1. Spirit Fanfics >
  2. Forgive me - JiKook >
  3. Capítulo 17: Ainda o amo

História Forgive me - JiKook - Capítulo 17


Escrita por:


Notas do Autor


Tenham uma boa leitura ☕

Capítulo 17 - Capítulo 17: Ainda o amo


Fanfic / Fanfiction Forgive me - JiKook - Capítulo 17 - Capítulo 17: Ainda o amo

                        J I M I N

Caminhava com Taehyung em direção ao prédio onde ocorreria mais uma premiação a qual fomos indicados. Eu estava feliz, eufórico e ansioso. Minha vida havia dado uma guinada e tanto em tão poucos meses, finalmente consegui me reerguer, me libertar de toda a culpa que sentia, de toda aquela pressão que meu pai fazia em mim.

Falando nele, algo surpreendente de sua parte me pegou de jeito. O Sr. Park , o homem que parecia me odiar, acabou me incluindo novamente em seu testamento, deixando-me como seu único herdeiro. Sem contar que limpou meu nome e agora já não preciso mais me esconder da mídia.

Mesmo que meu pai tenha destruído minha vida, no final acabou me ajudando a concerta-lá. Bom, pelo menos parte dela. 

— Muda essa cara de velório, Jimin — Taehyung me cutucou com o cotovelo, laceando meu pescoço em seguida 

— Não consigo parar de pensar que, muito provavelmente Jungkook estará aqui — parei próximo a entrada, respirando o mais fundo que pude

— Não pode deixar que ele continue te afetando, meu amor — beijou minha testa, segurando minha não com força, entrelaçando nossos dedos. 

— Tem razão, Tae — suspirei, e juntos seguimos para o interior do salão. 

Haviam tantas pessoas ali, todas muito elegantes e sorridentes. Passeei meu olhar em torno de todo o salão, sentindo que meu coração saltaria da boca assim que avistei Jungkook acompanhado de Jung Hoseok. Eles pareciam tão próximo, estariam juntos?

— Boa noite, Sr. Park, Sr. Kim — um dos empresários que concorria ao prêmio nos cumprimentou, alternando o olhar entre nós dois

— Boa noite, Sr. Sanders — sorri tímido em sua direção. Aquele homem nem disfarçava seu interesse em mim

— Não olhe agora — Taehyung me agarrou pela cintura, me puxando para perto dele — Jungkook está vindo em nossa direção — falou entre dentes. Senti sua mão tremular quando seus olhos encontraram os de Hoseok que vinha apressadamente atrás de Jeon — Meu Deus, ele está tão lindo — suspirou. 

— Boa noite, Kim, Park — o tom de Jungkook era seco, amargurado

— Boa noite — meu tom igualou-se ao seu

Ficamos nos entreolhando fixamente, sentia todo o meu corpo formigar ao tê-lo tão próximo a mim. Minhas mãos transpiravam intensamente, era difícil fingir indiferença a ele, fingir que não sinto nada quando ainda o amo mais que tudo. 

Hoseok pigarreou atraindo nossa atenção para ele.

— Richard Sanders, é um prazer conhecê-los. O Sr. Park me falou muito bem a respeito de vocês — o empresário que até então eu havia me esquecido completamente de que estava presente ali, cumprimentou Jeon e Jung

— Andou falando de mim, Park? — Jungkook indagou visivelmente surpreso com uma das sobrancelhas levemente arqueadas. 

— Só coisas boas, Jeon, pode ter certeza — murmurei cinicamente 

— Com licença — uma das organizadoras do evento se aproximou, direcionado seu olhar a mim — Pode me acompanhar, Sr. Park, por favor?

— É claro — disse ainda encarando Jungkook — Vem comigo, Taehyung — sai dali puxando meu amigo pelo pulso sem dar chances dele contestar.

Era a hora do meu discurso, e ter Jungkook sentado na primeira fileira, olhando-me intensamente, deixava-me extremamente desconfortável. Tentei ser o mais breve possível, para dar chance dos outros empresários poderem falar também

Após receber uma salva de palmas calorosa, segui juntamente a Taehyung para um local mais afastado, onde não havia quase ninguém. 

— Você viu como o Jungkook te olhava? Parecia que ia te devorar — ele riu contido, encostando-se sobre a parede

— É, eu vi — ditei em um murmúrio — Percebi também como Hoseok está abatido, ele te olhava de uma forma tão sofrida — tanto que me dava pena do pobre coitado. Taehyung engoliu em seco, desviando o olhar para sua mão onde agora não havia mais a bela aliança — Por favor, converse com ele — pedi com jeitinho segurando-o pelos ombros — Você também está sofrendo que eu sei, então, apenas converse com ele e tente entendê-lo 

— Acha mesmo que eu deveria? — enrugou os lábios, olhando-me com aflição. Assenti frenéticamente, e quando menos esperei, Taehyung me girou no ar, abraçando-me bem apertado. — Obrigado, Minnie, eu te amo — sorriu abafado, seu rosto estava na curvatura do meu pescoço 

— Desculpe, eu não queria atrapalhar — olhei para trás, avistando Jungkook com dois copos de bebida que ele logo deixou de lado — É... É melhor eu ir — saiu apressado em direção ao enorme corredor ali próximo 

— Vai atrás dele — me empurrou 

— O que? — perguntei espantado. Nunca pensei que Taehyung diria isso

— Se eu vou falar com Hoseok, você também irá falar com o Jungkook — cruzou os braços — Se não for logo eu vou te dar um soco — me ameaçou seriamente, empurrando-me em direção ao corredor. 

Não querendo contrária-lo, segui pelo corredor bem iluminado que dava para os banheiros, encontrando Jeon com as mãos apoiadas sobre a mármore da pia, encarando o próprio reflexo no espelho.

— Jeon... — me aproximei a passos calculados 

— O que quer aqui? — falou exasperado, desviando o rosto para a direção oposta a mim — Para quem dizia me amar tanto, você me esqueceu bem rápido, Jimin — dessa vez ele me olhou, e para a minha surpresa, estava chorando. — Por que não volta lá para o Taehyung? — esbravejou — Eu não dou a mínima, Jimin — não era o que parecia. Me aproximei um pouco mais — Quer dizer... — ele iniciou, deixando a postura ereta, aproximando suas mãos do meu rosto, mas logo recuando-as — Eu me importo, mas agora você está..

— Taehyung e eu não estamos juntos — falei de uma vez, agarrando-o pela cintura, confrontando nossos corpos — Mesmo depois de todos esses meses, e depois de tudo o que aconteceu e tudo o que me fez, eu ainda te amo, Jungkook — confessei, segurando seu rosto dentre as mãos, secando suas lágrimas — Sou completamente apaixonado por você — sem conseguir segurar mais, o puxei pela nuca, e o beijei intensamente. 


Notas Finais


Finalmenteeeeeeeee
Agora vai

Comentem aqui pra tia 💕


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...