1. Spirit Fanfics >
  2. Forbidden - Imagine - Lay >
  3. Realidade desconexa!

História Forbidden - Imagine - Lay - Capítulo 7


Escrita por: e TaeMina___


Notas do Autor


Oi meus amores.
Prontos? Boa leitura.
Obrigado pelos comentários do capítulo anterior e não se esqueçam de comentar nesse ( se puderem e quiserem deixar sua opinião é claro)

Capítulo 7 - Realidade desconexa!


Fanfic / Fanfiction Forbidden - Imagine - Lay - Capítulo 7 - Realidade desconexa!

— Omma!!

MinSeok gritava procurando por senhora Kim que havia saído no meio da tempestade desesperada ela sentiu em seu coração. Os gêmeos estavam em perigo.

— Omma onde a senhora está!? — Tornou a gritar, ele não teve resposta mas viu a mãe ajoelhada na entrada da fazenda no meio daquele temporal abraçando o próprio corpo.

— Omma, meu Deus! — Ele correu até ela erguendo-a do chão — Ainda bem… Ainda bem que está bem. Graças a Deus eu achei a senhora Omma… — Pode respirar aliviado — Vamos voltar pra casa…

— Meus filhos estão em perigo MinSeok. — Ela falava olhando para o longe — Seus irmãos estão em perigo… Eu posso sentir que os gêmeos não estão bem.

— Omma eles estão bem sim. — MinSeok a pegou no colo.

— Não!! — Ela derramou mais lágrimas — Eu estou sentindo aqui dentro do meu peito apertado, meu coração está doendo.

— Vamos voltar, hum? Todos estão procurando pela senhora.

                                                [••••]

                                 Kim MinSeok pvo's

Tínhamos voltado para sede da fazenda, quase todo mundo que tinha saído para procurar minha mãe já tinha voltado e estavam mais aliviados quando a viram bem e agasalhada sentada em uma poltrona no canto da sala perto da lareira. 

— Sinto muito meu amor… — Suspirei baixo falando quando minha noiva voltava de levar um chá de camomila para minha mãe.

— Tudo bem — Dae sorriu dando-me um beijinho — Eu entendo que isso é o melhor a se fazer. Sua mãe está preocupada, já era para os gêmeos terem chegado aqui mas ainda nada, nem um sinal de vida.

— Eles devem estar enchendo a cara em algum bar de beira de estrada — Falei, mas no fundo eu também estava preocupado com os meus caçulas.

— Sei que os gêmeos são uma dupla de irresponsáveis mas eles não fariam a mãe deles ficar preocupada atoa… O JunMyeon já teria ligado pra dizer onde e como estão. Quanto a S|N, ela também já teria atendido o celular em uma das centenas de milhares de vezes que meu irmão ligou para ela…

 — Kai está tão preocupado assim, é?

— Sabe que ele gosta dela — Dae fez bico passando os braços por meu tronco me abraçando — Mas ela só quer se divertir — Sorriu.

— Eu não queria ter que fazer isso — Acaricio os cabelos dela olhando para minha mãe que está sendo consolada por meu pai. Ambos estão muito preocupados com o gêmeos.

— É a melhor coisa a se fazer agora, sua mãe não está nada bem e os seus irmãos não estão aqui… Então é melhor cancelar o casamento por hora.

— Sinto muito…

— Eu já disse que está tudo bem seu bobo. Mas…

— Mas?

— Será que aconteceu alguma coisa com os seus irmãos… Mães nunca se enganam meu amor.

— Eles devem estar bem.

"Eu quero acreditar que eles estão bem."

De repente um estrondo forte é ouvido e as luzes faltam mas não por muito tempo pois os geradores ligam automaticamente.

"Onde vocês dois estão que não dão sinal de vida?"

                                               [••••]

                                           S|N pvo's

Depois do escuro repentino eu só lembrava da dor, uma imagem borrada estava presente em minha mente e como se nunca tivéssemos saído de dentro daquela casa as vozes baixas se misturavam com meus gritos de dor e som de passos à medida que eu era carregada escada acima, novamente para o meu quarto, por Lay.

— AAAAAAA!!

As lágrimas rolavam por meu rosto sem cessar a dor era tanta que fazia o gosto de sangue ser presente em minha boca de tanto que castigava meus lábios tentando diminuí-la.

— AAAAAAAii!! — Rangi os dentes.

— SuHo segura ela no lugar não deixa ela ficar se mexendo tanto! — Yixing interpelou alto, suas mãos estavam sobre minha perna, dos lados do meu joelho deslocado. — Se a S|N ficar se mexendo vai ser pior.

Eu estava em cima da cama, por mais incrível que possa parecer minhas roupas estavam completamente secas e eu não sentia a terra viscosa entre meus dedos dos pés… Ao invés disso, sentia aquela dor terrível e insuportável.

— ISSO DÓI!! — Berrei entre as lágrimas. 

— Eu sei… Eu sei que está doendo — Yixing me olhou tentando me passar confiança — Mas eu preciso por no lugar, S|N você tem que confiar em mim. — Ele tentou mexer novamente, e soltei outro grito estridente.

— AAAAAAAiii!!

— Para! — JunMyeon falou — Está machucando ela desse jeito. — Ele passou a mão por meu rosto tentando limpar as lágrimas, seus olhos estavam desfocados como se também não entendesse como aquilo tinha acontecido. Parecia uma realidade desconexa!

— JunMy… JunMy, está doendo muito! — Aperto os dedos em volta do braço dele, mordendo os lábios tentando erroneamente aguentar a dor.

— Me escuta SuHo! Se eu não colocar o joelho dela no lugar agora a dor vai continuar e será ainda pior... Está começando a inchar…

— Lay… Lay! Está doendo muito… AAAiii!! — Travei a mandíbula engolindo a umidade que descia viscosa e grossa por minha garganta.

— Eu sei meu amor. Eu sei, mais você é forte… Eu vou tentar fazer isso bem rápido pra que não doa tanto!

— Temos que levar ela pra um hospital isso sim e não...

— Como!? Com essa tempestade caindo lá fora. — Yixing interrompeu a fala de meu irmão — Não dá, temos que colocar o joelho dela no lugar nós mesmos… — Ele respirou fundo e perguntou: — S|N, você confia em mim?

— Con… confio — Falei entre os soluços desregulados mesclados com lágrimas salgadas e violentas.

— Morde isso aqui S|N.

Yuan me deu uma toalhinha enrolada num rolo para que eu pudesse morder e aguentar a dor quando Yixing fosse por meu joelho no lugar. Aquele olhar dela sobre mim… Eu podia jurar que ela estava sorrindo por dentro, sorrindo por me ver sofrendo e morrendo de dor.

— Está pronta? — Lay perguntou.

— Não… mais fazer o que!

— Quando eu contar até três ok? — Assenti colocando o tecido entre os dentes — Um... Dois…

— HUMMMMM!! — Gritei abafado quando meu joelho foi colocado no lugar, doeu tanto mais tanto que até fiquei tonta e sem fôlego durante o momento.

— Vai ficar tudo bem agora — Lay falou passando sua mão por minha perna acariciando minha coxa que dava pequenos espasmos causados pela dor. — Eu vou buscar a maleta com as ataduras e …

— Deixa que eu vou irmãozinho, fica aqui com eles, eles dois parecem bens assustados.

Lay assentiu meio receoso e Yuan saiu do quarto, ainda da porta ela me olhou por cima do ombro e sorriu como se tivesse sido culpa dela isso que aconteceu comigo.

— SuHo porque você não vai buscar um pouco de água para sua irmã? — Meu irmão olhou pro Lay e depois pra mim, assenti que ficaria tudo bem, JunMyeon saiu nos deixando a sós por um tempo.

— O que aconteceu comigo? — Perguntei baixinho, estava com medo da Yuan volta e… eu já não sabia se podia confiar nele. Meus olhos foram para meu joelho completamente roxo e inchando cada vez mais.

Eu estava confusa, muito confusa na verdade. Em uma hora eu estava completamente molhada correndo em direção ao rio debaixo de uma tempestade de mãos dadas com o meu irmão. Em outro momento eu estava sendo carregada com o joelho fora do lugar, berrando de dor. E tudo isso no pequeno período de tempo que fiquei desacordada? Eu acho…

— Você escorregou e rolou escada abaixo. Se machucou assim… — Respondeu frio, nem sequer parecia o homem ou sei lá o que ele é, de minutos atrás que tentava me acalmar. E havia de chamado de AMOR.

— Eu não caí da escada Yixing! Eu estava lá fora, eu e JunMyeon estávamos lá fora debaixo dessa tempestade… Eu vi aquilo entre você e a Yuan — Falei baixinho limpando as lágrimas que escorriam inevitavelmente, mas elas não eram causadas somente pela dor em meu joelho.

— Você caiu e bateu com a cabeça — Ele olhou para as próprias mãos — Apagou por quase meia hora, Yuan quem se deparou com você caída e desacordada perto do pé da escada. Ela nos chamou aos gritos e quando chegamos você estava voltando a se…

"Frio como um cubo de gelo ele estava e mentindo descaradamente pra mim... Mas como estou completamente limpa e seca?"

— E as coisas que você me disse?

"Eu ainda não estou louca, Lay."

— Que coisas? — Fingiu estar surpreso com minha pergunta — Eu não te disse nada S|N, nós mal nos conhecemos.

— Como assim? Você fal… — Parei imediatamente de falar quando Yuan volta para o quarto acompanhada por meu irmão.

— Vai doer mais um pouco S|N, mas você tem que ser forte pra aguentar a dor. — Ela se sentou ao lado de Yixing e os dois começaram a enfaixar meu joelho.

                                              [••••]

Quase meia hora depois eu estava realmente acabada, a dor no joelho tinha levado as minhas forças. Lay e Yuan tinha colocado uma tala e enfaixado para que não voltasse a sair do lugar.

Eles tinham voltado para o quarto deles, JunMy tinha ficado comigo estava deitado ao meu lado em silêncio fazendo um carinho em mina cabeça.

— Está dormindo? — Ele perguntou.

— Não. — Respondi.

— Como?

— Eu também não sei… Mas estou assustada e com bastante medo agora.

— Nós estávamos lá fora, molhados e com lama até na alma se fosse possível isso…

— Yixing disse que eu cai da escada — Mordo o lábio aconchegado minha cabeça no peito do JunMyeon. — Mas eu não me lembro de nada disso ter acontecido... Só lembro daquele breu repentino e de acordar gritando de dor.

— Você também percebeu não foi?

— Percebi…

— Temos que fugir desse lugar o mais rápido possível — Meu irmão me olhou e depois para o meu joelho enfaixado. — Acho que eles fizeram isso de propósito só pra te impossibilitar de andar por um tempo…

— Com a perna desse jeito não consigo nem andar direito, quem dirá consegui correr…

— Não se preocupe nós vamos dar um jeito de sair daqui. Nem que eu tenha que carregar você nas minhas costas. Mas eu vou tirar nós dois desse lugar, lugar esse que não deveríamos nem ter pisado pra começo de conversa. 


Notas Finais


Até o próximo!!
O que será que aconteceu com o Lay? Logo vocês vão descobrir.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...