1. Spirit Fanfics >
  2. Fragmentos de Solangelo >
  3. Selinho

História Fragmentos de Solangelo - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Voltei com um fofinho

Capítulo 2 - Selinho


Nico di Angelo estava dormindo abraçado aos lençóis. Seu rosto esmagado contra o travesseiro, os cabelos eram uma tempestade negra sem forma e ele parecia incrivelmente em paz. Will admirava-o em silêncio.

Um mês depois que Nico decidiu ficar, ele estava completamente apaixonado pelo filho de Hades e não fazia ideia de como esconder os sentimentos se não conseguia sequer ficar longe dele um dia inteiro. Depois dos três dias de repouso absoluto no ambulatório, Will passou a ser médico particular de Nico. Um médico bem chato, diga-se de passagem.

Ele deu um passo para mais perto da cama de Nico e continuou encarando. 

Deuses, que lindo. Como ele consegue ser tão perfeito? – Will pensava.

Will tinha ido acordá-lo, Nico estava se exercitando regularmente e estava em forma. E que forma! – Delirava Will. Mas além dos exercícios e dos treinos regulares, era necessário cuidar da alimentação, algo que ele ainda relutava. 

Will sentia uma enorme necessidade de proteger Nico, depois de tudo que ele passou na guerra e todas as demais experiências ruins ao longo da vida, o filho de Apolo sentia doer o coração só de imaginar toda a solidão que o menor passou nos últimos anos.

– Nico, acorde. Está na hora do café da manhã. – Tentou acordá-lo.

Nico gemeu algo ininteligível e voltou a ronronar. Will suspirou sentindo seu estômago querer sair por sua boca. Nico era fofo e nada assustador.

– Di Angelo, acorde! – Dessa vez Will chacoalhou o ombro de Nico.

– Hmmm, Solace... 

– Acorde, você não vai perder o café da manhã!

– Que Hades! – Nico resmungou tentando se livrar do sono.

O garoto esfregou os olhos e encarou Will pela primeira vez naquele dia. Os cachos fofos, as bochechas bronzeadas e sardentas, os incríveis olhos azuis... Nico percebeu que não era tão ruim ser acordado pelo filho de Apolo.

– Já estou de saída, não queria... 

– Não está, não! Já que me acordou o mínimo que pode fazer é me acompanhar. – Disse mais calmo. – Desculpe, acordo mal-humorado, às vezes.

– Todo dia.

– Às vezes.

– Todo dia.

– Cala a boca, Solace.

Nico riu fazendo Will sorrir também e foi na direção do banheiro. 

                Meia hora depois os dois estavam sentados à mesa do refeitório com Will tagarelando sem parar sobre uma cirurgia de emergência que teve que fazer. Nico ouvia atentamente e mastigava devagar.

                – Você é o melhor curandeiro do milênio, parabéns. – Will corou com o elogio despretensioso de Nico.

                Continuaram conversando até que Nico contou do sonho engraçado com o pai e isso foi o suficiente para todos a mesa de Apolo gargalharem. 

                – Aí Nico, só você mesmo! – Kayla disse se dobrando de rir.

                O filho de Hades abriu um pequeno sorriso para a garota e voltou a comer. Nico nunca se sentiu tão feliz em toda a sua trágica vida, aquelas pessoas eram seus novos amigos e quem sabe, uma nova família.

                 Entre tantas atividades, Nico tinha uma aula bem especial, ele treinava Will. Depois da ridícula performance de Will na guerra contra Gaia correndo dos monstros, Nico resolveu que seria instrutor de Will.

                Nico dava aula para crianças, mas acredite, as aulas de Will eram ainda mais difíceis.  O filho de Apolo não era nada habilidoso com uma espada, mas desenrolava bem no arco e flecha. 

                O treino de combate corpo a corpo estava puxado, Nico não dava espaço nem para Will se coçar e o médico não sabia o que fazer para distraí-lo.

– Vamos, ataque! – Nico disse.

Os cabelos estavam presos num semi coque bagunçado, o que deixava Will bem desconcentrado. Nico suado, com a camisa preta grudada ao corpo e o rosto sério estava deixando Will tonto.

– William, você teria morrido no campo de batalha. Levanta a espada! – Nico instruiu.

Will estava desesperado por uma chance de distrair Nico e conseguir acertar um único golpe. Foi aí que teve o seguinte plano.

Recebeu o próximo ataque de Nico e se jogou no chão fingindo dor. Nico ficou ainda mais pálido e se moveu tão rápido que achou que ele tivesse usado alguma sombra. O filho de Hades pairou acima de Will desarmado e inofensivo.

– Wil, eu machuquei você?

Will sentiu um pouco de pena, mas deu sequência ao plano e atacou Nico com um golpe de Judô e o imobilizou.

                – Quem está em apuros agora? – Nico riu dando-se por vencido

                – Você é tão trapaceiro, raio de sol.

                Will sentiu um calafrio de felicidade e soltou o mais novo.

                – Venci você.

                – Trapaceiro. Não vale se aproveitar do meu lado protetor. – Disse Nico tirando a liga e bagunçando ainda mais os cabelos.

                – Deuses! Como você é lindo. – Deixou escapar.

                Nico o encarou corado e desviou o olhar.

                – Olha quem fala, o filho de Apolo. – Nico revirou os olhos.

                Caminharam em silêncio até o chalé 13, a mente de Nico repetia o elogio de Will repetidas vezes.

                Nico abriu a porta e no momento em que se virou para se despedir de Will ele o beijou. Um roçar rápido de lábios, mas que deixou Will fervendo por dentro.

                – Você é lindo de verdade, não foi uma piada.

Disse e saiu deixando Nico com corado e com cara de bobo.


Notas Finais


Me deem sugestões


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...