História Forever - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Hot, Love, Romance, Trabalho
Visualizações 1
Palavras 592
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 3 - Capítulo 3


Ele faz menção de dizer algo, mas logo parece mudar o foco e olhar para o monitor, fazendo eu olhar também.

— Preciso te mostrar mais uma coisa. — ele diz, mas um ícone de mensagem aparece e ele sem querer clica.

"Aqui cara, a foto que vc tirou no meu celular na academia."

Na foto, ele estava sem camisa, apenas com uma toalha na cintura e uma no ombro. Seu tronco e seus cabelos estavam molhados e bagunçados enquanto ele segurava o celular na altura do rosto.

Eu acho que acabei de ter um ataque cardíaco. Agradeci por estar sentada, pois tenho certeza que minhas pernas estavam dormentes. Meu coração batia tanto que não ficaria assustada se ele ouvisse cada batida.

Ele tirou rapidamente da conversa e murmurou um palavrão. Percebi que eu estava com olhos arregalados, mas logo voltei ao normal.

— Me desculpe por isso. — ele diz e olho para ele que estava com as bochechas um pouco rosadas.

Achei que ele não poderia ficar mais sexy.

— Ah, mas não precisa se desculpar. — me dei conta do que disse e arregalei os olhos. — Digo, não que eu tenha gostado, quer dizer... Tudo bem. — ele me olhava com um sorriso divertido e assentia com a cabeça com seu rosto alguns centímetros acima do meu.

Se eu gostei de ver isso? Meu amigo... É melhor não comentarmos sobre.

Droga, Beatrice! Você sabe como pagar mico! Num ato nervoso eu mordo meu lábio e ele leva seus olhos para o local que eu estava mordendo. Me viro rapidamente na direção do monitor e de repente, sinto sua respiração perto do meu pescoço.

Seria vulgar dizer que minha calcinha estava um pouco molhada?

— Acho melhor você não ficar fazendo isso com a boca. — ele disse no meu ouvido e eu fechei meus olhos ouvindo aquela maravilhosa voz rouca.

Torci internamente para que ele não percebesse meus pelos arrepiados. Ele levanta a cabeça, mas antes roça seu rosto no meu pescoço e posso sentir sua barba por fazer causando um certo formigamento na minha pele e sinto uma parte de seus lábios.

Era real e oficial: ele gostava de me provocar. Acho que já havia percebido o efeito que causava sobre mim, mas eu me recusava a entrar nesse seu joguinho de provocação. Decido que isso não pode continuar e ajeito minha postura na cadeira.

— O que você precisava me mostrar?

— Ah sim...

Ele mostra mais algumas coisas e eu compreendo tudo. Percebo que já era quatro e meia. Eu saia cinco horas.

— Você já pode ir para casa.

— Mas ainda não deu meu horário.

— Você está mais que adiantada, não tem problema nenhum.

— Bom, obrigada por meu ajudar.

— Não se esqueça, quando precisar pode me procurar.

— Eu vou cobrar, hein? — digo tentando dar uma descontraída.

— Eu espero. Acho que seremos bons amigos.

— É um prazer ser sua amiga, Danny. — falo me levantando.

De repente, a sala gira e eu me apoio nos ombros de Danny e ele segura meus braços.

— Ei, tá tudo bem?

— T-tá, acho que levantei muito rápido.

— Quer que eu te acompanhe?

— Não é preciso, obrigada.

Digo e ele abre a porta para mim. Não sei o que acontece, mas quando vejo a luz do lado de fora da sala, meus olhos ardem e sinto uma tontura. Acho que eu estava perdendo o equilíbrio quando braços fortes me seguraram.

As mãos de Danny seguravam minha cintura e meu rosto. Olho no fundo dos seus olhos quando meus olhos involuntariamente se fecham. Eu me sentia fraca, mas posso sentir Danny me pegando no colo, depois perco a consciência.

                           



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...