História Fora Dos Campos - Capítulo 3


Escrita por: e America100

Visualizações 76
Palavras 1.571
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 3 - A noite está apenas começando


Fanfic / Fanfiction Fora Dos Campos - Capítulo 3 - A noite está apenas começando

Não é que eu fosse sensível. Nem dramática de mais á ponto de ficar brava por uma bobagem como aquela... Mas eu tava cansada, eles são muito chatos e ofender seu time na sua frente não é nada legal. Por isso saí dali e agora caminho em direção á saída do estádio, vou pegar um táxi e sair daquele estádio.

-Ei, espera... – Uma voz masculina me chama, porém eu continuo caminhando. Ele agarra meu pulso, sem força alguma, apenas para que eu o olhasse. – É sério.

Me viro e vejo o zagueiro do Real Madrid, Sérgio Ramos, me olhando e segurando meu pulso, solto-me dele e o olho aguardando uma explicação por sei lá o que, falar mal do meu time? Ele não fala absolutamente nada, apenas me olha.

-Meu Deus, congelou foi? Querido, sei que sou linda, mas não precisa dessa reação também não. – Ele ri levemente.

Gente, que sorriso é esse... Pena que é casado.

-Muito linda na real. Namora com alguém do Madrid? – Pergunta e eu sinto meu rosto esquentar, por favor não cora, Selena...

-Não, apenas estava acompanhando minha prima que acho que sai, ou saía, com um jogador aí...

-Acho que se ficar mais vermelha você explode. – Ele diz rindo e eu faço uma careta – Sério, agora me desculpa por ter zoado teu time, o Marcelo falou que você e sua prima tão convidadíssimas para a festa dele de hoje.

-Valeu, mas não vou não.

-Ah fala sério, para de drama... Selena né?

Assinto.

-Então, aparece por lá hoje...

-Não estou em boas condições, capitão. Por isso voltei á Madrid. – Ele me olha com uma expressão séria.

-Não é espanhola?

-Sou Brasileira.

-Lembra dos sete á um? – Ele vê minha cara de brava e imediatamente muda de assunto – Bem, você é formada em algo?

-Sim, em medicina... Mas tá difícil de exercer.

-O que acha de assumir um emprego aqui no Clube do Real Madrid. É uma boa grana. Seria a médica do Real Madrid e nos veríamos todo dia.

-Assim, em relação á te ver todo dia, não gostei muito não... – Rio de leve e ele faz um biquinho.

Rosto perfeito, biquinho perfeito, que homem perfeito... Controle-se, Selena!

-Mas acho que precisa fazer um teste para trabalhar aqui... Não?

-Nada que o capitão aqui não resolva, um abraço?

-Pede para a sua esposa. – Ele não ri, sua expressão séria volta – Falei algo de errado?

-Não... Tudo bem. Mas fala aí, vai aparecer na festa hoje mesmo?

-Não tenho roupas bonitas.

-Então eu te empresto algumas. – A Anny aparece junto com o resto das pessoas.

-Ei, Seleninha, não ficou brava não né? – O Cristiano pergunta.

-Cala a boca Clear Men. – Marcelo diz e os jogadores riem. – Desculpa por o que falei sobre seu time.

-É, também peço desculpas, eu peguei muito pesado... – Kroos se desculpa.

-Bom, tô indo embora então, nos vemos na minha festa, Selly. – Marcelo diz saindo.

-Como sabia meu apelido?

-Sua prima... – Ele ri levemente e sai.

...

-Selly, essa roupa vai ficar incrível em você! – Anita indica um vestido – Não pera, esse aqui é melhor!

-Ah não Anny, eu gostei desse! – Luna opina e a confusão aumenta.

-Mas esse destaca o corpo perfeito dela. – Anny diz.

-Algo discreto é melhor. – Diz Luna novamente em discordância á Anita.

-Calma gente, hoje eu quero é ousadia. Amei esse! – Retiro um vestido de Anita que estava no fundo do guarda-roupa.

-Oh lá, ela tem bom gosto! – Diz Luna.

-Amei, com o corpo que você tem vai ficar perfeito!

Estávamos na casa da Anita, ela falou que mora sozinha e que namora com o Toni há três meses, mas nunca assumiram nada publicamente por causa do sufoco causado pela imprensa.

Admiro muito ela, mesmo tendo acabado de conhece-la. Ela não se importa com a fama que ganharia por namorar com um jogador como o Kroos, pelo contrário, ela esconde isso de todos.

Faço uma maquiagem leve, apenas um batom nude meio rosado, a base, corretivo e sombra marrom leve. Anita além de me emprestar o vestido também me emprestou a maquiagem, a sandália e algumas joias. Emprestou à mim e à minha prima na verdade.

Somos interrompidas por uma buzina, acho que do carro de Toni Kroos. Eu já estava pronta mesmo, então...

-Ay Dios mío, é o Toni... – Anita berra enquanto corre até seu quarto e busca seu celular. – Ele me mandou mil mensagens, mas eu não respondi... Vamos amigas!

Assentimos e saímos do apartamento da Anny.

Assim que a Anny chega no carro, beija Kroos que já a aguardava do lado de fora. Alemães são fofos, ele abriu a porta do carro para nós três e nos desejou boa noite, além de perguntar com nós estávamos mesmo tendo nos visto ainda hoje. Merece até aplausos.

Anita vestia um vestido azul marinho com mangas que iam até metade do braço, vestidinho não tão curto como o meu, também não muito longo.

E Luna um vestido prateado, com um decote bastante chamativo e curtinho assim como o meu.

-Ai ai, estou arrependida de ter vindo. – Digo olhando pela janela do carro a paisagem á fora, tinham muitos carros estacionados, carros caríssimos eu diria.

-Logo o arrependimento passa. – Diz Luna, rindo de leve.

...

-Amor, o que acha de assumirmos? Seria uma ótima oportunidade... – Kroos é interrompido.

-Sim seria, mas eu não quero a imprensa me perseguindo vinte e quatro horas. - Resmunga.

-Você quem sabe. Já que estamos os três no mesmo carro eles não vão inventar boatos, caso perguntem dei uma carona para as três. – Ele suspira, parecia não está feliz com a decisão da Anita.

-Só sorriam para as milhares de câmeras assim que sairmos garotas. – Diz a Anny.

E ao sair do carro uns quatrocentos flash de câmeras são acesos em nossa direção, os paparazzi estão em toda parte, vem uns dez pra cima do Kroos perguntando coisas como ‘’Qual das três, Kroos?’’, ‘’Tá pegando as três?’’, ‘’Por que elas estavam em seu carro?’’...

A festa aconteceu na casa do Marcelo e todos trajavam uma roupa meio curta, uma roupa estilo balada. E pense em casa grande.

Assim que adentramos na casa do Marcelo, ele mesmo vem nos cumprimentar, ele está ao lado da sua esposa.

-Oi Kroos e oi meninas, você estão tipo uau... – A esposa dele o belisca e eles riem de leve – Ah claro, essa é a minha esposa, Clarisse. E Clarisse essas são minhas novas amigas, Luna e Selena. E essa é a Anita, namorada do Toni secretamente.

-Prazer em conhecer vocês. – Ela esboça um leve sorriso em seus lábios.

-O prazer é nosso. – Luna diz, falando por mim também.

Clarisse era morena, tinha um largo sorriso e um corpo maravilhoso. Seus olhos eram castanhos e a pele branca, mas não muito branca.

-Precisamos conversar, Luna. – Isco diz puxando-a para longe de nós. Seja o que Deus quiser.

-Cadê a namorada dele? – Sussurro no ouvido da Anny.

-Não faço ideia... – Ela sussurra de volta.

-Bom, eu vou dar uma volta por aqui... – Digo e eles assentem.

Volta nada, eu vou é procurar minha prima. Se o Isco fazer ela chorar de novo eu o estrangulo.

É impressionante a forma como esses jogadores entraram na minha vida, até hoje de manhã eu só os conhecia pela TV e agora...

Mas não faço ideia de onde estão... Procurando-os por muito lugares, mas quem eu encontro é Sergio Ramos e sua esposa. Eles conversavam em um canto do lado externo da casa, não consigo evitar ouvir a conversa...

-Nós nos amamos sim, o que está havendo com você hoje? – Pilar pergunta enquanto analisava o rosto do marido, ele revira os olhos.

-Foi um erro esse casamento. – Ele diz arrancando uma lágrima dos olhos da esposa, que não parecia estar maquiada. – Eu amo os meus filhos, mas será que você não entende que não dá mais? Estamos vivendo apenas de aparências, Pilar e eu odeio isso.

-Então por que viemos para essa festa? – Pilar pergunta limpando as lágrimas.

Sérgio olha para os lados, parecia não saber exatamente o que responder e eu decido sair dali antes que me vejam espionando.

Luna do céu, cadê você criatura? Vi quase todo mundo que viria para a festa menos a Luna e o Isco... Confesso que já estou preocupada.

-Oi, Selena. – Após umas meia hora encontro-me com Sérgio novamente, dessa vez sua esposa não está com ele.

-Oi, Sérgio... Você viu a Luna por aí? – Pergunto e ele olha em volta.

-Não, parece preocupada.

-E estou. Seu amigo saiu praticamente arrastando ela para conversarem e agora... – Digo demonstrando a preocupação.

-Que amigo?

-Isco.

-É melhor procurarmos por ela... Por eles. – Diz enquanto caminha procurando-os com o olhar.

-Por que? – Não responde e eu pergunto novamente – Por que disse isso?

-Isco não está em uma boa fase amorosa...

-Hãm? – Não entendi...

-Ele e a namorada brigaram, parece que ela descobriu uma traição, e isso ainda hoje antes dele vir para cá, por isso ela não veio junto.

-Oi gente. – Luna aparece atrás de nós, eu vou matar essa garota.

-Ei, o que aconteceu? – Pergunto.

-Depois te conto, estou indo dançar, vem comigo? – Ela pergunta. Está bebâda.

-Ah não... Prefiro ficar por aqui mesmo.

-Vem logo, Selly. – Agarra meu braço e me arrasta, literalmente, para a pista de dança. Ramos apenas nos observa, após alguns minutos o vejo indo falar com a esposa. – A noite está apenas começando, prima. – Diz já dançando e eu começo a dançar também.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...