História Friendship - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Boku no Hero Academia (My Hero Academia)
Personagens Eijirou Kirishima, Enji Todoroki (Endeavor), Iida Tenya, Inko Midoriya, Katsuki Bakugou, Midoriya Izuku (Deku), Shouta Aizawa (Eraserhead), Shouto Todoroki, Uraraka Ochako (Uravity)
Tags Bnha, Boku No Hero Academia, Fluffy, Kiribaku, Tododeku, Yaoi
Visualizações 91
Palavras 1.137
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Ficção Adolescente, Fluffy, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


oi sz
então rs
minha primeira vez (depois de muito tempo) postando alguma coisa nesse site, espero que vocês gostem da minha tododeku, meu nome é helo, e é um prazer ter você como meu leitor sz
só esclarecendo algumas coisas da história:
ela vai ser narrada em terceira pessoa, mas quando o nome do personagem aparecer em negrito no canto da tela é porque são os pensamentos dele, então naquele momento é aquele determinado personagem que estará narrando a história.
os personagens tem 16 anos e estão no segundo do médio, assim como no anime.
eu vou tentar postar um capitulo por semana
e se flopar a gente se faz de katia cega
beijos e boa leitura sz

Capítulo 1 - 1. Starbucks


 

Capítulo 1; Starbucks

Todoroki Shoto

 

Depois de duas longas duas semanas sem ir para escola, meu corpo parece ter se desacostumado em acordar cedo. Tento, a todo custo, levantar-me da cama, mas parece ser uma tarefa impossível.

Depois de um tempinho enrolando, resolvo começar a me arrumar para o colégio. Não estou nem um pouco ansioso ou feliz em ter que voltar para a U.A, na verdade, estou apreensivo sobre meus resultados no próximo semestre. Não tinha me saído muito bem no começo do ano, então agora precisarei dar tudo de mim para conseguir boas notas.

Não que as minhas notas sejam péssimas, longe disso, sou um dos melhores alunos daquela instituição.

Talvez em questão de nota eu possa até empatar com Bakugou, um colega meu, mas em questão de conhecimento e experiência, sei que sou melhor que ele. Em porte físico também. 

Após organizar meus materiais e abrir as cortinas do meu quarto, desço até a cozinha para tomar café com a minha - complicada - família.

Sim, eu disse complicada.

Meu pai é uma pessoa muito importante e influente na nossa cidade e em todo o Japão, então, a todo tempo, temos que manter as aparências, mesmo que estejamos desabando emocionalmente devemos apenas sorrir e acenar.

E meu relacionamento com o senhor Todoroki não é muito bom. Na realidade, nem o vejo como um pai. Ele parece mais um grande ditador que fica me passando regras sobre o que devo ou não fazer para, lógico, não envergonhar o nome da nossa família. Palavras dele.

- Bom dia Mina. Onde estão meus pais? - Pergunto a governanta da casa, a senhora Mina, enquanto procuro meus pais com os olhos.

- Bom dia jovem Todoroki, seus pais já saíram de casa para trabalhar e seus irmãos já foram para a escolinha também. No que posso lhe ser útil? - Responde-me carinhosamente, com um sorriso acolhedor.

- Não precisa ser tão polida comigo, Mina. Passo mais tempo contigo do que com a minha própria mãe. - Digo fazendo pouco caso. Puxo uma cadeira para me sentar e começo a me servir. Não dá para sair de casa sem tomar um café reforçado. 

- Não fale assim, Shoto. Sua mãe é uma mulher ocupada, mas te ama muito. - Ela me corrige.

Resolvo não respondê-la, já que não tenho tanta certeza disso. A marca em meu rosto prova o contrário.

Depois de tomar meu café da manhã, pego uns trocados para o lanche e vou para o portão principal, a onde meu motorista particular Tenya Lida me espera para me levar ao colégio.

Tenya é o meu melhor amigo, temos quinze anos de diferença, mas não me importo muito com isso. Ah, e antes que me pergunte, tenho dezesseis. Para descobrir a idade de Lida, faça as contas.

Lida é meu motorista há dois anos e se mostrou uma pessoa muito confiável. Com ele eu converso sobre tudo e sei que posso contar com ele para tudo também.

No começo eu o tinha achado um pouco estranho, ele era mais engomado que todos os motoristas anteriores, falava de um jeito estranho. Como se estivesse em uma entrevista de emprego o tempo todo. Eu pensava que era por sermos uma família muito rica, mas percebi que esse era seu jeito mesmo. Sempre muito educado e prestativo.

Eu gosto muito dele, é um bom amigo.

- Bom dia Tenya. - Entro no carro e o cumprimento.

- Bom dia Todoroki Shoto, vamos direto para a escola ou o senhor vai querer passar em algum lugar antes? - Lida me olha pelo retrovisor com um semblante sério, enquanto ajeita os óculos. Fazendo-me rir.

- O que é isso? Por que está me chamando de senhor? - Ele pensa antes de falar e faz uma expressão confusa.

- Desculpe Shoto... É o costume. - Ele solta uma risada, balançando a cabeça. - Eu falo assim o dia todo, acaba saindo sem eu perceber.

- Tudo bem, mas já que mencionou sobre irmos a algum lugar, que tal tomarmos um café na Starbucks? - Forço meu melhor sorriso, tentando convencê-lo a me levar.

- Mas você já não tomou café? - Ele indaga ligando o carro.

- Tomei, mas quero tomar outro... - Finjo estar emburrado. 

- Está bem, eu te levo. Mas não faça essa cara. - Pede. - Eu me sinto mal.

 

 

 

Em um canto mais afastado da zona rica da cidade, Midoriya Izuku se arrumava para seu primeiro dia de aula na escola de seus sonhos, a U.A.

A U.A era a escola que todo japonês gostaria de estudar, os melhores profissionais saiam dali. Os estudantes dali eram muito bem preparados para o mercado de trabalho e para a vida adulta.

Anualmente, são abertas provas para alunos de outras escolas tentarem entrar como bolsistas e era ali que se encontrava Midoriya Izuku.

O menino de cabelos verdes havia tentado a prova no ano passado e torcia para uma boa colocação, eram aceitos somente quinze estudantes para entrarem no colégio. Bem, Izuku tinha ficado em décimo sexto,

Isso mesmo, décimo sexto.

Ele tinha se saído muito bem na prova, bem mesmo, entretanto não tinha sido o suficiente para se classificar.

Mas a vida não é só lágrimas e azar, depois de meio ano letivo ter se passado um dos estudantes bolsistas acabou desistindo de estudar no colégio dos sonhos e resolveu sair dali. Muitos achariam loucura fazer isso, mas Izuku agradeceu aos céus por isso. Agora aquela vaga era sua, e no fim das férias poderia se matricular.

- Filho, você pegou tudo? - Pergunta a mãe do menino de cabelos verdes, preocupada e ansiosa pelo primeiro dia de aula de seu filho. A AU não era qualquer instituição, era a maior do Japão e considerada um dos melhores centros de ensino do mundo todo.

- Sim, peguei tudo. - Sorri Midoriya, feliz e nervoso.

 Sua mãe retribui o sorriso do filho e o abraça fortemente, segurando as lágrimas.

- Boa sorte no seu primeiro dia, querido. - Eles se despedem, e o jovem Midoriya segue a pé para sua nova escola.

Ao lado do garoto um carro preto passa rapidamente e para no sinal vermelho do semáforo, dentro do carro um menino de cabelos cabelos coloridos - e esquisitos - saboreava um delicioso café da Starbucks. Izuku ficou com inveja, nunca tinha ido a Starbucks. Por um tempo ficou observando o garoto. Ele parecia ser o típico menino rico e egocêntrico. Mas tinha um jeito meio engraçado.

Suspirou pesado.

Da mesma forna que o menino se encontrava ansioso para seu primeiro dia, ele se preocupava com coisas genéricas, como por exemplo, e se não conseguisse fazer amigos?

Ou, e se zombassem da sua condição financeira? Como reagiria a esse comentários? 

Bem, Izuku teria que ser forte para enfrentar o mundo real.

 


Notas Finais


obrigado por ter lido, amorzinho sz
se voce gostou da história, pfv, favorite e deixe um comentário, lerei com muito carinho sz sz


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...