História Friendship - Capítulo 46


Escrita por:

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Amigas, Amizade, Drama, Homossexual, Lesbicas, Love, Romance, Yuri
Visualizações 103
Palavras 1.986
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Orange, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Hey pessoas, tudo bom? Mais um capítulo pra vocês!
Adorei os comentários do último capítulo! Tenho medo de vocês quando estão com raiva. 😂

Ps:Quero adiantar que o próximo não está pronto e se eu não aparecer domingo que vem vocês já estão avisados!

Boa leitura! 💜

Capítulo 46 - Superar as diferenças?


Fanfic / Fanfiction Friendship - Capítulo 46 - Superar as diferenças?

Três dias antes da festa...

Pov. Mel
Eu estou demorando demais para resolver aquele assunto do Guilherme. O plano sempre foi resolver isso o mais rápido possível e, de preferência, antes do aniversário da Carol. Agora só falta três dias para o grande dia dela e nós não saímos do lugar. Bianca também me alertou que Guilherme passa cada vez menos tempo em sua casa e ela desconfia que as suas vendas de drogas aumentaram.
Estamos ficando sem tempo...
- Você ouviu, Mel?-senti a mão de Bianca acariciando o meu braço.
- Desculpe. O que disse?
- Disse que não vamos conseguir muita coisa sozinhas. Precisamos de ajuda.
- E iremos pedir ajuda para quem?
- Se você confia em mim, irá falar quem te ajudou a fazer toda essa "investigação".
- Você sabe que foi a Mia e...
-Não foi só ela. Vocês tiveram mais uma ajuda.
Não posso negar, Bianca é esperta...
- Tivemos ajuda de uma traficante daqui da cidade.
- Céus Mel... Essa ajuda pode ser perigosa sabia?
- O que estamos fazendo por si só já é perigoso e essa traficante não é tão perigosa assim... Shadow é uma boa pessoa.
- Você confia nela?
- Sim. Eu confio.-respondi sem hesitar.
- Ok... Você acha que ela nos ajudaria ainda?
- Só tem uma maneira de descobrir.
- Como?
- Precisamos falar com a Mia.-vi Bianca revirar os olhos.-Ela é a única que conversa com a Shadow.
- Tudo bem.
- "Tudo bem"? Só isso?-arregalei os olhos surpresa.-Quer dizer...
- Não vou dizer que já esqueci o que ela fez comigo, mas estou fazendo isso por um bem maior.
- Só basta saber se ela também pensa assim...
[...]
Não é muito difícil adivinhar onde Mia se esconde. Existe um beco perto da escola onde vários adolescentes vão quando querem usar drogas. Bom... se eu bem conheço aquela garota, ela estará lá.
- Esse lugar me dá arrepios.-Bianca se escondeu atrás de mim.
- Com medo?-perguntei apertando sua mão.
- Não é medo...-ela encarou uma garota injetando alguma droga no braço.-Esse lugar me faz lembrar daquela época horrível da minha vida.
- Se quiser você pode esperar do outro lado da rua. Prometo ser rápida.
- Não, está tudo bem. Eu quero te acompanhar.
Dei um sorriso em forma de agradecimento e continuamos o nosso caminho atrás de Mia. Bem no final do beco onde se dava à um campo abandonado, a encontramos com uma caixinha de cigarros nas mãos.
- Mia?-a chamei.
Ela me encarou com os olhos arregalos e abriu a boca em surpresa:
- O que vocês fazem aqui? É perigoso!
- Precisamos falar com você.
- E sobre o que seria?
- Eu preciso... Nós precisamos...-corrigi olhando para a minha namorada.-Da sua ajuda.
- Pra que?
- Precisamos continuar com o nosso plano para desmascarar o Guilherme. Já passamos muito tempo sem fazer nada e a cada dia que passa, ele ganha mais confiança.
- E...? O que eu ganho com tudo isso?
- Que tal poder ajudar a Carol?-Bianca se intrometeu.-Eu o conheço e sei que futuramente irá fazer algo. Pense que estará fazendo algo bom.
Mia ficou em silêncio por alguns segundos talvez refletindo o que Bianca acabará de dizer. Só espero que ela tenha conseguido convencê-la...
- Ok.-Mia apagou o cigarro.-O passado é passado, não é? Precisamos focar no futuro.
- Então você topa nos ajudar?
- Se estiver tudo ok para as duas.
- Sim está tudo ok.-Bianca é a primeira a dizer.
Não estava tudo bem. Dava pra ver nos olhos de Bianca que ela ainda não esqueceu aquele dia que Mia a trancou na sala do zelador. Mas... pelo menos ela está se esforçando. Para ajudar a Carol. Por um bem maior.
- Só vamos precisar de mais uma ajuda...
- De quem, Mel?
- Shadow.-respondi e ela revirou os olhos.-Aconteceu algo?
- Não. Está tudo bem.
- Você acha que ela nos ajudaria?
- Por que não? Ela não tem problemas com ninguém, não é?
Senti o tom de ironia de Mia e arqueei uma sobrancelha. O que aconteceu com essas duas? Briga por conta do tráfico? Algo mais pessoal? Juro que eu queria saber o que houve.
Na melhor oportunidade, eu descubro...
[...]
Seguimos Mia até um prédio de classe baixa. A loira nos contou que era lá que Chloe morava apenas para não chamar atenção. É uma boa jogada, tenho que admitir.
- Então é aqui que a Shadow mora?-Bianca perguntou enquanto caminhávamos por um corredor caindo aos pedaços.
- Aqui é um ótimo lugar para se manter escondida. Os policiais nem passam por aqui.
- Nota-se.-digo observando discretamente uma mulher limpando um revolver.
Um revolver? Ela não poderia ser uma pessoa normal e limpar o chão? Ok, foco! Eu não vim aqui pra ficar reparando nesses detalhesm Eu vim aqui pela Carol.
- É aqui.-Mia me tirou dos meus devaneios ao parar no apartamento 21.
- Será que ela está aí?
- Só há uma maneira de descobrir.
Mia bateu na porta com força e se encostou na parede esperando Chloe nos receber. Revirei os olhos ao ver a loira acendendo um cigarro e colocando na boca.
Por algum motivo eu quero andar na linha agora. No limite do possível. Talvez Bianca esteja me afetando. Pelo lado totalmente positivo.
- Servidas?-ela pegou dois cigarros do bolso e esticou para nós.
- Não, obrigada.-Bia respondeu de maneira educada.
Para alguém que não gosta da companhia da Mia, até que ela está se saindo bem. Até que está disfarçando bem.
- E você Mel?
- Também não quero.
- Você está mudando.-Mia murmurou enquanto soltava a fumaça.
- O que quer dizer com...
Minha frase foi interrompida por Chloe abrindo a porta com um olhar desconfiado. Ela alternou o seu olhar entre eu e Mia e logo depois observou Bianca.
- Vocês sabiam que a minha identidade é secreta?-Chloe perguntou revirando os olhos.
- Eu posso esperar lá fora.-Bianca comentou.
- Não.-segurei sua mão.-Vamos lá, ela não irá falar nada... Você sabe que ela não irá falar...
- Entrem.-ela deu espaço para nós passarmos.
Apesar de morar em um prédio horrível, o apartamento de Chloe era muito bonito e bastante arrumado. Para uma garota de 17 anos que vive sozinha, ela se dá muito bem.
- Então... você é a Bianca?-Chloe perguntou enquanto sentava em uma poltrona.
- Sim. Você irá dizer o seu nome?
- Chloe Becker.
Senti um aperto em minha mão e percebi que Bianca ficou intrigada. Será que ela conhece alguém próximo da Chloe?
- Você é a garota que desapareceu ano passado, não é?
- Sim, mas não viemos falar disso não é?-Bianca concordou com a cabeça.-O que vocês querem de mim?
- É sobre o Guilherme...
- Óbvio que é sobre ele.-Chloe me interrompeu.-Qual seria o outro motivo de vocês virem aqui.
- Você mesma disse que iria me ajudar. Carol precisa descobrir o mais rápido possível. O aniversário dela está chegando.
- Aniversário? O aniversário de Carol está perto?
- Falta apenas 3 dias. Eu queria que ela soubesse antes disso.-desviei meu olhar para o chão sentindo um peso no peito.-Ele é perigoso. Eu tenho medo. Por favor Chloe, você é a única que ele confia!
- Ele não confia em mim. Só precisa vender e me entregar o dinheiro das drogas que vendo pra ele.
- Isso ajudaria. Poderíamos montar um plano e bater fotos ou até mesmo fazer um vídeo!
- Seria uma boa idéia.-Bianca foi a primeira a me apoiar.
- Concordo.-Mia diz e apaga o cigarro no chão.
- Vamos lá Chloe. É por um bem maior.
- Ok! Eu topo. Apenas para tirar o Guilherme do meu caminho. Aquele filho da puta está abrindo o próprio negócio e não gosto disso...
- Podemos nos ajudar então?-estendi minha mão para fazer um acordo.
- Apenas mais uma coisa.
- O que é?
- Você irá fazer a Mia limpar esse cigarro que ela apagou no chão.
Dei uma risada alta sendo acompanhada por Bianca e até mesmo por Mia que tentou disfarçar:
- Negócio fechado!-concordei e apertamos nossas mãos.
É agora que o jogo começa. É agora que o seu império irá cair Guilherme.
Você mexeu com as garotas erradas...
Pov. Autora
Depois de muita discussão, as quatro garotas se reuniram no centro da sala de Chloe e começaram a montar uma estratégia para desmascarar o Guilherme de uma maneira fácil e eficiente. Todas combinaram de trabalharem amanhã para obter todas as provas necessárias. Chloe, Mel e Mia iriam montar um plano para gravar uma comversa da Becker com Guilherme enquanto Bianca ficou responsável em pegar o caderno de anotações do "irmão" para registrarem tudo no computador. Eatá tudo dando certo.
- Podemos gravar um áudio ao invés de filmar.-Mia deu a idéia enquanto sentava no sofá.-Eu tenho um microfone bem pequeno que pode ficar em um casaco ou qualquer outro lugar.
- É uma boa idéia.-Chloe comentou encarando a loira.-Guilherme está me devendo dinheiro e posso marcar um encontro amanhã. Marcarei em um lugar público onde posso usar um moletom. O microfone ficará escondido.
- Perfeito. Se for em um parque, podemos nos posicionar e bater fotos!-foi a vez de Mel dizer.-O que acham?
- Estou de acordo.-Chloe concordou.
- Também topo.-Mia também concorda.
Mel olhou para a namorada que apenas assentiu dando um sorriso tentando lhe passar confiança.
- Ok. Chloe você tem um notebook para arquivarmos tudo?
- Acho que esta no meu quarto, Mel. Me acompanhe.
- Tudo bem.-ela virou para a namorada.-Já volto.
Bianca concordou e sentou na poltrona observando Melissa indo em direção ao quarto junto com Chloe. A sala ficou em silêncio com apenas Bianca e Mia. Quem diria que as duas que antes eram concorrentes agora trabalham juntas.
São as ironias da vida...
- Então...-Mia quebrou o silêncio.-Está tudo bem pra você em trabalhar comigo? Quer dizer, depois de tudo que aconteceu?
- Não está tudo bem. Não é fácil perdoar alguém que te trancou dentro de uma sala apenas para não se encontrar com uma garota.
- Também não é fácil perdoar alguém que te julga mal de primeiro momento por ter uma doença sexualmente transmissível.-Bianca arqueou uma sobrancelha com o comentário.
- Como você...
- Tenho as minhas fontes.-a loira deu os ombros.-Me diga Bianca, qual caso é pior?
- Você não pode falar do meu relacionamento com a Mel. É totalmente diferente!
- Não é diferente. Como você perdoou ela tão facilmente?
- Não guardo mágoas de quem não conhece o assunto. Acontece.
- Vocês irão brigar toda hora. Você não irá aguentar a Mel.
- Uau não sabia que você previa o futuro!-a mais nova disse em tom de ironia.-O que mais irá dizer? Vou ganhar um carro?
- Essa pose de garota quietinha é apenas fachada né? Por dentro você consegue ser pior do que eu.
- Pior que você? Ninguém é pior ou melhor que ninguém.
- Pare de bancar a boazinha e fale logo o que você pensa!-a rebelde levantou o tom de voz.-Pare com esse papel de boa moça que eu sei que não existe!
- Quer saber o que eu penso? Você não sabe pelo que eu passei, porque não abriria a boca se soubesse e eu quero que saiba que eu só estou aqui para ajudar a Carol e a Mel! Só topei isso porque me importo com elas!
- Então não se importa de trabalhar comigo. Eu sou importante pra tudo isso.
- Eu acho que precisa parar de cuidar da minha vida! Você não me conhece e muito menos sabe do que eu sou capaz! Minha mente é fodida Mia! Não duvide nada de mim!
- Parece que alguém está finalmente mostrando as garras!
O tom ironico de Mia só conseguiu deixar Bianca mais nervosa. Parece que essa dupla será complicada.
Será que é possível superar as diferenças?


Notas Finais


Será que essas duas vão far certo trabalhando juntas? Pelo jeito só mantendo distância...
Mia também provoca, né? Bianca tem os seus limites de paciência.

Bom, já devem ter reparado que estou fazendo uma contagem para o aniversário da Carol. Algo irá acontecer, mas não posso revelar ainda.
Eu posso até falar para adivinharem, mas tenho medo de acertarem! 😂

Espero que tenham gostado do capítulo! Beijos! 😘💜


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...