1. Spirit Fanfics >
  2. Forbiden Love. - Reylo. >
  3. Six.

História Forbiden Love. - Reylo. - Capítulo 6


Escrita por:


Notas do Autor


oioi. gente SE CUIDEM DO CORONA VÍRUS! não saiam de casa(só se for necessário) bebam bastante água e não esqueçam de passar álcool em gel. Peguem um lencinho pra esse capítulo também! Hehehe, boa leitura. ❤️

Capítulo 6 - Six.


Rey botou suas mão no rosto de Kylo para pode aprofundar o beijo, o que pareceu funcionar pois Kylo respondeu ativamente. Com o beijo ficando quente a cada segundo e mãos bobas, Rey se afastou de Kylo apenas para passar o cartão do quarto e o puxando para dentro.

- finalmente! - Rey disse ao fechar a porta. – estamos sozinhos!

a visão de Kylo com cabelos bagunçados e lábios vermelhos era tentadora. Rey pulou pra ele, que a pegou no colo e seguiram para cama.

Kylo se encontrava por cima de Rey, e mesmo com a tentativa de tentar tirar a blusa de Rey, ambos não pararam de ser beijar. Rey empurrou Kylo para se deitar na cama, e montou encima dele

- Rey, nã- — Kylo resmungou algo quando Rey ameaçou tirar sua calça

- o que? – Rey simplesmente não queria conversar, so queria a boca de Kylo na sua.

- nós não podemos fazer isso. – Kylo disse, empurrando gentilmente Rey de cima dele;

- o que? – o cérebro de Rey deu pane, por Deus, ela só queria beijar Kylo.

Kylo suspirou, levantou da cama e começou a andar em círculos

- nós trabalhamos juntos, - silencio – eu trabalho pra você. Isso arruinaria relação profissional. – Kylo explicou

Rey não pode se conter e deu uma risada longa, se jogando pra trás e se deitando no colchão enquanto Kylo lhe olhava com duvida no olhar

- essa e sua preocupação? Não sabe se manter profissional? – e magicamente, Rey havia perdido toda sua paciência.

-esse sou tentando me manter profissional. – Kylo disse friamente.

- você poderia mentir melhor, sério. – Kylo olhou pra Rey – você tem uma namorada?

- o que? Não! – Rey observou Kylo mexer no cabelo, isso era uma mania dele. – você não me conhece Rey, existem muitas -

Rey teve de interromper Kylo

- coisas que eu não sei sobre você! – Rey completou brava. – então me diga que coisas são essas! Me diga pra onde você viajou, me diga do porque daquele comportamento com Hux, me diga do seus pais! –

Kylo parecia ter ficado apreensivo com as perguntas

- olha Rey, você precisa entender que eu tive uma vida antes daqui. São coisas pessoais, eu não quero te meter em coisas ruins do meu passado, por favor. – Kylo disse preciso chegando próximo a Rey e a beijando. — não posso dizer.

Aquilo foi a gota d’agua para Rey

- Ok, agora eu não quero mais saber. Saia do quarto! – Kylo passou as mãos no rosto suspirando. – Agora! – Rey gritou. observou Kylo deixar o quarto e se jogou na cama gritando

Porque as coisas tinham que ser tão difíceis?

***

Havia se passado uma semana após o acontecimento do quarto. Kylo e Rey não se falavam, apenas o mínimo do mínimo. Rey conseguia ver o olhar de dor que Kylo lhe lançava toda vez que estavam juntos, parecia que ele queria lhe falar algo, mas não podia. Rey se sentia uma boba por gostar tanto do seu segurança estúpido. Ela realmente tentou de todas as maneiras enfiar os sentimentos que tinha por Kylo dentro de algum lugar dentro de si. Mas isso falhava toda vez que via ele.

— Rey pare de mexer a boca! - Poe ralhou Rey, essa que estava prestes a fazer um book. — você está borrando toda a maquiagem com essa sua mania, você está nervosa com algo? E com ele? - Poe largou os pincéis e suspirou.

— Ele? Ele quem? - Rey se fez de tonta, não queria conversar sobre Kylo agora

— Quer quem eu chame o motivo aqui? - Poe ameaçou, Rey pulou da cadeira

— Faça isso e eu te mato aqui. - Rey disse, Poe só gargalhou.

— Você não machuca nem uma mosca, quem dira a mim. - Rey rolou os olhos, sabendo que era verdade.

Uma atitude que Rey se arrependia amargamente era ter ligado pro poe após ter a briga de Kylo. Ela contou tudo, com Poe só ouvindo. Pareceu não ter sido uma escolha boa, já que agora Poe queria que ela e Kylo tivessem uma conversa.

— Não vou falar com ele. Você não está entendendo a situação Poe, ele mudou totalmente quando o confrontei. - Rey suspirou de lembrar o acontecimento, se levantou da cadeira e foi até o banheiro

— Sabe Rey, acho que orgulho e uma das piores coisas que existe. - poe foi atrás de Rey, para ver a garota mudar de roupa. — você gosta dele, não? - Rey mexeu a cabeça num sinal que sim. — Então porque não conversar? Você acha que vai acontecer algo com os dois se ignorando?

Poe estava certo, Rey sabia que sim. Mas ainda estava ferida, Kylo parecia disposto a não lhe contar nada, o que ele acha que Rey faria? Sair contando todos seus segredos?

— Acho que não, mas acho que ele foi um grande idiota. Pareceu que ele não confia em mim, mesmo eu o dando motivos para que o faça. — Rey suspirou, vestindo o macacão e voltando a cadeira. Poe tinha de terminar.

— Rey, o que Kylo lhe falou foi: "você não sabe coisas sobre mim." -

— Eu tenho raiva dessa frase! - Rey esbravejou

— Me deixe terminar! - Poe lhe ralhou, voltando a pintar o olho de Rey de azul escuro. — Você não o conhece, não sabe do que passou. Talvez ele tenha problema de confiança. Você não quer que ele confie em você mais que tudo? - Rey concordou. — De motivos pra ele fazer isso.

Poe se calou, deixando Rey mergulhada em pensamentos. Poe estava certo, porém naquele momento, ela queria de volta o relacionamento deles de volta. Quando Kylo foi lhe buscar naquela manhã, ele estava sério e de certa forma... envergonhado. Não a olhando nos olhos e evitando qualquer tipo de conversar.

— Rey? - Kylo apareceu na porta. — estão te chamando, e você agora. -

Poe viu Kylo, e saiu da sala correndo para pode deixar ambos sozinho.

— você está bonita. - Kylo murmurou baixo, quase para Rey não ouvir.

— obrigada. - Rey disse secamente, ela só queria fazer a maldita sessão de fotos logo.

— Me desculpe por aquele dia. - Kylo pediu enquanto Rey andava em direção a porta

e lá estava, a conversa iria acontecer. Rey congelou no lugar.

— Uma semana depois Kylo? Sério? - Rey jurou que iria se manter com paciência quando a conversar acontecesse, - bem, tentou.

— Me desculpe da maneira que agi, eu realmente me arrependo. Eu não quero que nos fiquemos assim. Sinto falta de você conversando comigo, de comprar seu café e de simplesmente... Ver você. - Kylo finalmente olhou para Rey.

Rey também se encontrava olhando para Kylo, suspirou e quando iria responder lhe chamaram.

Rey perdoaria Kylo, mas por agora não.


Notas Finais


oi gente....por favor não me matem? KAJSKKAK EU JURO, vai dar tudo certo! Kylo tem bastante coisas a esconder, mas o que será? Vamos descobrir!
sejam bastante críticos comigo, digam se não gostaram de algo, já disse mas eu tô nervosa demais hehe. Ah e e eu prometo que vou tentar atualizar o mais rápido possível. Obrigada e amo vocês ❤️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...