História Frail - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Tags Carta, Frágil, Frail, Futuro, Inktober, Passado
Visualizações 6
Palavras 489
Terminada Sim
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Drama (Tragédia)

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Imagens retiradas do Pinterest.

Capítulo 1 - Capítulo Único


Fanfic / Fanfiction Frail - Capítulo 1 - Capítulo Único

Querida eu,

Como está indo?

Já superou suas inseguranças? Algo bom aconteceu hoje? Você sabe que tem o direito de ficar feliz quando coisas boas acontecem agora, não é?

Você já parou com aquela mania de ficar se remoendo por erros de dez anos atrás? Você conseguiu superar as inúmeras decepções ou ainda chora pelos amigos que se foram? Parou de esperar demais dos outros e começou a mudar a si mesma para não se quebrar no final?

Querida eu, você ainda consegue sentir como sinto hoje ou o que restou de sentimentalismo se foi com o tempo? E o seu coração? Ainda ocupado ou você finalmente deu um fim aos seus sentimentos por não suportar mais tentar segurar a barra calada?

E quanto ao emprego? Ainda consegue se divertir como me divirto hoje? Os medos bobos passaram? Consegue impor sua autoridade? Aprendeu a liderar?

Gostaria de espioná-la, de tomar um grande spoiller, de roubar um pouco da sua maturidade e me curar nesse tempo, porque ele tem passado tão depressa e eu não sinto que esteja evoluindo.

Querida eu, éramos chamadas de emocionalmente desequilibradas e essa acusação ainda pulsa nos meus pensamentos diários, mas é engraçado pensar no quão egoísta as pessoas são, no quão fácil é dizer o que bem entendem sem sequer nos conhecer. Eles nunca vão saber das humilhações, dos sufocos, das privações, dos sacrifícios e de como é sufocante passar por tudo isso calada como ovelha para o abate. Quão egoístas são por terem tanto de nós, da nossa dedicação e boa vontade, da nossa obediência e aceitação, do nosso traço gentil de nunca se opor e tentar deixar as coisas confortáveis para todos, mas então há uma hora em que a gente não aguenta mais guardar tudo pra si, chega uma hora que o copo derrama, e então, nesse momento, sou a emocionalmente desequilibrada e aqueles que fizeram parte da história ou a conhecem, que esperamos que nos defendam preferem apenas se calar e deixar que todos acreditem, inclusive eu mesma, que o problema está no meu desequilíbrio mental.

Querida eu, não queria te incomodar aí, espero que você tenha perdido essa mania de olhar para trás e se perder por aqui. Faça um favor para nós? Não desista, e não por uma questão religiosa, não desista pelo fato inegável de que sempre estivemos lutando, dentro das nossas fragilidades, medos, erros e inseguranças, mas firmes em busca do nosso lugar, então, não desista, merecemos os raios de sol, merecemos explodir sem nos sentirmos culpadas, merecemos ser mais humanas e menos duronas.

Então aqui vai meu último pedido, se ainda não aprendeu a se colocar em primeiro, passe a se colocar, porque nosso príncipe não nos defendeu, porque os amigos se foram, porque a família sempre foi complicada e porque só temos a nós mesmas e um Deus que cuida de nós, mesmo naqueles momentos que sentimos estar distantes dele.

Cuide-se.

De verdade... Cuide-se! 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...