1. Spirit Fanfics >
  2. Fora de Controle - Mikelly >
  3. Me deixe errar

História Fora de Controle - Mikelly - Capítulo 7


Escrita por: Anne_Hastings

Notas do Autor


Boa leitura ♥️

O capítulo contém hot

Capítulo 7 - Me deixe errar


Era noite de ano novo quando Mike e Kelly estavam colocando os pratos na mesa para os convidados que iriam jantar em sua casa. Eles estavam empolgados demais neste ano, seria um novo ano e nada melhor do que pensar coisas positivas. Depois que colocou os pratos em cima da mesa com alguns talheres e copos, Mike e Kelly foram direto para o quarto dela pegar suas roupas.

— O que você acha desse vestido branco que eu ganhei de presente do senhor Abraham? Ele me deu para usar no ano novo — Ela colocou na frente do seu corpo e deu uma voltinha — Acha que ele vai ficar bem em mim? — Kelly perguntou e Mike sorriu.

— Eu acho que ele está afim de você, só isso que eu acho — Mike respondeu.

— Que nojo, ele é só um velho, jamais ficaria com alguém tão velha — Kelly revirou os olhos.

— Você vai fica perfeita — Mike abraçou a cintura dela e deu um beijo em seu pescoço.

— Sabe que não podemos fazer isso aqui, alguém pode ver — Kelly disse revirando os olhos.

— Não é pior do que transar na dispensa — Mike sorriu e ela deu um tapa no braço dele.

— Você é muito travesso, eu despertei o seu melhor lado — Kelly abraçou o pescoço dele.

— Esse é o erro mais gostoso que eu faço questão de cometer todos os dias — Mike sorriu e ela mordeu o lábio inferior — Shhh — Mike colocou o dedo indicador na boca dela e por instantes aproximou seus lábios do dela pedindo espaço para aprofundar o beijo, ela não demorou para corresponder. Ele estava dentro das pernas dela sentindo seu pênis endurecer conforme o beijo ia ficando mais intenso e gostoso, ele sentia o quanto era bom sentir seu pênis no meio das pernas dela roçando em sua buceta. Ela queria muito aquela noite e ele também, por mais que passasse em suas cabeças que era errado fazer aquilo, pois eles eram irmãos para todos, foram criados juntos desde crianças. O beijo foi ficando cada vez mais quente e mais profundo, Kelly queria muito ele aquela noite, mesmo que pudesse ser a última vez deles, não era. 

Mike não a desejava só aquela noite, ele cresceu tentando negar para si mesmo que esses sentimentos que ele sentia por ela eram errado, e ela fez ele pensar que aquele erro era bom. Fazia isso todas as noites em suas escapadas. O beijo se quebrou quando o ar foi nescessário, Mike pegou Kelly no colo e levou para cama dela deitando-a, ele tirou sua blusa dela e voltou a deitar em cima dela beijando seus seios fazendo ela sussurrar ofegante, voltou a colar seus lábios no dela e logo tirou beijando o pescoço dela que se arrepiou por inteira. 

Mike tirou a saia de Kelly e beijou ela por cima da calcinha, aquilo era uma tortura totalmente gostosa, ele arrancou a calcinha dela com apenas uma puxada e voltou a beijar sua buceta enfiando fundo a língua, fazendo ela rebolar contra sua boca, o gosto dela era maravilhoso e o jeito que ela segurava nos cabelos dele, em forma de desespero e passando uma mensagem sexualmente que queria a noite toda. Mike continuou chupando a castanha, olhando nos olhos dela, Kelly se contorcia em sua boca falando que iria gozar, ele aprofundou mais ainda sua língua fazendo movimentos circulares no clitóris dela até que ela soltou um ápice delicioso em sua língua, ele subiu beijando sua barriga e depois passando a ponta da língua fazendo círculos no bico de seus seios, ela puxou ele agressivamente para sua boca sentindo seu gosto. 

Ela trocou de posição ficando por cima dele, enfiou a suas mãos macias dentro da cueca dele e tirou seu pênis de lá masturbando levemente com maestria, ela levou sua cabeça até lá e deu algumas linguadas na cabecinha depois passeou com sua língua fazendo círculos e puxando apenas ali aquela região deixando ele louco, ele gemia segurando em sua cabeça para que ela fosse mais forte e fundo fazendo seu pênis atingir fortemente a sua garganta.

Após deixar seu pênis todo babado, Kelly voltou a beijar Mike, levando seu pênis na entrada da sua buceta e encaixando delicadamente e sentando sentindo ele entrar firme dentro dela. Ela rebolava em círculos gemendo com sua cabeça tombada para trás enquanto ele masturbava o clitóris dela, ela continuou sentando devagar fazendo sua buceta apertar o pênis dele dentro de si, ela arfou voltou a ficar apoiada no peitoral dele rasgando sua blusa e rebolando com mais força agora.

Mike pegou ela no colo levando para o canto da parede prendendo ela entre seu corpo ela fechou as pernas em volta da cintura dele, enquanto ele metia com mais força fazendo barulho da sucção e o cheiro de sexo estava empreguinado no quarto. Até os dois gozarem juntos.

[...]

Emmy estava sentada na recepção da clínica de aborto, Hanna segurava as mãos de sua irmã para passar uma tranquilidade pra ela, mesmo que não adiantasse muito, pois Emmy ainda estava muito nervosa e suas pernas não paravam de tremer. Logo foi chamada e a voz da médica fez um eco em seus ouvidos, ela levantou olhando para Hanna e depois acompanhou a médica pelo corredor. As suas entraram dentro da sala e Emmy parecia estar perdida.

— Só tirar suas roupas e aguardar a chegada do médico — Ela disse e Emmy assentiu.

Residência Madson

— Precisamos conversar, estava tentando procurar coragem para te chamar pra isso — Sharon se aproximou de Kelly.

— Conversar sobre o que, mamãe? Coragem de que? — Kelly perguntou colocando algumas roupas dentro da bolsa.

— Sobre você e Louis, sobre o relacionamento de vocês. Eu sei que não devo me meter na sua vida e muito menos na dele, vocês sabem o que fazem da vida de vocês — Sharon respondeu e Kelly apenas assentiu — Mas infelizmente, eu realmente sinto que esse relacionamento não vai pra frente.

— Do que você está falando, mãe? Eu amo o Louis e nós estamos bem — Kelly revirou os olhos.

— Kelly, eu sou a sua mãe e mesmo que não temos tanta intimidade para conversar sobre isso, eu vejo no seus olhos. Já passei por coisas como essa e entendo — Sharon respondeu.

— Estamos construindo uma relação, essas coisas não se constroem tão facilmente assim — Kelly deu de ombros — Relacionamentos de hoje em dia não é iguais o de antigamente, que as mulheres não podiam ter direito de escolher o que tá certo e errado.

— Isso vai ser muito impossível se você continuar transando com seu melhor amigo — Sharon disse e Kelly arregalou os olhos.

— Foi só uma vez, como você soube disso? Alguém te contou alguma coisa? — Kelly perguntou um tanto assustada.

— Foram várias vezes, querida. Todas as noite que Mike estava aqui eu ouvi sussurros, gemidos e outras coisas — Sharon disse — Eu também vejo como vocês se olham. Vocês se olham com desejo.

— Promete que você não vai contar isso pra ninguém, nem mesmo para Jason, vamos parar com isso — Kelly disse.

— Quando tudo isso começou? Porque eu sei que seu pai e eu fomos ausentes e vocês foram criados pela madre Helena, e pelo que eu conheço ela, ela jamais deixaria isso acontecer — Sharon disse.

— Tudo começou bem cedo, já tínhamos noção do que estávamos fazendo desde o começo, mas eu não quero falar disso — Kelly respondeu — Podemos deixar isso só entre eu e você?

— Tá pedindo para eu guardar segredo enquanto você fica traindo o seu futuro noivo com seu melhor amigo, Kelly Madson? — Sharon questionou — Você sabe que isso é um erro grande.

— Eu amo muito o Mike, eu não amar ele dessa forma, não tem como ser de outra, sei que você vai arrumar uma justificativa, mas a verdade é porquê eu tenho medo de machucar ele, de me machucar também — Kelly respondeu — Eu odeio esconder de mim mesma, que eu quero tentar de novo, da forma certa. Mas a forma errada de amar é o que me mantém bem ao lado dele, então me deixa errar.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...