História Forever Together - Jinmin - Capítulo 31


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Bangtan Boys(bts), Jeon Jungkook, J-hope, Jimin, Jin, Jinmin, Jung Hoseok, Jungkook, Kim Namjoon, Kim Seokjin, Kim Taehyung, Min Yoongi, Namkook, Park Jimin, Rap Monster, Romance, Suga, Tae, Vyoongi
Visualizações 94
Palavras 1.933
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), Festa, Ficção, Fluffy, Hentai, Lemon, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Spoilers, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oiew PuJins! Turo pão com vocês? Espero que sim. Olha só quem voltou, né, finalmente... Bom me desculpem e boa leitura...
FUI!😘

Capítulo 31 - Capítulo 27


Fanfic / Fanfiction Forever Together - Jinmin - Capítulo 31 - Capítulo 27

Anteriormente:

Me estico levemente selando os lábios do mais velho. Após nos separarmos do beijo fomos tomar um banho, Namjoon me deixou um pouco a mais dentro da banheira enquanto o mais velho arrumava a cama.

Namjoon: Vem Kookie, acho que essa calça e essa blusa devem caber em você.

O mais velho me ajuda a me levantar secando meu corpo, me ajudando a me vestir e logo me levou para a cama estilo noiva, assim que o mais velho se deitou ao meu lado me aconcheguei em seu peito pegando no sono rapidamente enquanto o mesmo acariciava minhas madeixas castanhas.

  

Jin narrando:

Vou até o hospital e assim que chego vejo Tae na recepção quase dormindo sentado numa cadeira dura, chego próximo do mais novo logo vendo seus olhos profundos e escuros por conta de estar a mais de vinte e quatro horas sem dormir nem tirar um mísero cochilo.

Jin: Ei... Tae, você está bem?

Tae: Ah... Oi Jinie.

Jin: Tae, vai um pouco pra casa, toma um banho, descanse um pouco, eu sei que é difícil, mas você precisa.

O mais novo tinha uma expressão triste e cansada no rosto, passo a mão por sua bochecha logo sinto o mais novo abraçar minha cintura, comecei a fazer carinho em seus cabelos castanho claros.

Jin: Vai ficar tudo bem...

Sinto minha camisa começar a ficar umida, Taehyung estava chorando, não gosto de vê-lo triste, nem um pouco, ele é como um irmão mais novo para mim, me sinto na obrigação de protege-lo como se o mesmo fosse uma rosa, que com o vento pode acabar se despetalando.

Tae: E-Eu estou com muito m-medo Jinie, s-se o Suga m-morrer eu, v-vou perder meu chão... Mi-Minhas forças... E-Eu amo ele m-muito...

Jin: Ei, olha aqui, o Yoon é forte, e, vamos dar um jeito, ele vai ter um coração novo e vai ficar tudo bem.

Me abaixei entre suas pernas o olhando carinhosamente, seco suas lágrimas deixando um beijo em sua testa.

Fiquei consolando o mais novo por um tempo até que o médico que estava cuidando tanto de Jimin quanto do Suga veio em nossa direção.

Doutor: Senhor Kim SeokJin?

Jin: Sim.

Doutor: O senhor Park já está bom para ir para casa, só preciso que o senhor assine alguns papéis e já pode levá-lo.

Jin: Obrigado Doutor.

Me curvo respeitosamente para o mais velho que logo olha para Taehyung que estava sentado em uma cadeira.

Doutor: Senhor Kim Taehyung...

Tae se levanta rapidamente endireitando sua postura e secando suas bochechas.

Doutor: Minhas notícias não são as melhores.

Tae: Pode falar doutor, por favor...

Doutor: O senhor Min está piorando, está noite ele convulsionou, os batimentos cardíacos dele estão muito fracos não creio muito que ele passe dessa madrugada.

Taehyung se abraça em mim desabando em meus braços, seus soluços eram altos e roucos. Depois que o acalmei tive que deixá-lo para ir pegar meu pequeno e levá-lo para casa.

Chego no quarto e vejo Jimin conversando com Hoseok, os dois riam e brincavam enquanto o mais novo terminava de se arrumar.

Jin: Licença...

Jimin: JIN!

O mais novo vem em minha direção pulando no meu pescoço e me beijando docemente.

Jin: Vamos para casa meu amor? Tem uma surpresa pra você...

Jimin: O que?

Jin: Surpresa...

Hoseok: EI CASAL! Eu sei que o momento tá muito fofo, mas eu não quero ficar segurando vela não viu...

Jimin: Desculpa Hobi.

Jin: Já está pronto?

Jimin: Quase só... Aish...

O mais novo corre para o banheiro logo vomitando, vou atrás e faço carinho em suas costas. Assim que Jimin se levanta eu o ajudo a ir até a pia para escovar os dentes.

Jimin: Essa é a quarta vez, só hoje, não aguento mais ficar vomitando toda hora...

Jin: Calma amor, daqui a pouco para, principalmente depois que eu fizer um papa bem reforçado para o meu bebê.

Hoseok: Então... Eu vou indo... Tenho que me arrumar pra um encontro...

Jimin: Uau! Quem é a sortuda?

Hoseok: É uma garota lá da faculdade. Chamei ela pra ir no cinema.

Jimin: AAAAA meu Appa vai num encontro com a namoradinha!!! Quero saber de tudo depois,viu?!

Rio do jeito que Jimin ficou na frente de Hoseok que também ria vendo o mais novo com o dedo gordinho apontado para seu rosto.

Hoseok: Desde quando tenho que ficar falando as coisas para meu filho?

Jimin: Desde o dia em que você me "adotou" como seu filho e também, além de você ser meu "Appa" você também é meu amigo.

Hoseok: Então tá... Depois te conto como foi.

Hobi deixa um beijo na testa de Jimin e logo depois de o abraçar veio até mim se despedindo e saindo do quarto com sua mochila e seu capacete.

Minutos depois saímos do quarto também e fomos embora, mas não sem antes Jimin dar um abraço em Tae.

Jimin: Jinie, você não vai mesmo me contar?

Jin: Noup. Já disse que é surpresa.

Jimin: Aish...

O mais novo faz bico cruzando os braços sobre o peito. Com minha mão direita faço carinho em sua coxa coberta pelo moletom cinza. O menor descruza os braços colocando sua pequena mão sobre a minha e logo entrelaçando nossos dedos.

Jin: Você vai gostar da surpresa eu prometo.

Deixo um beijo em sua mão gordinha logo voltando minha atenção para a rua pouco movimentada.

Chegamos em casa e já estava escuro.

Jimin: Jinie, cadê a surpresa?

Jin: Vou buscá-la, vai lá tomar um banho quentinho, relaxar um pouco.

Deixo um beijo em seus lábios carnudos e alguns em seu pescoço clarinho.

Jimin: Vou lá mesmo, só vou fazer uma ligação e já vou...

Jimin deixa um último selar em meus lábios logo indo em direção a escada com o celular no ouvido.

Ouço o mais novo dizer apenas dizer um "Olá senhores Min..." enquanto se distanciava subindo as escadas, vou até a dispensa vendo o pequeno cachorrinho branco e marrom dormir tranquilamente, deixo o filhotinho lá enquanto arrumo a mesa e começo a preparar nosso jantar, um prato simples, porém delicioso, macarronada com almôndegas.

Quando termino vou novamente para a sala de jantar colocando a panela em um canto da mesa, ajusto a iluminação para que a luz das velas tenham seu valor. Coloco uma música baixa e corro para a dispensa onde havia deixado meu terno pela manhã propositalmente, visto o terno e escovo os dentes no banheiro que tem próximo a sala.

Então ouço paços descendo as escadas, era agora. Me posiciono no pé da escada logo tendo a visão do meu pequeno com um conjunto de moletom azul bebê. Sorrio para o mais novo que me olhou surpreso.

Jimin: J-Jin, o que é tudo isso?

Jin: Você gostou meu amor?

Jimin: C-Claro que gostei, está maravilhoso.

O mais novo fica na ponta dos pés logo selando nosso lábios em um beijo calmo e amoroso.

Quando nos separamos do beijo segurei sua mãozinha deixando um beijo no local, logo o guiei até a cadeira onde o mais novo se sentou e eu o ajudei a empurrar a cadeira, eu sou muito cavalheiro eu.

Me senti na cadeira de frente para o mais novo que sorria doce e fofo.

Jimin: Você tá muito lindo Jinie. Mas tem alguma razão especial para todo esse jantar maravilhoso? Meu aniversário é só semana que vem...

Jin: Eu sei, mas eu decidi te dar o meu presente mais cedo, não queria que outra pessoa o comprasse, mas antes, vamos jantar?

Jimin: Você está cheio de surpresas hoje hein...

Sorrio envergonhado e orgulhoso ao mesmo tempo logo tirando a tampa da panela e vendo a cara de surpreso de Jimin.

Jin: Você gosta?

Jimin: Adoro, posso parecer um pouco infantil, mas sempre quando eu vejo macarronada com almôndegas eu lembrode uma cena de a Dama e o Vagabundo, é fofo.

Sabia muito bem qual era a cena, a famosa cena da macarronada e o beijo.

Jin: Isso não é ser infantil.

Coloco um pouco da macarronada no prato do mais novo e logo no meu, coloco um pouco de vinho nas taças e logo brindo com Jimin.

Jin: Ao nosso amor.

Jimin: Ao nosso amor.

Então um latidinho é ouvido da cozinha e logo o pequeno cachorrinho vem até nós.

Jimin: Que bonitinho. Quando comprou ele?

Jin: Hoje, é seu presente de aniversário, nosso filho.

Jimin me olha fofo sorrindo, logo se abaixa pegando o filhotinho.

Jimin: Ele já tem nome?

Nego com a cabeça.

Jimin: Então, que tal, Shooky?

Jin: Shooky?

Jimin: Sim, não gostou?

Jin: Claro que gostei.

Jimin: Então seu nome vai ser Shooky.

Diz o mais novo olhando no rostinho do cachorrinho. Então Shooky começa a se aconchegar no colo de Jimin logo voltando a dormir.

Jantamos e bebemos nosso vinho juntos então vou até a geladeira e pego sorvete e brownie, arrumo duas taças e volto para a sala de jantar vendo que Shooky tinha ido para sua almofada.

Comemos a sobremesa e ficamos conversando por mais um tempo até que Jimin se levanta vindo em minha direção e se sentando sobre minhas coxas beijando e deixando alguns chupões em meu pescoço de forma provocativa.

Jin: J-Jimin, v-você acabou de volta do hospital, n-não é certo que... Awn...

Jimin: Eu estou bem Jin, por favor...

Olho preocupado para o mais novo que segurava meu rosto. Afirmo com a cabeça logo atacando seus lábios.

Me levanto e o mais novo entrelaça suas pernas em minha cintura, subo com o mais novo para o quarto logo entrando no cômodo e fechado a porta o encostando no local. Tiro seu moletom vendo seu abdômen branquinho com algumas marcas roxas clarinhas.

Jimin: Não doem...

Diz o mais novo se referindo as marcas então começo a tirar meu terno, deixando as peças pelo chão. Nos deitamos na cama enquanto eu distribuía beijos pelo abdômen do mais novo. Tiro sua calça e logo depois a minha junto de nossas boxers.

Começo a beijar o mais novo logo o penetrando ouvindo um gemido abafado.

Jimin começa a mover seu quadril em direção a minha virilha.

Jimin: Awn... J-Jin... M-Mais rápido... Awn...

O penetro com toda a força vendo seus lábios entreabertos e seu olhos comprimidos, coloco uma mão em seu pênis começando a masturbá-lo.

Jimin: Awn... Awn... Awn...

Dava alguns beijos e chupões por todo seu pescoço e abdômen o vendo tentando segurar seus gemidos enquanto mordia os lábios inferiores.

Jin: Geme pra mim baby...

Jimin: Awn Jin... M-Mais rá-rápido... Awn...

Saio de dentro do mais novo logo o virando de bruço o deixando com a barriga colada na cama. O penetro novamente, aos poucos íamos nos levantando, o mais novo fica de quatro empinando bem a bunda enquanto eu o penetrava o mais fundo, rápido e forte que conseguia.

Nossos gemidos eram altos, roucos e necessitados, o som de nossos corpos se chocando, ambas as peles vermelhas e suadas.

Após um longo tempo acabo por gozar dentro do mais novo, que antes que eu pudesse fazer qualquer outra coisa se virou me olhando malicioso, rapidamente começamos a nos beijar, sinto o mais novo inverter nossas posições ficando sobre mim.

Sinto Jimin me penetrar rápido e sem avisar, comprimo meus olhos deixando uma lágrima escorrer.

Jimin: Shh... Calma... Já passa...

Diz o mais novo próximo do meu ouvido logo deixando um beijo em minha bochecha. Aos poucos fui me acostumando com a grossura e o tamanho do membro de Jimin no meu interior, comecei a me mover contra o mais novo que logo começou a me penetrar fundo e rápido.

Jin: Own... ChimChim... Own...

Gemia alto e rouco implorando por mais, um bom tempo depois Jimin acaba por gozar dentro de mim, o mais novo se deita em meu peito e eu puxo um lençol para nos cobrir.

Jimin: Eu te amo Jin...

Jin: Também te amo muito Jiminie...

Um tempo depois acabamos dormindo abraços.

~Quebra de tempo~

Acordo com uma voz delicada me chamando, logo sinto lambidas em meu rosto, abro os olhos e vejo Shookie me lamber.

Jin: Ei pequenino.

Pego o cachorrinho logo me sentando na cama olhando para Jimin que me observava sorridente.

Jin: Bom dia meu amor...

Selo nossos lábios em um beijo demorado e calmo.

Jimin: Bom dia Jinnie...

Jin: Que foi amor?

Pergunto sorrindo por conta do sorriso fofo e delicado estampado no rosto do mais novo.

Jimin: ...


Notas Finais


Nossa! Tivemos um hot passando rapidinho na história...😏
O que acharam? Deixem nos comentários please.

Bjs de Jin e até o próximo capítulo!😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...