História Forever - Vhope - Capítulo 68


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Got7
Personagens Jackson, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Mark, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan Boys, Forever, Vhope
Visualizações 116
Palavras 1.751
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Fluffy, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


ME DESCULPA MAS OLHA ESSA BELEZA DO KIM TAEHYUNG
vocês estão preparadxs para sexta? e para domingo ( bbmas )?
eu não estou nada preparada para esse álbum e o mv de fake love.
enfim atualizei a fic ❤
prometo a vocês que a partir de hoje tentarei postar capítulo um dia sim e um dia não, okay?
é isso.
boa leitura, perdoem os erros ✨

Capítulo 68 - "Se enjoou de mim?"


Fanfic / Fanfiction Forever - Vhope - Capítulo 68 - "Se enjoou de mim?"

                                           Dong-Yul on

4 semanas depois - 06:00 am

Acordei com o celular tocando, me estiquei para pegar o celular no criado mudo, abri os olhos lentamente e atendi a ligação.

Oi? — Falei com uma voz rouca.

Ah, oi Yul, é a Yuri — Falou.

O que você quer? — Perguntei.

Sei que está no seu período de férias mas tem como você ir hoje no meu lugar? Vou sair com um menino — Falou.

Tá me tirando né? — Perguntei incrédulo.

Não! — Falou.

Eu não vou no seu lugar não Yuri. Entre o emprego e macho você prefefe macho? Tá de brincadeira Yuri? Eu não vou no seu lugar nem que me pague! — Falei irritado e olhei pro lado pra ver se Bon acordou, mas por sorte ele estava dormindo feito um bebê.

Não precisa de ser grosso desse jeito Yul.

Eu não vou mandar você tomar naquele lugar — Falei calmo — Vai tomar no cu Yuri, que desgraça, vai dar o cu pro macho vai, quem vai perder o emprego é você — Gritei bravo e encerrei a ligação.

Deixei meu celular no criado mudo e fechei meus olhos na tentativa de voltar a dormir mas não deu. Começou a chover, me levantei e fui na sacada ver, o tempo em Seoul estava frio, muito frio e chuvoso. Parecia que ia nevar, o céu estava cinza, não havia nuvens nem mesmo o sol. Decidi ir tomar um banho quente e colocar uma roupa mais quentinha, depois fui pra cozinha fazer o café já que Bon não acordou pra alegrar esse dia cinzento. Eu estava sentado no balcão mexendo no notebook, dando risadas sozinho por causa das besteiras de hoje em dia, escuto meu celular tocar notificando que uma mensagem havia chegado, peguei meu celular e vi que era Mark, abri a mensagem rapidamente.

     Markzinho da minha life ♡ - 07:35 am


Oi amorzinho da minha vida.

adivinha quem tá em Seoul?

Isso mesmo, Markzinho e...

Jacksonzinho.

Yaaa! Fique feliz com isso.

Vamos dar um festa.

Você e Bon são convidados especiais.

Vocês têm direito a tudo da festa.

Legal, não?


Eu - 07:35 am


Oi amorzinho da minha life.

Estou bem, obrigada por perguntar :)

Vamos marcar um dia para sair.

Antes de sua festa, claro.


Fiquei conversando com o Mark — que antes de eu sair da faculdade virou meu melhor amigo. Senti braços envolverem meu pescoço e um beijo sendo depositado na minha nuca — me fazendo arrepiar. Sorri e olhei pra cima, vi o rosto do amor da minha vida sorrindo feito um bobo que nem eu.

— Me esperando pra tomar café? — Bon perguntou e me deu um selinho.

— Sim. Eu não queria tomar sozinho — Falei sorrindo.

— Então vamos tomar já! Deve estar morrendo de fome! Ouvi sua discussão às 6:00 am com a Yuri — Bon falou e sentou do meu lado, apoiei minha cabeça em uma das minhas mãos e olhei ele.

— Ouviu? — Perguntei.

— Uhum — Bon resmungou enquanto preparava seu café.

— Você viu a audácia dela? A audácia dela me chamar pra ir trabalhar no lugar dela nas minhas férias enquanto ela iria estar dando o cu pra macho — Falei incrédulo olhando pro notebook.

— Ela é muito audaciosa. Já não gosto dela, agora que ela mandou você ir no lugar dela na suas férias, odiei ela mais ainda — Bon falou tomando um gole de seu café, olhei ele e sorri.

— Eu já disse que te amo hoje? — Perguntei.

— Hum, não — Bon balançou a cabeça negativamente como uma criança.

— Eu te amo, meu bebê — Falei sorrindo e dei um selinho nele.

— Eu te amo muito mais, e você sabe disso — Ele sorriu, e com aquele simples sorriso eu me derreti por completo.

Sorri, tomamos nosso café, como o tempo estava chuvoso e feio decidimos ficar em casa e passar a tarde toda assistindo filmes e bem coladinhos. Enquanto eu estava fazendo a pipoca, Bon seprava 4 ou mais filmes para nós assistir. Terminei de fazer a pipoca, peguei dois copos e o refri, levei até a mesinha de centro da sala e voltei para cozinha pegar o pote de pipoca, fui para sala e me deitei no sofá, esperei Bon trazer os cobertores para poder começar a assistir o filme. Ele chegou e se ajeitou no sofá, ele se deitou primeiro e depois eu deitei em seu peito, e ali ficamos, agarradinhos, no frio, comendo pipoca enquanto assistiamos à um filme de romance.

                                                             15:30 pm

Ainda assistindo filmes escutei meu celular tocar notificando uma mensagem, me estiquei pra pegar e fui ver de quem era, era da audaciosa da Yuri.

Yuri - 15:30 pm


Espero que esteja tendo um bom dia.

Acabei de ser demitida do hospital.


Assim que terminei de ler eu sorri e Bon pegou meu celular rapidamente da minha mão — acho que ele pensou que eu estava traindo ele. Mas não, eu estava feliz por Yuri ter saído do trabalho, dividir sala com ela não era nada fácil. Eu devia ter ganhado um troféu por aguentar aquela menina.

— Não pode ficar no celular. Tem que dar atenção ao bebê — Bon falou e deixou meu celular de lado. Levantei minha cabeça para olha-ló e arqueei um sobrancelha.

— Que bebê? — Perguntei.

— Eu — Bon falou simplista e sorriu.

Sorri e o beijei, um beijo carinhoso, eu vou ter que dizer quantas vezes que a boca do Bon era tão gostosa de se beijar? Era macia, sua língua explorando cada canto da minha boca, era uma coisa maravilhosa, meio inexplicável. Assim que separamos o beijo enchi Bon de beijinhos por toda parte do rosto do mesmo.

— Eu não canso de me dizer isso, Bon-hwa eu te amo — Falei sorrindo.

— Eu te amo muito mais, Dong-Yul — Bon sorriu e me beijou de novo.

E depois de tantas juras de amor ficamos a tarde toda assistindo filmes e comendo besteiras, até que dormimos no sofá mesmo.

                    8 meses de namoro

Eu e Bon-hwa estamos completando 8 meses de namoro hoje, pois é, 8 meses passou voando, em um piscar de olhos já era oito meses. Nesses 8 meses eu e Bon não tivemos nenhuma relação sexual, quando ele me disse que havia mudado, eu não acreditei, achei que era mentira, mas com o passar dos meses eu vi que Bon só seria mal quando eu pedisse, ou quando eu demonstrava que eu precisava dele mal. Eu descobri quando fomos na festa do Mark e do Jackson, lá ele não ficou fofo, carinhoso, manhoso como ele é, ele virou o pervertido safado sadomasoquista. E eu não sei qual eu prefiro, mas não ter relações sexuais à mais de 8 meses, é ruim, confesso. Ainda mais quando você dorme com a pessoa, quando você a vê totalmente sem roupa, você tem que se controlar e não surtar por estar carente de, sexo.

E por eu estar muito carente de sexo resolvi dar uma desculpa esfarrapada para Bon não dormir mais em minha casa — ou na mesma cama que a minha. Algumas vezes ele vinha em casa e ficava até umas 22:00 pm, depois ia embora. Eu sinto saudades do Bon-hwa pervertido safado sadomasoquista, mas outras vezes eu amo o Bon-hwa fofinho carinhoso romântico manhoso.

Agora eu estou indo trabalhar, Yuri tinha realmente sido demetida, e eu pedia pra Deus para ela não aparecer mais na minha vida. O dono do hospital gostava muito de mim, e ele me disse um dia que quando morresse ou se aposentasse o hospital ficaria pra mim, então quer dizer que o hospital seria meu. E eu nem sabia que eu iria ficar com o hospital muito cedo, quando eu cheguei no hospital ele me disse que estava se aposentando por conta da sua doença ser grave e ele não conseguir ficar muito tempo no hospital trabalhando.

Então meu dia foi assim: assinando vários papéis e levando as coisas da minha antiga sala para minha nova sala —que era do dono do hospital. Eu havia ficado feliz por ser dono do hospital mas minha felicidade acabou em um segundo, fiquei triste por Hyun-Ki ter se aposentado por causa de sua doença. Ele mesmo não falou a doença que era, mas disse que não tem cura, e queria passar seus últimos meses ou até mesmo dias de vida com sua família e aproveitar o quanto pode com ela.

Assim que terminei de colocar minhas coisas na minha nova sala escutei batidas na porta.

— Entre, por favor — Gritei e continuei arrumando a nova sala.

A porta foi aberta e logo depois fechada, ainda eu estava arrumando a sala então não tive tempo para ver quem era. Senti duas mãos em minha cintura, me assustei e virei pra trás, era Bon-hwa, um dia ele me mata de susto ainda.

— Você quer me matar? — Perguntei assim que me virei pra ele.

— Não! Não! Que isso Yul? Te matar? — Perguntou assustado e eu ri — Se eu te matasse eu não iria conseguir viver ame você.

— Okay okay, sei suas intenções de me matar — Falei rindo — O que está fazendo aqui?

— Eu fiquei sabendo que agora você é dono do hospital, está em todos os noticiários! — Falou sorrindo e me abraçou — Parabéns amor.

— Obrigada bebê — Sorri.

— Você me evitou essa semana toda — Bon falou e se encostou na mesa.

— Não evitei — Menti. De fato, eu o evitei, minha carência estava gigante.

— Não minta pra mim! — Bon falou — Você me evitou! O que está acontecendo? Se enjoou de mim?

— Não Bon-hwa! Não me enjoei de você! — Falei assustado e fiquei na frente dele — Eu só...

— Você só? — Bon perguntou.

— Eu só estava trabalhando muito — Menti.

— Eu sei que não era isso Dong-Yul — Bon falou — Me fale a verdade!

— Okay Bon-hwa, vamos conversar isso em casa, tudo bem? Aqui é lugar de trabalho — Falei.

— Eu vou estar na sua casa as 21:00 pm, e vou dormir lá, espero que me conte a verdade — Bon falou, me deu um selinho e foi embora.

Respirei fundo e continuei a arrumar minha sala, quando finalmente terminei me joguei na cadeira e respirei fundo, porque eu tinha que ir pra casa e ainda ter uma conversa com Bon-hwa.


Notas Finais


querem um capítulo do que aconteceu na festa do Mark e do Jackson?
não aconteceu tantas coisas mas devem ter ficadx curiosxs para saber o que Bon fez ksks
espero que tenham gostado ✨
já votaram no bts hoje? se não vão votar pelo twitter e pelo site da billboard.
annyeong 🖤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...