a falar com eles, de tanto viver sozinho e abandonado, eu desenvolvi um medo enorme de socializar, fazer amizades e me apegar a alguém, pra mim eles vão apenas me usar e me abandonar quando eu não tiver utilidade, mesmo que no fundo eu saiba que as outras pessoas não são necessariamente igual a minha família.

 

 O céu estava nublado, o vento frio entrava pela janela do meu quarto enquanto eu me olhava no espelho, estava com uma blusa de manga comprida e gola alta preta, para cobrir alguns chupões que ainda não sairão, uma calça jeans escura e meu cabelo metade preso num pequeno coque.  

 

 As olheiras escuras contrastavam com minha pele albina, respirei fundo, peguei minha mochila e desci pra cozinha, olhei em volta e vi ele já tinha saído, então peguei minhas chaves e saí de casa, andava pela rua calmamente, sem pressa já que ainda eram seis e meia da manhã; como ainda tava cedo, passei numa cafeteria que ficava no caminho, não tinha quase ninguém, uma menina na fila me chamou atenção, eu já imaginava quem era, minha cidade é pequena e só tem uma pessoa nesse bairro de cabelo rosa, ela tava com um moletom branco que cobria até a metade da saia de líder de torcida, cabelo em um rabo de cavalo alto enfeitado com algumas fitas e um tênis branco, quem era, sakura, ela era uma das crianças que eu brincava quando era pequeno, fui em direção a fila e fiquei atrás dela, por causa da minha aproximação ela virou pra olhar quem era, quando ela me viu ela ficou imovel, seus olhos se arregalaram, não mudei de expressão, mas por dentro estava confuso com essa reação, ela continua praticamente igual a quando era pequena, ela parecia estar em um transe, só se recompôs quando a atendente a chamou pela segunda vez, ela se virou rápido e fez o pedido e já pagou, ela foi pro lado me dando espaço pra fazer meu pedido, paguei pelo pedido e me virei pra esperar, quando fiz isso dei de cara com uma Sakura me olhando fixamente com uma cara nada boa, nessa hora eu realmente não sabia oque fazer apenas fiquei olhando ela com uma cara de assustado:

 

eeee…-falei sem saber oque fazer-

 

E?! É isso que você diz pra mim? Sasuke uchiha, eu não te vejo desde que tenho 12 anos sasuke, e você diz isso?-disse, ela parece estar realmente irritada-

 

eu..n-

porque você sumiu? an? não deu notícia, ignorou quando a gente ia te chamar pra sair, todo mundo ficou preocupado com você… do nada sua mãe disse que você não queria brincar mais com a gente… porque?-sua voz falhou no final-

 

eu… é que é muito complicado…-tentei dar algum tipo de desculpa mas felizmente a atendente me interrompeu-

 

licença! aqui o pedido de voces, tenham um com dia!- pegamos nossos pedidos e saímos do café, em um silêncio torturante começamos a andar em direção ao colégio até ela finalmente olhar pra mim, ela não estava mais brava, parecia triste, me encarou por mais alguns segundos e voltou a olhar frente:

 

Eu… nunca tive muitos amigos, por causa do meu cabelo e do tamanho da minha testa....- riu sem humor e depois suspirou- você é o naruto foram os primeiros que não se importaram com a minha aparência, e gostaram de mim pelo que eu era… ai meu deus que clichê!- deu risada e eu a acompanhei- e vocês se tornaram meus melhores amigos, só que do nada você sumiu e ainda nos ignorou… eu… nós, achamos que você não gostava da gente… até que a gente descobriu o porquê…- 

 

 Quando ela falou aquilo eu travei, será que ela sabia do meu pai? não,... ela me perguntou o porque na cafeteria...olhei pra ela com um olhar sério e vi ela abaixar a cabeça:

 

o'que vocês descobriram sakura?- falei tentando não demonstrar meu desespero-

 

na verdade, eu, descobri… o Naruto ainda acha que voce simplesmente nao gosta dele… eu sei que quem nos afastou foi a sua mãe, porque seu pai começou a beber muito e agredir vocês… antes da sua mãe ir embora ela foi conversar a tia Tsunade e nesse dia eu tava na casa dela… eu fiquei preocupada de acontecer algo… pior- ela terminou de fala e eu a encarei, ela parecia culpada, talvez por nao conseguir me ajudar, eu sabia que ela gostava de mim, deve ter sido dificil pra ela para ela...

 

me desculpa…- pede de maneira séria, mas ainda sim verdadeira.

 

por que tá pedindo desculpa?-me olhou confusa-

 

por ter me afastado de vocês, eu sei que foi minha mãe que nos afastou no início mas depois que ela foi eu não quis voltar a falar com vocês, achei que já tinham me esquecido…-

 

QUE? ta de brincadeira? como você acha que esquecemos você?-perguntou quase que indignada-...principalmente eu que gostava de você… era apaixonada por você…

 

isso é uma declaração ou…-

 

Não!-disse balançando as mãos rapidamente- fica tranquilo, eu… só quero dizer que você foi meu primeiro amor e… mesmo que você não fique junto da pessoa, ainda é importante… eu ainda amo você mas, como amigo…-falou com um sorriso amoroso no rosto que aqueceu meu coração, algo que eu não sinto a muito tempo- Enfim, porque você tá se mudando pra nossa escola?- perguntou bebendo um pouco do café-

 

na verdade eu também não sei… acho que porque essa escola é particular… o filho de um dos maiores empresários da região estudando em escola publica nao pega muito bem pra ele- disse com um sorriso irônico no rosto-

 

aaaa…-exclamou sem graça, ela sabia bem como era isso, já que seus pais eram grandes advogados- MAS! agora você vai ficar com a gente denovo! o naruto vai surtar hahah- 

 

an… você acha que ele vai… sabe, fala comigo?- perguntei receoso-

 

Que pergunta é essa? acho que você esqueceu de como ele é,... olha, eu acho que é mais provável ele chorar do que te ignorar, ele ta com saudade do seu melhor amigo teme dele-disse como se aquilo fosse um segredo, o'que me fez dá uma leve risada-

 

 Continuamos a andar com ela falando do “show” que as lideres de torcidas vão dar no jogo que vai ter no final da aula, pros alunos novos. Eu realmente não achei que teria uma amizade antes mesmo de entrar na escola, mas, uma coisa que me deixou mais calmo foi Naruto não saber sobre o meu pai, ele não é a pessoa mais madura do mundo, já sakura sempre foi a mais responsável de nós três.

 Chegamos na frente do colégio e ele estava vazio, agradeci aos céus por isso, nao gosto de ser o centro das atenções, só por causa do meu pai muita gente desnecessária me conhece, passamos pelo portão principal, e fomos até área dos armários, fomos até o da sakura, como ela era a vice representante da classe, ela pediu pra me explicar meus horários e algumas coisas sobre o colégio, primeiro ela me mostrou meu armário onde guardei minhas coisas e depois saímos do prédio principal e fomos para a área externa a onde ela me mostrou as quadras e explicou os times do colégio, depois ela me disse como funcionava minhas aulas, também mostrou as salas e me explicou que era obrigatório entrar em pelo menos um clube; nesse meio tempo já tinha alguns alunos chegando então sakura foi organizar algumas coisas sobre o “show” na diretoria, fui pro meu armário de novo pegar os livros pra aula que era de literatura e fui em direção a minha sala, pela chegada dos alunos, já comecei a sentir olhares, alguns discretos já outros só faltava gritar; entrei na sala e só tinha um grupo de três garotos no fundo da sala, passei por eles me sentei no canto do lado da janela e fiquei mexendo no celular; passou uns cinco minutos e a sala começou a encher de meninas, tinha gente que eu vi que nem era dessa série, eu fingia não ouvir os comentários sobre a minha aparência ou até mesmo sobre meu pai, suspirei fechando os olhos com força e respirei fundo… hoje vai ser um dia longo. 

 

 Estava com os olhos fechados com a cabeça jogada pra trás, quando do nada um barulho alto ecoa pela sala, olhei pra porta assustado e me surpreende com a figura loira ofegante e com os braços apoiados nos batentes da porta me encarando furioso: 

 

Teme…-

 


Notas Finais


desculpa qualquer erro de escrita : )

Ate o próximo capítulo...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...