História Friends do not leave - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Hawaii Five-0, Orange Is the New Black
Personagens Alex Vause, Chin Ho Kelly, Danny Williams, Detetive Steve McGarrett, Kono Kalakaua, Personagens Originais, Piper Chapman
Tags Alex, Alex Vause, Amizade, Chapman, Comedia, Drama, Investigação, Lorna, Médico, Nicky, Oitnb, Orange Is The New Black, Piper Chapman, Policial, Suspense, Vause
Visualizações 10
Palavras 1.273
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Mistério, Policial, Suspense, Violência
Avisos: Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 4 - Capítulo 4 - Oi, criança


Pov Bruna

Eu não pensei, apenas entrei e vi ele segurando a Nicky com a faca apontada pra sua cabeça, eu apontei minha arma pra ele e ele começou a gritar

-Solta essa merda agora ou eu cravo essa faca nela - disse gritando

-Você não quer fazer isso, solta ela que podemos conversar de boa

-abaixa essa arma

Eu olhei para a policial que estava na porta e ela entendeu o recado, fizemos isso em um treinamento uma vez e só temos uma tentativa. Ele não sabia que havia outra policial o que facilitou ainda mais, eu observava sua expressão e via medo, não era tão experiente assim, era só esperar uma falha e agir. Nicky estava segurando a mão dele em vão, ele era mais forte que ela, mas ela conseguia manter a faca afastada, vi que a pistola dela estava no chão perto dela e com o olhar tentava dizer o que era pra ela fazer, tentava conversar com ele pra enrola-lo e ela perceber meu objetivo. Kono estava esperando na porta para agir e Nicky finalmente percebeu meu plano, ela chutou a pistola que estava perto dela e ele assustou, com o susto eu aproveitei e chutei sua mão e ele deu um passo pra trás e acabou ferindo Nicky, eu fui pra cima dele enquanto Kono entrou direto no quarto, ela foi ver a Nicky enquanto eu tentava me virar com ele, dei um soco em seu rosto e ele veio com a faca pra cima de mim, desviei e virei um chute nas suas costas e ele caiu em cima de uma mesinha que havia ali, mas não largou a faca, não conseguiria fazer muita coisa pois a faca era grande e enquanto ele levantava dei outro chute em seu peito, ele perdeu o ar mas mesmo assim conseguiu me dar uma rasteira, cai com tudo no chão e minha arma foi pra longe, ele se levantou e veio como um urso pra cima de mim, até que ouvi disparos e ele caiu no chão, morto.

 

Pov Piper

A semana estava corrida, hoje pela manhã tive a noticia de que o colégio fechou o contrato com a empresa de música e isso traria vários benefícios, a empresa iria nos fornecer equipamentos para o evento que iria acontecer no próximo fim de semana, as crianças estavam animadas pois iriam ajudar a organizar e quem sabia iria tocar ou cantar também. Eu amo esse tipo de evento pois sempre conhecemos pessoas novas e descobrimos o talento que cada um possui.

 

Pov Alex

Estava cansada porém feliz, consegui terminar o que tinha pra fazer em tempo recorde e voltaria amanha cedo para casa, não tive noticias da Bruna nem de Nicky ou Lorna esses 3 dias que fiquei aqui, estava com saudades de ir para a empresa, eu amo muito aquele lugar e adoro quando alguma criança vem animada me contar que aprendeu uma música nova, faz o meu dia valer a pena.

 

Pov Bruna

Nicky estava com um pequeno corte perto do queixo, nada grave, teria que levar uns quatro ou cinco pontos no máximo, Kono a ajudou a fazer um curativo superficial apenas para parar de sair tanto sangue e fomos para a ambulancia, Nicky seria cuidada da forma correta ali, voltei para a cena e ja recebi as informações do ladrão, nada de tão incomum, fazia parte de uma gangue e precisava de dinheirou ou seria morto pelo chefão, entrou na residencia e foi surpreendido quando a moradora chegou mais cedo, a fez de refém e o resto vocês ja sabem.

Anotei os dados e passaria para a delegacia depois, desci e fui ver a Nicky

-Parece que alguém vai ter que ficar com metade do rosto tampado -disse tirando sarro a deixando puta da vida

-Eu odeio colocar esse tipo de curativo e pra piorar a moça exagerou dessa vez, não precisava tampar quase metade do meu rosto pra proteger 5 pontos no queixo - disse a ultima parte baixinho pra moça não ouvir

-Para de reclamar Nicky, Lorna vai matar você quando te ver desse jeito

-Nem me fale

Levei Nicky para casa e voltei para a delegacia, passei os dados pendentes e estudei novamente o caso das crianças desaparecidas, recebiamos novas pistas mas nunca adiantava nada, era um tiro no escuro.

 

Pov Alex

De malas prontas, fiz check-out do hotel e ja de madrugada fui para o aeroporto, parei em uma livraria que existia la e comprei um livro para esperar o voo, estava previsto para sair as 6:00, mas como uma pessoa sortuda que sou o voo atrasou e teria que esperar duas horas. Assim que embarquei dormi e esperava acordar em solo conhecido.

12 horas depois eu cheguei e arrumei minhas coisas e chamei um táxi, nenhuma das meninas sabia que eu ja estava de volta, ele me levou até meu apartamento e me deixou la, subi com as malas e escutei o som da risada da Lorna de longe, sabia que a noite seria longa.

Toquei a campainha e quem abriu foi uma Nicky com um curativo tampando quase metade do rosto

-Não ouse fazer piadinhas Vause ou eu te quebro na porrada

-A única quebrada aqui é você Nicole - disse rindo e ela fechou a cara 

Entrei e coloquei as malas perto da porta e fui abraçar Bruna e Lorna que estavam sentadas no sofá e sentei perto delas

-Nicole, conte-me em que bar você estourou sua cara?

-Quem dera se fosse em um bar, foi um babaca que fez uma moça de refém e depois me fez de refém

-Que merda, você se machucou além disso?

-Foi só a cara mesmo

-Mas podia ser pior -Lorna disse irritada

-Você brigou com ela, Lorna?

-E você acha que não,Vause? Eu já disse pra ela parar de se arriscar tanto, qualquer dia eu mesma mato ela.

-Não exagera também Lor - Nicky disse por fim

Pedimos uma pizza e enquanto ela não chegava ficamos conversando até que recebo uma mensagem de Luisa dizendo que havia fechado um contrato com uma escola e que se eu quisesse podia ir verificar a organização do evento pessoalmente quando voltasse, a avisei que havia acabado de chegar de viagem e que iria amanha mesmo.

A pizza chegou e colocamos um filme pra assistir e logo depois me retirei para descansar um pouco, amanha provavelmente iria passar o dia nessa escola verificando e talvez ajudando também.

Acordei, fiz minha higiene e coloquei uma camiseta preta, com uma calça também preta e um coturno e fui até meu carro e a seguir para a empresa, chegando la assinei alguns papéis pendentes e Luisa me passou o endereço da escola e segui para la, assim que estacionei vi uma menina de provavelmente seis anos sendo provocada por outras maiores, cheguei perto dela e pegue sua mochila das mãos da maior, ela se assustou e saiu

-Ta tudo bem? -me abaixei e perguntei

-Sim, tia. Essas meninas me irritam toda vez que estou sozinha, mas você me ajudou, obrigada -ela disse e me abraçou, eu estranhei mas retribui o abraço, e abraça-la foi tão bom, aquele abraço casa que você não quer sair

-Você não vai pra aula?

-Vou, tia. Mas só depois, agora vou para o teatro, agora seria o horário que tia Piper ficaria com a gente esperando nossa professora, mas como ela está ajudando no teatro eu vou ficar com meus amiguinhos la

-Você pode me levar até la?

-Claro,tia. - ela disse segurando minha mão e me puxando

Cheguei ao teatro e a primeira coisa que vi foi uma loira e sua beleza imensurável.

 


Notas Finais


:D


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...