1. Spirit Fanfics >
  2. Fora dos planos (jikook) >
  3. Capítulo 1

História Fora dos planos (jikook) - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


oiii :)

sei que atrasei um pouco pra postar, mas foi porque eu fiquei insegura de repende, relevem... mas como prometido, o cap está aí.

boa leitura! 💕🎸

Capítulo 2 - Capítulo 1


           — O que você disse? — o garoto esbravejou, pegando o outro pela camisa e o empurrando contra os armários que haviam ali.

Era um dia comum naquele instituto. Pessoas andando pra lá e pra cá e conversando sobre qualquer fofoca fútil que circulava por ali, e é claro, Jeon Jungkook se metendo em outra briga.

A risada que o encurralado soltou fez o sangue dele ferver ainda mais, uma plateia de pessoas já estava se acumulando para ver aquilo. Não que fosse alguma novidade, mas sempre tinha aquele bando de curiosos para observar.

— É tão engraçado ver você bancando o machão, Jeon. Quem te vê assim nem pensa que vivia se comendo com aquele seu amiguinho antigamente. Como é o nome dele mesmo? Yoon… — foi interrompido por um soco na boca.

— Não se atreva a citar ele com essa sua boca imunda, Kang. — Sua raiva era tanta, que poderia até chegar a ser palpável.

— Imagino como sua namoradinha deve se sentir sabendo que você só usa ela pra fingir que é homem de verdade e pra não ser expulso daqui. Aposto que está morrendo de vontade de voltar a ser viadinho com o Min.

Aquilo foi o limite para Jungkook. Ele começou a descontar toda a sua raiva nos socos que dava naquele garoto e ninguém tentava o impedir, isso dava até um pouco de alívio à ele, por mais errado que possa parecer.

Ele não estava nem pensando em parar, por mais que Kang já estivesse com um pouco de sangue no rosto e possivelmente com algum dente quebrado, mas escutar a voz do seu melhor amigo fez ele perceber o que estava fazendo.

— Jungkook, já chega. — Yoongi disse, o puxando pelo ombro, fazendo com que ele parasse de espancar aquele menino. O Min nunca tinha visto o Jeon exagerar tanto na hora de bater em algum idiota do colégio, coisa que era quase cotidiana. — Vem, vamos embora daqui.

Após Jungkook se levantar e espantar todas as pessoas que ainda estavam assistindo aquela briga, foi puxado por Yoongi até o banheiro masculino. Sua raiva ainda estava presente, mas muito menor agora.

— Será que você perdeu a cabeça, Jeon? — parecia realmente indignado pela irresponsabilidade do outro. — Você poderia ter o deixado inconsciente e ser expulso por isso, sabia?

— Eu sei, Yoon. Mas quando eu vi aquele cara falando de você e da Yeji… eu não consegui me segurar. — estava constrangido, sempre era ruim levar um sermão do Yoongi.

— Você precisa aprender a controlar a sua raiva, maninho. A Yeji não vai conseguir te salvar pra sempre. — suspirou. Jungkook sabia que aquilo era verdade. — Você está bem?

— Sim, só machuquei um pouco meus dedos. Tenho certeza que o Kang está bem pior que eu. — deu um sorrisinho quase imperceptível, não conseguia sentir nenhum remorso do que havia feito.

Saíram do banheiro depois que toda a poeira abaixou e andavam pelo corredor, apenas esperando o chamado para que o Jeon fosse para a diretoria.

— Tenho certeza que já chamaram a enfermaria pra ele. — disse, também não se importava. — Kook… quando você sair da sala do diretor preciso que vá no meu quarto.

— Jeon Jungkook, 2B, compareça à sala do diretor por favor. — os alto-falantes da escola gritaram em seus ouvidos. — Jeon Jungkook, 2B, compareça à sala do diretor por favor.

— Ir no seu quarto? Por quê?

— Eu te falo na hora, vai resolver suas coisas logo. Boa sorte, mano.

— Até mais, Yoon.

No caminho para seu destino, Jungkook imaginava o porquê de precisar ir no quarto de Yoongi. Certo, eles eram amigos e iam no quarto um do outro, mas não era uma questão de precisar, e sim de passar algum tempo atoa.

Ficou com aquilo na mente até chegar perto da sala, onde seus pensamentos voaram para a bronca que provavelmente levaria ao entrar ali. Seria bem maior do que todas as outras, visto que ele havia feito alguém sangrar, mas realmente confiava que sua namorada iria usar seus truques para livrá-lo de uma expulsão.

Ao entrar ali foi recebido com muito sermão do diretor, sempre que entrava ali, o homem fazia o mesmo discurso. A violência não leva a nada, ele dizia toda vez, Jungkook só assentia, mesmo que não aprendesse realmente com aquilo.

— Prometo que não irá se repetir novamente, senhor. — disse como se não estivesse ali pela trigésima vez pelo mesmo motivo.

— Pai, dá um voto de confiança pro Kookie essa última vez. — Yeji falava agora, usando suas artimanhas para livrar o garoto dali logo. — Isso só aconteceu porque eu não estava lá pra colocar juízo na cabeça dele, da próxima vez não vai acontecer.

— Tudo bem, minha filha. Vou relevar porque ele é seu namorado. — A menina deu um sorriso fofo e alegre. — Mas irá levar uma semana de suspensão.

— Uma semana? — Não ir á aula por sete dias era muito para Jungkook. Por mais que fosse encrenqueiro, ele não gostava de perder matéria.

— Exato. Por mais que eu não te dê a punição merecida, não posso te deixar impune. Você tem que lidar com as circunstâncias do que cometeu. — suspirou. — Se não há mais nada pendente, peço que se retire, por favor.

— Vamos, Kookie oppa. Eu te levo até a porta. — falou a menina que ainda estava ali observando tudo.

Saíram dali em silêncio, Yeji acompanhou Jungkook até a porta do prédio da escola, para garantir que a conversa não fosse escutada pelo pai.

— Essa foi por pouco. — disse para o menino. — Vê se consegue se comportar mais, o velho já tá começando a aumentar as suspensões. Daqui a pouco ele não vai me ouvir mais e te expulsar de vez.

— Vou tentar, Ye. É porque os caras ficam me provocando, não consigo escutar calado. — explicou pela segunda vez no dia. Era uma verdade.

— Eles fazem isso porque sabem que você fica irritado. Se você tentar não ligar, eles param com o tempo.

— Acho difícil, mas vou tentar. — sorriu, realmente gostava de como ela sempre tentava ajudar.

— Você está me devendo uma agora. — o olhou cúmplice. — Eu vou sair com a Hannah no sábado a noite, você vai á algum lugar?

— Acho que não.

— Ótimo. Se alguém te perguntar, diz que tem um encontro comigo.

— Sim, senhora. — fez uma continência enquanto escutava a risada da garota. — Preciso ir, disse que estaria no quarto do Yoongi quando acabasse.

— Tá bom, meu pai também deve estar percebendo minha demora. — se afastaram para seguirem seus caminhos. — Até mais, Jungkook.

Acenaram um para o outro e Jeon se virou, pronto para ir ao seu prédio. Sua sorte era que a briga aconteceu no fim do turno e não teria que assistir mais aulas depois de ir no diretor, aquilo era um saco.

Andou até chegar no quarto de Yoongi, como havia prometido. A dúvida sobre o que iriam fazer voltou à sua mente, mas ele só ia descobrir se finalmente entrasse lá.

Quando abriu aquela porta, acreditou que havia errado o quarto. Mas ao ver o Min ali, sentado em seu sofá, parecendo estressado, viu que o endereço estava mais que certo.

Só não esperava que iria ter tanta gente ali, seu amigo não gostava de ter muitas pessoas em seu dormitório, mas havia mais uns 4 garotos além deles ali.

Dois deles ocupavam o sofá junto com ele, assistindo algum filme pouco interessante que passava na televisão que tinha ali. Jungkook não conhecia aqueles dois, mas achava que eram outros amigos de Yoongi já que estavam tão à vontade ali.

Já os outros dois, estavam esticados na cama de seu amigo, rindo de alguma bobagem qualquer. Um tocava uma guitarra que estava em seu colo enquanto o outro estava deitado em seu ombro.

Jeon já havia visto aqueles dois, porque eram de sua sala. O guitarrista descolado e o artista bonitinho, eram chamados assim por quase todos ali. Eles viviam colados, tipo carne e unha.

Só uma coisa se passava na cabeça dele: O que diabos aquelas pessoas estavam fazendo ali?

— Olha Yoongi, teu amigo chegou. — Quem disse foi um dos caras que estava no sofá, o que tinha um topete estiloso. — E aí, Jeon.

— Oi... — deu um sorriso amarelo para os que estavam ali. Sendo recebido por vários "oi" fracos.

Entrou na completamente no lugar, meio acuado. Por mais que ele fosse marrento, ainda não gostava de atenção, mesmo recebendo muita. Não podia fazer nada se a maioria daquela escola gostava de conflito.

Foi até o melhor amigo para se sentir mais a vontade e conversar com ele

— Ainda bem que chegou, mano. — Yoongi disse de pé, sem estar sendo espremido por dois caras. — Agora só falta o Hoseok.

— Yoon... o que tá acontecendo? — queria saber o motivo da presença de tanta gente ali, incluindo pessoas que ele nem conhecia direito.

— Ué, tu não tá sabendo não, bonitinho? — virou ao escutar a voz nada familiar, era o garoto deitado na cama. O guitarrista.

— Não. — afirmou, por mais que tivesse soado mais como uma pergunta.

— A gente vai fugir da escola.


Notas Finais


gostaram do primeiro cap? espero que sim. tá pequenininho, mas os próximos irão ser maiores.

sei que algumas coisas podem estar confusas ou mal explicadas, mas prometo que tudo vai se esclarecer ao longo da história.

fiquem bem, até o próximo. 💕💕💕


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...