1. Spirit Fanfics >
  2. Forgiven - Itasasu. >
  3. - Sonhos...

História Forgiven - Itasasu. - Capítulo 4


Escrita por:


Notas do Autor


Boa leitura!♥️

Capítulo 4 - - Sonhos...


— ... Sim, Okaa-san! – Itachi apoiou os cotovelos na mesa, estava conversando com Mikoto por vídeo chamada.

 Espero que vocês não estejam vivendo em um chiqueiro! – A mãe o repreendeu.

Nesse momento, Sasuke chegou, todo molhado pela chuva, tentando tirar a capa que havia sido inútil e afastar o guarda-chuva do tapete. Como alguém, com tantos recursos, poderia se molhar tanto?

Aconteceu alguma coisa? – Mikoto questionou, seu primogênito estava atento ao irmão.

Pôde analisar que o irmão estava irritado, deveria ter pego o guarda-chuva tarde demais. Sua mochila estava encharcada. Aquela cena chamou total atenção do mais velho, que não percebeu ter deixado sua mãe de lado. Sasuke puxou a camisa encharcada, deixando seu dorso nú. Acabou sorrindo quando percebeu o mais velho.

— Pare de babar! – Falou, erguendo uma de suas sobrancelhas, presunçoso. – É a Okaa-san?

Sasuke aproximou-se, acabou por molhar o chão no curto trajeto. Itachi empurrou o notebook para o lado, facilitando a façanha do caçula.

— Olá, Okaa-san! Como está a senhora e o Otou-san? – Perguntou, se inclinando para frente, apoiado na cadeira de Itachi.

— Com saudades, é claro! Vocês nunca nos visitam! – Fez drama. – E você? Está tomando os remédios direitinho?

— E seu filho me deixa em paz? – Indagou, se inclinando mais, para roçar a ponta do seus nariz, razoavelmente gelado, na bochecha de Itachi, que se assustou com tal investida.

— Sasuke...? – O mais velho virou-se, pasmo, enquanto analisava o irmão.

— Sim?... – Questionou, erguendo sua mão para acariciar os fios negros do irmão. Aquilo era estranho, muito estranho.

Sasuke se aproximou vagaroso, analisando toda expressão assustada do irmão.

—  Acorda, criatura! Tá babando todo o balcão! – Sasuke sacudiu o irmão, havia acabado de chegar da faculdade, diferente de Itachi, ele só havia sido liberado na parte da manhã, mas precisou voltar para o campus.

Itachi passou a mão na boca, foi algo automático. Descartou uma eventual ideia de ter babado, pois sua boca estava sem nenhum resquício de saliva. Se recordou que estava estudando o material enviado por Chiyo e deve ter dormido no processo.

O Uchiha corou quando lembrou de seu sonho, já havia sonhado uma dúzia de vezes com coisas semelhantes. Nunca pensou ver Sasuke de tal jeito, imaginar uma relação que excedia o parentesco, mas aquilo estava se tornando comum e ele tentava se convencer que não era nada além de pensamentos, afinal, era tão dedicado aos estudos que esquecia de ter uma vida ativa e Sasuke fora a última pessoa com quem ficou, aquilo deveria explicar seu fascínio.

— Itachi, está prestando atenção? Provavelmente não teremos aula amanhã! – Sasuke repetiu, seu irmão estava no mundo da lua.

—Por que não? – Só quando se virou, foi que Itachi percebeu que Sasuke estava todo molhado, parecia ter corrido no meio da chuva.

— Você não me escutou? Está chovendo! Você está em que mundo? – Sasuke questionou, enquanto tirava seu jaleco.

— Ela está certa, você precisa cortar o cabelo. – Itachi ponderou, mas o caçula o encarou interrogativo, só então percebeu sua falha. – É... Por que está todo molhado? Não levou o guarda-chuva? – Mudou de assunto.

— Ele está tão bonitinho na bolsa. – O caçula coçou a nuca e Itachi revirou os olhos, seu irmão era um belo de um preguiçoso.

— Enxugue o chão! – Itachi se levantou, sua coluna doía pela má posição a qual dormiu. Sua cabeça ainda corria para seu sonho, parecia tão real...

— Itachi... – Sasuke o chamou, puxando o primogênito e colocando as costas de sua mão na testa do irmão. – Está com febre? Você está vermelho e...

— Saí! – Itachi bateu em sua mão, afastando-se. – Parece que já morreu!– Reclamou, com a mão gelada que foi colocada em sua pele, quentinha. 

—Hn... – O caçula resmungou. – Tome algum remédio, você é muito fresco quando está doente.

— Olha, você não tem moral para falar nada! – Sasuke havia pego um pano para enxugar o chão, quando terminou o colocou em seu devido lugar.

— A diferença é que eu não tenho paciência para cuidar de doentes. – Respondeu, simples.

— Sasuke, você está fazendo medicina! – Rebateu. – Sou um paciente em potencial. – Sugeriu, fazendo o caçula rir.

— Sério? Itachi, se você depender de mim para sobreviver, você está fo-di-do! – Quem era Itachi para discordar daquilo?

— Sinto pena dos seus futuros pacientes... – Respondeu, enquanto Sasuke foi pegar sua toalha, em seu quarto.

— Eu também, eu não sei nem cuidar de mim! – Debochou, aparecendo novamente na divisão entre cozinha e sala.

— Medicina por amor?– Itachi questionou.

— É, digamos que sim. – O caçula ponderou. – Você me convenceu, juro que, se você ficar doente, não o deixarei morrer de fome. – Sasuke aproximou-se, dando um beijo na bochecha de Itachi. – Certo, amor?

O mesmo não esperou uma resposta, apenas foi para o banheiro. Mesmo se esperasse, Itachi não falaria, pois permaneceu imóvel com o gesto do irmão. Certo que Sasuke estava brincando consigo, desde que Chiyo o confundiu com seu namorado, mais cedo, Sasuke ficou o azucrinando, mas aquilo ainda afetava o mais velho, mesmo que soubesse ser brincadeira.

Eh... Itachi estava, definitivamente, fo-di-do...


Notas Finais


Espero que tenham gostado ♥️
O que acharam?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...