1. Spirit Fanfics >
  2. Friends - Narusaku >
  3. Insurgentes

História Friends - Narusaku - Capítulo 3


Escrita por:


Notas do Autor


oiiiioioui! musica: locked out haven - bruno mars

Capítulo 3 - Insurgentes


Fanfic / Fanfiction Friends - Narusaku - Capítulo 3 - Insurgentes

Nunca coloquei muita fé em amor ou em milagres

Nunca quis pôr meu coração em jogo

Mas nadar na sua água é algo espiritual 

Eu nasço novamente toda vez que você passa a noite 

— Corre, corre, corre! — Naruto esbravejava, eufórico, para a garota de cabelos róseos — que naquele momento estava com as bochechas vermelhas, pelo esforço, e com o tênis do loiro em mãos —, enquanto disparava pelos corredores, amplos e fleumáticos de sua escola.

— A porta! Naruto! A porta! — uma Sakura embevecida e ofegante constatava — gritava —, para o loiro a sua frente que haviam finalmente alcançado, o local que tanto almejavam: a porta de saída.

O Uzumaki abriu um sorriso exultante, quando virou-se para frente e deu de cara com a fabulosa porta de carvalho escuro, estava desacreditado, porém sabia que não tinha tempo algum para ficar divagando sobre o assunto, afinal, praticamente todos os funcionários do edifício naquele momento haviam abandonado seus afazeres, e encontravam-se atrás do "casal insurgente" — apelido dado pela própria diretora —.

O loiro abriu a grande e pesada porta amadeirada, com urgência, e arregalou os olhos ao constatar que uma chuvarada caia lá fora. Quando voltou seu olhar para dentro do prédio, deixou um sorriso escapar de seus finos lábios, ao ver sua companheira de fuga correndo em sua direção.

Porque fazer sexo com você me leva ao paraíso 

Sim, o seu sexo me leva ao paraíso 

E isso transparece 

Sakura estava com as bochechas avermelhadas, alguns pingos de suor escorrendo pelo seu rosto angelical, gravata que antes estava em perfeitas condições, não se encontrava nem mais em seu corpo, e sim amarrada na testa da mesma. Seu blazer dobrado às pressas, era segurado por seu antebraço direito, o par de tênis brancos de Naruto estavam em sua mão esquerda, seus fios róseos estavam mais rebeldes que nunca, e seu sorriso deslumbrante só a deixavam mais bela.

Naruto sentiu os pelos eriçarem e sua palma formigar, quando Sakura pegou em sua mão, seus olhares se encontraram, novamente, parecia que nada mais importava, ele não se importava mais com a chuva que caía mundo afora, ou que dúzias de pessoas corriam atrás deles, parecia que não havia mais nada em volta deles, não havia mais ninguém no mundo, apenas os dois. 

Porque você me faz sentir como 

Se eu estivesse impedido se entrar no céu 

Por muito tempo

Por muito tempo 

Sakura engoliu seco, ao sentir os dedos do loiro fazerem um carinho de leve em sua mão, causando um formigamento no local, ela baixou o olhar para suas mãos juntas, e mordeu os lábios tentando conter o sorriso que teimava em vir.

A ligação entre eles havia elevado-se de alguma forma naquele momento, ambos sentiam isso. Era totalmente inexplicável o quanto os corpos almejavam um ao outro, como qualquer simples toque os causavam profusas reações, como um simples olhar, podia ser tão intenso, ao ponto de fazer, com que cada pelo de seus corpos eriçassem, tão bruscamente.

Sim, você me faz sentir como 

Se eu estivesse impedido de entrar no céu 

Por muito tempo

O intenso momento dos dois foi cortado, por uma voz que conheciam muito bem: Asuma Sarutobi.

— Naruto! Sakura! — o casal insurgente olhou para o professor de química, que parava para retomar o fôlego, cansado, ele respirava rapidamente e se apoiava na parede como uma forma de descanso, Asuma olhou para os dois indignado — O quê estão fazendo aí? — esbravejou — Corram logo! Daqui a pouco todos estarão aqui, inclusive Tsunade — os dois entreolharam-se surpresos, mas logo assentiram de prontidão.

Sakura logo tratou de apertar um pouco mais a mão do loiro e tomar a frente, a rosada agradeceu ao professor rapidamente, e saiu puxando o Uzumaki para fora do instituto.

— Tamo junto professor! — Naruto falou abrindo um sorriso encantador, antes de ser puxado pela figura pequena que o levava pela mão.

Asuma riu negando com a cabeça, enquanto voltava para sua postura habitual, se desencostando aos poucos da parede rústica. O homem foi até a deslumbrante porta para fechá-la, mas antes, sem querer, um sorriso  brotou em seu rosto, ao ver o garoto de cabelos loiros, tentando proteger a pequena Haruno da chuva, com o seu blazer acima da cabeça da rosada.

— Jovens apaixonados! — foi tudo o que Asuma pronunciou, antes de fechar a descomunal porta principal.

• • •

A classe inteira do terceiro alfa estava tensa, já estavam na segunda aula do dia, e era a terceira vez que o professor era chamado para fora da sala de aula.

Cada um dos grupos estavam com suas próprias teorias sobre o que poderia estar acontecendo, cada especulação mais absurda que a outra. Tanto que o retorno de Sasuke, já estava quase se tornando um assunto passado.

Apenas duas pessoas daquela sala, tinham uma mínima ideia do que estava ocorrendo: Ino e Gaara. Os únicos que sabiam sobre a amizade colorida de Sakura e Naruto.

Porém Ino não estava tão preocupada com a amiga, porque além de confiar em Naruto, estava ocupada flertando com o amigo que Sasuke, trouxe do intercâmbio dele: Sai. 

A Yamanaka estava guardando lugar para a rosada, quando avistou um indivíduo pálido, com as orbes negras intensas cravadas em si, a mesma esperou por mais um tempo a amiga reaparecer, mas assim que o sinal soou, o sujeito sentou-se ao lado da loira sem perguntar nada, ela também não retrucou, pelo contrário, ambos apresentaram-se e estavam em uma conversa interessantíssima, quando o professor saiu pela terceira vez de sala, os deixando preocupados.

Ino também começou a especular, e lembrou-se, de aue assim que avistou o Uchiha, ficou tão surpresa, que até engoliu o chiclete que mascava na hora — o resto da sala não reagiu muito diferente, já que todos cercaram Sasuke logo depois, e começaram a fazer uma espécie de interrogatório —, mas logo ela tratou de recompor-se, e foi atrás da Haruno para perguntar o que ela achava sobre tudo isso — já que quando eram pré adolescentes, sonhavam que quando o moreno voltasse, ele escolheria uma das duas, e viveriam uma espécie de romance daqueles com a mocinha e o badboy —, mas não achou a amiga em lugar nenhum. Assim logo associando, que o sumiço dela se dava a Naruto, já que não tinha avistado o loiro também, nenhuma vez depois que viu os dois juntos.

A loira foi despertada de seus devaneios quando o professor voltou, dessa vez não sozinho, e sim, com Tsunade Senju, a diretora.


Notas Finais


bomm, eu quis trazer um capitulo mais divertido! eu gostei demais de escrever a parte da fugakkkkjk, espero que tenham gostado!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...