História Forest Spirit - Capítulo 10


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Boy Story
Visualizações 19
Palavras 805
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural
Avisos: Heterossexualidade
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Espero que gostem!!~~♡♡♡
Desculpa pelos erros ortográficos.
🐞🐞🐞🐞🐞🐞🐞🐞🐞

Capítulo 10 - Chapter 10


Fanfic / Fanfiction Forest Spirit - Capítulo 10 - Chapter 10

Chapter 10


Entro em meu quarto fechando a porta com força. Eu estou tão confusa,são tantas coisas rodando em minha cabeça.

Porque a Rainha me trata tão bem? Eu sou só uma empregada.

Porque o meu pai não gosta de mim? Isso é bem perceptível,ser uma empregada não é desculpa.

Será que que eu consigo fazê-lo gostar de mim? Como eu poderei fazer isso?

Essa situação esta me frustando tanto. 


-S/n,posso entra querida?- ouço a voz da Rainha atrás da porta. Não respondi,não sei se quero ver a Liara.- Por favor S/a,vamos conversar.- penso um pouco e deciso abrir.

Abro a porta voltando a me sentar na cama.

-Você está bem? Eu fiquei muito preocupada,você passou o dia todo fora do castelo,não cumpriu com seu trabalho. Dependendo do motivo sua punição será pesada.- sentou ao meu lado. 

-Rainha...porque você me trata tão bem?- pareceu surpresa.- Eu tenho tantas perguntas,quero respostas e sem que Vossa Majestade tem todas as respostas.- olhei nos olhos dela.

-Pode me perguntar.- sorri sem dentes.

Respiro fundo.

-É verdade que o meu pai é o Rei Delak?- disparei de uma vez.

-Como sabe disso?- franziu o cenho.

-Hoje,na hora do café da manhã. Eu fui servir,mas escutei a discussão de vocês.- baixei a cabeça olhando para as minhas mãos.

A Rainha suspirou,parecia frustrada.

-Você contou para alguém? Até onde contou?- me fez levantar o rosto para encara-lá. 

-Não se preocupe. Eu não revelei seu segredo. Mas é por isso que me trata tão bem,só para tapar o buraco de não ter um filho? Com todo o respeito.- riu anasalado.

-Não se preocupe. Eu vou responder tudo o que quiser saber.- alisou meu rosto.









Acordei e me arrumei para o dia de trabalho árduo naquela cozinha quente e abafada.

Depois da conversa e revelações da Rainha ontem à noite,eu fiquei mais determinada ainda em conseguir o amor de meu pai,estou totalmente confiante? NÃO. Mas vamos lá. 

A Rainha não me deu uma punição,mas sim 3 dias de folga. 

3 DIAS DE FOLGA. 

Eu amo muito a Rainha,não só pelos dias de folga,mas também porque ela é um doce comigo.






-Então o Rei é mesmo o seu pai?- pôs a mão na boca totalmente chocada.

-Sim,não sei se você soube de um boato sobre Rei. Aquele sobre ele ter engravidado a camponesa.- ela concordou.- A camponesa era a minha mãe,quando a rainha descobriu sobre minha existência não mediu esforços para me achar,e quando me achou ofereceu a oferta para morar e trabalhar aqui. Assim eu teria mais conforto e ganharia um salário para ajudar minhas tias lá na Vila,e também para ter mais segurança. Ela me disse que quando descobriu sobre o caso dos meus pais,ela sentiu pena da minha mãe, a Rainha procurou histórias da minha mãe e quando viu que ela não merecia passar por isso,se sentiu na obrigação de cuidar de mim de alguma forma quando minha mãe faleceu.- massageei as têmporas. 

-Nossa S/a. Que situação,mas sei que você vai conseguir o que quer,te conheço à pouco tempo mas já vi que você é muito determinada quando quer alguma coisa.- seguara minhas mãos me confortando.- Mas o que vai fazer nesses três dias.- franziu o cenho. 

-Vou relaxar,passar um tempo aqui na biblioteca,ir na floresta,ir à Vila. O de sempre.- dei de ombros. 

-Sei. Mas porque você gosta tanto da floresta? O que tem de tão interessante lá,hum?- me olha de forma maliciosa. 

-Sai,eu hein! Doidinha. Lá só é um ligar bom para relaxar,só isso.- fiz uma careta de nojo.

-Calma,eu entendi, ok.- lavantou as mãos em rendição. 

E assim passei fiquei a tarde na biblioteca com a Anna. Ficamos lendo livros,comentando sobre eles e fofocando também.



















Estava andando pelos corredores do Palácio,mas sou puxada para um quarto escuro. Ligam a luz do local e vejo que são os Condes.

-Ah,vocês me assustaram!- exclamei pondo a mão no peito.

-Desculpe,não foi nossa intenção.- concordei com a cabeça.- Mas queremos saber:Vai nos levar ou não?- Yu perguntou esperançoso. 

-Tá.- suspirei.- Eu levo vocês.- comemoraram.- Mas tem que ser essa noite,tipo,agora. Esse é o único momento que posso ir.- eles concordam.- Irei passar na cozinha pegar algumas coisas e quando eu voltar estejam prontos.- concordamos e saí do quarto. 




Saímos pelos fundos do Palácio e fomos em direção à Vila. 


-Essa é a casa da Nina,é onde geralmente a Sophia nunca sai dela. Eu não vou poder ficar,tenho coisas para resolver. Mas venho buscar vocês para voltarmos ao Castelo.- ia saindo mas Zeyu me chama devolta.

-Obrigado por nos ajudar.- os dois sorriem para mim agradecidos.

-Amigos são para isso.- me despeço dos dois e vou para a floresta.















































[to be continued...]


Notas Finais


Espero que tenham gostado!!~~♡♡♡
Até logo!!~~♡♡♡














🌺🌺🌺🌺🌺🌺🌺🌺🌺


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...