História Forget You, Lauren - Capítulo 16


Escrita por:


Capítulo 16 - Capítulo 15


Faixa 11: Sparks Fly (2:42)

Camila POV

Na manhã seguinte, rolei na cama, esperando como o inferno que o beijo da noite passada entre eu e Lauren fosse apenas um sonho erótico. Um sonho erótico muito vívido e digno de repetição, que eu desejava que pudesse ter durado muito mais e ido um pouco mais longe.

Levantei-me e fui até o banheiro, ofegando quando vi meu reflexo. Havia uma enorme marca de mordida no meu pescoço, e meus lábios ainda estavam inchados por quão profundamente ela me beijou. Minha coxa ainda tinha uma impressão de onde havia sido pressionada contra o câmbio de marchas.

Então essa merda realmente aconteceu?

Entrei no chuveiro e fiquei embaixo dos jatos, fechando os olhos quando a água caiu sobre mim. Eu não tinha certeza do que lhe diria na próxima vez que estivéssemos sozinhas, mas sabia que isso não poderia acontecer novamente.

Mesmo se fosse o melhor beijo que eu já tive na minha vida. Mesmo tendo certeza de que pensaria nisso pelo resto do dia.

O resto do ano...

Eu esperei até minha pele ficar enrugada e vermelha, e então eu rapidamente vesti uma camisa azul-petróleo e jeans. Abrindo minha gaveta de cosméticos, puxei minha caneta corretiva e esfreguei-a no meu pescoço até que todos os restos do beijo de Lauren se foram.

Coloquei meus lápis e pincéis na minha bolsa e fui para a cozinha.

"Bom dia", Lauren disse, olhando para mim do bar.

"Oi...". Eu olhei em seus olhos verdes. "Você não tem Economia agora?".

"Eu disse a você que sou dispensada dessa aula desde que esteja fazendo o relatório sobre The Silk Stem. Falando nisso, você começou com as perguntas que eu lhe enviei sobre a loja de romances?".

Eu assenti. "Eu te enviarei eles de volta para você hoje à noite".

"OK".

"OK...". Passei por ela e peguei um pãozinho no balcão. Fui em direção à porta, mas não pude deixar de me virar novamente. "Podemos conversar sobre a noite passada?".

"O que tem noite passada?".

"Bem, para começar, acho que levamos as coisas longe demais".

"Foi só um beijo, Camila". Ela me olhou de cima a baixo. "Um beijo muito bom... Mas nada mais aconteceu".

"Bem, eu gostaria que você soubesse que nada mais vai acontecer", eu disse. "Você sabe que eu nunca te beijaria de boa vontade, não importa o quão bem você esteja fingindo ser minha amiga ultimamente".

"Eu devia ter pensado nisso antes da noite passada". Ela sorriu.

"Ainda é verdade hoje, Lauren. Eu estava claramente bêbada".

"Você não estava tão bêbada". O jeito que ela estava olhando para mim estava me deixando molhada.

"Sim, bem... eu não queria te contar isso, mas enquanto estávamos nos beijando, eu estava pensando em Ryan. Você sabe, o cara com quem estou dividindo um assento para a viagem dos veteranos. Eu estava imaginando ele em vez de você".

"Você disse meu nome".

"Por descuido".

"Você disse duas vezes". Ela parecia chateada, mas sua expressão suavizou-se lentamente. "Você está pensando demais no beijo".

"Então, isso não significa nada?".

"Isso significa que eu não posso mais dizer que você tem um péssimo beijo". Ela bateu os dedos no balcão e mudou de assunto. "Sobre o que mais você mentiu propositadamente em algumas de suas cartas?".

"O que?". Meu rosto empalideceu. Eu não me lembrava de mencionar isso para ela, e jurei há muito tempo que nunca iria falar sobre isso.

"Ontem à noite, você me disse que certo incidente sobre o qual você escreveu não era verdade", disse ela, levantando-se. "Eu queria esperar um esclarecimento completo. No entanto, o que mais você mentiu?".

"Hum...". Eu dei um passo para trás. "Eu tenho que chegar na hora da aula".

"Sua aula não começa antes de trinta minutos".

"O ônibus chega em quinze".

"Eu vou te levar lá em vinte". Ela se levantou e caminhou até a porta, bloqueando minha saída. "Sobre o que mais você mentiu?".

"Coisas pequenas".

"OK". Ela encolheu os ombros. "Sinta-se livre para elaborar".

"Tenho certeza que você mentiu sobre coisas aqui ou ali também". Eu balancei minha cabeça. "Não é tão sério".

"Fui sincera em odiar você a vida toda", disse ela sorrindo. "Eu nunca tive nenhum motivo para mentir".

"Certo... Bem, talvez eu tenha realmente um bom motivo para mentir".

"Eu duvido disso. Diga-me".

"Ok". Eu parei. "Bem, eu namorei apenas alguns caras enquanto estava fora, então eu posso ter mentido sobre alguns desses caras que eu escrevi para você no começo".

"Volte novamente?".

"Não namorei tanto no navio", disse. "Todos aqueles caras que eu contei durante o meu primeiro e segundo ano eram mentiras. Eu não comecei a namorar caras até o meu primeiro ano".

"Então...". Ela inclinou a cabeça para o lado. "Mark Williams, seu primeiro beijo a bordo sob as estrelas, quando você jurou que sentiu borboletas e merda... Isso não era verdade?".

"Por que você se lembra dos detalhes?".

"Era verdade?".

"Não, eu disse. "Mark Williams foi personagem de um dos livros que eu estava lendo".

"John Kline. O primeiro cara que você convidou para o seu quarto e fez sexo com... Isso era verdade?".

"Sim e não".

"Não pode ser ambos".

"Fiquei enjoada no deck e ele me acompanhou de volta... Não foi tão romântico quanto eu disse".

"Houve sexo?".

"Não". Eu balancei minha cabeça. "Minha primeira vez não foi até o primeiro semestre do primeiro ano. Com Holden Connors".

"O cara que era muito agressivo com você?", Ela perguntou. "Essa foi sua primeira vez?".

"Sim...".

Ela balançou a cabeça. "Camila, por que você mentiria sobre alguma merda assim?".

"Porque você estava me contando sobre todas as garotas com quem estava saindo e toda a diversão que estava tendo no campus", eu disse. "Eu não queria parecer tão sem graça como estava no ensino médio. Eu queria que você pensasse que estava me divertindo mais, pois ainda estava muito chateada com você".

Ela olhou para mim, ainda balançando a cabeça. "Nós tínhamos uma política desde quando tínhamos sete anos e meio, Camila. Honestidade total, não importa o quê".

"Eu estava tentando fazer minha vida parecer mais divertida", eu disse. "Isso não é crime".

"Então, você só transou com dois caras?".

"Sim. Pare de me olhar como se eu fosse patética".

"Não é assim que eu estou olhando para você", disse ela, abrindo a porta. "Estou olhando para você como se eu já tivesse visto essa merda antes".



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...