1. Spirit Fanfics >
  2. F.R.I.E.N.D.S - Park Jimin >
  3. Eu quero ela!

História F.R.I.E.N.D.S - Park Jimin - Capítulo 11


Escrita por:


Notas do Autor


• Oi, Dengos.

Voltei com mais um capítulo.

Já vou deixar claro que, estou tentando adiantar algumas fics, pois segunda começam as minhas aulas, e como estou indo pro 1 Ano, e de tarde (por enquanto), o meu tempo será bem curto, e eu não sei como farei pra atualizar as fics.

Farei de tudo pra mante-los informados!


Por favor, leiam as notas finais!

Boa leitura.

Capítulo 11 - Eu quero ela!


Fanfic / Fanfiction F.R.I.E.N.D.S - Park Jimin - Capítulo 11 - Eu quero ela!

Realmente, ela tinha razão. 


Eu estava esperando aquele beijo há muito tempo. Já havia até mesmo perguntado a S/n como eu poderia fazer para não surtar na hora. Obviamente, de má vontade, ela me disse. 


Todas as vezes ela me dizia, me aconselhava, mesmo contragosto. 


E agora, eu estava tendo a oportunidade tão esperada. E foi aí que eu tive plena e absoluta certeza, de que eu estava completamente cego. 

Não foi como eu esperava. No fundo, tudo era realmente uma ilusão. 

Talvez, o tempo todo eu estivesse apaixonado pela minha pequena, mas o medo da gente se afastar por isso me fez ficar iludido por outras pessoas, me fez ficar cego. 


Mas agora, eu tenho ela comigo, não é? Ela está comigo, e vai ficar. E não será um simples beijo sem importância que me fará mudar de ideia. 


Eu amo a S/n.


É ela quem eu quero! 



Sem hesitar, eu empurrei a garota pra longe de mim, e com muito gosto passei as mãos pelos lábios. 


— Nunca mais repita isso, ouviu? Nunca mais. 


— Mas, Jiminie-


— "Jiminie"? Não me chame assim, não somos íntimos. Tudo que eu queria com você, vejo agora que não passou de ilusão. Eu nunca te quis de verdade. Você não perdeu nada, além do respeito que eu tinha por você. Sinceramente, eu não acreditava que você poderia ser capaz de rebaixar ao nível de beijar alguém que já tem outra pessoa! Pensei que mesmo pegando várias pessoas, você ainda era... Respeitosa. Estive enganado esse tempo todo! Você nem é tão esperta assim. 


— Como? Jimin, como pode falar assim? Poxa, eu parei de pegar muitas pessoas por sua causa. 


— Isso é problema deu. Oportunidades não te faltam! 


— O QUE ELA TEM, EIN? Tá com ela só por pena, não é? Só pode. Ela não tem nada a ver com você, nem sequer gosta da matéria que é sua favorita. 


— Espera, como sabe disso? — Bufo revirando os olhos — Olha, para de loucura! Você nunca fez questão por mim, e é melhor que não faça. E pra sua informação, a S/n é praticamente uma cópia feminina de mim, não é atoa que viramos melhores amigos. E o fato dela não gostar de algo que eu gosto, não atrapalha em absolutamente nada entre nós dois. Entende, tá bom? Por favor, volta a ser quem você era. Todo mundo já tá acostumado a te ver daquele jeito. 


— Não fala assim! 


— Eu tô falando sério. Se quiser, até muda, mas pra você. Aposto que nenhum garoto daqui tá se importando muito com seu jeito, eles só tão querendo te pegar! E não é porque eles sempre te vêem como um objeto, mas porque você os acostumou a te ver dessa maneira, a menina que só pega, e depois não tá nem aí. Eu não tinha visto isso antes, mas agora eu vejo, e sinto muito — Vou até a porta — Espero que consiga se encontrar, e pare de ficar correndo atrás de passa-tempo. 


Após isso, me retirei da sala e fui até o refeitório, onde vi somente Taehyung e Letícia sentados na mesa. A garota me fez um sinal com a cabeça, me indicando onde S/n provavelmente estaria, e eu assenti, indo até o local. 



E lá estava ela, sentadinha no banco que ficava no canto do pátio de escola, com seus fones no ouvido, enquanto sua cabeça estava inclinada para o auto. 


Ela é tão linda! 


Como nunca notei seus detalhes antes? 

Cada parte sua é perfeita, encantadora. 



Com cautela, eu me sentei ao lado, vendo-a tirar os fones e me encarar. 


— Eai? O que conversaram? Aconteceu alguma coisa que queira me dizer? 


— Eu sei que você ouviu, desencana. 


— Desencana? Quem usa isso ainda? — Riu. 


— Eu. E você vai passar a usar, depois de me ouvir falar tanto. 


— Deus me livre — Guardou o celular no bolso — Como sabe que eu escutei? 


— Eu imaginei, pois você não sabe controlar a curiosidade. E essas perguntas deixaram mais óbvio. Você é péssima em disfarce! 


— Não fala assim — Fez beicinho e eu sorri — Linda! 


— Pode parando. Não tenta me deixar vermelha não! 


— Não tô tentando, mas se ficar — Sorrio — Você viu? 


— Sim. Mas é claro que eu esperei pra ver sua reação. Eu tinha que ter certeza se você merecia ou não levar uma porrada! 


— Você se acha a fortinha, né? Sabia que sou mais forte que você? 


— Haha, eu duvido. 


— Hm, é mesmo? Vamos ver — A puxo, envolvendo meus braços ao redor de seu corpo, e a prendo contra mim, vendo seu corpo se debater enquanto a ponho em meu colo — Para com isso, moranguinho. Não percebe que não consegue? 


— Consigo sim! — Se debateu mais. 


— Você está em lugar perigoso, não se mexa! 


— Um lugar perigoso? Jura? Duvido. Eu não tenho medo de minhoca, sabe? 


— Minhoca? — Gargalho — Sua sorte é que não oficializamos nada ainda, mas quando acontecer, você vai ver a minhoca! 


— Não oficializamos? Como assim, Park Jimin? Pensei que já fossemos namorados. 


— Quando eu disse isso no hospital, você negou, lembra? 


— Eu nunca disse isso! Disse? 


— Disse. Eu fiquei bravo, e tu foi me pedir desculpas. Lembrou agora? 


— Ah, lembrei sim. Também lembrei que o senhor é dramático! 


— Dramático nada. Você feriu meu coraçãozinho com suas palavras destruidoras. Espero que não repita nunca mais esse crime, dona S/n! 


— Eu prometo! 


Sorrimos, e eu selei nossos lábios, que segundos depois foram separados ao escutarmos a voz do nosso melhor amigo e incentivador de relacionamentos. 


— É tão bom ver os pombinhos juntos! — Taehyung sorriu, cruzando as mãos e fazendo uma carinha apaixonada. 


Bobalhão! 


Nos últimos dias ele recuperou bastante peso, e já está em boa forma, mas segundo sua bab... Ops, namorada, ele deve ganhar mais uns quilos, para garantir que não irá adoecer novamente. 


— É bom te ter me atrapalhando de novo, Kim! 


— É bom te atrapalhar de novo, Park! 


Rimos em uníssono, e notei que Letícia segurava a minha mochila e a de S/n.


— Nossas mochilas? 


— Fomos liberados. O professor faltou! 


— Oh benção! — Peguei as mochilas e entreguei uma para S/n — Falta de educação, Taehyung. Nem pra ajudar sua namorada! 


Nos dirigimos até a saída da escola, indo em direção as nossas casas, que eram próximas. 


— Ela me bateu, e eu fiquei chateado, ué! Até que eu me ofereci, mas ela é orgulhosa e não deixou. Fazer o que? Essa diabinha é estressada. 


— Como é, Kim Taehyung? Quer que eu te estrangule, é? 


— Não, não, amorzinho da minha vida — Sorriu — Não bate no seu neném não, Lelê! — Fez beicinho. 


— Quer pra você, Chim? Tô dando ele de graça. 


— Eiii! Não pode fazer isso comigo não. 


— Eu não quero. Fica pra ti, Lê! 


— E você, ____? 


— Deus me free. Já basta as contas que eu tenho que dá conta de pagar! 


— Ei, eu pago as contas da minha casa. Não sou vagabundo não, sabia? — Cruzou os braços, fazendo bico. 


— Pagava, né? Porque tu perdeu o emprego — Afirmei. 


— Já arrumei outro, bocó! Começo segunda. 


— Pois é, vida de intercambista não é fácil! 


— Que intercambista, doida? — Olhei pra S/n.


— A Letícia era intercambista. 


— Você não é também não? Eu achei que tu era — Taehyung a olhou confuso. 


— Não. Eu vim morar aqui com meus pais bem novinha. Você tem amnésia? 


— As vezes acho que sim. 


— Ele só se faz de doido, liga não — Letícia afirmou, rindo do namorado, que a olhou sério — Te amo — O deu um selinho, vendo sua expressão mudar para alegre. 


É bipolar esse moleque! 



Em poucos minutos, chegamos na casa dos dois pombinhos bipolares. 


— Sabe, faz um tempo que a gente não aproveita mais o dia juntos, como fazíamos antes. Que tal termos uma tarde do cinema hoje? — Letícia sugeriu. 


— Verdade! Seria bem legal. — Tae se entusiasmou. 


— É, pode ser! Mas eu preciso de um banho relaxante. E agora, tô me lembrando que o Jimin precisa lavar a boca urgente.


Os dois ficaram confusos, mas ignoraram o comentário de S/n.


— Vamos esperar vocês, então. 


— Nada disso. Vamos organizar tudo, e o senhor vai arrumar o quarto, que hoje é sua vez. 


— Aaah, que droga! Eu tinha esquecido disso. 


— Bebezão — Zombo do Kim — Bem, vamos indo. Se quiserem que a gente compre alguma coisa quando viermos, é só ligar ou mandar mensagem ok? Umas 14:30 a gente vem pra cá. 



Tendo concordância como resposta, eu e S/n partimos para nossa casa. 






Notas Finais


Estou pensando em fazer o primeiro hot dessa fic no próximo capítulo.

Se caso tenha, de quem vocês querem?

Jimin e S/n
Taehyung e Letícia.
Os dois.

Deixem aí nos coments, please 😊

Até mais.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...