1. Spirit Fanfics >
  2. Foster Daddy - Taegi >
  3. 3. Desculpa Leãozinho.

História Foster Daddy - Taegi - Capítulo 3


Escrita por:


Notas do Autor


desculpe a demora eu estou tentando
espero q goste

Umas músicas pra definir o Jimin nessa fic - Candy - Doja Cat e 7 rings - Ariana Grande

xoxo

Capítulo 3 - 3. Desculpa Leãozinho.


Respirou fundo, colocou a máscara leve e saiu do camarim indo direto andar pelo salão procurando um certo homem.

Jimin não demorou para achá-lo, terno caro, cabelos bem arrumados e aquele sorriso brilhante. Pensou "Porque tão arrumado se vai sair daqui destruído mesmo?", riu baixo logo depois, então quando o homem o viu, pediu licença da conversa e foi atrás do menor. Park apenas seguiu para o segundo andar, e sem trocas de palavras puxou o maior para um dos quartos.

- Boa noite Mochi. Está lindo! - disse sorrindo. Só com aquele elogio Jimin já queria aquele homem mais do que esperava, ele era tão elegante, Jimin se perguntou se no sexo ele seria tão educado assim.

- Boa noite senhor. Obrigado, você também está lindo.  - se sentou na cama de lençóis vermelhos.

O homem caminhou pelo quarto e deixou o dinheiro vivo em cima de uma mesa perto da janela.

- Eu sei que você está pagando uma fortuna pra fazer o que quiser comigo. Mas você lembra do nosso trato, não é? - o homem assentiu sorrindo, se aproximou de Jimin.

- Quer que eu te prove algo que você não consegue mentir nem pra si mesmo. Admite Mochi, é nítido você se arrepiando quando eu falo com você. -  o menor não podia negar, ele era ousado, mas tinha seu ponto fraco. A voz grossa e grave do outro preenchendo o ambiente o deixava arrepiado dos pés a cabeça. 

Cada vez mais próximo deixando Park sem ar, tudo ficou pior quando o homem colocou a mão no seu pescoço, passou os dedos por toda a pele macia.

- Tão branquinho. - erguei a cabeça de Park junto com seu olhar - Seus olhos são bonitos, tudo em você é atraente. -

Sentou do lado do garoto e o puxou para seu colo em um movimento rápido, passou a alisar as coxas fartas de Jimin, fazendo o mesmo suspirar.

- Não consegue mentir pra si mesmo Mochi, fale a verdade. Seja um bom menino. - Park segurou os ombros do maior.

- Eu quero você, eu preciso de você. - começou a se remexer no colo do outro devagar, porém intenso. Cada vez mais brusco, já sentia a sua e a ereção do outro. 

- Essa sua bunda me enlouquece. - apertou com certa força fazendo o menor arfar. - Tira essas roupas agora! -

Com a ordem dada Jimin se levantou e começou pela camisa de tecido transparente, e depois pela calça transparente, depois o short curto preto de cetim, totalmente nu para o homem a sua frente. Logo o maior se levantou e se despiu.

- Deita de barriga pra cima. - de novo o obedeceu. O homem foi até uma cômoda e pegou lubrificante e logo se colocou entre as pernas de Jimin, que estava parecendo uma garotinha virgem, com medo do que aconteceria.

Molhou os dedos com o líquido e passou pela entrada do garoto que apenas apreciou a sensação gelada do lubrificante. Então o penetrou com os dois dedos sem avisar, recebendo um suspiro pesado do menor. Enquanto o preparava não perdeu a oportunidade de deixar chupões no pescoço branco de Jimin.

Quando devidamente preparado o homem apenas o penetrou com força ouvindo o que tanto queria, um gemido alto do menor. Começou devagar, Jimin se assustou quando recebeu um beijo, era pago apenas para transar, mas não negou, fazia tempo que não beijava ninguém além do chefe. Era lento porém forte e o beijo abafava os gemidos altos do garoto e os gemidos roucos do homem, porém as línguas sendo chupadas enquanto tudo era lento, deixava tudo apenas mais quente ainda.

O homem agarrou uma de suas coxas possessivamente e com a outra mão segurou sua cintura e se afastou do beijo, quem via achava que a máscara atrapalhava, mas não, como explicado antes, ela era "quebrada" no olho e na boca. Depois de acabar o beijo, iniciou estocadas rápidas e fundas fazendo o menor quase gritar por sentir sua próstata sendo socada daquela forma tão gostosa. Jimin estava enlouquecendo, agarrou o corpo a sua frente com as pernas fazendo ir mais fundo, segurou seus cabelos e os puxou.

As pernas de Jimin começaram a tremer, os gemidos dos dois ficaram mais altos, os corpos mais quentes, o menor não aguentou tudo isso e gozou arranhando tudo o que podia do homem tentando descontar o prazer que sentia. Não demorou e foi acompanhado do maior que gozou mordendo o pescoço de Jimin. Era tudo muito intenso.

 

 

XX

 

Jimin bateu na porta do escritório do chefe, e logo foi autorizado a entrar.

- Hoje não quero que vá na minha casa, ele acabou comigo preciso descansar. - deixou os 70 mil dólares na mesa de madeira.

Atraiu bastante a atenção do homem a sua frente, que contou o dinheiro e as porcentagens rápido. 45% dado a Park e 55% ao local, 31,500 para Jimin e 38,500 á casa.

 

 

*********

 

Taehyung acordou, fez tudo o que precisava, se arrumou e tomou coragem para descer as escadas, foi em direção da cozinha e por sorte não encontrou o Min mais velho por lá. Tomou seu café e quando estava passando pela sala o viu descendo as escadas ajeitando a gravata, Taehyung queria fugir dali, Yoongi nunca acertava sem quase se enforcar, era sempre Tae quem fazia.

- Quer que eu te leve? - Tae se rendeu e foi até ele tirando suas mãos da gravata e fazendo ele mesmo nó.

- Não, tenha um bom dia Yoongi. - sabia que chamá-lo pelo nome era como enfiar uma farpa no seu dedo.

Sem deixar o mais velho falar nada, apenas seguiu até a porta e saiu. 

 

Andar pelas ruas de Seul deixava Tae mais calmo. Ao chegar na escola foi direto pra sala mesmo ser ter "ninguém" lá, Jimin estaria. Ao vê-lo logo riu.

- Aconteceu mesmo. - o amigo o olhou sorrindo, Jimin ainda estava passando corretivo direito no pescoço.

- E foi maravilhoso. - Tae riu - E seu pai? - logo seu sorriso morreu.

- Brigamos ontem, eu não vou pedir desculpas, não fiz nada de errado. - 

- Vocês são orgulhosos demais! Você acha mesmo que ele vai pedir? Você o conhece Tae. - o citado apenas assentiu.

- Talvez eu devesse pedir primeiro. - sorriram um pro outro. Claro que não ia ser simples.

 

XX

Os dois melhores amigos estavam conversando com outras pessoas, Taehyung esperando o pai chegar e Jimin apenas conversando mesmo, tinha o próprio carro. 

- Taemin, quer ir lá pra casa hoje? Vou chamar o BamBam e o JB também. Quer vir Taehyung? - 

- Por que não só eu e você Jimin? - depois dessa bomba que Taemin jogou ficou aquele clima legal pro lado dos dois.

Taehyung ouvia porém estava longe, até ouvir a buzina do carro de seu pai.

Se levantou, se despediu de Jimin e do resto dos amigos, e seguiu caminho até o carro. Entrou e não trocaram uma palavra, isso estava mantando os dois. Chegaram em casa e Taehyung foi direto para seu quarto, foi para o banheiro e tomou um banho, depois se vestiu, continuando com os shorts curtos.

Desceu as escadas novamente para almoçar. E dessa vez não poderia evitar o pai, então apenas se sentou e se serviu. 

- O que eu disse sobre suas roupas? - a voz grave de Min arrepiava Taehyung.

- Pediu para não usar mais. - 

- Por que está com esse short curto Taehyung? -

- Eu disse que ia ter que me engolir, e eu gosto dele, deixa minha bunda maior. - claro que o mais velho se sentiu mal ao lembrar que não conseguia tirar os olhos das pernas e da bunda do filho. Admitia que Taehyung era uma perdição. Porra ele era seu pai, não biológico, mas ainda era, e ainda o olhou com malícia. Se ele soubesse que o filho adoraria saber que ele o olhava assim.

O almoço seguiu em silêncio. Min mais velho estava saindo da cozinha antes de dizer.

- Quero conversar com você. - e apenas seguiu subindo as escadas.

Depois de Taehyung terminar de lavar a louça, vou de encontro com o pai que estava no quarto. Como na noite passada, se sentou na cama.

- Não quero continuar desse jeito com você, eu te amo muito, e é muito ruim te ver chateado comigo. - Taehyung apenas ouvia - Me desculpa ter agido daquela forma, eu senti ciúmes do seu amigo. -

- Me desculpa por discutir com você pai. - os dois sorriram um para o outro, Yoongi o puxou para um abraço, mas depois para seu colo para então colocar o mais novo deitado sobre si. Pegar nas suas pernas descobertas foi como se seu corpo entrasse em combustão, não entendeu por que dessa reação diante do seu menino.

Apenas ligou a TV do quarto e colocou algo que gostassem. As vezes passando a mão pelas costas deTae sempre evitando sua pele descoberta. Até que pegaram no sono.


Notas Finais


eu to desmaiando de sono kkkkk
desculpa se ficou curto ou ruim
não achem que essas desculpas foram cedo, calma, tem muita briga pela frente kkkkkk
quem será esse "homem" e quem sera o "chefe" do Jimin?
espero que tenha gostado

xoxo até....


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...