1. Spirit Fanfics >
  2. Forbiden Love >
  3. Don't you ever seen a princess be a bad bitch?

História Forbiden Love - Capítulo 3


Escrita por:


Notas do Autor


Voltei correndo pra atualizar depois de ver q vcs gostaram!!! Um agradecimento especial ao @ReignOfFire por todos "ups" ❤ Adorei ler cada comentáriooo, vcs são demais!!!
Eu tenho muitos planos a longo prazo pra essa fic, se preparem para ler bastante, adianto logo q vai ter muita treta ainda hein (vcs ainda n sabem o tamanho dessas tretas 😂)
Aos novos leitores, sejam bem-vindos a "Amor proibido" ou como vcs estão acostumados "Forbiden love"
Boa leitura 😚

Capítulo 3 - Don't you ever seen a princess be a bad bitch?


                                   Jon

O tempo amanheceu chuvoso, era um domingo, Jon acabou dormindo na espera de Daenerys responder suas mensagens, ele estava feliz por Daenerys pedir que formassem uma amizade, ela era uma garota legal, mas sua cabeça continuava confusa, tudo aconteceu muito rápido, primeiro ele a conheceu numa sala de aula na qual ele era ninguém menos que o professor, sentiu atração por ela, mas era uma de suas alunas então nunca arriscaria nada, entretanto por crueldade do destino, mais tarde eles se encontraram em uma boate, não por obra do acaso, mas sim por obra de Margaery e Robb que claramente não sabiam promover um encontro às cegas, coisas como nome e uma característica física devem ser levados em consideração para evitar constrangimentos, e para completar, logo no dia seguinte ele descobre que ela é de uma das famílias mais poderosas e mais odiada por sua família.

Jon não gostou da descoberta de início, um Targaryen não era confiável e o fato dela ser extremamente atraente para ele complicava ainda mais, mas esse julgamento inicial não durou muito, ele não podia julga-la pela família, ela não tinha nenhuma característica que o fizesse questionar sua integridade.

Balançou a cabeça afastando aqueles pensamentos e levantando da cama.

Seu apartamento estava uma zona, morar sozinho com o lobo podia parecer fácil, mas Ghost fazia muita bagunça quando estava fora.

- Você precisa parar de cavar meus vasos de planta amigão.- implorou ao lobo largado no sofá acinzentado só aproveitando o geladinho do ar que Jon ligou especialmente para o albino.

Olhou a bagunça e suspirou profundamente, ele teria que limpar tudo aquilo sozinho.

(...)

Depois de organizar todo o apartamento sentou-se no sofá com o seu lobo, tiveram uma conversa séria sobre comer papéis importantes, revirar o lixo da cozinha e tirar toda terra dos coqueiros; Jon ameaçou tirar o ar condicionado e pior, não leva-lo para passear com a irmã Arya e sua loba Nymeria, a namoradinha, Ghost pareceu entender o recado e se mostrou arrependido com suas ações recentes.

Ambos foram morar no apartamento fazia pouco tempo, estavam acostumados com casas grandes e com quintais enormes, se adaptavam aos poucos ao apartamento apertado na cobertura, Jon comprou aquele apartamento inicialmente para morar com Ygritte, trabalhou duro na empresa do pai para conseguir bancar o apartamento em Winterfell, para no final receber um pé na bunda, mas Jon foi morar ali do mesmo jeito, a mansão Stark podia ser grande, todavia sempre trombava com a madrasta, moraria em qualquer lugar para evitar ouvir as ofensas de Cathelyn.

Pegou o celular novamente para ver se havia alguma mensagem nova, ou melhor, mensagens de Daenerys, para sua surpresa ela havia respondido suas mensagens.

                                            Daenerys

Assim que acordou já foi logo pegando o telefone para ver as horas, entretanto acabou se esquecendo de seu propósito quando se deparou com a infinidade de mensagens em sua barra de notificações, viu que Jon estava no meio delas e só não visualizou a conversa dele primeiro pois Rhaenys havia colocado a palavra URGENTE na primeira mensagem, a sobrinha só tinha avisado que dormiram em um hotel em Winterfell, ficaram até tarde no parque e decidiram que passariam a noite por lá mesmo, também avisou que voltariam para Dorne pela manhã, Rhaegar iria com eles pois foi convidado pela ex-mulher para passarem um dia com a "família" toda reunida, Daenerys obviamente não ficou muito feliz com as notícias, mas a essa altura já estava acostumada.

Abriu a conversa de Jon logo em seguida.

"Quando vai ser nosso cineminha?

Na minha casa ou na sua?

Estou empolgado pra te ver novamente.

Já estou até escolhendo entre meus filmes favoritos qual vou assistir com você e estou curioso para saber o seu :)

É estranho esse coisa toda, nos aproximamos tão rápido e isso é ótimo, gosto quando amizades de dias flui como uma de anos.

Quero conhecer mais sobre você Daenerys Targaryen, os livros de história não falam muito de você, exceto que é filha do atual presidente e que é linda ;)

Você está aí?

Chegou bem em casa?

Dany?"

Daenerys sorriu com as mensagens, parecia que ia explodir de tanta animação e não demorou para responder, talvez não precisaria ficar o domingo sozinha em casa.

                                           Jon 

"Desculpe não ter respondido você ontem, tive um probleminha e acabei caindo no sono logo depois."

Ela havia enviado segundos antes dele verificar as mensagens.

"Se quiser pode ser hoje mesmo nosso cineminha."

O rosto de Jon se iluminou ao ler aquilo.

"Você já sabe onde é minha casa ;)"

Jon não quis parecer desesperado para ver ela novamente então só mandou um "Chego em alguns minutos." É, parece que ele falhou um pouco em tentar não parecer desesperado em vê-la.

O caminho do centro de Winterfell até o interior de King's Landing era um pouco longo, a estrada do rei estava engarrafada pela chuva e isso fez ele ficar cerca de 30 minutos parado, ainda teve que abastecer o carro no meio do caminho, a única coisa boa nessa parada no posto foi que ele lembrou de comprar algo para comemerem durante os filmes, já que estava ali aproveitou para comprar algumas guloseimas na lojinha de conveniência, comprou até meias nas cores de duas das casas de Hogwarts, era a saga de filmes preferida do nortenho e decidiu comprar um par para cada, assim ela lembraria dele quando usasse e poderiam usar as meias quando estivessem juntos, imaginou ser um belo primeiro presente de melhores amigos, pagou suas compras e seguiu rumo a casa da mais nova amiga.

Quando finalmente chegou ao seu destino percebeu que demorou bem mais que alguns minutos, tocou a campainha e não demorou muito para a platinada atender a porta.

Com os pés descalços, uma camisa masculina de uma banda de rock famosa que nela caia como um vestido de tão grande, ele nem conseguia dizer se ela vestia algo por debaixo da camisa.

Ela estava maravilhosa e Jon não conseguiu deixar de reparar.

- Uau.- não aguentou ficar quieto e Daenerys riu em resposta.

- Pensei que tinha se perdido no caminho.- comentou brincalhona e abriu espaço para ele entrar.

- Chuva, engarrafamento e pouca gasolina.- resumiu o motivo de ter demorado.- Trouxe meias pra você.- contou empolgado.

Daenerys sorriu com a notícia e o puxou animada até a sala onde se sentaram no sofá.

- Aqui.- entregou a meia de listras cinzas e verdes.- Você tem cara de sonserina.- sorriu com o próprio comentário e percebeu que Daenerys não entendeu a referência.- Harry Potter.- falou como se fosse óbvio.- Você nunca viu? - perguntou desacreditado.

- Nunca ouvi falar.- confessou a loira.

Jon fingiu estar muito ofendido com a revelação.

Pegou a outra meia que seria a dele nas cores vermelho e amarelo.- Eu não saio daqui até você ver pelo menos um dos filmes, só então podemos usar essas meias de melhores amigos na forma correta.- decretou Jon determinado.

- Tabom...- aceitou ela tranquilamente com as mãos para cima em sinal de rendição.- Eu amei as meias.- contou cheia de animação por ter ganho um presente de "melhor amigo" como Jon chamava.

Daenerys colocou as meias e se levantou para pegar o controle da TV.

- Netflix? - perguntou com malícia e ambos riram com a piada interna.

- Antes de começar.- Jon fez uma pausa e virou a bolsa de gostosuras na mesa de centro.

Os olhos de Daenerys brilharam ao ver a variedade de coisas gostosas que Jon trouxe.

Uma grande variedade de chocolates, amendoim, marshmallow, fini, batata e para beber achocolatado e coca.

- Você é o melhor amigo do mundo.- declarou impressionada fazendo Jon rir com vontade.

Passaram o dia inteiro assistindo aos filmes, Jon morria de rir com Daenerys brava por nunca acertar quem era o verdadeiro vilão, Jon só ficou quieto e parou de rir quando a prateada colocou as pernas em cima do colo dele, foi algo normal para Daenerys, ela sempre tivera esse costume de colocar as pernas no colo de pessoas próximas, mas para Jon que não sabia o motivo daquilo foi terrível, o pobre homem ficou tenso e quase não respirava enquanto ela mantinha as pernas apoiadas nele, foram horas de muito autocontrole para o nortenho.

- Chega de Harry por hoje.- implorou Jon e desligou a TV ao final do terceiro filme.

A prateada fez biquinho, não admitia, mas já começava a sentir sono pelo fato de terem ficado tantas horas assistindo aos filmes naquele sofá confortável, para completar ainda estava escuro e com a chegada do frio se cobriram com a manta do sofá.

Daenerys não estava muito a fim de levantar para ligar a luz, então ficaram no escuro mesmo, Dany encostou a cabeça no ombro de Jon e fechou os olhos para aproveitar o silêncio.

Enquanto estava de olhos fechados conseguia sentir melhor o cheiro do nortenho, chegava a ser excitante de tão bom, lembranças do beijo invadiram sua cabeça, as fantasias da noite anterior, e pronto, seu desejo de beija-lo retornou com toda força.

- Jon.- chamou baixo e ele murmurou um "hm".- Não acho que essa amizade vai dar certo.- confessou.

Jon virou bruscamente para olha-la nos olhos, mesmo no "escuro" conseguia ver a beleza de seus olhos violetas, ele ficou confuso com o que ela disse e de certa forma um pouco triste, ele realmente achava que seriam ótimos amigos e não via motivos para não darem certo.

- Não é isso.- ela riu com o mal entendido.- É que eu realmente não quero te ter só como um amigo.- se encheu de coragem para continuar.- Não acho que vou resistir ficar sem beijar você por muito tempo.- confessou.

Jon arregalou os olhos e prendeu a respiração involuntariamente com a notícia.

Daenerys já estava prevendo um discurso de honradez, dizendo que ela era a filha de um dos homens mais importantes do mundo e que ele traria desonra para a família dela e etc, mas Jon não disse nada, ele simplesmente olhou para ela novamente e tomou a surpreendente iniciativa de beija-la com todo fervor ignorando totalmente a voz em sua cabeça que dizia que aquilo estava errado, deseja-la era inevitável e depois da Targaryen dizer aquilo não conseguiria se segurar mais.

Mesmo tendo sido pega de surpresa Dany correspondeu da mesma forma, sorria entre o beijo ao pensar na mudança do "Sr.certinho" para aquele Jon cheio de ousadia e sorriu ainda mais quando percebeu o quanto ele a desejava durante o beijo.

Dany havia demonstrado muito pouco daquele seu lado para ele, mas agora ela podia mostrar-se por completo, não só em um flerte na sala de aula ou em uma dança sensual como a que ele viu na boate.

Jon se impressionou com a platinada subindo em seu colo.

- O que foi? - perguntou após sentar-se totalmente no membro já duro do moreno.- Nunca viu uma princesa ser uma menina má? - perguntou com um sorriso diabólico naquele rosto de anjo.

Jon arfou pesarosamente, aquela pergunta o fez perder o resto do controle que tinha guardado.

Daenerys voltou a beija-lo com vontade, as mãos do nortenho passeavam pelo corpo escultural da Targaryen e se perdiam entre os fios macios e prateados.

Dany tirou a própria camisa e para a tortura de Jon não havia mais nada cobrindo aqueles seios perfeitos, a escuridão só deixava a pele da mulher num tom de branco perolado, não impedia de ver a beleza daquele corpo.

Jon tombou com a cabeça para trás, estava se sentindo inebriado pela visão, Daenerys parecia uma substância ilícita, proibida, mas caso tivesse a audácia de experimentar com toda certeza se viciaria na sensação que trazia.

Jon respirou fundo antes de se levantar do sofá com ela no colo e deita-la ali para só assim atender seu desejo, tirou seus sapatos e a camisa e jogou em qualquer canto da sala e por fim deitou-se sobre ela.

Corpos quentes em atrito e beijos desesperados completando a cena.

Depois de dezenas de beijos Jon decidiu se atentar para os seios, os avaliou rapidamente com os dedos, fez um círculo na auréola rosada e apertou o bico antes de colocar sua boca e ouvir um belo gemido em resposta, sorriu maliciosamente olhando em seus olhos violentas.

Jon era calmo e controlado o tempo todo, mas assim como Daenerys, quando o coração batia forte por excitação ele se transformava.

Prendeu levemente um dos mamilos entre seus dentes só para se divertir em ver ela se contorcendo de prazer e chamando seu nome.

O sangue de dragão que corria por ambas veias fazia aquilo, quando dois dragões se juntavam o fogo era garantido.

Foi descendo até seu umbigo fazendo uma trilha de beijos molhados pela barriga, só então descobriu o que ela vestia por debaixo daquela camisa, era um short preto minúsculo e bem colado ao corpo, aquilo não parecia fácil de sair, então sem pensar muito Jon rasgou a peça sem fazer muito esforço.

Daenerys não pareceu ligar muito para seu short rasgado, apenas sorriu e abriu as pernas.

O nortenho a surpreendeu novamente quando ao invés de se levantar tirar o resto de sua roupa como qualquer outro homem que Daenerys dormiu faria, ele enterrou sua cabeça no meio de suas pernas e a beijou com vigor.

A prateada não parava de elogia-lo, cada movimento que ele fazia com a língua causava um gemido diferente, Jon a fez gozar sem muito trabalho.

- Quer continuar? - perguntou Jon com a voz mais grave que o comum, ele parecia mais calmo, mas seus olhos ainda estavam negros de desejo, tão escuros como a noite, uma noite sem estrelas sem lua e estrelas.

O sorriso que a Targaryen deu dizia tudo.

- Meu quarto é na porta em frente a escada.- informou.

Esperava que ele fosse na frente, mas Jon era um homem imprevisível, sempre fazia o que ela não imaginava, ele a colocou no ombro fazendo-a dar boas gargalhadas pelo caminho e ele a acompanhou na risada.

Ao chegar na porta ele finalmente a colocou no chão, em meio a risadas e beijos ela abre a porta e acende a luz, Jon nem prestou atenção no quarto, a visão do corpo totalmente nú de Daenerys agora num ambiente claro roubava toda sua atenção, ela conseguia ficar ainda mais linda sob a luz, seu corpo era pequeno e cheio de curvas, esguio, mas definido.

- Você malha? - Jon não conseguiu segurar a curiosidade.

- Três vezes na semana.- contou enquanto tirava o cinto dele.

Dany o empurrou em sua cama macia, agora era sua vez de dominar e Jon entendeu aquilo.

Engatinhou por cima dele e colocou suas mãos para cima da cabeça, apreciava seu peitoral musculoso e ao mesmo tempo o arranhava, mordia os lábios sentindo a firmeza do peito do moreno, suas unhas subiam e desciam quando passava pelos gominhos de seu tanquinho, Daenerys nunca imaginaria que por debaixo daquelas roupas escuras teria tudo aquilo, o beijou mais uma vez antes de voltar a atenção para a calça.

Enquanto chupava e mordiscava os lábios carnudos do nortenho sua mão abria o botão e o zíper do jeans, aquilo já estava ficando injusto com ela.

Jon a ajudou a tirar calça e Dany acariciou seu membro por cima da boxer preta que Jon ainda usava, seu sorriso malicioso tanto por finalmente estar sentindo Jon quanto pelo gemido rouco que saiu por sua garganta em resposta de seu "carinho", ela tira a última peça olhando fixamente nos olhos dele e quando ela retira por completo a última peça não tem muito tempo para apreciar, um Jon um tanto quanto ansioso retoma a liderança.

- Eu não quero sentir sua boca.- disse com a mesma voz rouca que ela percebeu que a fazia arrepiar.- Quero gozar te penetrando.

Dany sorriu em resposta e engatinhou até a mesinha ao lado da cama para pegar uma camisinha.

Ele a deitou novamente com gentileza, pegou a pequena embalagem de sua mão, beijou todo seu corpo e no final beijou sua boca para completar o tour.

Vestiu rapidamente o preservativo e olhou no fundo dos olhos dela como se pedisse permissão.

Com a permissão concedida ele se colocou lentamente dentro dela e ambos gemeram quando se encaixaram completamente, ele não se movimentou por alguns segundos, ainda estava absorvendo o prazer do primeiro contato.

Dany o beijou e implorou em seu ouvido para continuar.

Gemidos poderiam ser ouvidos por toda casa, tanto Jon quanto Dany não privavam seus murmúrios de prazer.

Ele a penetrava com amor e ela via que mesmo sem ir rápido que por consequência poderia acabar a machucando, ele demonstrava imenso prazer em penetra-la devagar, ele a olhava com carinho e tesão ao mesmo, ela nunca fora tratada assim por homem algum, a tempestade arroxeada que continha em seus olhos encarando perplexa aqueles olhos negros misteriosos, ela sentiu amor naquele olhar, e não vinha somente dos olhos negros dele, também saia dos lindos olhos arroxeados dela.

" O amor entra pelos olhos."



Notas Finais


Quem gostou do mais 🔞???
Eu queria fazer algo diferente já que eles tem essa vibe de amigos e tals, nada melhor do que uma tarde chuvosa vendo Netflix debaixo das cobertas e terminando na cama...😅 É aquilo, só estraga a amizade se for ruim kkk
Mas comentem pra eu saber se ficou com muito detalhe e ou se eu deixei a desejar em alguma parte.. Enfim, eu sei q só estamos no 3 cap, mas eu quis fazer q as coisas com eles andassem rápido..
Aos q queriam jonerys, aí está haha
Eu meio q contei q Jon tem sangue de dragão, não resisti, mas vou esclarecer melhor essa história só daqui a alguns capítulos.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...