História Friends na C.O.O.O.O - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 11
Palavras 2.226
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Ficção Científica, Fluffy, Hentai, Lemon, LGBT, Mistério, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Pansexualidade, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Oieeeeeee
Tia Mi voltou com mais um cap pra vcs!
Gente, esse cap ocupou 6 folhas, frente e verso
Então ele está ENORME mskakaka
Espero que gostem^^
Boa leitura ❤❤❤

Capítulo 2 - Família Gutierrez


Fanfic / Fanfiction Friends na C.O.O.O.O - Capítulo 2 - Família Gutierrez


Lucca On ##

Hello! My name is Lucca Gutierrez, tenho 9 anos,cabelos loiros e olhos lilás, moro na Califórnia, com meus pais e meu irmão mais velho (Davi). Eu e meu irmão nos dávamos muito bem(muito mesmo) antes dele fazer 14 e começar a namorar a nojenta da Lizzie. A namorada dele vive aqui, ela deve ser mendiga né? Porque não é possível. Essa garota tem 16 anos, ela disse para o meu irmão,que eu gosto dela, coisa que é totalmente MENTIRA, meu irmão não fala mais comigo por causa dessa infeliz, já falei isso para os meus pais e eles já falaram com para o Davi, que se ele continuar a me ignorar, não vão deixar ele namorar essa menina, porém, não fez diferença, ele mandou meus pais irem a merda e disse:"Vocês não decidem se eu namoro ou não", meus pais brigaram com ele e ele ignorou eles completamente. Eu realmente espero que eles dois terminem, pra ver se meu irmão volta a falar comigo.:/


#Quebra de Tempo* (3 anos depois)

(07:01 dá manhã)


Lá estava eu no meu quarto dormindo de boas, quando sinto um peso em cima de mim, quase que instantaneamente abro meus olhos, vendo a então ruiva (Água de salsicha), Lizzie.


_Sai de cima de mim, sua Ariel do Paraguai! -Digo e quando vou empurrar ela, a mesma prende meus braços contra a cama, ÓDIO DESTA GURIA.

_Shiii, calma Luccazinho, eu só quero brincar um pouco com você! -Ela diz e antes mesmo de eu ter chance de responder ela me beija, fiquei em choque sem reação, sério que meu primeiro beijo foi com a merda dá namorada nojenta do meu irmão?                       Enquanto eu me perguntava isso, senti ela enfiar a língua dentro dá minha boca, mordi a língua dela com força a fazendo me soltar, larguei a língua dela e vi que pingava sangue.


_SEU IMBECIL!! OLHA OQ VC FEZ -Ela grita baixinho e sai correndo para o banheiro, o gosto do sangue dela ficou na minha boca.


_Você se ferrou vadia - Falo sozinho e vou para o quarto dos meus pais, vejo que minha mãe ainda estava em casa e a acordo, conto a ela o que aconteceu e a mesma se levanta com ódio nos olhos, porque afinal, a garota tem 19 anos e beijou uma criança de 12 a força. Minha mãe mandou eu ficar no quarto dela, e assim eu fiz. Minutos depois escutei gritos e vi meu irmão entrar no quarto P dá vida.


_SEU LIXO MENTIROSO! PARA DE MENTIR, A LIZ NUNCA ME TRAIRIA, ELA ME AMA DE VERDADE -Ele grita comigo e eu o olho magoado.

_VAI ACREDITAR MAIS UMA VEZ NESSA VACA MENTIROSA? POR CAUSA DESSA DIABA VOCÊ ME ODEIA! SE NÃO PERCEBEU AINDA ELA ESTÁ TE ILUDINDO, ELA NÃO TE AMA DE VERDADE- Grito chorando e o mesmo me olha com raiva- Você prefere acreditar nessa vaca malditi, do que no seu próprio irmão....por isso eu ODEIO você...!

_ Porque não vai embora então seu lixinho? - Depois disso, o deixei falando sozinho, fui até minha mãe que gritava com a menina que não conseguia responder por causa dá língua.

_Mom...eu vou ir morar com a vovó... 

_O QUE? -Ela diz me olhando, vou para o meu quarto e começo a arrumar minhas coisas, minha mãe entra no quarto e me abraça- Meu bem, porque você quer ir morar com sua vó?

_Não aguento mais conviver com alguém que ignora completamente minha existência e que prefere a namorada -Falo já chorando de novo e retribuo o abraço dá mais alta.

_O meu pequeno... não chore por isso -Ela diz limpando minhas lágrimas- Mamãe deixa você ficar com a vovó, se você prometer me ligar todos os dias antes de dormir.

_Eu prometo mom! - Digo sorrindo e ela sorri também


Minha mãe me ajudou a arrumar minhas malas e foi ligar para minha vó. Fiquei um tempão esperando meu pai chegar para me levar ao aeroporto, minha vó mora em Londres (Ela é meio rica), vou para lá de avião, por motivos óbvios. Quando deu 19:00 em ponto, meu pai chegou, minha mãe conversou com ele e ele aceitou meio relutante, abracei minha mãe que segurava o choro enquanto meu pai levava as coisas para o carro.


_Não chora mom, eu vou ficar bem - Digo tentando acalma-la.

_Me ligue quando chegar na sua vó,tome cuidado, seja educado e não estresse sua avó, me ligue a qualquer hora e se sentir medo, abrace o snow (meu coelho de pelúcia), Mamãe te ama muito, muito mesmo!

_Okay Mom, também te amo muito -Ela sorri e beija minha testa. Antes de eu sair, fui até o meu irmão e o abracei, o mesmo me olhou confuso e eu o soltei- Até algum dia Davi - Depois de falar isso fui correndo para o carro.


#Quebra de Tempo#(2 anos)

(Sábado, 13:02)


Eu estava sozinho em casa, quando vejo o Rufus (doberman dá vovó) entrar pela portinhola dele sendo seguido por uma garota loira dos olhos azuis, vulgo Amy, que mora na casa aqui na frente.


_AMY! Já falei para você não entrar aqui sem permissão -Falo levemente irritado e vejo ela levantar rindo- Não tem graça sua pirralha!

_Tem graça sim! Você está só de cueca- Ela diz e eu olho para baixo, coro e vou para o meu quarto, coloco um shorts e desço de novo.

_Não vi graça, até parece que vc nunca viu um garoto assim, afinal, vc tem dois irmãos de 3 anos -Falo e a mesma para de rir corando- Espera..... VOCÊ NUNCA VIU?

_N-não... nunca vi - Sorrio ao ver ela com vergonha pela primeira vez, me aproximo um pouco dá garota que é uns 15 cm menor que eu.

_Nunca beijou ninguém? Nem teve algum namoradinho?-Pergunto e ela murmura um "não"- Entendo, eu nunca namorei, mas já me beijaram.

_ Sério?? Como é? É bom? - Riu com as perguntas dela e a encaro.

_Não me lembro, eu tinha a sua idade quando acontece - Ela arregala os olhos com a boca aberta, riu dá mesma e ela cora mais ainda- Porque está tão vermelha?

_Er...hm...eu..- Ela olha para o lado e eu riu debochado.

_Puff. Só falta você pedir para eu te beijar -Digo debochado e ela sorri- Calma aí Amy! Eu estava brincando.

_Por favor Lucca, eu nunca te pedi nada... -Ela diz me encarando com aquele olhar que ela sabe que sempre me convence.

_Você já me pediu várias coisas e eu acho que você é muito nova pra isso - Falo e ela me olha triste.

_Porfavorzinho... - Ela fala quase chorando e eu suspiro derrotado.

_Okok, você venceu... Mas é só um selinho! - Ela sorri e eu faço cosplay de pimenta.

_Tá bom!! - Ela fecha os olhos e faz bico, me aproximo dos lábios dela com um pouco de medo, dou um selar demorado na mesma e ela abraça meu pescoço, por impulso seguro a cintura dela. Separo nossos lábios depois de algum tempo e ela abre os olhos sorrindo.

_Eu quero mais Lu! -Ela diz e me beija,eu apenas retribuí ao beijo dela, não havia malícia nem segundas intenções, era apenas mais um selar. Como ela é um pouco baixinha,a levantei do chão, foi quase como aqueles filmes de romance antigo(Mi- Eu amo esses filmes, não me julguem/ Lu- CONTINUA!\ Mi- okok). Paramos o beijo e fiquei alguns segundos de olhos fechados, quando abri meus olhos o rosto delicado dela estava quase colado ao meu.


_Seus lábios são macios-Ela diz corando mais ainda.

_Os seus também- Digo sorrindo e a levo até a sala, sento no sofá com ela em meu colo, com uma perna de cada lado do meu corpo, ela me abraça sorrindo.

_Obrigada Lu... Eu gostei do meu primeiro beijo, nunca vou esquecer dele! - Ela diz e eu sorrio. Algumas horas depois, levei ela até a casa dela e voltei para a minha, minha avó chegou meia hora depois e sorriu.

_Oi querido, está com fome? - Ela pergunta colocando as compras dela sobre a mesa.

_Um pouco, mas eu como depois - Falo subindo para o meu quarto.

///

///

O final de semana passou rápido, não tive tempo para ficar com a Amy, mas como vamos para a escola juntos (A mãe dela me paga 150 dólares toda semana pra eu levar ela), obviamente vamos nos ver<3.


(06:29 dá manhã)


Acordei meio tonto e quando olhei para o lado dei de cara com uma certa loirinha dos olhos azuis, como qualquer pessoa normal eu dei um berro, a garota berrou também e ficamos alguns segundos gritando.

_MAIS QUE MERDA AMY! QUER ME MATAR?- Falei gritando e ela começou a rir.

_Não! Você que quer me matar- Bufo e ela sorri- Bom dia, você está bem atrasado.

_Sua culpa! - Digo e levanto correndo, voi para o banheiro e tomo banho o mais rápido possível, escovo meus dentes e volto para o meu quarto, me troco ignorando a presença dá loira que me encarava chocada, depois de me trocar puxo ela até a sala e me despeço dá minha avó. Fomos correndo para a escola e chegamos lá 06:57, quase em cima dá hora. Olhei para a garota que sorria ofegante.


_Conseguimos Lu, chegamos a tempo!

_Ainda bem né, mas ainda sim é sua culpa quase termos chegado atrasados -Falo bravo e ela me abraça, me puxa para baixo e me dá um selinho, olho para o lado corado e vejo meus dois amigos de boca aberta.

_Até depois Lu - Ela me solta e vai correndo para a sala dela, meus amigos me puxam para a nossa sala e sorriem, começam a fazer várias perguntas e eu os conto o que aconteceu.

_Ela gosta de você Lucca! -O Jeff diz e eu riu. Ele tem cabelos pretos, pele bem clara e olhos azuis. (Referências a uma Creepypasta).

_Verdade! Pra ela ter te pedido isso, com certeza - O Matt diz e eu riu mais ainda. Matt tem cabelos ruivos e olhos cor de mel. Não falei, mas somos o trio mais conhecido da escola inteira, só porque temos os cabelos e olhos mais diferentes.

_Parem com isso seus idiotas! Ela não gosta de mim, somos só amigos

_Amizade colorida!! -O moreno diz sorrindo e coloca um braço sobre meus ombros- Parabéns amigo, você conseguiu uma amizade colorida!

_Ata -Riu e eles me acompanham, meu celular toca e vejo que é uma mensagem dá Kris/Mom.


Mensagem ON

Mom: Hi baby!

Me: Hi Kris, o que foi?

Mom: Nossa, vou direto ao assunto, seu irmão se mudou e seu pai e eu decidimos que você vai voltar para casa!

Me: O QUE? Eu não quero voltar pra casa, tenho amigos aqui e eu gosto de uma garota que mora aquii.

Mom:Sorry Baby, mas seu pai está indo ai te buscar.

Mensagem off


Não consegui responder ela, apenas olhei para os meus amigos que me olharam confusos, o Jeff pegou meu celular e ele e o Matt leram a conversa, os dois me olharam tristes.


_Odeio meus pais... -Falo olhando para baixo e o Matt me abraça suspirando.

_Temos que aproveitar nosso último dia juntos! -O ruivo diz e eu sorrio triste.

_Vamos pular o muro dá escola! Ai iremos nos divertir a vontade! - O Jeff diz baixinho e nós três rimos.

_Beleza! Vamos fazer isso, mas eu tenho que levar a Amy junto - Depois dá minha sala eles sorriem maliciosos e eu bufo. Esperamos dar a hora do recreio e fomos chamar a Amy, contei tudo ela e ela topou, fomos até uma parte afastada do muro e ajudamos o Matt a subir, em seguida a Amy eu e o Jeff. Depois dá nossa fuga bem sucedida fomos nos divertir por ai


(18:42)



Depois desse dia irado, me despedi dos meus amigos e fui para casa com a Amy. No meio do caminho, a garota me puxa para um beco, ela me coloca contra a parede e fica na ponta dos pés, abraçando meu pescoço.


_Amy?...- A olho confuso e corado, a mesma sorri e me beija, mas não era um simples selar, era um beijo de verdade. Demorei um pouco para raciocinar o que estava acontecendo, mas retribuí o beijo, abracei a cintura dela e a levantei do chão. Segundos depois, senti ela pedir passagem para a língua, cedi (obviamente) e senti a língua quente dá loira entrar em contato com a minha. Ficamos presos nesse beijo até a falta de ar se fazer presente, nos separamos um pouco e ela me olhou corada.


_Eu...te amo Lu..

_Eu também te amo Amy - sorrio e a abraço apertado- Agora temos que ir -Falo e ela concorda. Chegamos em casa e meu pai já estava lá com minha avó e a mãe da Amy.


_Temos de ir Lucca, suas coisas já estão no táxi- Ele diz sério e eu olho para a Amy triste.

_Prometo que vamos nos ver de novo - Falo e a abraço, segurando o choro- Você me espera?...

_Claro que espero!....Te espero pelo tempo que for -Ela diz chorando e eu a solto, beijo a bochecha dá mesma e sorrio.

_ Até logo pirralha -Ela sorri e vai até a mãe dela, voi até minha avó e a abraço, agradeço por tudo e a solto, vendo que ela também chorava um pouco. Depois dessa despedida dolorosa, entrei no Táxi e olhei para fora, meu pai entrou também e o moço deu partida, vi a Amy abraçar a mãe dela chorando  e minha avó acenando. Vai ser um longo tempo sem ver elas.


#Quebra de tempo# (2anos depois)


Amanhã eu vou viajar para minha nova escola, meus amigos virtuais também vão para lá! Estou bem ansioso para os conhecer pessoalmente, principalmente aquela Amy, porque ela me parece muito familiar.






Contínua?



Notas Finais


Aleluiaaaaaaaaaa
Fiquei das 2 dá manhã, até as 4 escrevendo esse cap (É sério;-;)
Espero que tenham gostado amores, porque fiquei muito tempo escrevendo ^^""""
Nos vemos semana que vem, com mais um de onde vem!

Parei;-;
Mas é sério, até semana que vem!❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...