História Fragilidade - Capítulo 15


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin)
Tags Hoseok, Jhope, Jikook, Jimin, Jin, Jungkook, Namjin, Namjoon, Shortfic, Sope, Suga, Taehyung, Vhope, Yoongi, Yoonkook, Yoonmin, Yoonseok
Visualizações 117
Palavras 926
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Ficção, LGBT, Romance e Novela, Slash, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Pov Yoongi

Capítulo 15 - Jjajangmyun


Fanfic / Fanfiction Fragilidade - Capítulo 15 - Jjajangmyun

Depois que guardamos a caixa na mala do Jeon, resolvemos que iríamos sair para almoçar, e que Jimin devia ir conosco. Então eu fiquei com a responsabilidade de falar com Jimin, e Jeongguk com a de procurar um restaurante acessível e bom para todos nós.

— O que é? — a voz de Jimin estava embargada.

— Chimchim é o Yoongi. Por que não respondeu minhas mensagens?

— Desculpe, eu não estou em um bom dia para verificar mensagens. — fungou.

— Aconteceu algo?

— Aconteceu... Você lembra do Taehyung?

— Claro que lembro, o que tem ele?

— Eu... Eu e ele... Nós... Nós não... Não nos veremos mais... — sua voz falhou.

— O que aconteceu? Ele te magoou?! — aumentei o tom de voz. — O que esse Taehyung fez Jimin?! Me conta!

— O que houve? — Jeon surgiu da cozinha segurando seu celular, eu ergui a mão pedindo para ele ficar em silêncio.

— Ele não fez nada Yoongi, Taehyung não fez nada. Eu só não posso mais...

— Mas Chimchim você estava tão animado com...

— Ah deixa pra lá. Pra que me ligou?

— Eu ia te convidar pra sair pra almoçar comigo e com o Jeongguk, mas acho que não seria uma boa ideia pra você, não é?

— Podem vir almoçar aqui no meu apartamento?

— Claro que sim, podemos. Levaremos algo, chegaremos aí em menos de uma hora.

— Ok. Espero vocês. — desliguei o celular e o guardei logo em seguida.

— Jimin está bem? — me encarou curioso.

— Sim e não. Algo aconteceu entre ele e o Taehyung, mas não sei o porquê dele não ter aberto o jogo logo. — dei de ombros andando até a porta. — Vamos comer na casa dele, ele não quer sair mas seria bom irmos pra lá o fazer companhia, não acha?

— Acho sim, você tem total certeza.

...

Levamos jjajangmyun para almoçarmos, eu e Jeon adoramos a ideia de talvez animar Jimin com a nossa escolha, mas como não sabíamos se ele iria querer comer aquilo de fato, por isso também levamos ttteokbokki, e é claro que não podíamos esquecer da nossa sobremesa.

 Misericórdia hein Park, mas que pijama horroroso. — entrou primeiro quando Jimin abriu a porta para nós.

 Sua cara também é horrorosa Jeon, e ninguém fala porcaria nenhuma sobre isso. — sorriu fino para mim e fechou a porta assim que eu entrei. 

— Ninguém fala nada porque isso não é verdade, eu sou lindo.

— Não falam por pena, você já deve sofrer demais só se olhando no espelho.

— Vocês dois vão começar?  me dirigi para a cozinha com as sacolas.

 Eu vou embora hoje, você deveria ser menos grosso comigo. — tirou a comida que estava dentro das sacolas e as colocou sobre a bancada americana que dividia a cozinha da sala.

— Ow, ele vai embora hoje. — Jimin ironizou pegando pratos e talheres no armário.

 Sério, vocês dois, parem.  ri abrindo as marmitas de isopor e depois joguei as tapas no lixeiro.

 Sério que vocês trouxeram jjajangmyun?  riu pondo um pouco desse prato para si.

 A ideia foi do Yoongi.  pegou um prato e fez o mesmo que Jimin.

 Eu achei que seria legal, sua mãe sempre fazia isso para comermos quando íamos pra sua casa estudar. — peguei uma porção de ttteokbokki e sentei em um dos bancos altiados da bancada.

 Então... Jeon vai mesmo viajar hoje pra Seul? — sentou ao meu lado.— Sim, ele vai. — ajeitei os talheres nas minhas mãos e iniciei a comer.

— Eu preciso ir. — completou sentando de frente para mim e Jimin. — Tenho um trabalho pra entregar amanhã, e ainda nem o finalizei.

— Que tipo de trabalho? — perguntamos em coro.

— Resumo de um livro sobre anestesia local, acreditam nisso? O professor desse módulo é ridículo, passando deveres para casa como se fossemos crianças no colegial. — Jimin riu da indignação dele ao falar. — Ei, não ria de mim! — apontou a colher para ele antes de a pôr na comida.

— Quer que eu te leve para o aeroporto?

— Você? — encarei Jimin por alguns segundos e voltei a comer.

— Eu sou uma boa pessoa tá? Gosto de ajudar meus amigos.

— Uhuuum... — Jeongguk segurou o riso por estar mastigando.

— Você e ele só podem ter sido enviados ao mundo para testar minha paciência. — apontou a colher para mim e depois para Jeongguk — Mas eu irei ganhar essa.

— Seria ótimo não precisar chamar meu pai, não quero tirar o sossego do domingo à noite dele. Então sim, quero sim Chimchim, obrigado.

— De nada fofinho.

— Só seu pai que iria te levar ao aeroporto? E sua mãe? — esperei ele terminar de comer o que estava mastigando para perguntar.

— Ah... Hum... Minha mãe? — sorriu  sem jeito nos olhando. — Ela... - direcionou os olhos para mim. — Bem, é que-

— Mas que merda é essa?! — Jimin questionou retoricamente olhando para a janela de vidro da sala, manchada de vermelho.

Nos aproximamos e vimos que alguém estava atirando bolinhas vermelhas que estouravam ao tocar na janela.

— São bolinhas de paintball? Que vizinhos filhos da puta! — procurou a direção de onde as bolinhas estavam sendo jogadas, mas a pessoa parou quando ele se mostrou na janela. — Aposto que foi algum pirralho do prédio vizinho.

— Calma Jimin, vamos voltar a comer. — o chamei tocando em seu braço, Jeongguk já estava novamente sentado.

— Minha janela tava com o vidro tão limpinho!

— Eu te ajudo a limpar de novo, vamos deixar o vidro brilhando novamente, mas isso depois de terminarmos tá bom?

— Tá, tá bom.


Notas Finais


:c


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...