História Friends? - Finn Wolfhard - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Charlie Puth, Chris Wood, Harry Styles, Nash Grier, Shawn Mendes
Tags Finn Wolfhard
Visualizações 241
Palavras 1.244
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Festa, Ficção Adolescente, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Spoilers
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Já começo pedindo desculpa pela minha ausência, motivo;
Bloquei criativo
OMG OBRIGADO PELOS 40 FAVORITOSS, AMO MUITO VOCÊS ❤❤❤

Capítulo 7 - Novos amigos


Fanfic / Fanfiction Friends? - Finn Wolfhard - Capítulo 7 - Novos amigos


A única coisa que penso é; você por aqui


- Ei, demonia - Edu me chama e eu saiu dos meus devaneios


- Oi? - o olho iinocente 


- Conhece alguém aqui? - ele pergunta sorrindo olhando pro Finn


- Hm, sim


- Quem? - ele sorri mais ainda e eu faço uma cara deboche


- Preciso falar? - pergunto debochando ainda, ele nega com a cabeça - ótimo


- Bom, Nick - ele olha pro pessoal - eles perguntaram se você toca, e eu disse que sim, então, você está na turma - ele fala rindo olhando para a Ayla


- Você toca o que? - Jack pergunta olhando pra mim


- Violão e um pouco de guitarra - falo me encosto no Edu


- Hm, sabe cantar? - Finn fala e eu o encaro sorrindo de lado, sem mostrar os dentes


- Não, não tenho o talento do Eduardo - ele me encara e bagunça meu cabelo e eu dou risada


- Vocês namoram? - Ayla pergunta olhando pro Eduardo, depois pra mim


- Não - falamos juntos - somos irmãos, amigos - falamos juntos de novo e o pessoal ri com a gente


- Ta bom, então - Ayla diz tirando a guitarra - gostei de você - ela vem e aperta minhas bochechas


- Então... - Finn fala chamando nossa atenção - vamos pro refeitório, não quero pegar fila na lanchonete - ele se levanta e fica parado


- Okay - falo e Edu pega o celular do bolso da minha blusa - ei, devolve - ele digita a senha e vai nas mensagens, sorte que eu sempre apago as conversas, até as do Finn


- Calma, sou só quero falar com a nossa mãe - ele me olha e todos olham pra ele


- Minha mãe ou sua mãe? - falo me aproximando e ficando na ponta dos pés para ver o quê ele estava fazendo


- Sua mãe, mas não deixa de ser minha mãe também - ele continua mexendo no celular - ela falou que era pra mim avisar se você estava bem - ele fala em português e eu o encaro


- Eu falo quando estou bem, em todos os sentidos, não quero prejudicar ela novamente - falo em português e ele me ignora e continua mexendo no celular - ei!


- Calma, Nick - ele diz e continua manda umas mensagens pra mãe dele - pronto, moça - ele coloca o celular no meu bolso, depois disso ficamos todos nós olhando em silêncio, o que foi estranho


- Viado, para de colocar sua foto no meu papel de parede - dei uma risada e ele faz o mesmo 


- Então... - Andy fala chamando a atenção de todos - vamos lá fora, não quero pegar fila


- Eu acabei de falar isso - Finn fala e eu o olho - mas ninguém me dá atenção - o pessoal deu uma risadinha de leve, e logo saimos sala


Fomos para o refeitorio e sentamos em uma mesa qualquer 


- Olha, e o seguinte - Andy fala e olhamos pra ela - vamos nos dividir em categorias para pegar os lanches, okay? 


- Categorias? - Eduardo pergunta erguendo uma sombrancelha 


- Sim, vamos fazer assim. Eduardo e eu vamos pegar refrigerantes,  Malcon Jack salgadinhos, e Nicole e Finn doces, ta bom? - ela pergunta e olha pro Edu, que da um sorriso tímido pra ela 


- Okay, chega de troca de olhares e vamos que eu estou com fome - falo e  eles me olham, senti uma certa vergonha


- Vamos - Ayla fala e puxa o Edu - mostra o lugar pra ela, Finn - ela grita e eu dou risada do som agudo


- Ta bom - ele diz rindo também, que logo se vira pra mim e da um sorriso - oi, Dançarina 


- Oi, Jovem Prodígio - sorri também - então... onde fica os lugar para comprar doces? 


- Fica fora da escola, se nós conseguirmos correr, da tempo de pegar uns mó bom - ele fala andando um pouco rápido, e eu sigo o ritmo


- Então vamos - eu pego na mão dele e começo correr, até chegar do lado externo do colégio/inferno/escola


- Meu, se nós iríamos correr... avisava - ele começa a baforar um ar quente perto de mim, o que me incomoda um pouco


- Só de vingança - sorrio sem mostrar os dentes, e ele faz o mesmo - moço, vamo logo, parece que tá morrendo. Nem corremos tanto assim, idoso


- Hm... fica ali - ele aponta pra uma lojinha - vamos - ele corre e eu fico olhando, andando tranquilamente. Eu meio que olho ele, e o mesmo está com cara de bravo, mas não deixe de ser fofo, o que me causa risos


- Nossa, Finn - eu dou umas risadas e começo a bater palmas - que cara de bosta, velho


- Ata, legal - ele sorri cínico - tem quanto? - pergunta esperando em uma fila, me olhando 


- Tenho... 17 dólares - falo pegando as notas amassadas do bolso da blusa 


- Você gosta de rosquinhas? - ele diz pegando o celular, mandando mensagem pra alguém, eu acho...


- Gosto - falo e meu celular toca


Viadon S2

- Chora - falo e a fila anda


- Eu e a Ayla já estamos aqui - ele fala e escuto uma risada de fundo 


- Okay, só isso? 


- Só


- Ah, que bosta... tchau viado


- Tchau viada 


....


- Ei, Nick - Finn me balança, e percebo que estava viajando no nada


- Oi? - falo rindo por ver o sorriso dele


- Vai querer oque? - ele pergunta e eu vou pro balcão de vidro 


- Sonho de chocolate e essas bolachinhas aqui, por favor - digo e  rapidamente  tenho uma sacola de papel em mãos, logo Finn também tem duas sacolas e saimos do eestabelecimento. 


Andamos e ficamos rindo de umas besteiras que estavamos falando. Chegamos até que rápido, nem percebemos, estavamos nos divertindo tanto.


- Finalmente - Ayla e Eduardo falam juntos e eles dão uma risada

- Nós temos 32 minutos de intervalo, então famos aproventar, conversar e saber mais sobre você,  Nicole - Ayla fala sorrindo, eu me sento e o Finn fica ao meu lado


- Eu não tenho nada de interessante pra contar - falo abrindo o saco, pegando uma rosquinha e Edu me da um refrigerante 


Ficamos conversando até dar a hora de voltar a aula, combinamos de semana que vem irmos na casa da Ayla passar a tarde. 

As aulas foram normais, quando deu a hora de voltar pra casa, fiquei esperando ele no meu armário. Mas o demônio estava demorando muito, decidi ligar para ele


Viadon S2 (chamando)


.........


 - Alô? - ele diz calmo


- Idiota, cadê você? - falo irritada


- To indo... espera no armário 


- Tchau - falo e a ligação cai - merda...



Espero um pouco e vejo Edu correndo no corredor 


- Desculpa a demora - ele baforeia na minha cara e eu me irrito


- Ta, vamos - falo e ele pega o skate no armário e sai andando - espera, viado


Fomos até onde estava minha bicicleta e fomos tranquilamente pra casa, diferente de hoje cedo. Chegamos e Chris está na sala.


Quando ele nos vê, abriu um sorriso enorme 


- OLÁ CHRIS - eu e Edu falamos juntos e fomos ao encontro dele


- OIEEEE - ele grita e ficamos abraçados - eu tenho uma surpresa pra vocês - ele para de de nos abraçar e pega uma caixa, ele abre e nós gritamos


- AAAAAAA NÃO ACREDITOOOO - gritamos e Eduardo fica rindo da minha cara


Notas Finais


Obrigado por ler até aqui
Gostou?Curti!
Bjs tia indiota


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...