História Friends - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias The Seven Deadly Sins (Nanatsu no Taizai)
Personagens Ban, Diane, Elizabeth Liones, Hawk, King, Meliodas, Personagens Originais
Visualizações 60
Palavras 657
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Drama (Tragédia), Hentai, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Gentiii, eu estava escrevendo um cap suuuper top, ele tinha ficado top mesmo, maas, precisei formatar meu celular, ou seja, não vai ficar igual. Mas tá legal sksk

Capítulo 3 - Eu sabia que ele era problema


-Oque ele fez, Lin? – Eu perguntei com um tom de voz meigo, eu provavelmente já sabia o que ele havia feito...ou não.

- E-Ele...- Após isso ela ficou em silêncio até soltar – ELE É MUITO BOM DE CAMA.

- MERLIN ! – Eu soltei levando a mão ao meu peito e me jogando na cama. – Porque você está aqui Merlin?- Eu perguntei me referindo ao fato de eu achar que essa puta tinha sido estuprada.

- Pra poder sair de casa disse ao meu pai que ia dormir na sua casa, oque quer dizer que seria um pouco embaraçoso eu chegar lá agora. Ela disse pegando seu celular, e em seguida o meu.

- Oque você tá fazendo doida ? – Perguntei me sentando na cama e a olhando de canto de olho.

- PORRA , CARALHO, Você não anotou o número dele ? – Ela diss..er..gritou se dirigindo a mim e ficando em minha frente.

-DE QUEM CAPETA? – Eu gritei a olhando nos olhos.

- Do Meliodas, PORRA.- Ela disse me olhando praticamente me dando uma surra.

- Ah...Eu não, porra vocês fodem e ele não te passa o número dele ?- Eu disse puxando meu celular para mim.

- Eu não sei como, ele em um dia de colégio já pegou , A Melanie, a Amanda, a Jennifer, eu.. ah e eu prefiro o termo transar.- ela disse toda explicativa.

- Comido, transado, fodido, feito sexo, pau no cu é tudo a mesma coisa – disse enquanto deitava em minha cama e colocava a coberta sobre meu rosto. – Agora pelo amor de Deus , Merlin podemos dormir ?. Ela apenas fez com que sim com a cabeça, puxei o colchão que ficava ali, debaixo da minha cama, para casos como esse .

{.....}

- Elizabeth porra , acorda sua filha da puta – Ouvi uma voz um tanto famíliar. – ELIZABETH , VAMOS NOS ATRASAR CARALHO.- Era Merlin..

- Ahnm – tentei falar alguma coisa mais só saíram “gemidos”.

- Elizabeth , acorda sua puta, nois estamos atrasada filha da puta.- Merlin disse me arrastando da cama

- MAIS PUTA QUE PARIU HOJE É SÁBADO, NÃO PODE NEM MAIS DORMIR EM PAZ.- Eu berrei em plenos pulmões.

- SUA PUTA. HOJE É QUARTA FEIRA Q.U.A.R.T.A – Ela soletrou.

- QUE?????? – Eu me levantei mais rápido que o Flash, e fui em direção ao meu celular. Merda. 7:36. Não vai dar tempo, chegaremos para a segunda aula. Comemos bem rápido, e fomos para o colégio.

{......}

Última aula...todo mundo conversando e trocando bilhetinhos. Até que chegou um para mim.

“ Me encontre , lá em cima nas salas não ocupadas. – M ”

Porra, essa puta da Merlin não podia vir falar diretamente comigo? Que caralho.

Assim que o sinal bateu fui subir as escadas quando esbarrei em alguém.

- Elizabeth? Oi... continua linda, como sempre. – Era Ban, meu ex namorado, terminei com ele porque ele começou a andar com gangsters, na verdade, o grupo dele era um dos grupos mais procurados de toda L.A ( Los Angeles). Se chamava “ The killers ”, então ele começou a beber, fumar , e ir a bordéis, oque me deixava enfurecida, ver ele chegando em casa às 3am bêbado com uma menina, não tive outra escolha se não terminar...eu ainda ficaria com ele....mas eu me apaixonei pelo antigo Ban.

-Oi, Ban, você também – Fiz uma pausa – Ah.. preciso ir...tenho que encontrar alguém, foi bom te rever. – Ban apenas assentiu com a cabeça e saiu, eu continuei subindo até ver quem eu menos esperava lá em cima.

- Meliodas?....Oque faz aqui?...Foi você que me...- Eu disse pausadamente, ainda não acreditando.

- Se fui eu que te chamei ? Sim – Ele me cortou enquanto eu tentava falar algo.

- E...por...por...Oque você quer droga? – Finalmente consegui dizer algo.

- Oque eu quero? – Meliodas disse , e logo em seguida soltou uma risadinha. – Simples. Você. – OQUE ? Desculpa , cof, Meliodas disse me olhando nos olhos, chegando cada vez mais perto


Notas Finais


Hehehe, desculpa sempre acabar nas partes polêmicas , DESCULPA.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...