1. Spirit Fanfics >
  2. Fora de Órbita >
  3. Bons Sonhos! (Parte 2)

História Fora de Órbita - Capítulo 10


Escrita por:


Notas do Autor


Gente capitulo 10 acaba de ser resolvido. Pra quem não entendeu, eu havia postado esses capitulos anteriormente porem ouve um erro tecnico que apagou varias falas; mais tudo ja resolvido.
Boa Leitura!

Capítulo 10 - Bons Sonhos! (Parte 2)


Larissa (Narração):

Tive um sonho bem diferente dos outros, eu estava dentro de uma casa que não tinha portase de repente começava a andar por ela dizendo:

- Bolinhas, bolinhas, bolinhas, bolinhas…

Até que me canssei de andar e do nada disse:

- Açucar no nariz faz bem pra pele!

Bom não entendi bem meu sonho, mais nem minha vida entendo, quem dirá meu sonho.Eu havia acordado bem na madrugada, havia dormido cedo e ainda estava escuro, eu acho que todos ainda dormem. Eu comecei a andar pelo quarto, acho que estava com energia acumulada, eu ainda não entendo bem meus comportamentos aleatórios. Resolvi pegar aqueles papeis que tinha guardado na vez passada em que tinha vindo aqui, ainda estavam lacradas o unico jeito era rasga, ele não iria se importar. Abri a primeira que havia achado la fora sobre o chão do alpendre, sim era aquela da Delilah e havia o seguinte:

"Flórida, 20 de janeiro de 2020"

Queridíssimo Thômas,

Acredito que essa carta não irá chegar tão cedo, mais já lhe atualizando sobre tudo.

Sinto saudades como nunca de ti e nada aqui é o mesmo, desde que me contou todas aquelas coisas eu não hesito em andar sem companhia entre as ruas. Acredita que o Allan chora quase todos os dias, ele pediu pra qualquer dia você arrumar um jeito de nos ligar, sei que está sem tempo agora mais por favor sentimos muito a sua falta.

O novo vizinho não é nada agradavel, e você cada dia mais deixa a sua falta marcada nas paredes, principalmente na escola; quando lembro das voltas que davamos e as longas conversas que realizávamos durante o intervalo. Era tão bom quando eu tinha você. Você lembra a ultima vez que eu fui na sua casa? Eu ri tanto. Não me recupero daquela lembrança risonha que construímos, foi maravilhoso demais.

Estou pensando em qualquer dia ir passar umas semanas por ai, estamos em greve aqui, houve alguns conflitos nesses dias.

Seria tão bom, conversariamos sobre tudo, tanto das lembranças quanto das novas experiências e espero que tenha superado o setor D7, sim foi aterrorizante, mais lembre que já passou tudo, que onde você está ja é fora de perigo e você está bem é isso que importa.

Não quero que esqueça de mim, e espero que logo responda, não aceito de forma alguma que esqueça de qualquer um de nós. Saudades do seu abraço e calor do qual me protegia nos invernos rigorosos, onde o meu cobertor era o seu abraço. Saudades meu lindo!

Espero que jamais esqueça de escrever respondendo, tenha um bom ano!

Afetivamente e com amor,

Delilah Key

Quem ela acha que é? "Estou pensando em qualquer dia ir passar umas semanas ai" eu em, que menina mais grudenta, o cara não pode mudar de país que ela sente falta, credo. Não gostei, com certeza quando ela vier ele só vai dar ouvidos pra ela; eu não posso deixar ele ver essa carta nunca! Vou abrir a outra que achei dentro de suas coisas, não tô nem vendo!

"New York, 15 de setembro de 2017"

Eu não queria ter feito aquilo, estavámos em situações precarias, no dia daquele exame você foi a minha unica experança, eles tinham aparecido alguns dias antes de tudo isso, porém eu não queria fazer aquilo.

Eles disseram que era pelo bem da população mundial, era um bem pra todos e meu filho estava sofrendo com aquilo, você tem que entender!

Felizmente eles vão ajuda-lo bem rapido; espero que um dia me perdoe, precisávamos de você mesmo! Minha consciência está abalada, mais saiba que ficou com a media altíssima, espero que um dia possa vê-la.

Atenciosamente,

Cheldon Marques!

Pronto, agora que não entendi mais nada, resolvi guardar tido e tentar dormir novamente, só que quando deitei Thômas abrira a porta repentinamente.

Thômas:

- Era você que estava andando?

- Também não consegue dormir?

Thômas (Narração):

Ela estava meio desconfiada, suspeito!

- Eu não consegui dormir e estava ouvindo uns passos por aqui. Eu tive um sonho horrivel, e nem me pergunte eu não quero lembrar.

- Tava comendo sanduíches você quer?

Larissa:

- Quero sim!

- Estou faminta.

- Ei, desculpa por ontem mal dar um palavrinha contigo, eu tava bem surtada.

- Mais vamos, como eu disse:

- Estou faminta!

Seguimos pra cozinha, eu realmente sou bom nos sanduiches! Eu pedi pra ela ligar o fogo e ela quase incendiou a cozinha, eu ri tanto. Enquanto isso papai dormia livremente sem desconfiar das nossa loucuras naquela cozinha. Foi demais e rolaram muitos risos, a risa dela é engraçada, lembra um sapo quando faz aquele barulho numa noite chuvosa. Foi ótimo!

Logo o dia clareou e fomos nos arrumar pra ir a escola, foi uma madrugada emocionante. Deixei tudo arrumado caso mamãe chegasse e o café ja estava posto pra quando papai acordasse. Chegando lá na escola, havia um papel fora do portão notificando que não haveria aula hoje. Voltamos até que felizes pra minha casa porém ela me fez a seguinte pergunta:

- Thômas você tem outros amigos, longe daqui não é?

- Você me trocaria por eles?

Bem eu fiquei meio sem ter o que falar, daí eu respondi:

- Não gosto desse tipo de troca, gosto de resolver essas coisas com adição, não é legal ser trocado!

- Você iria gostar bastante dos meus amigos que deixei, as vezes me sinto culpado por tê-los deixado!

- Por exemplo, minha melhor amiga se chamava Delilah, ela é incrivel, uam nerd que toda escola adoraria ter, uma menina que todo menino desejaria estar proximo, ela sabia escutar, sabia aconselhar, ela era meio que um abraço no inverno mais frio que possa imaginar.

- Ah, esquece aqui não tem invernos com neve.

- Que saudades de lá.

De repente ela fechou a cara, não entendi o porquê. Passávamos em frente a uma lanchonete e o que melhor que comida pra alegra-la naquele momento.

Mais eu ainda estava com um mal pressentimento sobre aquele sonho e tive medo de Delilah estar correndo perigo, assim que possivel preciso tentar me comunicar com ela, ainda aproveito pra matar as saudades. As vezes você não pode escolher quando as coisas vão acontecer, mais pode tentar fazer mais prazeroso espera-las ou melhorar o momento enquanto a espera.

Continua…

(Parte2)


Notas Finais


Suspenses vindo. Boa sorte nas expectativas.
Bjossssz


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...