História Friend or Enemy (Imagine Kihyun A.B.O) - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Black Pink, Monsta X, Pentagon (PTG)
Personagens E'Dawn, Hong-seok, Hyung Won, I'M, Jennie, Jin-ho, Jisoo, Joo Heon, Ki Hyun, Lisa, Min Hyuk, Rosé, Show Nu, Won Ho, Yan An, Yuto
Visualizações 14
Palavras 1.817
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Lemon, Luta, Mistério, Romance e Novela, Suspense, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Bissexualidade, Drogas, Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oiiieee
Me desculpem pela demora eu tava com muito trabalho e provas enfim o capitulo é grandinho eu espero que gostem
Bjus e boa leitura e desculpa pelos erros

Gente vai tem uns coisas assim *"pensamento"* e porque o personagens que esta narrando esta pensando ok

Capítulo 2 - Day Two


Fanfic / Fanfiction Friend or Enemy (Imagine Kihyun A.B.O) - Capítulo 2 - Day Two

 

S/n On

Hoje estou de folga então decidir ir dormir o dia todo, acordo lá pelas 15:38 e ligo para o E’ Dawn,” ele é o meu melhor amigo”, e marcamos de irmos no cinema, levanto e vou tomar banho e fazer minhas higienes coloco minha roupa (foto da capa) e sai de casa sem que meus irmão me vejam e vou ate o encontro de Dawn, quando chego vejo ele sentado no chão, vou ate ele e paro na frente dele que sorri fofo, ele se levanta e me abraça forte tão forte que fico sem ar, ele me solta e da um beijo na minha testa, sorrio envergonha.

S/n: Oi tudo bem? – pergunto cruzando o meu braço no dele.

E’: Eu estou  bem e você Grey ? – ele me olha e sorri

S/n; não sou a Grey – fala e sem quere faço um bico – eu estou bem e eu sou a Bailey.

E’; Você combina com ela já que e pequenininha – ele solta do meu braço e se afasta um pouco – To  brincando

S/n; Posso colocar você num pote – ele olha para min espantado – melhor eu vou colocar você num pote fazer você de manequins.

E’: você e abusada – ele coloca a mão em espece de um abraço- pervertida

S/n; Nada e nada disso – dou um tapa no ombro de e continuo andado  em direção a bilheteria do cinema – Que filmes vamos assistir?

E’; Terror – olho para ele que começa a rir – Vamos assistir Psychokinesis (Au: é um filme coreano)

S/n: É terror? – ele faz um não com a cabeça – então eu quero hahaha

E’; eu vou comprar os ingressos – ele vai ate a fila da bilheteria.

Eu sento nos brancos e espero ele volta com os ingressos, depois de um tempinho ele vem até min, me levando e vou com ele ate a fila da pipoca, depois de comprarmos a comida vamos para a sala que estava um pouco cheia, sentamos na fileira do meio, ficamos conversando de coisas aleatórias ate o filme começar, o filme começa e as luzes se apagam.

~~~~~~~~~~~~~~~~~~QUEBRAR DE TEMPO~~~~~~~~~~~~~~~~~~

 

E’Dawn  ON

Despois que o filme acabou as luzes se acenderam olha para o lado e vejo S/n dormindo com a cabeça encostada no meu ombro, ela dormiu nos primeiros minutos do filme, eu não queria acorda ele mais tínhamos que sair da sala do cinema, tiro uma mesa de seu cabelo que estava no seu rosto e a mesma acaba acordando, ela me olha e coloca a mão direto na boca, fico olhando ela se arrumar e se levantar.

S/n; Vamos  o filme já acabou?! – não sabia se ela estava perguntando ou afirmando mais me levanto e desço os escadas – desculpa

E’; Haam? – ela me olha meio triste, a bochecha dela estava toda rosadinha – Desculpo, só porque você esta muito fofa  com essas bochechas vermelhinhas.

S/n: QUÊ? – ela coloca a mão no rosto – é que...é que ta QUENTE!

Rio da reação dela, a mesma ficou um pouco em silencio e saímos da sala de braços cruzados igual quando éramos crianças, ficamos um pouco mais no shopping andando e quando estávamos indo embora compro um soverte para nós ficamos sentado conversando e comendo o soverte, vejo que algumas meninas passavam e olhavam para nos S/n olha para o lado e vejo que ela estava com os lábios um pouco sujo, sorrio e passo o dedo no lugar sujo e a mesma leva um susto e me olha, pego um guardanapo e dou para ela que limpa a boca sem dizer nada, depois de comermos o sorvete fomos andando para casa.

S/n ON

Hoje foi um dia muito legal, apresar de não tem visto o filme foi uns dos meus melhores dias com E’Dawn, o mesmo parecia um pouco diferente comigo. Fomos andando para casa já que a minha casa e um pouco perto, o caminho foi cheio de risadas e conversar. Nos estávamos perto da minha casa quando  um caminhão bateu contudo um carro, o carro capoto três  e bateu em poste e ficou de ponta cabeça, saio correndo e vou até o carro. Ao chegar no carro vou ate a porta do motorista que havia quebrado o vidro em mil pedaços tiro meu casaco e estico ele no chão e coloco minha cabeça para dentro e vejo um homem muito lindo fico admirando a beleza dele ate ver um rastro de sangue em seu pescoço e no canto da cabeça.

S/n: OII você consegue me dizer seu nome – vejo que ele estava preso ao cinto de segurança e sue ferimento na cabeça estava sangrando muito, ele vai perder a consciência em segundos – você com segue me dizer seu nome?

???: K..Ki....Kihy  – ele diz e começa a fechar os olhos perdendo a consciência.

Saio de dentro do carro e me levando e vejo o E’Dawn tirando o corpo do motorista do caminhão vou ate ele correndo e coloco o dedo no pescoço do senhor e vejo que estava sem pulso, me levando e puxo  o braço do E’Dawn até o outro carro. O mesmo se abaixa para ver o homem já sem consciência.

E’: Ele tá vivo? – ele me olha.

S/n: Sim ele tá e você vai me ajudar a tirar ele dali – ele me olha espantado – o você precisa fazer e segurar a cabeça dele, porque quando eu soltar o cinto o corpo dele vai cair com muita força e você não pode deixar ele bater a cabeça, eu vou segurar as pernas dele ok – ele faz que sim com a cabeça , eu tiro meu cachecol  e o enrolo no pescoço do homem – eu vou do outro lado ok.

E’: Espera! – me viro com rapidez – toma cuidado ta cheio de vidro

Sorrio e vou ate a porta do passageiro e entro pela janela quebra e vou direto no cinto e vejo  que ele estava  sangrado no abdômen, começo a analisar melhor a situação dele e vejo que  uma  das pernas estava persa entre os pedais, vou um pouco mais para frente e estico o meu braço puxando a perna dela com cuidado quando puxo a perna sangra ainda mais o ferimento no abdômen.

*“preciso de ajuda HyungWon, cade meu celular?”*

S/n: Dawn vê se o meu celular esta num dos bolsos do meu casaco? – ele começa a mexer e pega o meu celular – Agora liga para o HyungWon e coloca no viva voz.

E’: Ta chamando – ele não tava atendendo ate que ele atende.

Ligação ON

Hw: S/n fala rápido teve um acidente grav..

S/n: Eu estou com o homem que sofreu o acidente, eu preciso da sua ajuda agora

Hw: Diga

S/n: Ele esta com um ferimento no abdômen e uma das pernas está presa entre os pedais

Hw: Já tentou puxar o pé ?

S/n: Sim, só que toda vez que puxo o ferimento no abdômen sangra mais.

Hw: Faz um torniquete

S/n: O ele ta presa no cinto, o cinto ta fazendo pressão mais não e suficiente

Hw: Espera eu tive uma ideia, so que não sei como lhe explicar isso então vou chamar o  Jin Ho

S/n: VOCE QUER QUE EU QUEBRE O PÉ DELE TA LOUCO

Hw: S/n e o único jeito e não e o pé e a perna , se você quebrar perto do loca onde esta preso  vai ficar mais fácil de puxar sem fazer força no abdômen S/n ele ta acordado?

S/n: Não esta perder a consciência a uns 30 minutos.

Hw: eu vou chamar o Jin Ho e o Hong Seok

S/n: Não ta tempo vou quebrar a tíbia dele.

Hw: Ta, mas vou chamar os dois mesmo assim  então no deliga

S/n: Desculpa mais tenho que desligar.

Ligação OFF

S/n ON

 Deligo antes que ele diga ao e me viro ficando com os meus pés em baixo do volante e começa a chutar bem forte a tíbia ate que escuto um estalo muito forte, para de chutar e me viro e coloco a mão no loca e vejo que estava muito inchado e osso estava quebrado, tiro o pé dele que estava preso e o coloco apoiado no volante, mas ainda tinha um problema o ferimento do abdômen.

E’: Agora e só soltar o cinto certo – abaixa a cabeça em reprovação – o que tem que fazer vai quebrar outro osso dele?

S/n: NÃO – ele me olha torto, desvio o meu olhar e vejo um casaco preto na parte de tras do carro estico o meu braço e o pego – Dawn pega isso e tenta amarar bem forte no ferimento quando eu soltar o cinto ok

E’: Ok –solto o cinto e seguro o corpo dele para que Dawn possa amarrar o casaco – amarei

S/n: Agora pega a cabaça dele devagar e me ajuda  atirar ele daqui.

Coloco as pernas dele com cuidado no chão e saio do carro e vou ate onde ele que já estava fora do carro agora deitado no chão, vejo que ele estava com vários cortes no braço e no rosto vejo que são todos de leve, tiro  o palito e a camiseta dele e desamarro o casaco e vejo que ele estava com um corte fundo sorte que não era grande amarro o casaco novamente, pego meu celular e ligo a lanterna e abro o olho dele e vejo que á reação na pupila dele, olho para trás e vejo a ambulância e respiro aliviada em ver a ambulância os paramédicos vem ate mim, explico a situação dele e sinto um pequena pontada na minha cabeça e na coxa mas ignoro vou ate o E’Dawn que estava fazendo um curativo na mão.

S/n: Voce está bem ?  - ele me ve em se levanta e passa o dedo na minha cabeça – eu to bem

E’: Não esta bem não – ele pego a blusa dele e passa de leve no meu machucado – você vai com ele não vai ?

S/n: Eu tenho – os paramédicos me chamam – avisa os meus irmãos que eu to bem e que não vou dormir em casa hoje

E’: Tá – dou um abraço nele e vou ate ambulância – espera isso e dele!

S/n: O celular dele – dou um sorrio – tchau

 

Entro na ambulância e o motorista da a partida ate o hospital, um celular começa a tocar pego o meu celular e vejo que era o meu então pego o celular que Dawn havia me dado e atendo a ligação.

Ligação On

??: Doutora se eu fosse você eu não salvaria a vida desse homem.

S/n: Quem e você e porque não quer que ele viva ?

??: Só siga o meu conselho de amigo assim dizer

Ligação Off

 

Olho para o medico do meu lado e depois olho para o homem ali deita na maca lutando para sobreviver, e começa pensar em vários motivos para alguém quere que ele morra.

*”o que será que ele fez para querer ele morto, será que o acidente foi proposital?”* 

 

........continua...............

 

 


Notas Finais


Então gente a Fanfics tem la o ABO né então eu não coloquei isso agora mais ainda esta nesse gênero, vou começa a coloca no próximo capitulo.
Espero que tenham gostado do capitulo
Acho que vou postar na próxima quinta ok
Bjus


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...