1. Spirit Fanfics >
  2. Forever 3 >
  3. Capítulo 19

História Forever 3 - Capítulo 19


Escrita por:


Notas do Autor


Boa leitura ❤

Capítulo 19 - Capítulo 19


*Lorena*

O despertador toca. Eu me levanto arrastada, não quero ir para a escola.

Faço minhas higienes e visto meu uniforme. Ontem assim que cheguei, contei tudo para a Letícia. Ela surtou óbvio, falou que eu não deveria ter feito isso, que tomei uma decisão muito precipitada.

Ela iria voltar para a escola hoje, pois desde o ocorrido ela ficou uma semana aqui em casa. Por falar nisso, ela conversou com a minha mãe e disse que voltaria para a casa dela hoje.

Assim que termino, desço para tomar café.

-Bom dia.(digo ao pessoal)

Arrumo meu café e tomo em silêncio.

-O que está acontecendo gente?(meu pai pergunta)-Nunca tomamos café em total silêncio assim. Até o Arthur está quieto hoje.

-Estou com sono.(o Arthur diz)

-Ficou jogando até tarde?(minha mãe pergunta)

Ele não responde.

-Pelo silêncio sei que foi isso.(meu pai diz)-Quando eu chegar iremos conversar.

Ele assinte.

-Matthew?Lorena?(ele nos chama)-Podem me dizer o que está acontecendo?

-Eu estou sobrecarregado com a faculdade.(o Matt diz)-E meu relacionamento com a Amanda não anda muito bem.

-Se precisar conversar estarei aqui.(minha mãe diz)

-Lorena?(meu pai diz)

-Semana de revisão para prova.(digo)

Eu jamais iria dizer o real motivo. E também eu não menti, realmente isso me estressava.

-Bom, já que todos estão com problemas, eu espero que consigam resolver.(ele diz)-Sei que tem dias que queremos apenas ficar deitados em casa, sem fazer nada. Mas sabemos que a vida não é fácil, nunca foi e o que temos que fazer é enfrentar as dificuldades e crer que dias melhores virão.

Assentimos.

Terminamos nosso café e fomos cada um para o seu caminho.

Assim que chego na escola, vejo o Eric. Eu e a Letícia nos aproximamos.

-Letícia, que saudades.(ele diz abraçando ela)-Você tá melhor?

-Estou sim.(ela diz)-A psicóloga está me ajudando muito.

-Eu fico feliz por isso.(ele diz sorrindo)-E você Lo, como está?

-Vou indo.(digo)-Não posso deixar isso me abalar.

Ele assinte.

Logo um grupinho passa por mim e começa a rir. Eu bufo.

-Olha só, Lorena Maldonado.(um garoto diz)-Será que posso ter a honra de ser o próximo?

O Eric parte pra cima dele.

-A única honra que você vai ter aqui, é de experimentar o meu soco.(ele diz)-Você nunca mas fale dessa forma com ela, me entendeu?

-Qual foi Eric, aposto que você já experimentou também.(o garoto diz)-Acho que o Murilo blefou nessa parte, acho que o primeiro foi você.

O Eric vira um soco na boca do garoto.

-SOME DAQUI AGORA ANTES QUE EU TE MATE.(ele grita)

O garoto sai rindo.

-Eu estou perdida.(digo)

-Calma Lo, vai dar tudo certo.(a Letícia diz)

O sinal tocou e fomos para a sala.

*Matthew*

Parece que depois que eu pedi a Amanda em casamento, as coisas pioraram entre nós. As brigas aumentaram e ela ainda implica por eu ajudar a Letícia. Eu sinceramente estou cansando de tudo. Se as coisas não mudarem eu não sei onde vamos chegar.

Ela me pediu para buscá-la, pois precisava chegar cedo na faculdade e o carro dela estava no concerto.

Estaciono o carro enfrente ao prédio e ela entra.

-Bom dia.(ela diz)

-Bom dia.(digo)

Dou partida.

O caminho todo não falamos mas nada. Esse clima todo estava me deixando super irritado.

Estaciono enfrente a faculdade.

-Obrigada.(ela diz)

Eu bufo.

-Espera Amanda.(digo)

Ela me encara.

-Eu já estou cansado dessas brigas.(digo)-Isso tem me sobrecarregado ao máximo, eu quase não durmo, fico irritado sempre. Se as coisas continuarem desse jeito Amanda, acho melhor darmos um tempo.

Vejo ela mudar rapidamente o rosto e os olhos dela enchem de água.

-Não Matt, por favor.(ela diz)-Não podemos dar um tempo no nosso relacionamento, eu te amo muito.

-Eu também te amo Amanda, mas essas brigas desgastam demais.(digo)-Não somos mas crianças, temos que saber separar as coisas e conversar como adultos.

-Eu entendo.(ela diz)-Me perdoa por tudo, por tudo que eu fiz que te magoou. Mas por favor, não termina comigo.

Ela começa a chorar.

Eu suspiro e a abraço.

-Vamos tentar então recomeçar.(digo)-Sem brigas desnecessárias.

Ela assinte.

Eu limpo as lágrimas do rosto dela.

-Agora vai, se não você vai se atrasar.(digo)-Boa aula.

Dou um selinho nela.

-Obrigada.(ela sorri e sai)

Eu espero ela entrar e dou partida para a empresa.

*Lorena*

Foi um inferno essa primeira aula. O assunto da escola está sendo eu.

-Lo, vem.(a Letícia diz me puxando)-A aula de educação física vai ser melhor.

Eu bufo.

Segui ela para a quadra. Eric tinha ido por o uniforme para jogar. Eu e ela decidimos não fazer aula.

Vejo o Murilo junto com os amiguinhos dele.

-Olha lá o canalha.(digo)

A Letícia olha para ele.

-Por que esse canalha tem que ser lindo e gostoso?(pergunto)

-Lorena.(ela me da um tapa)-Depois de tudo que ele fez com você, você ainda o vê dessa forma?

-Não, eu tô com ódio dele.(digo)-Não quero nunca mas nada com ele.

-Ainda bem né.(ela diz)-Esse garoto é desprezível, mal amado, canalha, cafajeste e todo os adjetivos ruins que existe.

Eu assinto.

A aula começa.

Vejo Eric jogando e indo para cima do Murilo ao mesmo tempo.

-Ele está fazendo isso mesmo?(a Le pergunta)

-Tá sim.(digo)-E não vai prestar.

Ela assinte.

-Lorena.(alguém me chama)

Olho e vejo o Christhofer.

-Não era para você está na aula?(pergunto)

-Eu não aguentei, eu preciso resolver um problema.(ele diz)

Ele me entrega o celular dele e desce correndo para a quadra.

-O que esse doido vai fazer?(pergunto)

Ele invade a quadra e parte para cima do Murilo.

Eu olho para a Letícia e desço correndo.

-Eu vou te ensinar a nunca mas fazer nada com a minha prima.(ele diz e soca o Murilo)-Quero ver você mexer com um homem seu covarde.

-Eu não tenho culpa se sua prima dorme com o primeiro que da mole para ela.(o Murilo diz)

-Você é um desgraçado.(eu digo)-Você ainda teve a coragem de dizer que me amava. Você foi sujo Murilo. Quer saber uma coisa? Você na verdade não sabe o que é amar. Gente como você não sabe o verdadeiro significado de amor.

Ele começa a rir.

-Que lindo, palmas para você.(ele diz)-Você é uma otaria, acha mesmo que eu iria ficar com você? Namorar, casar e ter uma família feliz? Larga de ser fútil garota. Ninguém na vida vai suportar uma menina patricinha como você.

Eu começo a chorar.

Me aproximo dele e dou um tapa no rosto dele.

-Você nunca mas me dirija a palavra.(digo)-Nunca mas.

-E para que eu iria falar com você?(ele pergunta)-Eu já consegui o que queria. Eu já tirei a sua virgindade sua otaria.

O Christhofer joga ele no chão e começa a bater nele. Ele chuta o Murilo na barriga e na costela.

-CHAMA O PROFESSOR, ELE VAI MATAR O GAROTO.(uma menina grita)

Eu estava chorando muito. Todas as palavras que o Murilo disse tinha me machucado muito.

-Vem, vamos tomar água.(o Eric diz)

-O Christhofer vai se encrencar.(digo)

-Ele sabe o que está fazendo Lo.(a Letícia diz)-Agora vem, por favor.

-VADIA.(alguém grita)

Era o amiguinho do Murilo.

-Leva ela Le.(o Eric diz)

Ele vai e parte pra cima do menino.

-Vem.(a Le diz)

Logo o professor chega apitando para separar a briga.

Não quero nem ver no que isso vai dar.


Notas Finais


Até o próximo capítulo 😙


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...