História Forgive me - JiKook - Capítulo 16


Escrita por:


Notas do Autor


Oi, nenis 💞

Tenham uma boa leitura ☕

Capítulo 16 - Capítulo 16: Reencontro com o passado


Fanfic / Fanfiction Forgive me - JiKook - Capítulo 16 - Capítulo 16: Reencontro com o passado

              J U N G K O O K

Seis meses depois... 

— Já disse que eu não preciso da sua ajuda — falei exasperado, empurrando o corpo do ruivo para longe de mim acabando por cair com tudo naquela calçada molhada pela chuva. — Não preciso da ajuda de ninguém — me levantei com dificuldade do chão, deixando a mão de Hoseok estendida no ar

— Você precisa se recompor, Jungkook — esbravejou, cerrando os punhos. — Não pode continuar enchendo a cara como se isso fosse resolver seus problemas — ele continuava a me repreender. 

Eu ouvia sua voz distante, como se estivesse no fim de um túnel muito longo. Tudo a minha volta girava, a chuva caia fina banhando minha derme com suavidade, o vento soprava frio como se acariciasse minha face. Fechei os olhos tendo nitidamente estampado em minha mente, o rosto dele, Jimin.

Meses se passaram e eu não sabia nada dele, bom, apenas o que saia nos jornais.

"Park Jimin, o mais jovem empresário a conseguir receber um prêmio por mérito" 

"A empresa do extrangeiro Park Jimin, abre filial em seu país de origem" 

"Park Jimin e Kim Taehyung, estariam em um relacionamento?" 

Essa última é a que mais me dói. 

Jimin e Taehyung namorando, eu jamais poderia imaginar que isso pudesse acontecer. 

— Você deveria se juntar a mim, já que o homem que você ama está comendo o homem que eu amo — disparei cheio de amargura, arrependendo-me no momento seguinte, quando vi uma lágrima dançar em seus olhos. — Droga! — esmurrei a parede, encostando-me nela, sem coragem para encarar meu amigo a minha frente. 

— Não é só você que está sofrendo — murmurou baixinho, após alguns minutos em silêncio. Passeou seus dedos magros por entre seus fio ruivos já desbotados. Os olhos fundos, como se não dormisse há dias — Acha que não me dói saber que Taehyung está com outro? Acha que eu não queria encher a cara e ligar o foda-se pra tudo? — elevou o tom de voz. Parecia tentar se controlar — Eu queria ser como você, Jungkook, mas eu não posso. Não posso agir feito um covarde — disparou com aspereza. Os olhos nublados olhando-me com ira, fazendo-me perceber o quão fundo eu havia chegado nesse poço. 

— Sinto tanto a falta dele, Hoseok — confessei sentindo-me surrado emocionalmente, deixando que meu corpo cedesse sobre o piso de concreto, escondendo o rosto entre minhas pernas — Eu o amo, e agi de forma tão cruel com ele — só de me lembrar de tudo o que fiz a Jimin, meu rosto já queimava de vergonha — Quero ter ele de volta para mim

— Não é enchendo a cara que você vai conseguir isso. — suspirou vindo até mim e sem encontrar forças para me livrar dos braços do ruivo, deixei que ele me carregasse até o carro que estava um pouco mais a frente. — Eu também quero ter Taehyung novamente, e é por isso, e apenas por isso que não desisti de tudo — falou com a voz cansada, dando uma leve tonteada antes de prender o cinto de segurança em mim. 

[...]

Depois de uma ducha gelada e algumas horas de sono, me levantei sentindo-me um pouco melhor da bebedeira da noite anterior. Hoseok dormia na minha cama, parecia exausto, por isso o deixei descansar por mais algumas horas. 

Fui até meu escritório, precisava me atualizar do que estava acontecendo na minha própria empresa, pois desde que perdi Jimin, quase não comparecia mais ao trabalho, deixando tudo nas mãos dos meus subordinados e de Hoseok. 

Era difícil conseguir me concentrar em algo, pois tudo me fazia pensar em Jimin e nas atrocidades que fiz com ele. Ainda não tinha tido a oportunidade de enfrentar o Sr. Park, o desgraçado que ferrou com a minha vida e a do próprio filho. O pilantra havia sumido sem deixar rastros, com certeza já deve ter descoberto que Jimin me revelou a verdade. 

— Você vai a premiação? — Hoseok surgiu no cômodo segurando uma xícara de café. Os olhos sonolentos, a pele pálida, parecia estar até mais magro, o que fez meu peito doer 

Estive tão concentrado em minha própria dor que, ignorei completamente o sofrimento do meu melhor amigo. 

— Não sei.. — passeei as mãos por meu rosto cansado, levantando-me logo em seguida, indo até o ruivo — Só vou se for comigo — segurei seu rosto entre as mãos, beijando sua bochecha rosadinha

— Acho que será bom viajarmos um pouco, para distrair a cabeça — suspirou, descansando a cabeça sobre o meu peito — Sabe que, provavelmente eles estarão lá, não é? — me fitou por sobre os cílios, a tempo de me ver assentir sem ânimo 

O evento que premiará grandes e pequenas empresas, ocorrerá no Canadá, para minha sorte ou não. Não sei se estou preparado para ver Jimin nos braços de outro

— Acho que sua presença nesse evento será crucial, você é um dos maiores empresários dessa geração, será um honra para eles tê-lo em seu evento — comentou enquanto bebericava o café quente em sua xícara 

— É... Pode ser — encarei o anel em meu dedo, o mesmo anel que Jimin me deixou no dia em que revelou a verdade. — Então, está decidido, iremos a esse evento — falei convicto. Não desperdiçaria essa oportunidade de estar junto a Jimin mais uma vez, mesmo que agora ele já não me pertença mais 

[...]

Já faziam duas horas que havíamos chegado ao Canadá, Hoseok estava apreensivo, tanto ou mais do que eu. O evento seria realizado daqui à uma hora, e ainda estávamos no hotel, nos preparando psicologicamente para vermos os homens que amamos, juntos.

— Ainda da tempo de desistir — sugeri apertando os dedos em torno da sua coxa 

— Não, está tudo bem — sorriu pequeno, levando-se de onde estava para se olhar no espelho. 

— Acho que chegou a hora — o informei, estendendo o braço para ele que o segurou com leveza

O trajeto até o prédio onde ocorreria o evento não ficava muito longe, dentro de vinte minutos já havíamos chegado ao nosso destino. 

Haviam várias pessoas importantes por ali, outras nem tanto. Fui calorosamente aplaudido assim que adentrei o salão, chegando a ficar vermelho com todo aquele assédio. 

— Será que eles não vem? — Hoseok perguntou olhando para os lados. Acompanhei seu olhar, tentando encontrar Jimin, mas sem sucesso. 

— Estou começando a achar que não — suspirei cansado, sentindo-me triste por acreditar que Jimin não viria. 

Entretanto, contrariando meus pensamentos, Jimin surgiu no meio do salão, mais lindo do que nunca. Seus cabelos dourados brilhavam absurdamente, ele vestia um terno preto que alinhava-se perfeitamente em seu corpo. Seu sorriso irradiava todo o salão, deixando-me entorpecido. 

Não conseguia parar de sorrir ao vê-lo após tanto tempo, entretanto meu sorriso fora arrancado do meu rosto, quando Taehyung apareceu, agarrando Jimin pela cintura, como se lhe pertencesse. 

— Jungkook, não faça nada — Hoseok tentou me impedir, mas quando dei por mim, já estava caminhando a passos pesados em direção a eles.  


Notas Finais


Tivemos mais um avanço no tempo.
JK não faça merda, por favor.
Serase Jikook se ajeita agora?

Vhope rompeu 💔

Comentem aqui pra tia 💕


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...