História Free Fire - Uma guerra aterrorizante - Capítulo 6


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Tags Ação, Arma, Free Fire, Luta, Mortes, Sobrevivencia, Traição
Visualizações 15
Palavras 445
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Ficção, Luta, Policial, Romance e Novela, Survival, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Linguagem Imprópria, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 6 - Equipe azul - Se conhecendo melhor.


Fanfic / Fanfiction Free Fire - Uma guerra aterrorizante - Capítulo 6 - Equipe azul - Se conhecendo melhor.

Andrew se esquiva como se quisesse falar alguma coisa, todos ao seu redor estão em silêncio, portanto ele se encontra no direito de poder contar sobre si.

-Eu me chamo Andrew, acredito que isso todos aqui já sabem né -ele ri sem jeito -tenho 42 anos, eu era policial, acho que eu era um bom policial... eu conheci o amor da minha vida na faculdade, ela era linda. Bom, na verdade ela é linda até hoje....

-Ela largou o meu pai para ficar você. Isso que é "a verdade" -interrompe Kelly.

-Pelo visto a doutora aí e o policialzinho tem algo em comum -comenta Eve.

-A, é... sua mãe já não estava mais com ele. Você já tem idade o suficiente para superar isso, Kelly.

-Já superei, Andrew. Só não te concidero da família.

-Eu já acabei -finaliza Andrew.

-Tenho 17 anos. Moro com minha mãe... Não vejo a hora de fazer 18 e ir morar com o meu pai -começa Kelly - Correr é o meu passa tempo, é o que me faz esquecer das coisas idiotas que o mundo coloca na minha vida.

Andrew dá um suspiro, recebendo, por completo, a indireta.

 -Você não sabe se vai sair viva daqui Kelly, pode até ser que o seu padrasto não saia... não seja tão dura assim -diz Ashley.

-E quem foi que pediu a sua opinião? -pergunta Kelly.

-Eu me chamo Ashley -começa a mulher de cabelos cacheados, ignorando a menina mal educada -tenho 30 anos e tenho um tesouro precioso me esperando em casa. Só não sei se  vou voltar vê-lo novamente. Ele tem 5 aninhos e é a coisa mais fofa do mundo... Eu não vejo a hora de poder abraça-lo e dizer a ele o tanto que a mamãe dele o ama. 

-Você vai dizer -diz Oliva num sorriso.

-Obrigada, eu acredito que sim.

                         *

-Oi -diz Maxim aproximando-se de Kelly, que está perto da janela... enquanto os outros estão tentando ver o melhor jeito de se proteger.

-Oi -responde Kelly.

-Pessoal, se afasta daí, venham mais pra cá -propõe Andrew.

Maxim olha para Kelly e vê que ela não obedece Andrew, ele resolve fazer o mesmo.

-Você é bem bonita, sabia? -diz ele por fim.

-Eu não sei por qual motivo eu estou aqui, tão pouco se vou sobreviver a isso... A última coisa que eu quero é uma amizade, na verdade nem conversar eu estou querendo...

-Eu, só queria....

-Maxim... É Maxim não é? Eu vi o jeito que você estava me olhando... eu sei o que você está querendo. A questão aqui é: eu-não-quero.

Kelly se afasta, juntando-se aos demais, só que um pouco afastada.

-Ela não acredita no amor -sussurra Andrew para Maxim quando o vê ao seu lado -um garoto, que ela gostava, a fez sofrer muito. 








Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...