História Forbiden love - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Drama, Incesto, Luxuria, Superação, Triângulo Amoroso
Visualizações 25
Palavras 1.668
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Hentai, Lemon, LGBT, Orange, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 3 - Machucado


Matheus acordou e logo em seguida foi me acordar.

-Bom dia meu amor <3

- ME DEIXA DORMIR

-Ui que agressiva essa menina, acho que tá precisa ficar de castigo..

-Enfia um vibrador no cu e sai andando por aí, sei lá só me deixa dormir!

-Ih olha lá tá pensando que é quem?- Ele perguntou e me pegou no colo,estilo princesa.

- Ahhh me põe no chão- comecei a dar soquinhos, extremamente fracos por conta do meu sono, em seu peito

-Ser quer que seus filhos fiquem sem mamar pra tá batendo na fonte de comida deles?- ele perguntou me levando pra sala

-Na o que?MEU DEUS! Vou fingir que não ouvi isso- ele começou a rir

Ele me jogou no sofá e subiu em cima de mim, entre minha pernas.Já pensei bosta.

-fica aí quietinha de castigo enquanto eu pego o MEU café da manhã.- egoísta ele..

- Ah pra que?Você já tem seu café da manhã bem na sua frente - fiz cara de tarada e entrelaçei minhas pernas nas costas dele

- Ah é assim então? -ele corou e retribuio o sorriso tarado - Vamos ver se essa comida tá boa- ele se aproximou e me deu um beijo, lento e apaixonado, mas muito sexy.

Apertei mais minhas pernas procurando mais contato e senti seu membro endurecido, na hora passou uma corrente por meu corpo e eu fiquei extremamente exitada, esqueçendo completamente do sono. Passei minhas mãos na sua nuca e ele foi com as dele em direção à minha bunda. Separamos nossos lábios por conta da falta de ar e demos um selinho. Quando do nada levamos um susto desgraçado.

-Que bonito em?- O Erick apareceu -  se pegando sem mim? Depois ainda dizem que me amam..

- Ah meu Deus claro que a gente te ama..- falei o óbvio e saí de baixo do Matheus, levantando do sofá. 

O Matheus apenas olhou pra ele e mostrou a língua, como uma criança de cinco anos que ele é. Fui para a cozinha e peguei um banquinho pra alcançar a prateleira.O banco estava meio bambo, mas mesmo assim eu subi.

- Cuidado -Erick disse com preocupação

Revirei os olhos, afinal já fiz isso milhares de vezes pelo meu tamanho.Mas quando fui me esticar pra pegar o copo, o banco caiu e eu levei um tombo, desmaiando. Só sei que quando acordei, estava no sofá com uma puta dor de cabeça e dor nas costas, com os semblantes preocupados de meus irmãos olhando pra mim.

-Você tá bem??- o Matheus perguntou

- Tô - disse sussurrando - Aí que dor

-O que foi?- Erick pergunta- dor de cabeça?- eu só aceno levemente com a cabeça e ele levanta indo pegar um remédio.

Matheus estende a mão pra mim e põe a mão nas minha costas para me ajudar a levantar. Logo o Erick volta com um copo d'água e um remédio pra dor.

- Tá melhor?- Erick

-Um pouco mas minhas costas tão me matando

-Vai tomar um banho quente que depois eu faço massagem em você- Erick falou

-Consegue tomar sozinha?-Matheus com segundas intenções? Talvez

-Consigo- fui levantar e..- Aiiii

Erick foi de um lado e o Matheus do outro, me segurando pelo ombro.Eles me levaram pro banheiro e tiraram parcialmente minhas roupas, quando o Matheus ia tirar o resto eu o interrompi.

-saiiii- fui empurrando ele pra fora e fechei a porta

- Ué por que só eu?- Matheus perguntou já do outro lado

- Porque eu te conheço e sei que você é tarado- disse em alto e bom som.

-Como se o Erick não fosse- Matheus murmurou

Erick me ajudou a tirar o resto das roupas e me colocou dentro do box. Ele tentava ao máximo não me olhar enquanto eu tomava com dificuldade meu banho, mas eu percebi seus olhares de canto. Terminei e ele me passou a toalha, como eu não tive tempo de pegar uma roupa, sai do banheiro de toalha mesmo,fui para meu quarto, e atrás de um biombo coloquei minha roupa, uma calcinha vermelha e um blusão do Batman que roubei de meus irmãos.Voltamos para o sofá e sentamos.

-Deita aí, pra mim fazer a massagem- O Erick disse.

-tá - me deitei no sofá de barriga pra baixo.

-tira a blusa pra ficar mais fácil..- Matheus tinha que se entrometer.

Receosa, tirei minha blusa, de costas para eles, e voltei-me a deitar,com a blusa por baixo dos meus seios para tentar evitar que eles vissem algo. O Erick sentou na minha bunda e começou a fazer a massagem, até que uns 15 minutos depois ele falou:

-Ahhhhh assim não dá, não aguento mais.

- O que?-pensei que ele tinha falado sobre fazer massagem, mas me enganei.

-Olha aqui- sentei e me virei, segurando minha blusa contra meus seios.-Eu não sou assim, você me deixa assim- nisso ele apontou para seu membro coberto pela calça, completamente ereto.

Corei e não soube o que fazer. Ainda segurando a blusa, sentei em seu colo e comecei a beija-lo. Matheus se aproximou e quando o beijo acabou,ele colocou a mão na blusa, como um pedido para abaixa-la, e eu apenas deixei com que ele derrubasse-a.

Matheus me puxou para um beijo e me empurrou, me deixando novamente deitada no sofá.Enquanto Matheus me beijava, Erick levou sua boca molhada para meu seio e começou a me chupar e morder ali, enquando apertava meu outro seio.Depois de alguns minutos, eu já estava delirando, os meninos trocaram de lugar e agora quem estava me beijando era o Erick enquanto o Matheus me dava chupões e mordidas por todo o meu corpo.Eles param e eu dei um fundo suspiro, eles ficaram me encarando e eu pude ver que eles conseguiram sentir o desejo que meu corpo exalava, o que era fácil de perceber para quem olhasse para os meus olhos.Eu fechei os olhos derrotada e quando abri vi os dois se pegando.Erick estava por cima do Matheus e os dois estavam se beijando ( e que  beijo em) até que o Erick abriu o zíper da calça do Matheus, olhou para ele com uma cara safada e tirou o membro dele para fora de sua cueca. E começou a chupa-lo, o olhando de maneira sexy (secsi ksks), eu enquanto isso estava apenas deitada ao lado deles olhando os dois, estava começando a ficar muito exitada, tendo que me contorcer e fazer uma tortura mental comigo mesma para aguentar. Em poucos minutos o Matheus goza na boca do Erick e ele engole tudo (quase que eu gozo junto, MDS) o único barulho que consigo escutar são as respirações ofegantes, principalmente a do Matheus. 

Eu já não estava aguentamdo mais ver meus dois irmãos gostosos suados um em cima do outro, então eu pego minha blusa e disfarçadamente vou até o banheiro. Me olho no espelho e lavo o rosto, quando tiro a toalha, q estava usando para me secar, do meu  rosto, levo um susto e Erick me abraça por trás. 

- E o Matheus? - eu o perguntei

- Dormiu...- ele me respondeu sussurrando no meu ouvido com uma voz rouca

Ele começou a alisar o meu corpo com as pontas dos dedos, de cima para baixo, começando no meu ombro e parando um pouco antes de minha calcinha. Ele colocou a mão dentro dela e começou a massagea-la, me dando beijos no pescoço. Tudo que eu pude fazer foi soltar um longo e arrastado suspiro e me virar para ele. Ele tirou a mão de lá, pós na minha bunda e me levantou, deixando-me com as pernas uma de cada lado de seu corpo. Começamos a nos beijar, e não sei quantos minutos ficamos assim,mas foram muitos. Só nos separamos ao ouvir uma voz vinda da porta:

- Estou atrapalhando algo? -Matheus disse com o corpo encostado na porta do banheiro e com uma cara de safado - Ao que me parece suas costas já está melhor?

-Sim, estou -Deu um selinho no Erick e desci.

Peguei minha blusa que estava em cima da pia e a vesti, passei pelo Matheus dando um breve selar de lábios e fui-me em direção à sala. Peguei o controle da tv, me sentei no sofá e fui procurar um filme para ver. Passamos o resto do dia assistindo filmes aleatórios, alguns de terror, outros 18...

Já tinha escurecido e o Matheus tinha capotado no sofá, enquanto o Erick assistia atentamente ao filme que ele escolhera e  eu mexia em meu celular.

- Ah meu Deus não creio que você tá vendo fanfic do Gumbal e do Darwin! -O Erick estava olhando para a tela do meu celular com uma cara incrédula.

- Ué que que tem? E além do mais, você sabe que eu adoro uma fic de desenho hehe

- Tem que eles são como irmãos e isso seria INCESTOO

-Você já parou pra pensar na sua vida?- olhei-o com uma de minhas sombrancelhas arqueadas.

- Aé, verdade, esqueçe.- ele olhou pra baixo e eu comecei a rir. - Para de rir, a culpa não foi minha, é o sono.

- Ata KKKKKK, mas falando em sono, vou acordar o Matheus.

-Por que?

-Tudo que vai volta, ele vive me acordando, agora eu quero vingança.- Fui na pia da cozinha, molhei minha mão e passei na cara do Matheus.

- Mas que porra? - Ele acordou levando um susto - Ah não, você não fez isso..

-Fiz, e se precisar faço de novo.- Eu só conseguia rir

Ele me olhou com cara de desgosto e eu apenas voltei a me sentar no meu lugar e ver o filme. Eu acabei pegando no sono e acordei com o Mateus me pegando no colo e levando pro quarto. Ele me pôs na cama, mas eu segurei seu braço:

-Não quero dormir sozinha...- fiz voz manhosa.

- Por que não dormimos todos juntos então? - sugeriu Erick

-Eeeeee - levantei e fomos deitar na cama do Matheus, eu deitei no meio, o Erick na ponta e o Matheus do lado da parede.

Dei um selinho no Matheus, me virei e dei um selinho no Erick e fiquei abraçada com ele, enquanto o Matheus me abraçava por traás. Matheus levou sua mão ao meu peito, por baixo da "minha" blusa e deixou-a ali.

-Boa noite..- eu disse

-Boa noite

O quarto ficou silencioso e tudo que dava de se ouvir eram nossas respirações














Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...