História Forever - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Hot, Love, Romance, Trabalho
Visualizações 2
Palavras 977
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 2 - Capítulo 2


Passei praticamente, toda a parte do dia passando algumas notícias para textos e relatórios que depois seriam repassados para o editor e ele encaixaria no jornal. Me sentia muito bem fazendo isso, o dia passou rápido e era como se eu estivesse em casa fazendo meus costumeiros textos com notícias do dia, que eu fazia para treinar. Porém, dessa vez era algo sério. E eu estava mais do que radiante.

Mas, uma coisa que o Senhor Carter não havia me explicado era como eu deveria passar os textos para o computador, como muitas pessoas estavam fazendo. Resolvo me informar.

— Com licença. — chamo uma garota loira que estava ao meu lado. Ela me olha com um certo desprezo, mas eu decido que é coisa da minha cabeça. — Você poderia me ajudar? Eu não sei como funciona o sistema e... — sou interrompida.

— Não? Todos aqui quando chegaram aprenderam sozinhos, e você precisa de ajuda? Nossa... Enfim, não posso ajudar você, estou ocupada.

Ocupada? Ela estava lichando as unhas enquanto olhava o Facebook. Bufo baixo e vou até a mesa de Clary, ela parecia ser muito legal e poderia me ajudar.

— Liv? Você poderia me ajudar em uma coisa?

— Hey! Claro! Como está sendo seu dia?

— Melhor impossível, obrigada. Enfim, eu sei que devemos passar os textos para o sistema no computador, mas não sei como entrar nem mexer.

— O Senhor Carter não te explicou?

— Não, na verdade... Não.

— Vem comigo.

Sigo ela até uma sala a qual eu não havia visto antes e ela bate na porta. Quem atende é Danny, ele dá um sorriso ao nos ver.

Fico feliz por vê-lo novamente.

— Liv, Beatrice! Precisam de alguma coisa?

— Na verdade, ela precisa. Nosso chefe não a explicou como passar os textos para o sistema. Ela não sabe como fazer. — Liv diz e ele franze o cenho.

— Você já terminou os textos?

— Bom... Sim. — ele parecia surpreso.

— Certo. Vou mostrar como funciona, pode entrar. Obrigado, Liv.

Entro em sua sala e observo o local. Era muito bonito e moderno, mas diferente da sala do Senhor Carter, nada de muito chique ou extravagante. Ele pede para eu sentar em uma das cadeiras que ficavam na frente da sua mesa. Ele se senta na cadeira do outro lado.

— Primeiro, me explique. Você já terminou tudo?

— Sim. O Senhor Carter deixou na minha mesa algumas notícias e eu fiz alguns relatórios e textos sobre elas. — digo um pouco receosa.

Será que eu fiz algo errado?

— Posso ver?

— Claro. — entrego os textos a ele e nossas mãos acabam se tocando com o ato, era clichê mas nos entreolhamos e logo desviamos.

Ele olha primeiro as notícias e depois meus textos. Ele estava concentrado e isso o deixava ainda mais lindo. Ok, vamos fingir que eu não pensei isso.

— Mas isso é muito bom! Como você conseguiu terminar tudo hoje? Cá entre nós, os outros demoram uns três dias para entregar tudo.

Três dias? Eu poderia fazer mais dois todos os dias!

— Bom, mesmo quando eu não trabalhava com isso, eu ficava em casa fazendo textos e relatórios sobre as notícias que rolavam pelos jornais, então já tenho uma pequena experiência.

— Eu estou muito impressionado com você. — ele diz olhando para mim parecendo olhar desde cada detalhe do meu rosto até onde meu corpo chegava aos olhos dele.

— Obrigada. — olho para minhas mãos que estavam depositadas em meu colo e sinto que corei.

— E não é só profissionalmente. — olho para ele e minha respiração falha.

Invontulariamente mordo meu lábio em nervosismo. Esse ato parece mexer com ele que se mexe na cadeira olhando diretamente na direção de meus lábios. Eu estava sentindo algo que nunca senti na vida, era como um desejo incontrolável.

Retomamos a consciência e ele se levanta de sua cadeira. Posso perceber que ele também estava ofegante, seu peito subia e descia como o meu.

Oh, isso é tão estranho.

— Você poderia se sentar aqui?

Sento-me em sua cadeira. Ele estava atrás de mim, com seus braços apoiados na mesa ao meu redor. Nada demais, mas para mim, aquela aproximação estava testando meu autocontrole.

Meu primeiro dia no trabalho e a que conclusão cheguei? Eu me sinto extremamente atraída pelo meu superior, que é irresistivelmente bonito. Sinto um desejo meio incontrolável por ele, e me sinto meio mal por isso. Porém, eu preciso me conter ao máximo. Isso não quer dizer que não possamos ser bons amigos.

Ele abriu o sistema e eu prestava totalmente a atenção, afinal, ninguém precisava saber que aquele seu perfume tão maravilhoso já estava me enlouquecendo.

Ele me explicou como mexer no sistema e passo a passo que que eu deveria fazer. Era bem simples. Eu acho que não teria dificuldades, mas ele alegou que qualquer dificuldade ou dúvida que eu tivesse poderia procura-lo sem problemas.

Vez ou outra, seus braços acabavam encostando em mim e eu podia sentir seus músculos contraídos por sua inclinação. Não sei se ele fazia isso de propósito, mas se sua intenção era me desconcentrar ele estava conseguindo. Porém, ninguém precisava saber disso.

— Entendeu tudo?

— Sim, é simples. Ah, e eu sinto muito por isso. — me viro olhando para cima encontrando seus olhos tão intensos.

— Por pedir ajuda? A culpa foi do Carter por não ter te mostrado. E também foi um prazer ajudar você. — ele esboça um sorriso de canto.

— Mas me disseram que todos que chegaram aqui já sabiam fazer isso, ou se viravam sozinhos.

— Quem disse isso? Todos que chegaram aqui, o Carter teve muito trabalho em conseguir fazê-los entender tudo. Você foi a única que só veio pedir ajuda para isso que ainda foi erro do Carter. E ainda entregou tudo hoje de uma forma que ninguém faz. Você é diferente... — percebi um segundo sentido nessa sua última frase.

— Bom, eu fico feliz em saber que você gosta do meu trabalho.

Ok. Isso foi muito estranho. oi



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...