1. Spirit Fanfics >
  2. For Your Love - Tawan e MeiaUm >
  3. Situação constrangedora

História For Your Love - Tawan e MeiaUm - Capítulo 8


Escrita por:


Notas do Autor


Postando no meio da madrugada mesmo sabendo q ninguém vai ler kkkkk

Espero q vcs gostem do capítulo :)

Capítulo 8 - Situação constrangedora


 

Os dois garotos ouviam as musicas pacificamente, mas por algum motivo Tawan decidiu vir com a pergunta que ele não estava aguentando para saber a resposta:

"E-Então... tá tudo bem com essa coisa do- do Ycaro...? Mesmo que ele esteja namorando..."

Com medo de Tawan descobrir sobre sua, digamos assim, nova paixonite, André coçou o cabeça de forma meio constrangedora e disse:

"Ah, eu tô bem. Mesmo que ele esteja namorando, o que eu sinto p-por ele... n-não muda!" O moreno disse, sua voz falhando a cada palavra que ele dizia. Aquilo não era verdade, mas bem, era o que tinha que ser feito. Assim, ele escondeu seu rosto com seus cabelos, envergonhado do que havia dito.

"Ei, não precisa ter vergonha de gostar de alguém, sabe? Mesmo que essa pessoa seja um cara, não faz diferença nenhuma. Amor é amor, não importando o gênero, então não precisa se preocupar em esconder qualquer coisa de mim."

"Nossa... valeu, cara. Isso significa muito pra mim... é muito bom saber que tu tá de boa comigo... g-gostando do Y-Ycaro." o "discurso" semi-inspirador de Tawan, mostrando todo seu suporte, fez um sorriso brotar na face de André. Ele, sentindo que não tinha nada a perder com a pergunta, decidiu levantar o questionamento que nenhum homem supostamente hétero gosta de ouvir:

"É... então, agora que você comentou, eu f-fiquei meio curioso. Por acaso v-você... você seria capaz d-de gostar de um... homem..?"

Tawan parou, encarou o moreno por algum tempo, mas ele não parecia incomodado ou bravo, nem sequer demonstrava desgosto. Para a sorte de André, ele apenas estava pensando no assunto, e não se enfurecendo.

"N-Não precisa responder se não quiser, eu só-" o moreno rapidamente corrigiu-se e utilizou o cabelo para cobrir sua agora corada face ainda mais, enquanto gesticulava freneticamente sem nenhuma razão aparente.

"Não tem problema, não precisa se preocupar tanto." Tawan sorriu tranquilamente.

Depois de mais algum tempo pensando, ele corou e seu sorriso ficou mais tímido:

"É... eu acho que se eu realmente gostasse de alguém, o fato de ele ser um menino não atrapalharia" ele deu uma risadinha, aquela típica que é utilizada em momentos embaraçosos pra esconder sua vergonha. 

Andre imediatamente enrubesceu em um tom escuro, seu rosto queimando de tanto embaraçamento. Ele não sabia com continuar a conversa, nem como deveria agir após aquela pergunta, especialmente depois de receber a resposta. 

"Você sabe que não precisa ficar se escondendo com essa franja. Pra que esconder seu rosto tanto assim?" Tawan disse suavemente, tentando puxar assunto, ainda envergonhado com a interação anterior.

Ele segurou o rosto de André de maneira suave, tirando seu cabelo do caminho, de maneira que ele não mais cobria seu rosto. Tawan estava nervoso com aquele simples toque, e nem ele sabia a razão. Seus dedos tocaram o cabelo macio da nuca do outro, e o mesmo sentiu arrepios com o toque suave e repentino. 

"T-Tawan?" André chamou, mas sua voz estava tão baixa que o garoto provavelmente não havia escutado.

Tawan aproximou seu rosto um pouco, e seu gesto foi correspondido pelo outro garoto.

Eles se encararam, e ambos pareciam perdidos no brilho dos olhos um do outro. 

"E-Eu..." Tawan começou, mas calou-se assim que percebeu que André aproximava-se mais. Ele fez o mesmo, e seus rostos estavam tão próximos que ambos sentiam a respiração um do outro em seus lábios.

Andre estava em desespero por dentro, mas aparentava que Tawan também queria aquilo, da mesma maneira que ele queria, e isso era, de alguma forma, excitante. A cada segundo, a proximidade aumentava, e a esse ponto, nada parecia importar mais.

Naquele momento crucial, por ironia e maldade por destino, também porque eu só gosto de um enrolaxion, a pior pessoa que podia aparecer, apareceu: Goularte.

"Eu tava preocupado! Você sumiu do nada, tá doido?!"

"Desculpa Gou, ele me chamou pra ouvir música aqui e eu só fui. Achei que você tinha saído com o Saiko e o Ycaro."

O loiro, percebendo que pela primeira vez, desde que a série de crises de ansiedade começaram, André não havia gaguejado. Foi uma frase completa, em alto e bom tom, com uma confiança que ele geralmente não conseguia ver no amigo.

"Tá tudo bem, só- da próxima vez só me dá pelo menos um avisinho antes, por favor... eu tava preocupado mesmo" disse Goularte com uma voz de preocupação, muito mais suave do que sua voz normal já era.

André, sentindo-se mal por ter dado problemas para seu melhor amigo, disse, em tom mais baixo e envergonhada:

"Sério mesmo Gou, d-desculpa..." e partiu para um abraço.

"Acho que eu to atrapalhando, né?" Tawan disse, um pouco atordoado dos eventos anteriores, mas também envergonhado por estar no meio de um momento íntimo dos dois amigos.

"Bom, é melhor eu ir. Vejo vocês depois." Ele continuou, e logo depois saiu. André olhou cada passo dele, querendo ir atrás dele, mas ao mesmo tempo, sabendo que não poderia por causa de Goularte.

"Vamos voltar pra nossa mesa." Disse o loiro.

"Ah... claro" respondeu André, cabisbaixo que aquele momento extremamente íntimo entre ele e Tawan, não durou tanto, ao mesmo tempo que aquele tão esperado, porém aparentemente tão distante beijo, não havia ocorrido por uma interrupção. "O que aconteceria se Goularte não tivesse aparecido?", ele se perguntava.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...