História Forbidden Paths - Capítulo 8


Escrita por:

Visualizações 39
Palavras 2.955
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Ficção Científica, Fluffy, Hentai, Lemon, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Policial, Romance e Novela, Saga, Shonen-Ai, Survival, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Cross-dresser, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Pansexualidade, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


A foto é só pra ter mais ou menos uma ideia de como eles estão vestidos ok?
Boa leitura!

Capítulo 8 - Noite exímia.


Fanfic / Fanfiction Forbidden Paths - Capítulo 8 - Noite exímia.

Seoul, Coreia do Sul.
9PM, 18/03.
Narradora.

E'dwan se perguntava qual era o problema de seu melhor amigo com vermelho, além de obrigar o seus convidados principais usarem roupas vermelhas, cada uma em um estilo muito bonito, o obrigou a se vestir também com roupas vermelhas, uma camisa longa social e uma calça preta jeans, estavam de bom grado para si.

Não pode deixar de observar que todos os convidados estavam bonitos e sorriu ao perceber que a única pessoa que não usava roupas de um tom intenso era sua irmãzinha de consideração, agradeceu por a garota ser tão ingênua, não queria que ela percebesse os olhares cobiçadores que caíam sobre a mesma, sorte que o de cabelos loiros estava ocupado recebendo seus convidados, se visse o olhar predatório que um dos velhos patrocinadores estava dando para sua irmã, acabaria com a festa em três segundos. 

Tratou de enviar uma das damas para conversar com o velho, nada poderia dar errado aquela noite. Se dirigiu até a entrada, logo os convidados principais chegariam e ele não queria que eles se perdessem.

Um pouco distante do local de onde estava ocorrendo a festa, Hoseok se encontrava dentro de uma ranger rover vermelha vinho, não deixou sua simpatia de lado e conversava com o motorista que descobriu se chamar Minseok, descobriu que o mesmo era casado e ficaria encarregado de levar Hoseok para qualquer canto que ele quisesse ir esta semana, ficou feliz em saber que a pessoa que provavelmente teria mais contado durante estes dia era um homem de bom coração. 

Acabou descobrindo que o hotel cujo estava hospedado era de Park Jimin e que o mesmo havia muitos locais que apenas a maior classe frequentava em seu nome. 

- O senhor Park quase nunca vai lá no hotel, mas desde que eu fiquei sabendo que vocês viriam para Seoul ele vem indo lá frequentemente para ver se vai ficar tudo bem para a chegada dos senhores, só hoje eu encontrei com ele três vezes, mais vezes que eu o vejo durante o ano. - Minseok lhe contou rindo, logo Hoseok o acompanhou.

O de cabelos vermelhos não pôde deixar de notar que o motorista falava de mais pessoas, o que lhe deixou curioso. 

- Senhor Minseok, como assim "a chegada dos senhores", Park Jimin convidou mais pessoas para virem à Seoul? - Deixou sua curiosidade falar mais alto e o motorista respirou fundo. 

- Bom... pelo que Suho que contou, senhor Park convidou seis homens para ficarem hospedados em suas melhores suítes, incluindo o senhor, é apenas isso que eu sei, senhor Hoseok. - O motorista disse o olhando pelo retrovisor. 

Hoseok ficou confuso, mas depois se questionaria sobre isso, já estava chegando no local, pôde ver um grande salão que havia um tapete vermelho em suas escadas e estava cercado de seguranças. Minseok estacionou logo na entrada e saiu para abrir a porta para Hoseok, o mesmo agradeceu e travou na frente do tapete vermelho. 

O que diabos estou fazendo aqui. Se perguntou confuso, muitas pessoas o observavam e ele estava extremamente perdido. 

Agradeceu aos deuses quando viu o homem de mais cedo vir em sua direção, com um sorriso muito adorável no rosto de aproximou de Hoseok.

- Olá, Hoseok, está muito bonito. - O moreninho o elogiou, Hoseok abaixou a cabeça envergonhado e logo olhou para o homem que se encontrava na sua frente. 

- Obrigado, você também está muito bonito. - Elogiou o homem que sorriu mais ainda o contagiando e fazendo Hoseok soltar seu sorriso iluminador. 

Se soubesse o poder que tem com este sorriso, querido Hoseok. E'dawm pensou.

- Vamos entrar? Tenho que receber os outros convidados. - O homem disse se virando pra frente esperando que Hoseok o seguisse. 

Hoseok o seguiu porém segurou seu pulso, fazendo E'dawn se virar. 

- Q-qual é o seu nome? - Hoseok perguntou envergonhado, havia esquecido de perguntar mais cedo. 

- Pode me chamar de E'dawn. - O moreno disse e voltou a andar, mas antes de entrarem no local, foram ouvidos roncos de motores de carros fazendo Hoseok olhar para trás e pôde ver dois carros extremamente luxuosos estacionarem na entrada, não conhecia muito carros, sempre foi mais ligado no mundo da medicina, tinha quase certeza que o carro prata era uma lamborghini, não poderia confirmar exatamente.

O homem que saiu do carro azul tinha cabelos loiros escuros, um loiro queimado, Hoseok diria e o outro...

Uau, Hoseok ficou sem palavras a ver o cara de cabelos de algodão doce saindo do carro prata, esqueceu absolutamente tudo que pensava ao ver o homem.

Yoongi e Namjoon saíram de seus carros e se entreolharam, poderiam até dizer que acharam a ideia de "todo mundo usando vermelho" muito clichê, mas... estavam espetaculares e trocando sorrisos sacanas deixaram isso bem claro, confiaram suas chaves aos recepcionistas e andaram pelo tapete vermelho graciosamente. 

Yoongi olhou para cima e viu uma pessoa que chamou sua atenção, tinha quase certeza que conhecia o de cabelos vermelhos, nem percebeu que encarava o homem tão intensamente, foi preciso, Namjoon o cutucar e murmurar um "Se toca" para que ele desviasse o olhar do ruivo que também o fitava curioso. 

- Só um minuto, Hoseok, me espere aqui. - O moreno que estava ao lado do ruivo que chamou a atenção de Yoongi se pronunciou e foi de encontro aos dois amigos. - Olá, rapazes, espero que lembrem de mim. Vou levá-los até a festa. 

- Claro que eu lembro de você, E'dawn. - Namjoon disse. - Não vou esquecer de você em dez horas. 

- Fico tranquilo em saber que é bom com números, Namjoon. - E'dawn falou e Yoongi o encarou, mas logo olhou para cima novamente e como é muito descarado perguntou:

- Quem é ele, Alfred? - Perguntou ao moreno, desde cedo decidiu chamar o moreno assim, já que o mesmo estava de terno e gravata em um hotel de férias, de tarde. 

E'dawn apenas riu e negou com a cabeça, logo olhou para Hoseok e percebeu que o mesmo estava desconfortável com os três olhares sobre si. 

- Este é Jung Hoseok, outro convidado de honra do Park. - Disse se aproximando e Hoseok e colocando as mãos no ombro do moreno. - Hoseok, estes dois são Namjoon...- Apontou para o loiro e logo depois apontou para Yoongi. - Yoongi. 

- Gostaria que não tivesse revelado nossos verdadeiros nomes, E'Dawn. - Namjoon disse calmo.

- Não se preocupe, Namjoon, Hoseok nem imagina do que vocês dois se tratam. - E'Dawn o respondeu com um sorriso sacana.

- Olha... se eu for analisar a forma como os dois chegaram, eu até posso criar hipóteses. - Hoseok disse chamando a atenção de todos, ficou mais envergonhado quando notou os três olhares sobre sí novamente. - Poderíamos entrar? - Disse de cabeça baixa. 

- Sim, me perdoe, acabei me empolgando nas apresentações. - E'dawn se desculpou e os guiou para dentro.

O salão era magnífico, sua decoração era muito sofisticada e ambos estavam impressionados com tanta pomposidade, apesar de ser chique demais para os três não deixava de ser interessante. 

A música deixou Yoongi agoniado, aquilo já era demais para seus ouvidos nada sofisticados. Namjoon apreciou a opera de uma forma calma, aquilo lhe acalmava. Hoseok ficou entusiasmado com esse novo tipo de melodia em seus ouvidos.

E'dawn se despediu dos três e não deixou de soltar um charme para Hoseok, Yoongi presenciou a cena com uma sobrancelha erguida. 

Namjoon disse que iria atrás de vinho, sobrando apenas Hoseok e Yoongi. 

- Nós já nos conhecemos de algum lugar? - Hoseok perguntou tentando quebrar o silêncio. 

Yoongi sorriu malicioso e o analisou, com certeza o ruivinho estava lhe dando um mole.

- Tá tentando me passar uma cantada? - Yoongi riu e Hoseok corou.

- N-não, eu só tenho a impressão de que te conheço... - Hoseok respondeu envergonhado, claro que não estava dando em cima do moço bonito, nem o conhecia, não tinham intimidade alguma. 

- Bom... Também tive essa impressão quando eu cheguei, por isso não parei de te olhar. - Yoongi disse, estava ficando confuso, conhecia ou não o ruivinho. 

- Vai ver é por isso que o Jimin nos convidou hoje, ele deve saber o porquê. -  Hoseok disse coçando a cabeça.

- Bom... mudando de assunto... de onde é? - Yoongi disse, queria conhecer melhor o ruivo à sua frente.

- Eu sou de Gwangju, e você? - Hoseok perguntou.

- Eu moro em Ilsan. - Yoongi disse. - Então você...

...

Jungkook entrava junto com Taehyung e o carinha de mais cedo, esqueceu seu nome, mas não importava, desde o encontro que teve com Park mais cedo havia ficado o resto do dia inteiro esperando para ver o loirinho de novo. 

Não contou para ninguém de seu encontro com o patriarca da festa, apenas esperou e tratou de ficar o mais atraente possível. 

Lógico que Taehyung havia notado a animação repentina de Jungkook, mas resolveu não falar nada, se perguntava se veria o ruivinho de mais cedo, achou o homem uma coisa adorável, adorou o sorriso que o ruivo havia dado para o garçom na hora em que estavam almoçando, como um bom stalker, acabou descobrindo o nome e a idade do ruivo.

Jung Hoseok, 21 anos. 

Observou o lugar onde estava e se impressionou bastante com a forma elegante do local e não pode deixar de notar as peças que deveriam valer sua casa, poderia clonar aquelas coisas de uma forma tão rápida, procurou pelo loiro do vídeo e logo o viu, conversava animado com um velho que deveria ser rico igual a ele. 

Taehyung se perguntava como Jimin havia conseguido ficar tão rico, era tão novo. 

Do outro lado do salão se encontrava Namjoon, observava as coisa da forma mais curiosa possível, não conhecia o Park Jimin, não sabia quem ele era, estava louco para conhecê-lo e perguntar o que o provável magnata queria consigo e com seu amigo, será que o homem também tinha sonhos iguais os seus? Namjoon fazia uma nota mental em sua mente de todas as perguntas que faria para esse tal Park Jimin.

Olhou o salão mais uma vez e seus olhos bateram em um ser de cabelos negros, muito bonito aos olhos de Namjoon os lábios inchadinhos chamaram sua atenção, analisou cada detalhe do homem e percebeu que o mesmo usava uma camisa social de babados vermelhos, deduziu que o mesmo também era um dos convidados prestigiados de Park.

Não sabia dizer se Jimin não passava de um velho gaga que precisava de pessoas para fazerem trabalhos sujos para ele ou se o Park era um cara da sua idade que havia ficado com a riqueza do pai ou algo assim.

Logo viu E'Dawn com outros dois caras que também estavam de vermelho, ok, se aparecesse mais um de vermelho diria que este Park é um velho fetishista que queria o corpo de jovens novos e bonitos para fazer algum pacto com o demônio ou algo assim, resolveu saber do que se tratava esta palhaçada e se encaminhou até E'Dawn e tratou de perguntar.

P.o.v Kim Namjoon.

- Onde está esse cara? Ainda não o conheci. - Disse de uma vez, não me importando com os olhares interrogativos dos outros dois rapazes. o olhei

 

- Também está de vermelho. - O moreno disse e eu o olhei, o garoto era adorável, não aparentava ter mais de 20 anos. 

- Onde estão meus modos, me chamo... - Antes de dizer, o de cabelos cinzas me interrompeu. 

- Kim Namjoon. - Ele disse sorrindo quadrado, eu diria adorável. 

- Como sabe meu nome? - Pegunto confuso. 

- Eu vi sua entrada fantástica hoje cedo lá no hotel, tratei de pesquisar sobre você e o Yoongi, vocês dois são incríveis. - O acinzentado disse, ele parecia fascinado. - Me chamo Taehyung.

- Stalker. - O moreno cantarolou e depois me olhou. - Me chamo Jungkook. 

- Um prazer conhecer vocês dois, devem ser outros convidados do velho fetishista. - Digo, e sim, é assim que vou chamá-lo até conhecer ele. 

E'dawn me olha com uma sobrancelha erguida.

- Velho fetishista? - Ele me pergunta.

- Veja bem... - Pego fôlego e continuo. - De umas 50 pessoas nesta festa nós 7 somos os únicos vestidos de vermelho e também somos os mais novos aqui, o resto são todos velhos ricos e que parecem pinguins sem estilo, ou este Park é um velho que quer fazer alguma macumba com a gente ou ele quer o nosso corpo nú.

Os três se entreolharam e caíram na gargalhada, Yoongi e Hoseok se aproximaram e perguntaram o porquê de todo mundo estar rindo. 

- Olha... Namjoon... - Jungkook tentou dizer recuperando o folêgo. - Se o Park quiser o meu corpo nú eu não vou fazer a maior questão, mas receio que não é por isso que ele está querendo falar com a gente e  que te faz pensar que ele é um velho? 

- Na minha cara, Jungkook? - Taehyung disse ao provável namorado, que havia acabado de assumir que se sentia atraído pelo tal Jimin.

- O quê? Você não para de stalkear o ruivinho aqui e eu não tô reclamando. - Jungkook fala e aponta para Hoseok. 

- Mudando de assunto. - E'dawn tentou desfazer o clima tenso que havia se imposto depois do comentário ciumento de Jungkook. - O Jimin não é um velho, Namjoon, ele é até mais novo que você. 

- Sério? - Pergunto e ele assente. - Ok, um novinho fetishista. 

E novamente eles caíram na gargalhada

- Do que tanto riem? - Uma voz feminina se fez presente e vi uma garota de cabelos castanhos ao lado de E'dawn.

- Namjoon acha que Jimin é um tarado, Jennie. - E'dawn a respondeu. 

A garota deu uma risada e logo negou com a cabeça.

- Conheço Jimin muito bem, Namjoon, não se preocupe, ele só é tarado quando se trata do Hulk. - Jennie disse me encarando, como ela sabia quem eu era, se E'dawn não olhou para mi quando dizia, ela notou minha dúvida e tratou de respondê-la logo. - Quando Jimin os viu chegando ele fez questão de me mostrar vocês, desde mês passado que ele não para de falar de vocês seis. 

- Afinal, o que ele quer conosco? - Hoseok disse olhando a garota, não dava uns 16 anos para ela. 

- Bom... isso ele nunca me fala, sempre diz que são assuntos de trabalho. - A garota diz e logo olha para E'dawn. - Você deve saber! Nos conte. 

- Primeiro, você é nova demais para saber, segundo, onde está ele? - E'dawn mudou o assunto rapidamente. 

- Disse que ia começar os leilões. - Ela fez uma caretinha confusa, que menina fofa. - Ele nunca começa, acho que ele quer fazer uma entrada triunfal, só para ficar se achando depois. 

- Ele tem dessas, Jennie, você o conhece. - E'dawn diz e logo as luzes ficam mais fracas, dando maior foco em um palco que era inteiramente de cerâmica.

Um homem de cabelos loiros e um blazer vermelho aparece no palco e se posiciona na frente do microfone. 

- Cara, se esse for o tal Jimin... Ele é rico não só de dinheiro. - Yoongi sussura. 

- Boa noite, senhoras e senhores, como todos sabem eu sou Park Jimin, anfitrião da festa, gostaria de agradecer a todos que vieram a esta festa de última hora, mas é como uma festa de boas-vindas aos meus convidados especiais. - Ele olha para nós seis e depois desvia seu olhar para o cara que chamou minha atenção mais cedo, logo ele pisca para o mesmo.

Tenho certeza que não tinha uma face amiga no momento, e Jungkook estava da mesma forma que eu.

- Bom... espero que estejam gostado de minha hospitalidade. - O Park continua e eu sei que essa frase foi totalmente dirigida para nós 6. - Agradeço aos patrocinadores da noite e gostaria de elogiar as peças que trouxeram esta noite, são todas muito bonitas e prometo me segurar dessa vez. - Ele disse fazendo um sorrisinho triste. 

- Da última vez você saiu daqui com quatro quadros do Pierre-Auguste Renoir! - E'dawn gritou e o amigo sorriu. 

- Eu te dei uma de presente. - Jimin disse rindo.

- E eu vendi! - E'dawn devolveu e Jimin colocou a mão no coração, como se estivesse magoado, mas logo sorriu.

- Bom... Vamos vender bastante hoje, e não quero ser o único a voltar com os bolsos vazios. - Ele disse e logo deu espaço para um gordinho careca apresentar.

- Se isso for possível. - E'dawn murmura e logo vejo Jimin vir em nossa direção, o homem de cabelos pretos agora se encontrava ao lado de E'dawn. 

- Boa noite, senhores e Jennie, gostaria de saber se vão querer olhar os lances ou vão querer vir ao camarote? - Jimin pergunta já na nossa frente. 

- Minnie, posso ficar aqui? o Minseok está lá na frente e eu quero saber da Lisa. - A garota disse abraçando Jimin pelos ombros, o mesmo assentiu e deu um beijo na testa da garota e que logo sumiu na multidão que se formava. 

- Primeiro... - Yoongi diz. - Finalmente deu as caras, segundo, vai ter comida lá no camarote? - Meu amigo sempre mostrando sua educação. 

Jimin pareceu não se importar e apenas riu assentindo.

- Então vamos para lá, né? Minha barriga está roncando. - Yoongi continua.

Jimin e E'dawn vão na frente e nós apenas os seguimos. 

O que será que o Jimin que conosco?

Você deveria se perguntar o que o destino quer com vocês, criança. 

 


Notas Finais


Vou deixar na vontade mesmo! Não sei quando vou postar, minhas provas vão começar próxima semana, mas vou tentar postar um pouco antes, beijaaaao


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...