1. Spirit Fanfics >
  2. Freedom Fantasy Life >
  3. Cap IV - O Início do Império

História Freedom Fantasy Life - Capítulo 4


Escrita por:


Notas do Autor


Não sou profissional faço isso por diversão!!!

Tenha uma boa leitura!!!

Capítulo 4 - Cap IV - O Início do Império


Planejamento       


Depois de algumas horas navegando o navio Vingança de Jack Sperow chega aonde séria o novo lugar onde Ares e sua tripulação daria início a construção de seu novo lar. A enorme embarcação adentra o continente passando por um rio que é conectado com o mar.

Ares caminhará até a borda a estebordo do navio olhando para baixo onde percebeu que o rio era largo o suficiente para que mais uma embarcação do mesmo tamanho pode-se passar sem muitas dificuldades.


Foi como eu pensei eles não mexeram no mapa então tudo o que eu explorei anteriormente ainda deve estar lá…


"Ares-sama!!" Chama a garota elfa interrompendo os pensamentos de Ares.

"O que foi?" Ares pergunta se direcionando para ela.

"Para onde vamos exatamente? Ao meu ver esse rio uma hora ou outra vai começa a diminuir isso é claro se não aparecer uma cachoeira."

"Na verdade esse rio é conectado a um imenso lago e é exatamente lá que eu planejo dar início ao Plano Piloto."

"Plano Piloto?" Pergunta a garota se aproximando para mais perto de Ares.

"Esse plano consiste na construção de uma capital administrativa e militar que eu criei bem antes de chegar aqui, será uma mega cidade fortaleza com altos murros e vários distritos tendo escolas, academia de magia entre várias outras coisas!! Resumidamente eu irei criar uma nação do zero onde todas as raças poderiam viver em perfeita amônia e paz sem se preocuparem em sofrer com a escravidão ou fome."

"Hoo!! Então é por isso que o senhor queria vim até o continente!? Fez tudo o que fez pensando começa uma nova vida aqui onde o sofrimento das pessoas seria praticamente zero!!"

"E-exatamente…"


Bem… essa não é a verdadeira verdade por trás de meu plano original, anteriormente... antes, ainda no beta, eu planejei a construção desse reino para que eventualmente as guerras de clãs fosse liberada e eu o único membro de meu próprio clã lutaria e conquistando terra e mais terras ao ponto de chegar no top 1 do ranking mundial do jogo, no entanto…


"Ares-sama!! Veja chegamos!!!" Grita a garota puxando a armadura de Ares enquanto apontava para sua frente.

"Aah!! Muito bem vamos nos aproximar mais um pouco, logo após soltem a âncora vamos ficar aqui por um tempo até que o porto seja completamente feito!!"

Ares desce as escadas indo em direção a sua cabine onde o mesmo adentrar pegando um lampião enquanto tirava da dimensão de bolso uma cartolina pondo a mesma sobre a mesa tirando tudo o que estava em cima e abrindo a cartolina começando a desenhar o porto.

Depois de várias horas, Ares levantada de sua cadeira saindo de sua cabine onde o mesmo se dirigindo até a mago esqueleto que ao velho se ajoelhar dizendo.

"Ares-sama, os botes já estão prontos!!"

"Levante-se!!" 

Rapidamente o mago esqueleto levanta ficando cara a cara com Ares que volta a dizer:

"Você fez um bom trabalho administrando o navio, portanto como recompensa eu lhe darei um nome."

O mago dá dois passos para trás surpreso com o que acabará de ouvir.

Em Freedom Fantasy Life invocações poderiam-se renomeadas utilizando uma certa quantidade de Mp facilitando assim seu reconhecimento dentro da sociedade de seu mestre.

"T-tem certeza mestre?" 

"Sim! Não se preocupe não vai me custar muito Mp." 

Ares encara brevemente analisando de cima a baixo o mago esqueleto que logo fica retilíneo.

"Titus!! Esse será seu nome!!"

Uma chama esverdeadas toma o corpo brevemente quando as chamas desaparecem. O corpo de Titus ganha uma nova forma, ele tem a aparência que consiste na fusão de ossos de animais e humanos, com uma altura de cerca de 150 centímetros. Ele tem dois chifres brotando de sua cabeça, quatro dedos de osso e dois pés com cascos.

Ele usa um vestido vermelho com uma seda cobrindo a cabeça. Seu corpo é adornado com muitos acessórios que são itens mágicos todo-poderosos. No braço há uma pulseira com sete jóias, um amuleto de ouro no pescoço, muitos anéis diferentes nos dedos e uma variedade de jóias que decoram a cintura.

"Hoo?!" Titus expressa se surpreendendo com sua nova forma e equipamentos.

"Agora sim eu posso invocar novos Skeleton Mage sem me preocupar em confundi-lo com seus irmãos."

Titus curva-se profundamente dizendo:

"Muito obrigado Ares-sama!!"

"Tudo bem, tudo bem! Agora vamos temos muito o que fazer!!"

"Sim senhor."

Ares e Titus adentram a cabine onde Ares explicará tudo sobre as construção que deveram ser feitas.

Apesar do sistema de construção de Freedom Fantasy Life se assemelhar muito com os de jogos de sobrevivência onde a pessoa deveria coletar e construí certa parte da casa. Uma coisa de certa forma fora considerada muito revolucionária dentro do jogo, foi fator de que um certo indivíduo deveria pegar um papel e apartir dali ele deveria construir com itens pré fabricados que um painel disponibilizará a construção de seu desejo tendo a possibilidade de categorizar e fazer uma intensa lista só com as construções feitas, no entanto após saír do papel a construção deveria ser feita parte por parte, ou seja cada item que fora utilizado na marquete deverá ser coletado e feito dentro de uma bancada de trabalho especializada.

Por sorte Ares guardará alguns de seus projetos feito durante o Beta Test sendo transportados para seu armazém separado.


◇◇◇


Logo após de longas horas de discussões sobre o que deveria acontecer Titus saí da cabine descendo as escadas que ficará na borda do navio descendo até um bote onde o mesmo com a ajuda de alguns Undead remam em direção a encosta.

Na cabine Ares retirará todos as maquetes pré fabricados, abrindo uma em específico que ao abrir projeta um holograma de um castelo projetado sobre uma montanha.

A estrutura era feita de pedras densamente negras com janelas e cerca de altas cinco torres sendo protegido por uma muralha alta com a possibilidade de locomoção ampla em cima dela tendo uma ponte levadiça conectando a entrada do castelo com a entrada.

Um castelo das trevas isso poderia definir melhor aquele holograma, Ares fechará aquele papel guardando o mesmo em sua dimensão de bolso enquanto abria outro conferindo se seriam as construções indicadas para dar início a capital de seu reino.

"Ares-sama!?" Uma voz vinda do lado de fora ressoa pela cabine onde rapidamente Ares responder.

"Entre!!"

Logo após falar uns dos elfos normais (brancos) que ele transportava pelo seu navio adentra a cabine sendo seguido por sua provável filha e esposa ambos ainda mantinha-se os mantos sobre seus corpos impossibilitando ver o que vestiam realmente sendo todos loiros com olhos verdes.

"Sente-sem querem beber ou comer algo?"

"Não muito obrigado..." Responde o homem "... na verdade eu vim aqui confirmar a dúvida minha."

"Pois bem diga!!" Ares responde se ajeitando direito na cadeira.

"Chegou ao meu conhecimento que o senhor planeja criar uma nação aqui…" 

"Sim, sim de fato eu planejo."

"... como homem é meio vergonhoso pedir isso, ainda mais pela imensa ajuda que você já estar dando a todos nós, mas…"

"Tudo bem, tudo bem podem pedir o que quiserem de acordo que esteja ao meu alcance."

"... Ares-sama…" o homem levanta se curvando profundamente voltando a dizer "...por favor me conceda uma moradia para mim e minha família!!!"

Ares olha sem entender o seu pedido afinal ele já estava fazendo ou melhor estava planejando fazer isso, mas:

"Peço desculpas, mas por que está me pedindo isso sendo que era óbvio que isso iria acontecer?"

"Huh?" Expressa o elfo levantando com uma expressão de surpresa.

"Como todos vocês estão sob meu coma- digo sob meus cuidados era mais do que racional que eu dá-se início a construção de moradias para todos vocês, não concorda? Porque acharam que iriam dormir no meu castelo!?"

Os olhos do elfo enchem de lágrimas, no entanto logo eles a expulsar voltando a ser curvar profundamente dizendo.

"Muito obrigado! Vossa majestade!!"

Logo após a mulher faz o mesmo repetindo "Muito obrigada! Vossa majestade!!" A pequena elfa logo repete os mesmo movimento dizendo em uma voz fofa "Muito obrigada! Vossa majestade!!"

"Tudo bem, tudo bem, fale isso para os outro."

"Sim!!..." Responder o homem se levantando sendo seguido pelas duas "... com a sua licença eu e minha família vamos nos retirar!!"


Parte 2


No outro dia o primeira doca para atracar o Vingança de Jack Sperow estava pronto e logo todos os seus tripulantes descem podendo aproveitar que agora estão em terra firme.

Todos caminham pela aquela ponte de madeira até uma escada que leva eles sobre uma parte elevada completamente feita de pedra, pedras essas que iriam se estender por todo o litoral do lago como forma de impedir que a maré suba e consuma a futura cidade.

Andando mais um pouco estradas de paralelepípedos já podia ser vista deixando todos ali surpresos.

"Eles construíram algo desse tipo em menos de três dias!!" Comenta uns dos elfos.

"Isso é porque Ares-sama utilizou praticamente toda a sua mana na criação de novos morto-vivos que ao contrário dos vivos não precisam comer e nem dormir!!" Comenta a elfa negra que caminha em direção a uma tenda onde Ares estava deitado sobre uma mesa enquanto ao seu arredor havia diversos papéis entre caixas e ferramentas.

"Obrigada Ares-sama." Disse a garota nos ouvidos de Ares enquanto acariciava a cabeça do mesmo passando sua mão sobre seus cabelos brevemente antes volta para perto dos demais.

"Então o que vamos fazer? Pergunta umas daquelas pessoas.

"Bem podemos ajudar os morto-vivo na construção." Comenta outro elfo.

"Os morto-vivos não precisam de ajuda mais sei de algo que podem fazer!!..." Diz Titus enquanto se aproximava "... precisaremos de uma fazenda já que vocês serão os primeiros habitantes temos que nos preocupar com isso logo de cara."

"É mesmo não tínhamos pensando nisso. Então aonde podemos dar início ao cultivo?"

Titus coloca umas de sua mãos em seu queixo pensando em algum lugar que não atrapalharia o desenvolvimento da capital.

"Bem… a um enorme campo aberto logo após  aquela montanha onde será o castelo de Ares-sama a terra parece fértil portanto acho que lá poderia um bom lugar!!"

"Mais lá é muito longe dessa região onde estamos não seria perigo sermos atacados por bandidos ou besta demoníacas?" 

"Não se preocupe nessas bandas não a seres intelectualmente inteligente como nós os mais próximos devem ser Goblins, Ogros, Trolls e talvez algum morto-vivo, no entanto temos vários soldados a nossa disposição. Levem alguns death knight e skeleton archer juntamente com alguns skeleton para dar início a construção da fazenda."

"Com os morto-vivos ao nosso lado me sinto mais segura."

"Então todos estão de acordo?"

Todos acenam em confirmação e logo partem juntamente com os morto-vivos selecionados.


Já era tarde e a fazenda já estava pronta com uma enorme área sendo preparada para dar início ao cultivo, uma bela casa fora no construída no meio da fazenda tendo um celeiro e dois silos para a armazenagem dos grãos. Na montanha a base do castelo estava sendo finalizada enquanto no porto a construção dos prédios comerciais já havia começado com o estilo de arquitetura neoclassicismo, tendo largas ruas com passeio e ruas de paralelepípedo.

Em meio a todo aquele trabalho Ares apenas observará a movimentação incansável de seus subordinados, mas logo volta a fazer o que ele passar aquela tarde inteira fazendo desenhando e projetando as linhas de rede esgoto e água para a futura população de seu reino.


Capital dos Mortos


Na ilha inicial as dezenas de milhares de jogadores que ficará presa dentro de Freedom Fantasy Life trabalhará arduamente para conseguir dinheiro e recursos o suficiente para a compra de navios enquanto outros pequena parcela buscava construir seus próprios navios, diversas cidades portuárias da ilha estavam mais lotadas o normal. 

Poderia-se dizer que todos ali tinham chegado ao mesmo nível e buscavam novos desafios para poderem upar e ficar mais fortes, no entanto isso de fato não era o que eles estavam fazendo. Mesmo construindo, fazendo missões e coletando recursos o nível de XP que os jogadores receberam não é o suficiente para que possam subir de nível rapidamente, mas sem dúvidas o importante naquele exato momento não era upar e sim sobreviver.

Dias passavam, noite caíam e o árduo trabalho tem em fim seu lucro, diversas embarcações das mais pequenas das mais maiores que se possa se imaginar foram construídas e estavam prontas para transportar e tirar toda aquela gente dali, mas como todos já sabem como o destino pode ser duro com as pessoas sem dúvidas ele não irá de deixar de ser agora.

Em plena tempestade diversos navio de pequena porte podiam se ver sendo levados ou destruídos pela tempestade que castigará todos ali, no entanto isso obviamente não era tudo, mesmo podendo superar a tempestade todos ali teriam que se preocupar com a charada uma resposta errada e é vala todos os esforços para chegar até ali forá em vão.


◇◇◇


Dia seguinte a capital do que seria um dia um Império estava com suas primeiras construções concluídas. Na rua principal  havia uma enorme construção centralizada em toda a cidade podendo ser chama de prefeitura tendo um enorme jardim para os mais familiarizados ou aqueles que vivem no Distrito Federal reconheceram logo de cara a inspiração no Palácio do Planalto tendo a sua frente um belo jardim florido cheio de árvores com a estátua dos três poderes construídas sobre um chamariz, o distrito comercial foi construído ao arredores da prefeitura sendo ligado diretamente ao porto onde diversos galpões foram construídas para a armazenagem e os reparos dos navios, o distrito residencial se localiza ao arredores do distrito principal onde diversos loteamentos foram feito e estão apenas a esperança de seus donos.

Na montanha o castelo de Ares estava já com 70% concluído tendo dentro de seu interior já mobiliado com móveis rústicos combinando com o cenário propriamente dito sombrio do lado de fora do castelo uma fileira de 10 Skeleton Warrior que estava lado a lado enquanto Ares caminhava sendo acompanhado por Titus cada Skeleton Warrior estava trajando uma armadura diferente armaduras essas que seriam o símbolo do exército.

"Hm… Espartano demais…. Nórdico demais… Tribal demais… Clichê demais… ante clichês demais… Baiano demais… Hã!! Mais essas duas são perfeitas!! Esse dourado pode ser a guarda Imperial enquanto esses podem ser o exército Imperial!!"

As armaduras que Ares se referia é uma armadura de praças douradas que cobrirá todo o corpo do usuário com exceção da parte frontal do rosto onde o capacete tem dois chifres demoníacos torto para frente utilizando uma capa vermelho carmesim equipados com espada longa e escudo Tower Shield dourados,  a outro tratava-se de uma variação da armadura do Death knight sendo uma versão menor e mais compacta utilizando-se da mesma espada e escudo em uma versão mais aceital para o tamanho da invocação ou soldado alistado.

"Ares-sama, a armadura dourada exige um certo gasto de MP para o encanto que a faz ficar com essa colocação dourada, no entanto dentre as demais essa é uma armadura encantada o mesmo vale a espada já a que podemos chamar de mini Death knight é a mais barata exigindo pouquíssimos recursos para produzi-la, mas temo que essa armadura não seja adequada para arqueiros mesmo utilizando bestas."

"Entendo…" Ares encara brevemente os dois Skeleton Warrior selecionados voltando a dizer "nesse caso que uma versão mais leve e flexível para os arqueiros, também quero uma versão para que possam caber em um Skeleton Giant e os Skeleton Horse uma variação das duas armadura.

"Como desejar!!"


Hm… se não me engano havia uma caverna que dava acesso ao lado e que tinha uma entrada grande o suficiente para um navio passar… próximo objetivo vai ser fazer essa doca particular para o meu Vingança de Jack Sperow, mas primeiro eu preciso upar atualmente estou no nível 19 graças a construções que estão sendo feitas eu liberei diversas novas habilidades, no entanto eu tenho que evoluir o meu nível racial, mas pra isso eu preciso de um "Book of The Undead" esse item é raro pra cassete custei achar no beta, mas… acho que os drop das masmorras não mudaram talvez se eu voltar lá eu consiga…


O book of the undead ou traduzido Livro do Morto-vivo é um item essencial para qualquer jogador ou ser que seja um Undead com afinidade mágicas possa subir de nível racial um exemplo disso é um Skeleton Magic ou necromancer que possuir tal livro possa evoluir para um Lich e eventualmente se tornando um Elder Lich (Lich ancião) que poderá evoluir para Overlord, Nith Lich, Lich Steel dentre outros.

No entanto esse é uns dos meios que possa ser utilizado para a evolução o outro que envolve um ritual que deverá ser utilizado durante a noite de luz cheia e na presença de pelo menos cem mil morto-vivos onde o usuário precisará recitar uma série de frases para dar início a transformação. Esse livro também pode ser utilizado em invocações intermediárias a baixo como um Skeleton Warrior que pode evoluir para Red Skeleton Warrior, Iron Skeleton Warrior, Skeleton Warrior Bloody, Death knight  e dentre outros.


"Certo!!..." Diz Ares confiante "... Se eu não achar o livro eu utilizo o ritual, mas pra isso eu vou ter que coletar a Death Jewel somente assim configurei invocar os morto-vivos sem sofrer com o limite máximo de comando… Titus informe ao outro que eu vou dar uma explorada na região e já volto!!"

"Por favor espere se o senhor sair  e for atacado não terei como protege-lo mestre!!"

"Vai ficar tudo bem, eu vou invocar dois death knight e vou junto com uma força mínima explorar vai ser questão de apenas algumas horas nada com que se preocupar!!"

"B-bem… se for assim não tenho como impedi-lo, por favor vá com cuidado!!"


Notas Finais


Obrigado por sua leitura!!!

Peço desculpas se houver algum erro de português!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...