História Friends-A mudança - Capítulo 29


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Visualizações 15
Palavras 1.097
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Shoujo (Romântico)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Mutilação, Nudez, Sexo, Transsexualidade
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Alerta de casamento. Estão com suas melhores roupas?

Boa leitura ❤💍

Capítulo 29 - Isa e Dan.


Isabel. Pov. 

Chegou o grande dia, até que enfim. Estava super ansiosa. Já era hora do almoço e eu estava junto das madrinhas, no salão para ficarmos prontas. As madrinhas se arrumaram primeiro, tinham 3 seres humanos encarregados de prepara-las e eu estava esperando o tal do "meu fado madrinho" chegar. Assim que todas estavam de cabelo e maquiagem pronta minha vez finalmente chegou. Faltava menos de 3 horas para eu ser uma mulher casada. Deus! Eu tava pirando. 

Daniel. Pov. 

Não vi Isa hoje. Sempre dizem "noivo ver a noiva antes do casamento da azar!",mas isso só conta quando ela estiver pronta certo? Meus amigos tentavam me manter calmo, porém não dava. Já era 3 horas da tarde e os padrinhos começaram a se arrumar na casa. O andar de cima aos poucos foi ficando ocupado, e eu fui tomar um banho. A banheira parecia me chamar pelo nome. Demorei mais ou menos uns 40 minutos de banho. Foi bem relaxante porém agora eu tinha de estar pronto em 30 minutos. 

Isabel. Pov. 

Meu cabelo e maquiagem já estavam quase prontos. Pedi pra Ana ir lá pra "casa" ver como as coisas estavam indo. Algumas madrinhas já estavam se vestindo e minha mãe estava para chegar com o vestido no ateliê. 

Assim que ela chegou com o próprio, eu fiquei em choque. A ficha começou a cair e eu me desesperei mais. Estava ofegante e tremia um pouco. As meninas me ajudaram com água e até um calmante mas continuava eufórica. Ao me vestir totalmente, minha mãe já estava pronta e me esperava junto das madrinhas. Ela chorou ao me ver, junto de mais algumas amigas mais íntimas. Não aguentei e deixei escapar algumas lágrimas também. Ouvi uma buzina vindo de fora do ateliê, era meu pai. Ele me levaria até a cerimônia num fusquinha azul. Ele que se responsabilizou por isso e eu não discuti. 

Ana. Pov. 

Cheguei na casa, estava tudo uma loucura lá. A cerimônia em si já estava "pronta", tudo em seu devido lugar. Ao chegar,fui direto ao meu quarto e ouvi o chuveiro sendo usado. Provavelmente Matheus tomando banho, pensei. Me vesti e dei um retoque na maquiagem. A cerimônia estava marcada a começar as 17:00h e já era 16:45. Ajudei alguns padrinhos que estavam perdidos na gravata... (Cof, cof... Felipe e Fabrício... Cof, cof...). Daniel estava super empolgado, tagarelava até perder o ar, ria de tudo. 

Já estava chamando os casais para os seus devidos lugares. Barbara e Felipe ficaram sem par. Mandei uma mensagem para Isabel perguntando sobre o ocorrido e ela me respondeu que esqueceu de avisar aos dois que eles teriam de ficar juntos pois, os pares deles mudaram. 

-Entao... Vocês vão ter que ficarem juntos...-Disse com medo da reação dos dois. 

-QUUEE?- Eles gritaram em uníssono. Ri da situação em que eles se encontravam. 

Apenas os direcionei para os seus devidos lugares. Eles fecharam a casa e ficaram em silêncio. Alguma coisa tinha ali. Fingi não perceber mas, queria saber o que havia acontecido entre os dois. Me juntei ao meu par e ficamos esperando a hora certa. Nós despedimos de Daniel com alguns boa sorte, confiamos em você, arrasa muleke... Esse tipo de coisa. Ele riu e seguiu para o altar. O juiz o cumprimentou. Recebemos a informação de que a noiva já havia chegado e entao, nos preparamos para entrar no ambiente. Uma música mais calma começou a tocar e sabiamos que era nossa deixa. Aos poucos fomos entrando e se sentando nos assentos indicados. A música se transformou e Isabel adentrou o jardim. O céu já tomava posse de uma coloração alaranjada e no mar, ele estava se pondo. Ela estava linda. Ao vê-la fiquei emocionada junto de Barbara que estava ao meu lado. Todos levantamos e a olhavamos chegar ao encontro de seu futuro marido. Seu pai se despediu dela com um beijo na testa e levou seu buquê. Daniel pegou tua mão e deixou um beijo estalado na mesma. 

O juiz iniciou um discurso sobre amor, e muito emocionante, vi Daniel limpar algumas lágrimas e limpar rápido. Na troca de alianças, os sobrinhos de Daniel entraram com as alianças e jogando pétalas de rosas brancas no tapete. Eles são umas gracinhas mesmo.

Daniel ao colocar a aliança deu um beijo suave: isabel, prometo te amar e respeitar, te apoiar em todos os seus sonhos e vontades e fazer deles meus sonhos e vontades. Não te prometo que não vamos brigar, que não vamos passar por situações difíceis, mas prometo que vamos enfrentar tudo isso juntos. Eu te amo Isabel Sá Santos. 

Isabel ao colocar a aliança e fazer o mesmo que ele: Daniel, prometo te amar e te respeitar, prometo te apoiar em tuas decisões e  prometo fazer meu máximo pra te fazer feliz todos os dias. Prometo colocar deus como base na nossa relação é na nossa família. Eu te amo Daniel Lima. 

-Entao pode beijar a noiva!-o juiz disse entusiasmado. 

Eles iniciaram um beijo calmo e no fim deram um abraço. Todos batemos palmas e o ovacionamos os dois. Foi lindo. 

Felipe. Pov. 

A festa se iniciou em seguida e foi servido o jantar. As mesas estava divididas para os padrinhos. Na nossa estavam Ana, Matheus, Fabrício, Barbara e eu. Começaram umas músicas mais animadas e eles resolveram ir dançar. Após algumas danças, iniciou-se uma música lenta e já que, todos estávam acompanhados, só nos restou dançar também. A música foi chegando perto do refrão. Estava com as duas mãos pousadas na sua cintura e ela envolvia meu pescoço com as suas. Ela se aproximou um pouco e colocou tua cabeça apoiada no meu ombro. 

-Estamos bem?- ela sussurrou perto de meu ouvido me trazendo arrepios. 

-Sim, estamos.-sussurei agora lhe causando arrepios. 

Ela deitou a cabeça em meu peito e a-abracei. Curtimos o refrão que dizia. 

Homens sábios costumavam dizer


Apenas tolos se apaixonam


Mas eu não consigo evitar me apaixonar por você


Eu deveria ficar?


Seria um pecado se eu não consigo evitar me apaixonar por você?


Pegue minha mão 


Tome minha vida também.. 

Eu nesse momento tomei seu queixo e a obriguei olhar pra mim.

"Por que eu não consigo evitar me apaixonar por você." 

Essa parte eu cantarolei junto do cantor,ela sorria e olhava em meus olhos.

"Como um rio que corre corretamente para o mar 


Querida é assim, 


Algumas coisas estão destinadas a acontecer."

Essa parte ela cantou e foi minha vez de sorrir. 

-Me diga Bárbara, você me ama?- perguntei sussurrando novamente. 

-Me diga Felipe, você me ama?- ela perguntou repetindo. Sorrimos ao mesmo tempo e selamos nossos lábios em um beijo apaixonado. 






Notas Finais


Ok eu sei que está enorme, porém ainda vai ter continuação kkkk

Eu amei usar Elvis Presley na fic. Cara essa música é senssacional. Amo ela.

Gente boa noite ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...